ALdCS – Capítulo 54

Terceiro Requisito para Resgatar uma Princesa: Ir para uma Aventura (Parte 1)

— Sol, acorde! — É hora de montar o acampamento.

Eu estava sonhando um sonho em que estava deitado na grama molhada da chuva que tinha acabado de cair. Enquanto eu estava pensando em usar magia de fogo para secar a grama por causa do meu desconforto, eu fui embaraçosamente acordado por Folha e deslizei de suas costas. Quando fiquei um pouco mais lúcido, finalmente percebi que Folha estava completamente molhado —… Então aquela grama molhada era Folha.

Felizmente, ele me acordou. Caso contrário, mesmo sendo uma boa pessoa, caso fosse assado, ele provavelmente teria um ataque de fúria, certo?

Enquanto isso estava acontecendo, Austin já havia começado a distribuir trabalhos.

— Mike, você vai caçar com Ann. Todos estão cansados. Comer alguma carne fresca é muito útil para recuperar a resistência.

Mike concordou com isso.

Eu realmente não sabia que tipo de status este Austin tinha para usar diretamente o nome do Mike. Eu fiquei um pouco intrigado. No Monastério do Deus da Guerra, até mesmo o mais graduado guerreiro deveria ser classificado abaixo do Filho do Deus da Guerra, então dirigir-se diretamente ao Filho do Deus da Guerra pelo nome era muito rude.

Depois de receber suas atribuições, Mike e Ann partiram rápida e prontamente, enquanto Austin ficou no mesmo local e continuou a distribuir os trabalhos. Ele virou-se e perguntou cortesmente a Folha:

— Elmairy, você pode ajudar a acender o fogo e cozinhar nossa comida?

Com um sorriso, Folha assentiu.

— Sem problemas.

— Então eu montarei as barracas. — Depois que terminou de falar, Mike virou-se para mim com um sorriso e disse gentilmente — Cavaleiro Sol, você será o encarregado de recolher lenha. Tudo bem?

— É claro.

Eu sorri em resposta. Eu estava prestes a chamar Folha antes de partir para a floresta para recolher lenha, quando o som de vários uivos de lobos se espalhou… Tanto Folha quanto eu olhamos para a floresta. À noite o bosque estava tão escuro que não conseguíamos ver o que estava escondido. Ocasionalmente, a vegetação rasteira se movia um pouco, sem qualquer indício de que tipo de animal estava escondido lá e, de vez em quando, escutávamos os chamados de animais desconhecidos.

A pele de Folha ficou pálida, então ele se virou para mim com preocupação e disse:

— Deixe-me recolher a lenha, Sol. Você pode ficar aqui e começar o fogo. Quanto a cozinhar… Espere até eu voltar para começar.

Eu, claro, acenei com a cabeça, mas não porque eu estava com medo do uivo dos lobos. Uma vez que eu me separe de lugares povoados com pessoas, posso usar magia para me proteger. Além disso, os lobos não são capazes de protestar contra as regras do Cavaleiro Sol de usar magia.

O que eu estava realmente com medo era… os mosquitos na floresta! Eu só tinha um par de luvas. Se forem desperdiçados também, eu teria que tirar as luvas das mãos do Folha.

Eu acenei para Folha e ele disse:

— Eu vou deixar Austin aos seus cuidados

Quando ouvi isso, captei a estranha expressão que surgiu no rosto de Austin. — Ele provavelmente não acha que eu tenho a capacidade de protegê-lo!

Folha não saiu tão rápido e prontamente quanto Mike e Ann fizeram anteriormente. Primeiro, ele reuniu alguns galhos do seu entorno. Ele então pegou sua corda de reserva e a amarrou em cada extremidade de um dos galhos. Em seguida, ele reuniu galhos secos e folhas mortas em uma pilha. Ele então pegou outro ramo… Esse processo parece complicado, mas, simplesmente, ele estava me ajudando a preparar todos os itens necessários que eu precisava para começar uma fogueira. Tudo o que eu era responsável era ir adiante e usar as ferramentas de acender fogo que Folha já havia preparado para mim.

