ALdCS – Capítulo 45

Nono Dever Diário do Cavaleiro Sol: Espalhe os Verdadeiros Ensinamentos do Deus da Luz (Parte 2)

Depois do meu anúncio, eu imediatamente caminhei em direção ao tablado… mas uma figura preta e prata entrou em meu caminho.

Eu hesitantemente parei de andar e perguntei:

— Irmão Inferno, algum problema?

Inferno disse de forma simples e clara:

— Lutar não é algo que o Cavaleiro Sol deveria fazer. Por favor, permita que eu o substitua nesta batalha.

Ao ouvir isso, eu murmurei:

— Ah.

O rei foi rápido em reagir e perguntou?

— Substituto?

Eu olhei para o rei com uma expressão estranha e gaguejei:

— Is.. isto…

O rei lançou um olhar para seu confidente cavaleiro mais jovem. Este último gritou:

— Porventura o sempre honesto e transparente Cavaleiro Sol está escondendo algo indescritível?

Eu deliberadamente me virei e olhei para Julgamento. Ele era o único que poderia cooperar comigo mesmo sem ser informado.

Embora Julgamento não tivesse ideia do que estava acontecendo, ele disse irritado:

— Se você insiste em dizer isso, então é de sua inteira responsabilidade.

Eu hesitei, suspirei, e depois esclareci:

— Vossa Majestade, se me permite, a luz do Deus da Luz iluminará novamente este mal-entendido. Cavaleiro Inferno já foi pensado para ser o alter ego do Cavaleiro Sol, e não uma pessoa real. Não está claro se isso era verdade no passado. Independentemente disso, o atual Cavaleiro Inferno existe de fato como uma pessoa real. Entretanto, ao mesmo tempo, os Cavaleiros Inferno do passado receberam a tarefa de ser o substituto do Cavaleiro Sol. — Depois de dar a minha explicação, fiz o meu melhor para pleitear com o Cavaleiro Inferno — Cavaleiro-Capitão Inferno, por favor, desista. Esta é minha luta.

— Não! — Inferno rosnou um pouco com raiva — Se você lutar pessoalmente, em vez de deixar que esse substituto tome o seu lugar, então você estará anulando o propósito da minha existência. Você terá que me matar e passar por cima do meu cadáver antes de eu deixar você subir no tablado.

Fiquei sem palavras e todo o estádio entrou em alvoroço. Era raro o público ouvir um cavaleiro sagrado altamente autodisciplinado perder o controle e dizer algo assim.

— Cavaleiro-Capitão Inferno, não posso permitir que você me substitua. — Suspirei suavemente e disse, desanimado — Caso você vença, como essa vitória poderia ser alcunhada como minha?

Cavaleiro Inferno disse friamente:

— Então suba no tablado por cima do meu cadáver!

— Isso é impossível! Por favor, afaste-se, Cavaleiro-Capitão Inferno. — Eu estava começando a ficar com raiva.

— Não!

O Cavaleiro Inferno só vociferou essa única palavra, mas teve impacto mais que suficiente.

Nós tínhamos chegado a um impasse. Inferno me encarou com olhos determinados… ou, devo dizer, ele estava fazendo o melhor que podia para parecer resoluto. Eu acredito que isso não era difícil para ele, já que ele era originalmente uma pessoa extremamente determinada, de qualquer maneira.

— Deixe o Cavaleiro-Capitão Inferno tomar o seu lugar.

Quem quebrou o impasse foi Sua Alteza, a princesa. Ela disse gentilmente:

— Como ele está disposto a se sacrificar pelo Cavaleiro-Capitão Sol, não faz diferença se é ele ou o Cavaleiro Sol lutando.

Eu balancei a cabeça e exclamei:

— Mas Sua Alteza, os outros dois participantes podem não estar dispostos a aceitar tal acordo.

Elijah pensou muito sobre isso por um tempo, e então disse:

— Como a princesa não se opôs, então aceitarei essa substituição.

