ALdCS – Capítulo 47

Décimo Dever Diário do Cavaleiro Sol: Recrute Fiéis (Parte 2)

A deathmatch já havia parado há muito tempo. O Filho do Deus da Guerra, que havia ignorado os acontecimentos até o momento, disse friamente:

— O Cavaleiro Sol sabe usar a ressurreição, então, o que importa se ele morrer?

Todos se reuniram em volta de mim. Até a princesa levantou a cabeça e perguntou, esperançosa:

— Sério? Isso é verdade?

Eu balancei a cabeça cautelosamente e admiti:

— Sim, realmente sei como usar a Ressurreição.

Todo mundo explodiu em alvoroço.

— Mas, a menos que não haja outra escolha, e os interessados aprove, nunca usarei esse tipo de magia sagrada! — De repente eu disse severamente.

— Por que? — A princesa gritou alarmada. Afinal de contas, quem estava à beira da morte era seu amado.

— Porque há muitas restrições. A magia Ressurreição só pode ser usada dentro de oito horas após a morte. Se usada em um corpo que está morto há mais de oito horas, o cadáver se tornará uma criatura morta-viva. Além disso, a Ressurreição não tem efeito sobre aqueles que morreram de velhice, doença ou mesmo veneno. — Fiz uma pausa por um momento e depois acrescentei — É perigoso usar a Ressurreição em uma pessoa amaldiçoada como Elijah. Mesmo se revivido, a maldição sobre ele não será dissipada. Ele poderia morrer novamente quase imediatamente, devido aos efeitos da maldição. Além disso, a Ressurreição tem muitos efeitos colaterais possíveis. Os efeitos colaterais conhecidos incluem o surgimento de chifres, peles escamosas, o crescimento de um braço extra, o enlouquecimento e a incapacidade para a vida toda.

Mencionei todas as fraquezas da Ressurreição em um só fôlego. Agora que o mundo inteiro sabe sobre suas falhas, embora com um pouco de exagero, eu seria poupado do problema de pessoas que viessem a mim para reanimar alguém.

Os corações de todos aqueles que assistiam afundaram ao ouvir minhas palavras. A princesa ficou particularmente afetada. Sua voz estava embargada de soluços.

Apenas o Filho do Deus da Guerra estava em êxtase. Isso porque ele finalmente havia compreendido o fato de que a ressurreição era uma magia quase inútil. A Igreja do Deus da Luz não podia expandir-se tomando emprestado o poder de tal magia.

— O preço do reavivamento é sempre maior que o da morte. — Terminei com grande ênfase.

Nesse ponto, o Papa, sem pressa, finalmente terminou de conjurar o encantamento. Ele recitou baixinho:

— Cura Total!

A suave luz amarela da cura desceu sobre Elijah. Em pouco tempo, antes que a luz se dissipasse, Elijah gemeu. Ele abriu os olhos, sorriu e disse:

— Vossa Alteza…

— Elijah! Oh, Elijah! — A princesa abraçou seu amante com força.

Ao ver essa cena, o Filho do Deus da Guerra fez uma cara feia como um marido traído. Ele se ergueu em toda a sua altura e caminhou em direção aos dois pombinhos. Os guerreiros atrás dele seguiram o exemplo. Todos os cavaleiros sgrados olhavam para mim em busca de instruções. Sem minha ordem, eles não moveriam um músculo. Os cavaleiros reais rapidamente e nitidamente se aproximaram para proteger Elijah e a princesa. Em um instante, eles formaram uma parede invencível de escudos.

O Filho do Deus da Guerra zombou. Os guerreiros do Monastério do Deus da Guerra sacaram suas armas simultaneamente. Os cavaleiros reais também lançaram suas lanças por detrás de seus escudos. A tensão no ar era enervante.

A princípio, os cavaleiros sagrados ficaram encantados em sentar e observar de longe. De repente, um cavaleiro sagrado aleatório exclamou:

— Ah! O Cavaleiro Sol não quer se casar com a princesa também?