Depois de toda a preparação, ele me entregou os galhos que estavam amarrados com sua corda de arco e perguntou um pouco preocupado:

— Você sabe como usar essa ferramenta de acender fogo, certo? Basta enrolar a corda ao redor do outro ramo uma vez, e então você começa a girar… Você não deve ter problemas com isso, certo?

Às vezes, sinto que Folha é a mãe da facção “boa, de coração bondoso” dos Doze Cavaleiros Sagrados, enquanto Gelo é a mãe da facção “cruel, de coração gelado”. Um deles é um intrometido que adora ajudar outras pessoas a cuidar de todos os assuntos insignificantes, enquanto o outro é aquele cuja culinária é soberba, sem comparação. Os dois juntos seriam a mãe perfeita.

Considerando que Folha me carregara por vinte e quatro horas, balancei a cabeça e abri a boca para responder:

— Por favor, não se preocupe, irmão Folha. Mesmo que a noite não seja abençoada pela preocupação graciosa de Deus da Luz, não desapontarei as expectativas calorosas do irmão.

Folha assentiu e saiu, embora ele tenha olhado para trás três vezes antes de entrar na floresta.

Depois que Folha partiu, abaixei a cabeça para olhar as ferramentas de acender fogo na minha mão, me sentindo realmente um pouco frustrado comigo mesma. Quero dizer, se eu usasse magia de fogo, não seria apenas uma fogueira, seria até mais que suficiente para causar um enorme incêndio florestal. Ainda por cima eu precisava ter um clérigo de guerra comigo, fazendo com que eu não tivesse escolha a não ser continuar a interpretar o papel do Cavaleiro Sol… que não sabe magia!

Como eu não podia usar magia, resignei-me a usar as ferramentas que Folha me deu. Depois de respirar profundamente, esfreguei, esfreguei novamente, esfreguei, esfreguei, esfreguei um pouco mais… sem nem um pouco de fumaça. Minhas mãos começaram a doer. — Ah, que realmente quero usar magia!

Mas não, Austin estava ali me encarando, embora eu estivesse muito desconfiado sobre como ele poderia montar uma tenda em tal velocidade enquanto ainda olhava fixamente para mim o tempo todo… Não deveria ser contra as regras para um clérigo de guerra ter esse tipo de habilidade?

Continuei esfregando. — Esfrega, esfrega… oh, há um pouco de fumaça! Acho que vou esfregar com mais vontade e mais rápi… a fumaça acabou!

—… — Em toda a minha vida, nunca desejei poder usar tanto magia de fogo.

Mas eu não podia, porque Austin ainda estava me encarando. — Maldito clérigo. Por que ele não pode sinceramente se concentrar em levantar a barraca? Será que ele não quer fazer xixi? Mesmo que seja apenas levantar a cabeça para olhar o céu ou admirar as estrelas, isso já seria bom o suficiente. Apenas me dê um segundo… um segundo é tudo que eu preciso para usar magia de fogo para acender os galhos secos na minha frente!

Mas ele só tinha que olhar fixamente para mim sem sequer piscar!

A essa altura Austin já havia terminado de montar uma tenda, mas ele não continuou com a segunda. Em vez disso, ele colocou as ferramentas de montagem de tendas que tinha nas mãos para baixo.

Certo. Ele finalmente precisa fazer xixi?

No entanto, ele não caminhou em direção à floresta, mas, em vez disso, lentamente chegou ao meu lado, estendeu a mão e, um tanto relutante, disse:

— Cavaleiro Sol, por favor, deixe-me acender o fogo!

Eu silenciosamente dei as ferramentas de acender fogo para Austin e depois, em retaliação, foi a minha vez de olhar fixamente para ele sem parar. — Não se atreva secretamente a usar magia para começar o fogo! Os clérigos de guerra não deveriam saber magia de fogo também!

Tudo que eu vi foi ele esfregando calmamente, e fumaça apareceu. Esfrega, esfrega, esfrega e faíscas apareceram. Esfregou um pouco mais e o fogo começou.

Essas ferramentas de acender fogo devem ter algo contra mim!

Depois disso, Austin pegou alguns ramos e começou a construir uma grelha para grelhar a carne.

