ALdCS – Capítulo 88

Nona Tática para Matar um Dragão: Faça como Quiser (Parte 1)

Uma grande quantidade de elemento trevas corria continuamente para o meu corpo, formando uma corrente como um tornado ao meu redor, bloqueando Ecilan e todos os outros. Woodrow e os outros não haviam entrado na caverna. Agora, eles até recuaram vários passos. Apenas Ecilan ainda estava lutando desesperadamente, querendo correr para dentro.

Após o elemento trevas começar a entrar no meu corpo, o elemento sagrado que originalmente transbordava foi lentamente empurrado para fora. No entanto, esse processo não foi nada doloroso. Pelo contrário, tinha uma sensação confortavelmente despreocupada. Eu até queria um pouco mais do elemento trevas…  Quanto mais melhor!

— Isso é maravilhoso demais!

Finalmente, depois de absorver quase todo o elemento trevas do vale, dei um suspiro satisfeito. Eu nunca me senti tão bem antes, e era quase como se todo o meu ser estivesse cheio de poder, quase como se… — Eu não preciso temer mais nada nesse mundo!

Nesse momento, a pequena silhueta de Escarlate começou lentamente a surgir. Ela pulou na minha direção, inclinou a cabeça para olhar para mim e disse, rindo:

— Grisia, como você está se sentindo?

— Eu sinto… que você é muito chata!

Uma mão gigantesca de repente emergiu do lado, segurando Escarlate com força, como se fosse agarrar um rato minúsculo. No entanto, isso não era nada para se surpreender, porque era eu quem usava o elemento trevas para criar uma mão tão grande. A mão estava sob meu controle total.

A mão gigantesca trouxe Escarlate até mim. Eu estiquei uma das minhas próprias mãos, levemente acariciei sua bochecha, e disse, sorrindo:

— Então, você deve desaparecer, está bem?

Só então, um estranho sorriso apareceu no rosto de Escarlate. Não havia traços de ódio, ao contrário, Escarlate disse alegremente:

— Parece que o senhor finalmente voltou!

Ouvindo isso, uma fúria ardeu em meu coração. Eu rugi para ela:

— Pare de dizer coisas que eu não entendo! Você é realmente muito chata. Desapareça para sempre da minha vista!

A mão gigantesca abruptamente arrastou-a para longe de mim em direção ao céu, e então apertou com força… Eu estava originalmente esperando ouvi-la chorar e gritar, mas uma risada aguda e louca tomou o lugar dos gritos que deveriam ter ocorrido. No meio do que poderia ter sido uma risada alta ou um grito, a mão gigantesca apertou com força e todo o seu ser explodiu em pedaços.

— Sol! Por que você matou uma garotinha…? — Ecilan correu para frente. No meio da sua pergunta, ele disse com mais surpresa — Sol! Seu cabelo mudou de cor! Ficou preto!

Eu toquei meu cabelo, nem mesmo me incomodando em me virar para responder.

— Eu não posso ver cores, então mesmo que você diga que ficou preto agora, eu não tenho ideia de qual cor ele costumava ser.

— Era cor de ouro! — Ecilan respondeu imediatamente.

Então, ele andou até mim e olhou para o meu rosto em ligeira preocupação. No entanto, depois de um relance, ele se soltou e apenas perguntou, confuso:

— Seu rosto não mudou, mas por que você está com os olhos fechados?

Rindo, eu perguntei em resposta:

— Por que eu deveria abrir meus olhos?

Ecilan ficou sem fala, e disse hesitante:

— Você não precisa abri-los, mas eu quero ver se seus olhos também mudaram de cor…

GRROOOAAAAAARRRR!

Eu fiquei surpreendido. Ecilan sacou seu Picolé Divino, olhando de frente para o alvo, enquanto gritava, alarmado:

— Que barulho foi esse?

— Um dragão… eu não posso acreditar que há realmente um dragão!

Depois que Iacchi gritou em voz alta, os três correram para o meu lado em surpresa e medo, literalmente me usando como guarda-costas.

Eu disse com raiva:

— O quê? Agora vocês estão dispostos a vir? Vocês não estavam todos olhando para mim com medo agorinha?

Ouvindo isso, todos os três mostraram uma expressão de constrangimento. Igor gaguejou apressadamente:

— Ma-mas… seu cabelo de repente ficou preto e você parece uma pessoa completamente diferente. Parece que a qualquer momento você sacará uma adaga e nos matará. Claro que ficamos apavorados!

Woodrow, duvidoso, disse:

— Além disso, você não ficou de costas para nós o tempo todo? Como você pôde ver nossas expressões?

Eu dei de ombros e disse:

— Eu posso ver tudo, desde que eu espalhe minha habilidade de detecção o suficiente. Eu posso até ver esse dragão. Um dragão tão bonito do elemento trevas, embora não seja tão belo quanto a minha Tranquilidade Eterna, pois ainda tem algumas impurezas. Parece muito furioso, mas isso não é surpreendente. Deve estar morando aqui porque o vale transbordava com elemento trevas! No entanto, agora o elemento trevas foi completamente absorvido por mim. Claro que está furioso!

Depois que os três ouviram o final do meu discurso, a confusão em seus rostos não diminuiu em nada. Em vez disso, eles pareciam mais atordoados do que nunca.

Embora eu visse isso, sentia-me com preguiça de me importar se entendiam ou não enquanto eu estudava o distante dragão escuro com os meus sentidos. Eu ri levemente. — Se realmente existe um dragão, então posso seguir meu plano original, embora eu sinta que não há necessidade para isso agora. O plano parece bastante interessante, por isso usá-lo para passar o tempo pode ser uma boa ideia.

Eu chamei casualmente:

— Ecilan.