O Filho do Deus da Guerra franziu a testa. Durante muito tempo, ele não mostrou nenhum sinal de concordância. Eu posso compreender. Embora não tivesse certeza de quão forte era Cavaleiro Inferno, não importava o que fosse, ele não poderia ser mais fraco do que eu, segundo os rumores.

Apressadamente adicionei combustível às chamas dizendo:

— Vossa Alteza, é compreensível que o Filho do Deus da Guerra não aceite, já que seria injusto para ele se o Cavaleiro Inferno ganhasse.

O Filho do Deus da Guerra pareceu insultado com o meu comentário. Ele zombou friamente e uivou:

— Quem disse que eu não concordo?! Não importa quem seja meu oponente, o vencedor será eu.

Com relação a esta declaração, o rei assentiu em concordância. Como todas as pessoas importantes haviam dado sua aprovação, o assunto estava resolvido. Os três homens que estavam disputando a mão da princesa em casamento subiram no tablado para começar o truelo.

Como eu não era mais um dos homens competindo na luta pela princesa, voltei para as fileiras dos Doze Cavaleiros Sagrados e me posicionei ao lado do Cavaleiro Julgamento.

Cavaleiro Julgamento sorriu e então sussurrou:

— Você nunca teve qualquer intenção de subir no tablado.

— É claro. Não tenho interesse em apanhar feito condenado diante de uma audiência. — Eu respondi naturalmente, dando a Julgamento um olhar de desaprovação e acrescentei cinicamente — Com sua capacidade de raciocínio, você deveria ter deduzido isso quando me viu com o livro que Nuvem me deu, descrevendo como escolher amuletos de boa sorte. Você acha que eu sou uma pessoa que confia em amuletos de boa sorte para garantir o sucesso dos meus esquemas? Se eu não puder ter 200% de confiança, devo pelo menos ter 100% de sucesso, antes de me atrever a fazer qualquer coisa.

— Ah… é verdade. Que estupidez a minha. — Julgamento balançou a cabeça em desgosto — Não importa o livro, eu deveria saber que você definitivamente não iria participar de uma luta que você concordou em participar.

Dei a Julgamento um olhar de desdém. — E o que é que isso quer dizer? De qualquer forma, eu derrotei muitas criaturas mortas-vivas, e de vez em quando as criaturas mortas-vivas que Rosa envia são fortes!

Um servo de repente aproximou-se de mim e disse respeitosamente:

— Cavaleiro Sol, o rei deseja falar com você.

Eu balancei a cabeça e o segui, então corajosamente dei ao rei um sorriso brilhante. Mesmo que o rei soubesse que tudo isso era minha culpa, não havia como ele me acusar diante de um público tão grande, certo?

O rei acenou para seus dois cavaleiros confidentes e eles imediatamente entenderam que deveriam se distanciar.

Ele então acenou para mim. Subi na plataforma, fiquei ao lado do rei e baixei a cabeça para ouvir o que ele tinha a dizer. Ele rangeu os dentes e sibilou:

— Se minha irmã não amasse verdadeiramente Elijah, eu nunca teria permitido que você causasse tal cena.

— Embora não tenha ideia do que Vossa Majestade quer dizer com “cena”, eu admiro sua sincera preocupação por sua amada irmã. — Eu disse sinceramente.

Afinal, se o rei quisesse insistir em casar sua irmã com o Filho do Deus da Guerra, ele teria pelo menos dez métodos de sabotar meu plano. Mas além de não usar nenhum desses métodos, ele até optou por simplesmente sentar e assistir ao espetáculo.

— Hmph! Se você provocou todo esse alvoroço e ainda não conseguir casar minha irmã com o amado dela, resultando em sérias consequências, assegurarei que nada de bom aconteça com você.

Assim como um irmão mais velho ansioso, o rei me olhou com raiva. Depois disso, ele fez uma careta e virou-se para a cena no tablado.

O rei tinha bons motivos para franzir o cenho. Apesar de Elijah ter sido treinado por Julgamento, a probabilidade de ele acabar com o Filho do Deus da Guerra era tão alta quanto a minha de vencer Julgamento.

