ALdCS – Capítulo 75

Terceira Tática para Matar um Dragão: Angariar Fundos para a Jornada (Parte 1)

Quando voltei para a loja de armas, Igor já tinha ido embora. — Ele provavelmente ficou impaciente e simplesmente não pôde mais esperar, certo? — Corri apressadamente de volta para a estalagem. Como eu pensava, todo mundo já estava lá quando abri a porta, inclusive Igor, que havia me ajudado.

— Para onde você fugiu? — Igor perguntou sem um pingo de interesse quando ele me viu.

Eu o ignorei. Quando pensei nisso, senti que as mulheres deveriam ser mais perspicazes e melhores em deduzir a idade do que os homens. Eu me virei para Sybil e perguntei:

— Sybil, quantos anos eu tenho?

Sybil, que estava limpando sua rede de corda, laço e outras coisas, ficou momentaneamente imóvel. Até os outros pararam o que estavam fazendo e levantaram a cabeça para olhar para mim.

Olhei para Sybil com toda a seriedade por um tempo. Então, ela também começou a olhar para o meu rosto a sério, examinando-o de perto. Finalmente, com uma expressão de confiança, ela adivinhou:

— Por volta de vinte e três ou vinte e quatro. No máximo, vinte e cinco anos, você não pode ser mais velho que isso.

 De jeito nenhum… — Continuei perguntando:

— É possível que eu realmente tenha dezoito anos?

— Impossível! — Sybil rejeitou a possibilidade imediatamente.

 Como isso pode ser impossível… — Eu me virei, perguntando a Yuna, minha última esperança:

— Yuna, o que você acha?

Yuna, inexplicavelmente, disse:

— Acho que o que Sybil disse está certo! Você deve ter uns vinte e três ou vinte e quatro anos.

Eu fiquei em silêncio.

Então, eu sou um virgem de vinte e três ou vinte e quatro, talvez até vinte e cinco anos de idade. Isso é ainda mais difícil de aceitar do que a ideia de eu ser um vilão!

— Grisia? — Yuna gentilmente perguntou — Você acha que é muito mais novo do que nós achamos? Não se preocupe! Existem muitas pessoas que são mais maduras do que a sua idade real, no entanto, dezoito anos parece muito improvável, talvez vinte anos…

— Ah! — Sybil de repente exclamou, olhando para a porta.

Acontece que o unicórnio que eu tinha escondido do lado de fora da porta não podia mais esperar, e correu para dentro. Até trotou para ficar ao meu lado. Parecia se mover um pouco rigidamente, e manteve um olhar cauteloso em meus companheiros que estavam me cercando.

— Como você o achou? — Todo mundo ficou extremamente surpreso, embora sua satisfação ofuscasse isso.

Eu, no entanto, não fiquei nada satisfeito. Eu desdenhosamente respondi:

— Eu não encontrei. Ele me encontrou.

Depois que eu falei isso, Sybil e Yuna se aproximaram. Elas não conseguiram deixar de estender as mãos para tentar tocar o unicórnio. No entanto, ele se desviou do caminho e se escondeu ao meu lado. Ele desesperadamente usou sua cabeça e se esfregou em mim, provavelmente porque as ações de Sybil e Yuna fizeram com que parecesse desconfortável e inseguro. Repentinamente bateu os cascos no chão e bufou pesadamente pelo nariz. Vendo essa situação, eu só pude esfregar a cabeça dele distraidamente e fazer um cafuné para apaziguá-lo.

Cafuné… cafuné… — Por que todo mundo está parado…?

Igor perguntou, perplexo:

— Mas os unicórnios não tocam somente mulheres virgens?

Eu fiquei rígido e imediatamente tentei negar isso.

— Eu não sou um homem virgem! Ah…?

Estou acabado!

Todos ficaram atordoados. Eles viraram a cabeça para olhar para mim e depois olharam para o unicórnio.

Como eu tinha parado de fazer cafuné no unicórnio, ele ficou infeliz imediatamente. Ele descontente esfregou a cabeça desesperadamente contra o meu braço. Eu tentei o meu melhor para afastá-lo, mas no final a força de um humano não pode sobrepujar a força de um cavalo. Sua cabeça não parava de se esfregar em minha cintura… — Cavalo estúpido!

Neste ponto, Sybil foi a primeira a rir e depois cair na gargalhada.