Os cavaleiros sagrados acordaram com um sobressalto. Eles olharam para seus respectivos capitães, esperando por ordens. Os Doze Cavaleiros Sagrados todos olhavam para mim… Eu quase esqueci que eu era uma das pessoas que lutavam pela mão da princesa em casamento.

Profundamente tocado, elogiei:

— Ah! Um cavaleiro se sacrificando para salvar uma princesa, e a princesa derramando suas adoráveis lágrimas em gratidão. Que história comovente! Nem mesmo a benevolência do Deus da Luz perdoará a mim, seu servo e leal Cavaleiro Sol, se eu acabar com esse casal que se ama verdadeiramente!

Os Doze Cavaleiros Sagrados se afastaram de mim e continuaram assistindo ao show.

Percebendo isso, os cavaleiros sagrados também continuaram sentados para observar a luta. Como os cavaleiros sagrados e os cavaleiros reais eram colegas que viviam na mesma cidade, e como Elijah era bastante popular, a maioria dos cavaleiros sagrados preferiu torcer por Elijah e os cavaleiros reais.

Vendo como os cavaleiros sagrados estavam entusiasmados, juntamente com o fato de que os jovens tendiam a ser de sangue quente, eu acreditava que, se uma luta realmente acontecesse entre os cavaleiros reais e o Monastério do Deus da Guerra, os cavaleiros sagrados seriam incapazes de evitar a luta.

Os cavaleiros reais e os guerreiros do Monastério do Deus da Guerra se firmaram. Eles se encararam, prontos para o confronto final de seus dois exércitos. Uma calma mortal pousou sobre o estádio, anunciando o início de uma guerra… Se não fosse por um bando de cavaleiros sagrados aplaudindo e acenando bandeiras, emprestando à arena um ambiente de competição, a atmosfera seria bastante tensa.

A julgar pelo seu entusiasmo, parece que meus próprios cavaleiros estão ansiosos para lutar, em vez de apenas encorajar seus amigos.

— Esses caras do Monastério do Deus da Guerra realmente espancaram nossos parças da Igreja do Deus da Luz!

— Eles até ousaram atacar o Pelotão do Cavaleiro Sol. Eles devem estar cansados de viver!

— Cavaleiros reais, avancem! Matem aqueles bastardos do Monastério do Deus da Guerra, eles quase assassinaram Adair!

Eu lancei um olhar questionador para Cavaleiro Tempestade, que deu de ombros e explicou:

— Seu vice-capitão Adair é tão popular entre os cavaleiros sagrados quanto Elijah entre os cavaleiros reais. A reputação do seu Pelotão do Cavaleiro Sol também se equipara ao grupo de jovens cavaleiros reais de elite liderados por Elijah. Em conclusão, o seu Pelotão do Cavaleiro Sol é bem apreciado por todos, independentemente de serem plebeus, membros da Igreja do Deus da Luz, cavaleiros do Templo Sagrado, ou mesmo cavaleiros reais. Até eu frequentemente vou a eles em busca de ajuda.

— Ah! — Gargalhei. — Então é isso. Parece que subestimei seriamente Adair e o meu Pelotão do Cavaleiro Sol. Da próxima vez, posso dar-lhes mais tarefas.

— Sol, não ria assim! Isso me faz sentir como se eu tivesse machucado eles… — Parecia que Tempestade estava falando comigo e murmurando para si mesmo ao mesmo tempo.

— Como você pode dizer isso, irmão Tempestade? Juro ao Deus da Luz, a sua ajuda é tão radiante quanto a Igreja do Deus da Luz!

— Então eu realmente os prejudiquei. — Tempestade suspirou e murmurou — Parece que eu tenho que pagar uma rodada para eles mais tarde. Mas me diga, você está planejando deixar os cavaleiros sagrados lutarem ou não? — Tempestade perguntou, intrigado, acrescentando — Você não vai nos dizer primeiro, para que possamos estar preparados mentalmente?

— Acredito que o benevolente Deus da Luz só deseje um romance promissor a florescer e não deseja ver violência e derramamento de sangue sem sentido.

