ALdCS – Capítulo 62

Sétimo Requisito para Resgatar uma Princesa: Toda aventura deve ter um – Sacrifício (Parte 1)

Eu lentamente abri meus olhos, apenas para sentir que esta situação parecia bastante familiar… Quase pensei que tinha ficado tão bêbado que desmaiei de novo e estava deitado num quarto de uma estalagem, mas depois lembrei-me de que não tinha bebido nada alcoólico.

Com minhas lembranças retornando, eu murmurei para mim mesmo:

— É mesmo, eu desmaiei porque usei toda a minha luz sagrada realizando a purificação.

Meus olhos começaram a se concentrar, e a sensação no meu corpo gradualmente voltou. Imediatamente deduzi que eu havia sido despejado na floresta e não na estalagem. Isso porque o sol estava cegando meus olhos e todo o meu corpo estava dolorido de tanto dormir no chão duro!

Eu me arrastei com as costas doendo terrivelmente e olhei ao meu redor. — Excelente! Esta é uma parte perfeitamente normal da floresta. — Eu estava rodeado de árvores e o chão estava coberto de terra. Felizmente eu não estava em um grande palácio ou em um chão branco como a neve… Caso contrário, teria pensado que estava nos braços do Deus da Luz.

Mas onde estão meu professor e o Aldrizzt?

Ainda com dor, levantei e notei um pedaço de papel de bobeira no chão ao meu lado. Eu peguei e reconheci a caligrafia de meu professor com um olhar. A caligrafia dele era tão elegante quanto ele próprio, extravagante e precisa, como uma agradável obra de arte. O único inconveniente era que… era tão bonita que era quase ilegível.

A caligrafia do professor tornou-se ainda mais graciosa depois de três anos… Essa palavra é “aluno” ou “presunto”? Como a mensagem é para mim, então de ser “aluno”, certo?

Pensando bem, se a purificação tiver falhado e o mestre não obteve a “Tranquilidade Eterna”, então esta palavra poderia muito bem ser “presunto”… Meu professor poderia estar tão zangado que deixou um recado dizendo que ia me transformar num presunto e foi procurar lenha para fazer um churrasco de minha pessoa.

Eu não me importo. — Li como se fosse “aluno” e continuei.

Prezado(a) aluno(a),

A purificação foi um sucesso completo e a terra das trevas tornou-se apenas uma caverna montanhosa normal. A “Tranquilidade Eterna” também foi obtida com sucesso e agora está pendurada em seu pescoço.

Surpreso, olhei para baixo. Veja só, eu estou usando um colar feito de uma gema azul amarrada com segurança a uma corda preta… — Por que diabos o professor está me fazendo carregar a Tranquilidade Eterna por aí? Esta joia pode ser perigosa?

Eu continuei lendo a carta imediatamente.

Não se preocupe, essa gema é perfeitamente inofensiva.

… meu professor me entende muito bem.

O problema é que essa gema emana muito poder, então, se eu carregasse por aí, ficaria constantemente irritado com os enxames de magos que a procurariam. Após cuidadosa consideração, determinei que apenas o seu forte elemento sagrado pode esconder a emanação do forte elemento água da joia. Por isso, eu coloquei esta joia em sua guarda temporária. Para evitar que os magos saibam sobre sua existência, nunca a retire. Se fizer isso, as coisas ficarão problemáticas para você.

Aviso severo: NÃO VENDA A GEMA! Eu vou procurar por você quando eu precisar. Se perdê-la, você morre.

Seu querido professor.

E ele ainda se atreve a dizer que esta gema é perfeitamente inofensiva… Embora a gema em si não exploda, os magos que ela atrai se especializam em explodir as pessoas.

Eu realmente queria chorar, mas nenhuma lágrima caiu. Eu não ousaria desafiar meu professor, então não tive escolha a não ser cobrir a “Tranquilidade Eterna” sob minhas roupas para escondê-la da visão de possíveis ladrões.

Depois de guardar a gema e a carta, inspecionei meu entorno e descobri que não estava perto da caverna. Eu não sabia onde meu professor tinha me levado e eu estava cercada por árvores, então como eu deveria voltar para Folha agora?