Igor nem parou para pensar nos meus sentimentos e já estava segurando o estômago, gargalhando.

Woodrow tentou muito não dar risada, reprimindo-o ao ponto de todo o seu rosto se distorcer. No entanto, no final, ele ainda começou a rir.

Iacchi mostrou um rosto cheio de sentimentos de simpatia. Ele me deu um tapinha no ombro, tentando me consolar.

— Talvez perder sua memória seja uma coisa boa, afinal de contas, camarada. Hahaha! Um virgem de vinte e cinco anos… Hahahahahahaha!

Mas depois de me consolar, sua explosão de riso soou como uma centena de gongos soando alto ao mesmo tempo… Felizmente, desta vez eu estava preparado. Eu cobri meus ouvidos antes de sua gargalhada. No entanto, devido ao fato de que os outros estavam rindo feito condenados, eles não reagiram rápido o suficiente, estando incapazes de cobrir as orelhas a tempo. Cada pessoa foi abalada ao ponto de ter dores de cabeça e parecer que suas cabeças estavam prestes a explodir.

Hmph! Eu acho é pouco!

Depois que Iacchi finalmente terminou de rir, eu respondi imediatamente:

— Que mané vinte e cinco anos o quê! De acordo com o palpite de Sybil, existe a possibilidade de eu ter apenas vinte e três anos! Yuna até disse que eu poderia ter vinte anos! E é isso! Eu definitivamente tenho vinte anos!

Neste momento, o unicórnio de repente começou a lamber minha mão… Eu imediatamente retirei minha mão e bati sua cabeça. Mesmo que Sybil e Yuna ainda estivessem se recuperando de suas dores de cabeça, ambas ficaram surpresas com a minha ação repentina. No entanto, este cavalo estúpido não foi ferido ou perturbado, de forma alguma! Além disso, continuou se esfregando em minha cintura… — Inacreditável!

Cavalo estúpido que só ama virgens! Saia de perto de mim!

Eu definitivamente não sou virgem!

— Bem, já que que Grisia trouxe de volta o unicórnio… pfft! Hahahahaha!

Sybil tentou começar a falar seriamente, só para falhar no meio e desatou a rir. Ela estava rindo tanto que lágrimas saíram de seus olhos e ficou impossível para ela falar mais. Isso levou ao recomeço do riso de Igor, e eu prontamente cobri meus ouvidos… No final, Iacchi não desatou a rir, em vez disso, ele deu um sorriso muito lascivo. Ele colocou o braço em volta do meu ombro e disse:

— Não diga que eu não tenho tomado conta de você! Da próxima vez, eu vou levá-lo para experimentar o negócio real para que perca esse rótulo de virgem, hehehehe!

— Eu não sou virgem! — Eu protestei veementemente.

Depois que ele ouviu minha negação, Iacchi apenas sorriu, soltando um “hehehe” e não disse mais nada. — Desgraçado!

Woodrow continuou com nossa conversa:

— Agora que temos o unicórnio, vamos buscar a recompensa! Não devemos perder tempo, caso contrário, se qualquer outra equipe tentar roubar à força, teremos problemas.

— Pegar a recompensa?! Eu rejeito essa proposição! — Eu respondi rapidamente.

— Não fique com raiva, Grisia. — Woodrow sorriu um sorriso forçado — Nós não rimos de você de propósito, nós só estávamos brincando.

— Eu não estou com raiva. — Eu sorri um pouco, explicando — Eu realmente não concordo em buscar a recompensa.

O riso de Sybil parou de repente, Woodrow ficou em silêncio, Igor coçou a cabeça e Yuna ficou completamente confusa.

— Você não está… pensando em salvá-lo para si mesmo para ser sua montaria, certo? — Igor perguntou com cautela.

Enquanto estava me perguntando, Igor se posicionou como se estivesse prestes a começar a correr em minha direção para agarrar firmemente o unicórnio, apenas no caso de eu tentar monopolizá-lo. No entanto, o unicórnio estava preso em mim. Sempre que alguém além de mim tentasse abordá-lo, o chifre em sua cabeça, que já estava originalmente transbordando de luz sagrada, liberava uma luz ainda mais forte.

Então, mesmo que Igor já tivesse se posicionado, ele não se atreveu a se aproximar.

— Eu sou um clérigo e não um cavaleiro, então por que de repente eu manteria um cavalo sem motivo?