— Ah.

Os Doze Cavaleiros Sagrados tiraram as mãos das armas. Labareda até pareceu desapontado. Ele resmungou:

— E eu aqui que estava pensando que poderia ir com tudo, ao menos uma vez…

Quando a situação estava à beira de estar fora de controle, o rei levantou-se lentamente. Ele rosnou:

— Parem com isso de uma vez!

— Majestade! — O Filho do Deus da Guerra gritou furiosamente — Você se esqueceu do nosso acordo?!

O rei ficou em silêncio. Embora o Filho do Deus da Guerra soubesse que ele havia dado com a língua nos dentes, ele franziu o cenho. Ele não parecia ter nenhuma intenção de voltar atrás com suas palavras.

Eu disse sinceramente:

— Filho do Deus da Guerra, diz-se que o amor sempre encontrará um caminho. Há algum mal em deixar dois amantes ficarem juntos? Ao ver tal cena, até mesmo eu concordei em desistir. Será que o Filho do Deus da Guerra deseja continuar dificultando as coisas para este casal?

— Hmph! — O Filho do Deus da Guerra zombou.

Eu devolvi seu sorriso sarcástico com um sorriso deslumbrante. Eu sabia que o interesse dele não estava na princesa.

— Por que não deixamos o rei compensar a falha da princesa em retribuir seu amor construindo uma filial do Monastério do Deus da Guerra aqui, no Reino de Som Esquecido? O que acha?

Tanto o rei como o Filho do Deus da Guerra olharam para mim em total espanto. Até os outros Doze Cavaleiros Sagrados franziram a testa. Eu continuei sorrindo brilhantemente.

— Eu poderia aceitar uma desculpa tão sincera… — O Filho do Deus da Guerra falou devagar enquanto lançava olhares ao rei. Vendo que o rei não tinha intenção de discordar, o Filho do Deus da Guerra deu-lhe um breve aceno de cabeça e exclamou — Então, está decidido! — Ele suspirou e disse — Na verdade, eu também não quero separar esses pombinhos.

Eu balancei a cabeça profusamente enquanto elogiava:

— Eu sabia disso! Ouvi dizer que o Deus da Guerra é um romântico. Ele definitivamente não fará nada para aquebrantar os corações de amantes.

— Você acertou! O nosso Deus da Guerra é verdadeiramente romântico. Surpreende-me que você, o Cavaleiro Sol, entenda tão bem o nosso Deus da Guerra. — O Filho do Deus da Guerra concordou com a cabeça. A hostilidade em seus olhos subitamente desapareceu.

Eu disse civilmente:

— Estou lisonjeado. Isso é natural porque somos, afinal, vizinhos!

— Vocês dois precisavam mesmo ter a mesma opinião? — Tempestade murmurou para si mesmo.

Com as coisas como estavam, não havia mais necessidade de uma deathmatch.

Depois de cumprimentar o Supremo Dragão Inferno e marcar a próxima data do duelo, o Filho do Deus da Guerra e seus guerreiros partiram sem olhar para a princesa.

Os cavaleiros reais, que não conseguiam resolver a situação, olharam para Elijah e para mim com olhos desconfiados.

Ignorei-os, reuni todos os cavaleiros sagrados e caminhei em direção à saída do estádio.

Quando estava prestes a sair do estádio, me virei abruptamente para encarar Elijah. Sorrindo, eu disse:

— Oh! Eu quase esqueci. Cavaleiro Elijah, obrigado por ter salvo meu vice-capitão, Adair.

Surpreso, Elijah parou por um momento. Ele sorriu e disse:

— De nada. De qualquer forma, acredito que estamos quites, Cavaleiro-Capitão Sol.

Alguns dias depois, Elijah veio me procurar em segredo com uma mensagem.

— O rei deseja que eu o informe que ele irá substituir as oito gemas de mármore rosa que a princesa usou em mim o mais rápido possível.