Minha única opção agora era sentir os elementos. Suspirei. Era difícil acreditar que uma habilidade tão chocante e extraordinária, quando em minha posse, fosse mais útil quando me perdesse.

Como eu não sabia a que distância Folha estava, expandi meus sentidos ao máximo. Depois de um tempo, eu o encontrei. A equipe não estava muito longe. Gastaria basicamente meio dia de viagem para encontrá-los. Isso foi bastante surpreendente. Aldrizzt provavelmente usara a magia Voo para me transportar a uma certa distância enquanto eu estava inconsciente.

O que eu senti depois disso foi ainda mais chocante. O elemento trevas estava muito forte próximo de onde Folha e os outros estavam… Eles tinham realmente alcançado o cavaleiro das trevas?

Embora eu soubesse que nenhum cavaleiro das trevas poderia derrotar o Filho do Deus da Guerra, eu ainda tive um mau pressentimento sobre isso. Os elementos de todos estavam incomumente fracos, um sinal de que eles haviam usado muita força. Apenas uma luta poderia consumir a força de um guerreiro.

Em particular, o elemento sagrado de Folha estava sendo exaurido muito rapidamente. Esta não era a velocidade que ele geralmente gastaria sua energia ao usar luz sagrada…

Um arrepio percorreu minha espinha. Coloquei a mão na frente do peito e gritei:

— Santa Cota de Malha Dracônica, em nome dos descendentes dos dragões, eu ordeno, ative!

Depois de colocar Santa Cota de Malha Dracônica, corri em direção a Folha e os outros com a velocidade do vento.

Meu pressentimento ruim ficou mais forte quando senti que Folha estava perdendo elemento sagrado mais e mais. Isso me estimulou, e eu pulei sobre uma moita de arbustos atrás da outra. Meu coração estava batendo tão freneticamente que eu senti que iria saltar pela boca a qualquer momento. Eu senti minhas articulações latejarem a ponto de ficar dormentes. Eu respirava fundo constantemente, porque se não fizesse isso, não poderia continuar fazendo uma atividade tão vigorosa…

Tenho que chegar ao lado de Folha! Rápido!

Vestindo a Santa Cota de Malha Dracônica, terminei meio dia de viagem em duas horas de corrida. Antes de me aproximar de Folha e companhia, retirei a Santa Cota de Malha Dracônica. Então pulei para fora dos arbustos e embora meus olhos imediatamente tenham compreendido a situação, meu coração ainda estava acelerado…

Era uma grande clareira há muito tempo desprovida de árvores, cercada por escombros da floresta. O chão estava carbonizado e coberto de buracos. Era óbvio que uma batalha muito intensa ocorrera aqui.

Mike estava coberto de feridas, sua armadura arranhada e amassada. Ele mal conseguia ficar de pé, e estava se apoiando em um tronco de árvore quebrado. Ele parecia estar atordoado.

Ann estava sentada no chão, também olhando inexpressivamente.

Austin estava fazendo o seu melhor para lançar a magia Cura, mesmo que não estivesse em sua área de especialização. A pessoa que ele estava tentando curar era Folha… Folha estava deitado de costas, o arco ao lado dele. Mas ele não estava segurando o arco.

Nesse ponto, Mike e Austin me notaram. Eles levantaram a cabeça e olharam para mim com rostos pálidos. Austin abriu a boca, mas não disse nada. Era como se ele não soubesse mais o que dizer.

Enquanto eu caminhava, mudei meu foco para o rosto de Folha. Seus olhos estavam fechados e ele estava claramente inconsciente.

— Folha… — Eu o chamei gentilmente.

Ele não respondeu, mas os três ao redor dele responderam. Ann engasgou, depois caiu no chão, tentando o seu melhor para reprimir seus soluços.

Porque ela está chorando? Não há motivo para isso.

Caminhei para o lado de Folha e senti que o elemento sagrado em seu corpo estava fluindo, gradualmente, sendo substituído pelo elemento trevas.

De repente, o bom senso me ocorreu.

O elemento trevas só poderia invadir um cavaleiro sagrado quando este tivesse sido corrompido, ou depois que estivesse morto.