Revirei os olhos para Igor e depois me expliquei para todo mundo.

— Escutem bem. Já que a Guilda de Aventureiros está disposta a dar quinhentos ducados de ouro como recompensa por esse unicórnio, o que você acha que significa?

— Que o valor do unicórnio é muito superior a quinhentos ducados de ouro…

Depois que Woodrow respondeu, ele hesitou por um momento e depois continuou dizendo:

— Nós entendemos isso, mas nenhuma equipe normal tentaria deslizar sorrateiramente o unicórnio para fora da cidade porque há pessoas da Guilda de Aventureiros que protegem todos os portões. Além disso, quer tenhamos sucesso ou não, seremos proibidos de interagir com a Guilda no futuro, e podemos até ser procurados para serem presos!

— Então, enquanto não deixarmos a guilda descobrir que somos nós, tudo ficará bem, não vai? — Perguntei naturalmente.

— Como é possível para nós não sermos descobertos? — Yuna gritou com raiva — Grisia, você está brincando de novo.

Brincando? — Fiquei surpreso por um momento — Por que isso soa tão familiar…? Não pode existir alguém que sempre me diz para parar de brincar, certo?

— Espere, pode ser possível! — Iacchi gritou, interrompendo a conversa e dizendo — Podemos nos disfarçar para fazer isso.

— Nos disfarçar? — Murmurou Woodrow.

Nos disfarçar? — Fiquei atordoado por um momento — Ele está se referindo ao uso de outros elementos para esconder nossas presenças? — Mesmo que o que eu quisesse dizer fosse algo assim também, eu realmente não sabia que isso de “nos disfarçar”.

— Nós não podemos! — Yuna discordou fortemente, olhando para mim e francamente gritando — Nós não podemos fazer más ações. Grisia, você é um clérigo do Deus da Luz.

A indecisão guerreava nos olhos de Sybil, mas quando ela deu uma espiada em Yuna e viu que seu rosto estava cheio de raiva, ela só podia dizer, hesitante:

— É… isso não parece muito certo…

Woodrow também deu uma espiada em Yuna, depois balançou a cabeça e disse:

— Não podemos. Nós simplesmente não podemos.

Eu não me importava que todo mundo estivesse falando contra mim. Eu me virei para Iacchi, perguntando:

— Iacchi, quanto vale o unicórnio?

Iacchi hesitou por um momento. Ele demorou, dizendo:

— Diz-se que a Guilda de Aventureiros quer dar o unicórnio para o Águia Sombria da Catedral do Deus das Sombras. Eles não estão planejando vendê-lo. No entanto, se fosse para ser vendido, de acordo com algumas informações de alguns leilões do mercado negro, é pelo menos… pelo menos…

Todos levantaram os ouvidos para ouvir o resto. Eu propositalmente levantei o som da última palavra, perguntando:

— Pelo menos?

— Pelo menos cinco mil ducados de ouro como oferta inicial.

Eu me virei em um piscar de olhos, me agarrei no colarinho de Iacchi e gritei em alarme:

— CINCO MIL DUCADOS DE OURO????

Iacchi foi pego de surpresa e perguntou em retorno:

— Eu pensei… que você sabia?

— Como eu ia saber?

Eu só adivinhei que este cavalo estúpido definitivamente valeria um bom preço, mas quem sabia que seria valioso a tal ponto? Cinco mil ducados de ouro! É mais do que dez vezes a recompensa da Guilda de Aventureiros! Para não mencionar, esse preço é apenas “pelo menos”!

— Cinco mil ducados de ouro…

Eu me esforcei muito para imaginar como seriam cinco mil ducados de ouro, apenas para perceber que não tinha noção dessa quantidade de ducados de ouro… Eu nem consigo imaginar onde caberiam cinco mil ducados de ouro!

Será… será que eu era extremamente pobre no passado?

— Pfff… cinco mil ducados de ouro… Isso é muito dinheiro! — Sybil gritou.

— Cinco mil… Até mesmo o Cajado Radiante do Deus da Guerra que eu sempre sonhei é apenas trezentos ducados de ouro! — Yuna murmurou para si mesma.

Depois disso, todos olharam indecisos para o líder real da equipe, Woodrow. Pode ser visto pelo seu rosto que ele estava muito hesitante. Vendo que todo mundo estava olhando para ele, ele rapidamente disse:

— Não olhe para mim… Eu não fui o único que sugeriu isso… se querem alguém para olhar, olhem para Grisia!