Eu suspirei aliviado. Essa declaração significava que o rei estava disposto a aceitar meu presente de desculpas. Eu não podia ter certeza se ele iria guardar rancor, mas pelo menos eu estava confiante de que ele não me daria problemas em plena luz do dia.

— Além disso, Sua Alteza, a princesa, disse que você foi promovido da encarnação do desprezível para um bom sujeito desprezível …

Minha única resposta para isso foi sorrir amargamente. Embora Elijah tivesse terminado de passar as mensagens, ele estava ali parado, como se precisasse falar algo. Vendo isso, decidi não sair ainda.

Depois de um longo tempo, Elijah finalmente disse com um pouco de constrangimento:

— Andando na escuridão com as minhas costas na luz… Você definitivamente não entenderia o quanto essas palavras significaram para mim.

Eu sorri deslumbrantemente para ele. — Claro que eu entendo o quanto essas palavras são importantes. Desde que pronunciei estas palavras ao Cavaleiro Julgamento quando ele estava deprimido, ele nunca recusou nenhum dos meus pedidos sem sentido.

Elijah disse com toda a sinceridade:

— Por favor, não se preocupe. Embora o Monastério do Deus da Guerra tenha sido autorizado a construir um templo filial no Reino de Som Esquecido, eu, os cavaleiros reais e a princesa somos leais à Igreja do Deus da Luz.

Sorri brilhantemente e disse:

— Como representante do Deus da Luz, expresso minha mais sincera gratidão a você, cavaleiro Elijah.

— Como o cavaleiro real, Elijah, eu também agradeço profundamente, Cavaleiro-Capitão Sol. Mas… — Elijah visivelmente hesitou, então perguntou — O que há com o falso Cavaleiro Inferno?

— Humm? Por que você diz que o Cavaleiro-Capitão Inferno é falso? — Eu fiz uma expressão confusa para encaixar perfeitamente na ocasião e respondi — Não compreendi sua pergunta.

Elijah ficou perplexo. Ele pensou nisso por um tempo, então sorriu ironicamente e disse:

— Não, você deve ter me ouvido errado. O que eu quis dizer foi que Cavaleiro-Capitão Inferno tem um excelente esgrima. Se possível, gostaria de lutar com ele.

— Obrigado pelo elogio. Eu transmitirei esta mensagem ao Cavaleiro-Capitão Inferno.

Elijah ficou muito feliz. Ele disse:

— Eu realmente espero que eu possa conhecê-lo melhor.

— Claro que você pode. — Eu disse com um sorriso.

Elijah assentiu e disse:

— Então eu vou indo. Cavaleiro Sol, se precisar de ajuda para qualquer coisa, sinta-se à vontade para me pedir. Espero que você entenda que não vou recusar nenhum de seus pedidos, desde que eles não envolvam trair o palácio.

Eu olhei para ele profunda e seriamente. Finalmente, eu disse:

— Tudo bem. Se eu tiver algumas dificuldades, pedirei sua ajuda como “amigo”.

Elijah acenou com a cabeça cautelosamente e disse:

— Entendi. A partir de hoje, o Cavaleiro Inferno fica no Templo Sagrado, e Elijah fica no palácio. Não tenho conexão com o Cavaleiro Inferno além de ser amigo dele.

Eu balancei a cabeça em satisfação. Depois de se despedir, Elijah saiu.

Neste ponto, outra pessoa, Cavaleiro Julgamento, saiu das sombras. Ele olhou na direção que Elijah tinha ido e então se virou para olhar para mim.

Como de costume, comecei automaticamente a me explicar:

— Mesmo que o Filho do Deus da Guerra não tenha casado com a princesa do nosso país, muitos jovens já entrariam no abraço do Monastério de Deus da Guerra, de qualquer forma. Uma religião não é como um país, pois é impossível definir fronteiras geográficas. Não podemos dizer que o povo de um país deve acreditar no Deus da Luz e que o povo de outro país deve acreditar na Deus da Guerra.

Julgamento assentiu.

— Você não tinha intenção de barrar totalmente a Deus da Guerra do Reino de Som Esquecido.