Eu sabia que Julgamento sabia disso, que os guerreiros do Deus da Guerra sabiam disso, e que os cavaleiros reais sabiam disso. Então, naturalmente, o rei também sabia disso.

O que eles não sabiam, é que há muitas definições de “ganhar”, especialmente quando se briga por uma mulher.

Quando saí do lado do rei e voltei para as fileiras dos Doze Cavaleiros Sagrados, a luta já havia começado, como se os participantes não pudessem esperar para começar. O primeiro a atacar foi o Filho do Deus da Guerra. Os guerreiros sempre são os primeiros a atacar, enquanto os cavaleiros que valorizavam a defesa sobre o ataque raramente atacavam primeiro.

— Bela esgrima! — Cavaleiro Julgamento disse admirado, como se estivesse ansioso por uma partida.

Esta afirmação, obviamente, não foi dirigida a Elijah. A esgrima de Elijah não era ruim, mas não o suficiente para Julgamento se maravilhar. Seu comentário foi dirigido a Rola… ao Cavaleiro-Capitão Inferno e ao Filho do Deus da Guerra.

Cavaleiro Julgamento fez um comentário sobre a luta violenta, dizendo:

— Logo após o início da luta, o Filho do Deus da Guerra rapidamente percebeu quem era seu verdadeiro oponente. Embora na superfície seja uma briga entre três pessoas, na verdade a maior parte da luta é feita entre o Filho do Deus da Guerra e o Cavaleiro Inferno. O Filho do Deus da Guerra inicialmente pensou em se livrar de Elijah antes de lidar com Cavaleiro Inferno, mas a esgrima a de Elijah é muito boa e seu jogo de pés é único. Seria necessário mais que um momento para derrotar Elijah, o que torna tudo muito difícil, considerando que o Cavaleiro Inferno também estaria esperando por uma oportunidade de atacar, como um tigre esperando para atacar sua presa. Até o Filho do Deus da Guerra perderia se não lutasse seriamente contra o Cavaleiro Inferno. — Cavaleiro Julgamento afirmou, continuando com o seu comentário exclusivo.

A verdade é que tudo o que estava vendo era o brilho das espadas e as silhuetas de três pessoas correndo aqui e ali. Eu assisti até ficar tonto, e foi quando ouvi o choque de armas…

— Ainda bem que não estou ali no tablado, ou teria morrido de convulsão só de ouvir os sons de espadas colidindo. — Eu disse.

— Se você realmente estivesse no tablado, você teria perdido antes mesmo de ouvir o choque de armas. — Julgamento disse depois de ouvir minha exclamação de alívio — Mas não se preocupe. Você é especialista em derrotar mortos-vivos. Se fosse sobre derrotar criaturas mortas-vivas, você seria mais forte que todas as três pessoas no tablado.  — Depois de me consolar, Julgamento continuou a me insultar ainda mais — Por outro lado, em se tratando de lutar contra seres vivos, você seria dez vezes mais fraco que Elijah.

Não querendo aceitar a derrota, eu o provoquei:

— Então entre você e o Cavaleiro Inferno, quem seria mais forte?

Julgamento olhou para mim e disse devagar:

— É difícil dizer… e você deve saber muito bem o que quero dizer.

Fechei a boca obedientemente e lembrei que o Supremo Dragão Inferno não possuía apenas um excelente esgrima. Na verdade, sua esgrima era provavelmente a mais inofensiva de suas habilidades. Então, novamente, se o inimigo fosse “Supremo Dragão Inferno”, como um cavaleiro sagrado, “fatiá-lo com a espada” não era o único meio disponível para Cavaleiro Julgamento. Em conclusão, seria muito difícil determinar quem venceria. A única coisa que eu poderia ter certeza era que Julgamento já havia descoberto a verdadeira identidade do “Supremo Dragão Inferno”.