Embora Folha tenha sido o último a sair, ele foi o primeiro a retornar. Quando avistou Austin acendendo o fogo e construindo a grelha, ele ficou olhando fixamente antes de pegar a lenha que havia recolhido até a pequena fogueira e começou a adicioná-la. Enquanto fazia isso, ele disse:

— Obrigado por toda a ajuda, Austin. Desculpe pelo transtorno.

Austin sorriu em resposta e disse:

— Não é nada, apenas acendi o fogo. Parece que o Cavaleiro Sol não sai muito em aventuras.

— Se bem me lembro, esta é realmente a primeira vez que Sol deixou Cidade Broto de Folha. — Ao adicionar lenha com uma mão, Folha virou a cabeça para olhar para mim — Certo?

Mantendo o sorriso perfeito no meu rosto, eu assenti.

— Entendi. — A compreensão repentina de Austin mostrou em sua expressão.

Folha apressou-se a acrescentar:

— Como o líder do Templo Sagrado, Sol está sempre muito ocupado, então ele não tem muito tempo para deixar o Templo Sagrado.

Austin sorriu enquanto falava.

— Isso é realmente um pouco diferente de nós. Mike é o que tem mais poder de decisão, mas normalmente não há muitos assuntos que exigem sua contribuição, então na maioria das vezes Mike é mais como um líder espiritual.

Na verdade, nós operamos da mesma maneira também. Eu normalmente não tenho muito o que fazer… e mesmo se tivesse, mandaria tudo pro Tempestade cuidar. Eu só faço alguma coisa quando sou obrigado a aparecer pessoalmente, como neste caso, quando compareci ao casamento das famílias reais.

— Então é assim que as coisas funcionam. Não me admire que todos vocês o chamem de Mike. Posso contar nos dedos quem se dirige a nós, os Doze Cavaleiros Sagrados, diretamente pelos nossos nomes. — Folha olhou para mim e disse — Especialmente o Sol. Com exceção de Cavaleiro-Capitão Julgamento e do Papa, ninguém pode chamá-lo diretamente por seu nome verdadeiro!

Austin sorriu e explicou:

— Esse não é o caso. Mesmo no Monastério da Deus, não há muitas pessoas que ousem se dirigir ao Filho do Deus da Guerra pelo nome dele. Ann cresceu com Mike, então, como amiga de infância, ela o chama diretamente de Mike em particular, mas ela ainda respeitosamente o chama de Filho do Deus da Guerra em público. Quanto ao motivo pelo qual também posso chamá-lo diretamente pelo seu nome, é porque Mike é meu filho.

Ao ouvir isso, tanto os olhos de Folha como os meus se arregalaram, mas logo relaxamos. Mesmo que Austin só parecesse ter em torno de trinta anos, talvez ele usasse magia para manter sua aparência, então não saberíamos com certeza quantos anos ele tinha. Como meu professor e o papa também faziam esse tipo, não foi tão alarmante.

— Se me permite, poderia saber exatamente qual é a sua idade? — Folha perguntou um pouco curioso.

— Trinta e cinco. — A idade que Austin nos disse se encaixava perfeitamente em sua aparência.

Nós dois ficamos em silêncio novamente. Folha prontamente chegou ao ponto principal e perguntou:

— Então, quantos anos Mike tem?

— Vinte e um.

Mesmo que o Filho do Deus da Guerra fosse dois anos mais novo que eu, o que me surpreendeu, o que mais me chocou foi o fato de que, com trinta e cinco anos agora, Austin teve Mike com catorze, certo? Adicione os dez meses totais necessários para a gravidez… Isso não significa que o homem na frente dos meus olhos realmente fez uma criança quando tinha treze anos de idade?

Fazendo isso e aquilo com uma mulher tendo apenas treze anos… Eu pensei que era o privilégio dos nobres! E desde quando que os clérigos de guerra, que deveriam ser virtuosos, são tão dados ao amor assim?

Austin piscou e disse:

— Certo, isso é um segredo, então não vá espalhá-lo por aí.

Os olhares que Folha e eu estávamos usando devem ter parecido um pouco estranhos. — Deixar que outras Igrejas ouçam sobre seus segredos é… um pouco negligente demais, não é?