Folha! — Uma dor aguda correu por todo o meu corpo, como se todo o meu corpo estivesse se desintegrando, começando com meu coração…

Incapaz de continuar olhando para Folha, virei-me, caminhei até Mike e agarrei-o pelos ombros. Eu até senti como se pudesse esmagar sua armadura. Eu disse, tremendo:

— Como você deixou Folha morrer? Com você, o Filho do Deus da Guerra, estando na linha de frente… como pode um arqueiro na retaguarda morrer?

Se, se eu descobrir que você propositadamente deixou Folha morrer, eu nunca vou te perdoar!

O rosto de Mike ficou ainda mais pálido depois de ouvir minhas palavras. Afobado, ele disse:

— Nós alcançamos aquele cavaleiro das trevas e lutamos com o grupo dele por um dia e uma noite, e ainda não conseguimos derrotá-los… No final, eles nos venceram e foram embora, mas mataram Elmy.

Austin gritou apressadamente:

— Cavaleiro Sol, acalme-se. Eles… — Embora tivesse dito para me acalmar, a voz de Austin tremia — Quando eles partiram, eles nos deixaram uma mensagem para você…

Eu olhei furiosamente para Austin, mas não pude ignorar as inúmeras feridas em todo o seu corpo. Estava claro que os três tiveram uma luta árdua. Na verdade, havia menos ferimentos em Folha do que em Mike e Ann.

Depois que Austin respirou fundo várias vezes, ele disse:

— Eles disseram que mesmo que você os alcançasse, você não poderia derrotá-los depois de usar Ressurreição. Então, por favor, não vá atrás deles.

A cor desapareceu do meu rosto. — Então, a única razão pela qual eles mataram Folha foi para me atrasar.

Embora Mike e os outros tenham perdido, eles eram fortes o suficiente para que o inimigo também fosse gravemente ferido. Se eu fosse atrás deles, eu poderia realmente alcançá-los… Espere! — Eu hesitei por um momento. — Por que o inimigo me teme dessa forma quando eu me apresentei o tempo todo como um fraco?

Eu balancei a cabeça violentamente. Eu estava muito confuso agora para pensar claramente. Não importa o quê, eles nunca ousariam matar Folha se eu não pudesse usar a Ressurreição.

A julgar pela força do cavaleiro das trevas, ele deve ser uma pessoa muito importante na Catedral do Deus das Sombras. Ele realmente se atreveu a matar o Cavaleiro Folha da Igreja do Deus da Luz. Se Folha realmente permanecer morto, uma guerra geral entre a Igreja do Deus da Luz e a Catedral do Deus das Sombras começará inevitavelmente.

Com tudo isso, minha vontade começou a fraquejar. Eu comecei a me perguntar…

Por que o fato de eu saber Ressurreição causou outra crise? A última vez quase matou Adair, agora causou diretamente a morte de Folha.

Ressurreição serve para salvar pessoas ou matá-las?

Quando as pessoas sabem que podem ser ressuscitadas, começam a jogar a vida dos outros fora assim?

Nesse momento, Ann, que ficara quieta por um longo tempo, de repente deu um pulo e gritou:

— Você não tem absolutamente nenhum motivo para culpar Mike! Onde você estava quando estávamos lutando tanto? Onde você foi? Diga-me!

Soltei Mike e cambaleei dois passos para trás. Embora os tenha deixado para atuar como batedor, não retornei imediatamente após esclarecer a situação. Em vez disso, saí com meu professor e Aldrizzt por alguns dias.

— Pensei que não haveria problema… Com a força combinada do Filho do Deus da Guerra, um clérigo da guerra e o arco de Folha, não é possível que vocês tenham perdido para um mero cavaleiro das trevas e um mago do elemento vento. Como vocês foram capazes de perder? Como?

Murmurei para mim mesmo, dando desculpas, procurando por um motivo. Se eu não fizesse isso, a primeira pessoa que eu mataria como vingança pela morte de Folha provavelmente seria… eu mesmo!

Deodoro
Tradutor nas horas vagas. Só joga no hard.

1 Comentário

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!