Embora eu não tivesse tido a intenção de esconder esse fato de Julgamento, eu estava, como sempre, impressionado com sua capacidade de observação. Se precisasse, eu temia que seria extremamente desafiador esconder algo dele.

Eu não pude resistir perguntando:

— Como você descobriu quem ele é?

— Ele é fácil de identificar por causa de seu esplêndida esgrima.

Ah, então é isso. Eu odeio mestres de espadas!

— Sua expressão indica que você está pensando que todos os mestres de espadas deveriam morrer. — Julgamento me lançou um olhar de desaprovação.

— Continue a adivinhar as coisas assim tão corretamente que vou acabar ficando convencido de que você não é o Cavaleiro Julgamento, mas um verme no meu estômago![1]

O olhar de desaprovação de Julgamento desapareceu, substituído por um sorriso crescente. Insatisfeito, perguntei:

— Como a luta está progredindo?

— O Filho do Deus da Guerra faz jus ao seu nome como líder dos guerreiros. Ele não pode ser subestimado. A menos que o Supremo Dragão Inferno use uma técnica diferente, ele definitivamente perderá no final.

Pedi para esclarecer:

— Mesmo que Elijah e o Supremo Dragão Inferno se juntem contra ele, o Filho do Deus da Guerra ainda vai ganhar?

— Sim.

Não pude deixar de elogiar:

— Ele não é o Filho do Deus da Guerra à toa, tão forte!

— Sua expressão sugere que você está muito aliviado por nunca ter tido a intenção de participar da luta.

— Cale a boca, tênia!

Os olhos de Julgamento se encheram de prazer. Felizmente para ele, os olhos de todos estavam na batalha e ninguém notou a sua expressão, ou então muitas pessoas teriam morrido de choque ao ver o cruel e sem coração Julgamento Knight sorrir.

Percebi que o tempo estava quase acabando e sussurrei para Julgamento:

— Em alguns instantes, não importa o que aconteça, não interfira.

Julgamento balançou a cabeça e disse, decidido:

— Então vou embora, caso alguém se pergunte por que não fiz nada.

Eu balancei a cabeça em concordância. Julgamento era muito meticuloso também.

— Dessa forma, também posso evitar saber o que você fez.

Realmente é bom eu deixá-lo ir embora, para o caso de eu exceder acidentalmente o nível de tolerância dele. Se eu ultrapassasse esse nível, depois de receber uma surra dolorosa, eu ainda teria que me desculpar por causar problemas a Julgamento.

Depois que Julgamento saiu do estádio, olhei para o tablado. Armas colidiam continuamente, e as auras de batalha eram tão poderosas que as correntes de vento causadas eram o suficiente para bagunçar meu cabelo. O chão estava ainda cheio de rachaduras. Pequenos pedaços de rocha eram lançados no forte redemoinho das auras de batalha opostas.

Não importando se eles eram cavaleiros ou guerreiros, o público que assistia não se atreveu a tirar os olhos da intensa batalha, para não perder nenhuma parte importante. Ocasionalmente havia gritos de assombro ou aplausos altos.

é o suficiente. Se a luta continuar, Elijah pode ser incapaz de lidar com isso e perder. Nesse caso, não importa se todos os meus esforços anteriores fossem desperdiçados, eu não teria ideia de como encerrar as coisas.

Se Elijah perder, e eu não posso permitir que o Filho do Deus da Guerra se case com a princesa, isso significaria que eu realmente teria que me casar com ela, hein? Acho que terei que usar uma armadura completa para dormir em nossa primeira noite, para evitar que minha esposa cometesse o crime de assassinar seu marido.

Eu enfiei a mão no bolso e esmaguei um coração de vidro.


[1] Ah, piazada, esse foi difícil. É um ditado chinês… assim, quando eu digo que você é como “um verme que mora em meu estômago”, estou querendo dizer que você é um verme que sabe tudo sobre mim, pois mora no meu estômago, sacou? E por lá eles tem muitos vermes…

Deodoro
Tradutor nas horas vagas. Só joga no hard.

1 Comentário

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!