— Porque é impossível fazê-lo. — Eu disse sem rodeios — Assim como o Reino de Orquídia Lunar tem seguidores do Deus da Luz, o Reino de Som Esquecido tem seguidores do Deus da Guerra, e até seguidores do Deus do Caos. Além do mais, não poderia permitir que o Filho do Deus da Guerra se casasse com a princesa. Isso seria realmente perigoso, pois muitos jovens anseiam pela princesa. Pior ainda, o rei não tem herdeiro. O filho do Filho do Deus da Guerra e a princesa muito provavelmente se tornariam o sucessor do trono. Se o filho do Filho do Deus da Guerra da Guerra se tornasse o rei do Reino de Som Esquecido, isso resultaria em uma crise sem precedentes para a Igreja do Deus da Luz.

Julgamento assentiu novamente para expressar sua compreensão.

Continuei dizendo:

— Mesmo que não falemos de um caso tão distante como o próximo rei, ainda não poderíamos permitir que o Filho do Deus da Guerra se tornasse membro da família real. Isso teria afetado as crenças dos cavaleiros reais. E porque muitos jovens neste país pretendem se tornar cavaleiros reais, suas crenças seguiriam às dos cavaleiros reais também. Por outro lado, se os cavaleiros reais e o Monastério do Deus da Guerra tivessem um desentendimento, isso também afetaria grandemente as crenças dos jovens.

Julgamento assentiu novamente e compreendeu minha explicação.

— Elijah é o líder dos indivíduos mais jovens entre os cavaleiros reais. Os jovens são as pessoas mais importantes para as religiões, já que é improvável que as pessoas mais velhas mudem sua fé. Ganhar Elijah é igual a ganhar todos os cavaleiros reais. Agora que Elijah está noivo da princesa e o rei ainda não tem um herdeiro, seu filho pode se tornar o próximo rei. Assim, mesmo que o Monastério do Deus da Guerra tenha uma filial no Reino de Som Esquecido, não abalará os alicerces da Igreja do Deus da Luz.

Julgamento fez uma pausa por um momento e depois acrescentou gravemente:

— Embora você soubesse de tudo isso, desde a informação que o rei e o Filho do Deus da Guerra chegaram a um acordo particular para substituir a mão da princesa em casamento em troca da construção de um templo do Monastério do Deus da Guerra no Reino de Som Esquecido, e que tudo seria resolvido, você ainda começou uma luta mortal. Você aproveitou a morte para provocar os cavaleiros reais e os guerreiros do Monastério do Deus da Guerra, semeando o ódio entre essas duas facções, dantes amigáveis. Mas isso não foi suficiente para você. No final, você agradeceu de propósito a Elijah por resgatar Adair. Isso os fez pensar que a única razão pela qual você concordou com a construção de uma filial do Monastério do Deus da Guerra em troca da princesa, foi porque Elijah salvou Adair. Como resultado, a opinião dos cavaleiros reais sobre você aumentou ainda mais. — Julgamento suspirou profundamente — Você realmente…

Eu o interrompi com um rosnado:

— Julgamento, você me conhece realmente bem. Mas não pense demais. Eu sou verdadeiramente grato a Elijah por salvar Adair. Você realmente duvida da minha determinação em proteger meus irmãos cavaleiros sagrados? Entretanto, você estava certo em um ponto, eu agradeci a Elijah na frente de todos por uma razão, mas essa razão não era para fazer os cavaleiros reais pensarem o melhor de mim, mas sim para dissipar qualquer noção de colaboração entre Elijah e o Templo Sagrado!

— Sinto muito. — Depois de ouvir minha explicação, Julgamento imediatamente pediu desculpas. Ele deu suas razões para sua teoria — Eu realmente sinto muito por não ter entendido você. Eu julguei você negativamente apenas porque os métodos que você empregou recentemente me deixaram um pouco decepcionado.