Unidos, todos viraram a cabeça e olharam para mim. Primeiro, eu revelei um sorriso caloroso para afastá-los de sua ansiedade e desconforto, e então lentamente abri minha boca para dizer:

— Para o unicórnio, não importa realmente para quem ele será vendido, já que é tudo a mesma coisa, certo? Além disso, olhe ao redor, ele gosta tanto de mim, que definitivamente preferiria ficar do meu lado do que ir à Guilda de Aventureiros, certo? Se nós levarmos ele conosco, seria inquestionavelmente mais feliz poder ficar comigo por mais tempo. Com relação ao unicórnio, não estamos fazendo uma coisa boa por isso também?

Esfreguei a cabeça do unicórnio, curvando-me enquanto sorria e dizendo:

— Não estou certo? Unicórnio fofo.

O cavalo estúpido começou a lamber meu rosto persistentemente sem me conter, deixando todo o meu rosto coberto de saliva… — Será que a saliva de um unicórnio vale algum dinheiro… Com base no seu valor de cinco mil ducados de ouro, pode ser possível que até mesmo sua saliva possa ser vendida por um ducado de ouro!

— Isso é verdade. O unicórnio realmente parece gostar de você. — Woodrow disse, enquanto balançava a cabeça.

Yuna veementemente olhou para ele e, infelizmente, disse:

— Woodrow, não dê ouvidor a esses absurdos que Grisia disse!

Iacchi já havia começado a calcular:

— Quinhentos, tornando-se cinco mil… Então isso significa que cada pessoa terá quinhentos ducados de ouro…

— Você sabe como calcular? — Eu disse impaciente — Quando você tira 20% de cinco mil ducados de ouro para minha parte, e depois tira 20% do restante para os gastos da equipe antes de dividir o resto entre os vocês cinco, deveriam ser duzentos e quarenta ducados de ouro cada um. Se você realmente quer me dar um extra de cem ducados de ouro, eu realmente não me importo.

— Você já tomou mil ducados de ouro por si mesmo! E você ainda quer pegar meu rico dinheirinho? — Iacchi disse com o coração partido — Você é ainda mais adequado para ser um trapaceiro do que eu!

— Seiscentos e quarenta ducados de ouro! — O rosto de Sybil já brilhava em completo acordo.

Por outro lado, Yuna revelou uma expressão como se estivesse com tonturas. Ela continuou resmungando:

— O Cajado Radiante do Deus da Guerra… não posso fazer coisas ruins… A Cajado Radiante do Deus da Guerra…

Vendo que todo mundo estava vacilando um pouco, eu dei mais uma forçadinha, dizendo:

— Já que o unicórnio será feliz, e eu serei feliz, e vocês ficarão felizes, isso deixa todo mundo feliz. Por que não deveríamos fazer isso?

Quanto a Guilda de Aventureiros e o Águia Silenciosa que deveriam ter recebido o unicórnio… acho que não ficarão felizes, né? No entanto, isso não me preocupa, já que não é como se eu os conhecesse.

Todos olhavam para mim. Embora suas expressões mostrassem o quanto seus corações estavam oscilando, eles também sabiam que isso era errado, fazendo com que lutassem internamente. Yuna, em especial, ficava resmungando para si mesma sobre o Cajado Radiante do Deus da Guerra e sobre as coisas ruins… No final, o resmungo dela só continha o Cajado Radiante Deus da Guerra. Quem sabe para onde as “coisas ruins” foram parar…

No final, enquanto tremia, ela disse:

— Grisia, você… você definitivamente não é um clérigo da Igreja do Deus da Luz… você é definitivamente um demônio!

— Por que acha isso?  — Soltei o meu sorriso mais radiante e usei meu tom mais inocente para dizer — Está vendo? Até o unicórnio me ama! Por causa disso, sou mesmo o clérigo mais compassivo e amoroso do Deus da Luz!

— Estamos definitivamente vendo um demônio… — Ao lado, Woodrow estava murmurando para si mesmo — O nível desse demônio é tão alto que nem o unicórnio consegue evitar abanar o rabo e rastejar até ele.

Deodoro
Tradutor nas horas vagas. Só joga no hard.

1 Comentário

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!