Quando ele viu nossas expressões, Austin começou a sorrir abertamente. Seu sorriso lembrava de verdade o do Filho do Deus da Guerra. Depois de um momento, ele explicou:

— Esse segredo é conhecido publicamente no Monastério do Deus da Guerra. Você só precisa perguntar um pouco para descobrir, mas mesmo que todos saibam, ninguém vai sair por aí expondo, então você não precisa se preocupar com isso.

Entendi. — É muito parecido com “O Cavaleiro Sol é uma pessoa perfeita”. Mesmo que todos saibam que não existe uma pessoa perfeita neste mundo, eles ainda acreditam nela completamente.

Nesse momento, sons esparsos ecoavam da floresta não muito longe de onde estávamos. Nós três olhamos juntos para a floresta, não muito preocupados, já que estávamos a uma certa distância da floresta densa. Para uma equipe de aventureiros de nosso calibre, esse tipo de lugar não era mais perigoso do que estar dentro da Igreja.

Mike e Ann saíram da floresta. No ombro de Mike, pendia o cadáver de um lobo.

Quando chegaram ao acampamento, Mike entregou o lobo para Ann. Ann, com alegria indescritível, pegou o lobo e caminhou para o lado do lago. — Parece que ela saiu para cozinhar aquele pedaço de “jantar”.

Mike deu uma olhada no estado atual e perguntou com as sobrancelhas franzidas:

— As tendas ainda não estão levantadas?

Austin sorriu levemente e disse:

— Sinto muito, minhas mãos estão muito lentas.

Ao ouvir isso, Mike mostrou uma expressão estranha. Eu fui completamente capaz de entender o porquê. Só agora, Austin gastou apenas cinco minutos para montar uma tenda. Ele não demorou mais do que um minuto para acender o fogo, e foi capaz de construir a grelha de churrasco em outro minuto. Ele só poderia ser descrito como super-rápido com as mãos.

Presumivelmente, Mike deve estar bastante familiarizado com o estilo de ação de seu pai, e foi por isso que ele demonstrou essa expressão cética dele.

Mike tirou um pote da própria bolsa e começou a inserir um longo galho nas duas alças do pote. Enquanto fazia isso, Austin e Folha continuavam conversando, e Mike ocasionalmente dizia uma palavra em resposta.

Eu tinha pouco interesse por uma conversa entre três homens, então me virei para olhar em direção ao lago. Hehe… estou muito mais interessado em uma gatinha fofa e doce. Mesmo que ela usasse armadura e carregasse dois machados de uma só mão… — Céus, como ela vai cozinhar esse enorme lobo que tem metade do tamanho de um homem…?

Acontece que eu estava olhando com atenção quando o lobo foi jogado para o ar. Como esperado, com sua força absurda, Ann era uma guerreira forte no elemento fogo. Embora o lobo fosse muito grande, era como se ela estivesse jogando uma pedrinha. Depois que jogou o lobo pra cima, ela pôs as mãos atrás das costas para pegar seus dois machados de uma mão. A essa altura, o lobo já caíra à altura de duas pessoas empilhadas umas sobre as outras. Com um salto poderoso, Ann saltou para a altura do lobo. Slash, slash, slash… No escuro da noite, apenas duas faixas rápidas de luz prateada podiam ser vistas antes que o lobo se desintegrasse em vários pedaços que aterrissavam no chão um após o outro. Eu até ouvi um som como “ploft”, que lembrava uma grande massa de algo caindo no chão. Com o céu escuro, eu não conseguia enxergar com muita clareza, mas podia arriscar um palpite. — Isso foi provavelmente um pedaço de órgãos internos…

Sob o luar, Ann lavou os machados de uma mão com a água do lago. Colocando-os nas costas novamente, ela cantarolou uma melodia animada, acocorou-se à beira do lago em um movimento que não era menos do que elegante, e lavou a dúzia ou mais pedaços de carne que estavam vermelhos de sangue. Depois de lavar os pedaços de carne, puxou uma coisa longa, vermelha e branca, em forma de corda, da pilha confusa de órgãos internos e começou a lavá-la.

Então decidi… virar a cabeça para trás e acompanhar a conversa entre os três homens.

Deodoro
Tradutor nas horas vagas. Só joga no hard.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!