— Eu só usei esses métodos para realizar o que o Cavaleiro Sol deveria legitimamente fazer. Não só isso, eu tomei todas as precauções para que nenhum inocente se ferisse! Nas últimas duas ocasiões, exceto pelo rei porco gordo que merecia o que teve, alguém foi ferido pelos meus planos? — Eu estava tão bravo que minha voz tremia enquanto eu falava.

— Fiz o meu melhor para garantir que ninguém se machucasse quando eu terminasse minhas tarefas. Melhor ainda, assegurei que houvesse um final feliz. E você, Lesus Julgamento, a pessoa que me conhece melhor, diz que está decepcionado comigo?

Julgamento inclinou a cabeça em contemplação por um tempo. Ele então me olhou diretamente nos olhos e disse:

— Cavaleiro-Capitão Sol, você realmente cumpriu seu dever. Não só isso, você não machucou ou feriu ninguém. Acredite, eu sinto muito mesmo!

— Lesus, não é que eu não queira te perdoar. Mas acho que você foi longe demais. — Recusei-me a aceitar seu pedido de desculpas e disse teimosamente — Reunir seguidores é o meu dever principal, e nunca me esqueci do que um Cavaleiro Sol deve e não deve fazer. Admito que meus métodos são sinistros, mas se eu quiser manter minha abordagem de me recusar a deixar que alguém seja ferido, não tenho outra escolha!

— Peço desculpas. Em meu nome, Lesus Julgamento, juro ao Deus da Luz que nunca mais repetirei este tipo de erro.

Eu pensei cuidadosamente antes de concordar e aceitar seu pedido de desculpas. Aproveitei a oportunidade para perguntar:

— Que tal isso, eu vou te perdoar se você prometer concordar com dez das minhas exigências incondicionalmente.

— Você precisa realmente que eu faça uma promessa dessas? Desde quando recusei suas exigências?

— Você não podia recusar porque essas exigências eram assuntos oficiais. Mas às vezes quero sua ajuda com assuntos particulares!

Julgamento indagou duvidoso:

— A escalada do muro para comprar tortas de mirtilo também é considerada oficial?

— Isso foi apenas um pedido, não uma demanda. — Eu neguei instantaneamente.

— Agora eu entendi. Você tem assuntos particulares que são ainda mais absurdos. Apenas “pedir” não seria suficiente, então você precisa “exigir”. Estou certo?

— Hehehehe. — Eu ri — Eu não tenho nada para pedir a você agora, mas não posso ter certeza de que não terei algo no futuro. Por segurança, eu deveria aproveitar esta chance quando você cometeu um erro para fazer você concordar com minhas exigências.

— Três demandas.

— Combinado. — Eu concordei imediatamente. Como eu estava pescando em águas turbulentas, eu precisava me contentar com o que conseguia.

Julgamento suspirou com meu ato de exploração. Ele perguntou:

— O que você vai fazer com o Supremo Dragão Inferno?

— Ah! — Eu sorri de forma deslumbrante — Você não está feliz que o Cavaleiro-Capitão Inferno tenha voltado?

Julgamento olhou para mim e perguntou, estranhamente:

— O que você quer dizer?

Sorri ao explicar:

— Desde que você tinha treze anos, ninguém no Templo Sagrado se atreveu a lutar contigo. Dez anos mais tarde, você finalmente tem alguém no Templo Sagrado com quem você pode praticar. Você não está feliz? Você acha que tem tempo livre suficiente para ir ao Monastério do Deus da Guerra em um país vizinho para desafiar o Filho do Deus da Guerra?

Cavaleiro Julgamento pensou nisso e lutou consigo mesmo enquanto sussurrava:

— Mas ele é o Senhor da Morte. Ele é extremamente perigoso!

— Você está falando do Senhor da Morte que está na Igreja do Deus da Luz, nesta fortaleza contra criaturas mortas-vivas? Somos nós que estamos em perigo ou ele é o único em perigo?

Julgamento ponderou isso por um tempo. Ele finalmente assentiu e disse impotente:

— Faça como quiser. Além disso, finalmente percebi… Ele não é nem de longe tão perigoso quanto você.

Deodoro
Tradutor nas horas vagas. Só joga no hard.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!