Quando ele me ouviu, Ecilan se virou e olhou para mim com desconfiança. Depois que eu sorri para ele, ele engasgou baixinho:

— Sol…?

Ele lentamente inclinou-se para o lado e finalmente caiu no chão, inconsciente. Eu o corrigi novamente.

— Meu nome é Grisia.

—  Grisia, você fez o Cavaleiro Gelo desmaiar? — Woodrow gritou, alarmado.

— Como você fez isso? — Igor perguntou, atordoado.

Iacchi guinchou suavemente:

— Você sabe como usar a Magia de Paralisia?

Eu ri e disse animado:

— Não apenas Paralisia! É que agorinha a pouco, lembrei-me de algumas magias úteis!

Woodrow perguntou, desconfiado:

— Mas por que você fez com que ele desmaiasse?

— Se eu não o fizesse perder a consciência, como continuaríamos com o plano?

Woodrow ficou boquiaberto e perguntou:

— Você ainda planeja continuar com isso?

— Claro! — Eu respondi com naturalidade.

Meu plano original poderia basicamente resumir-se a uma única frase… Pense em uma maneira de ferir gravemente todos os cavaleiros sagrados, incluindo Cavaleiro Labareda e Cavaleiro Gelo.

Esses cavaleiros sagrados não trouxeram clérigos que poderiam curar ferimentos. Se tivessem quaisquer ferimentos graves, eles definitivamente precisariam de algum tempo para se curar. Então, enquanto eles param para curar esses ferimentos, naturalmente nós escapamos para os confins da terra e vendemos o unicórnio.

No entanto, a parte mais difícil do plano era… Como podemos ferir gravemente “um deus na terra”?

Esse problema me causou muita dor de cabeça. Felizmente, Iacchi havia fornecido uma boa “arma”.

Iacchi sugerira o Vale de Trizer, que não estava longe de nós. Aparentemente, um dragão havia feito do vale a sua residência há muito tempo. De acordo com Iacchi, se jogássemos Ecilan perto das garras do dragão, Chikus Labareda não teria escolha a não ser correr para salvá-lo. Afinal, foi o próprio Ecilan quem disse “Os Doze Cavaleiros Sagrados jamais abandonarão os seus”.

Quando chegasse o momento, acordaríamos o dragão… e então poderíamos assistir a um confronto entre humanos e dragões nos bastidores.

Entre um dragão e dois dos Doze Cavaleiros Sagrados, quem seria mais forte?

Não importa qual lado fosse mais forte, como parte do Doze Cavaleiros Sagrados, ambos deveriam poder escapar das mandíbulas do dragão. Yuna e Sybil concordaram com relutância a este ponto, e assim também concordaram relutantemente com o plano.

No entanto, depois de ver o dragão real, percebi que dois dos Doze Cavaleiros Sagrados provavelmente não seriam suficientes para lutar contra ele.

Os dois juntos não são tão fortes quanto as garras do dragão! Se deixarmos Ecilan ao lado do dragão e atrairmos Chikus Labareda, os dois poderiam realmente sobreviver… Não importa o quê, uma batalha entre um dragão e cavaleiros sagrados, ha! Isso definitivamente seria interessante.

— Você subjugou facilmente o Cavaleiro Gelo. — Woodrow disse sombriamente — Não deveria haver mais necessidade de usar um dragão para feri-lo seriamente. Por que você ainda quer continuar com o plano?

— Porque é divertido! — Respondi simplesmente. Chamei o unicórnio, Branquelo, que estava ao lado e disse — Branquelo, venha e carregue Cavaleiro Gelo.

Quando Branquelo trotou lentamente, Igor gritou de repente:

— Por que Branquelo ficou preto!

— Ficou preto? — Eu fiquei assustado, e murmurei para mim mesmo com ligeiro interesse — Então, o elemento trevas é preto? Então o elemento sagrado é branco? Ou é ouro?

Quando Branquelo trotou, de repente me lembrei que costumava comer o elemento “sagrado”. — Mas agora, eu não posso mais reunir isso. Então, ele ainda vai me ouvir?

No entanto, Branquelo também havia se tornado “preto”. Aos meus olhos, seu elemento sagrado não estava mais presente. Na verdade, foi preenchido com o elemento trevas…

Assim como eu.

Eu estendi minha mão e tirei um pouco de elemento trevas do meu corpo. Branquelo abaixou a cabeça e começou a lamber o elemento trevas, como se não notasse nenhuma mudança em sua comida. No entanto, não parecia tão borbulhante e irritante como costumava ser, pois ele simplesmente e silenciosamente comeu o elemento trevas. Isso foi realmente um pouco difícil de se acostumar.

— Isso significa que temos que mudar seu nome para Pretinho? — Igor olhou inexpressivamente para Pretinho enquanto comia.

Revirei os olhos para ele e disse, zangado:

— Eu já dei o nome. Eu não quero lembrar de um segundo nome. Vamos! — Quando Branquelo terminou de comer, eu carreguei Ecilan em cima de suas costas, virei minha cabeça e disse ao resto deles — Vamos procurar pelo dragão.

— Mas, mas Cavaleiro Labareda ainda não está aqui, está? — Iacchi gritou — Você não quer arremessar Cavaleiro Gelo para o lado do dragão agora, não é? O dragão já está acordado!

— Cavaleiro Labareda já chegou.

Um tempo atrás, eu já o tinha notado do outro lado da floresta, o Cavaleiro Labareda com seus elementos fogo e sagrado. Eu sorri levemente e disse:

— Ele também trouxe Sybil e Yuna!

Eu “subi” no ar, mas eu não tinha intenção de descer enquanto eu simplesmente flutuava. Então, abaixei a cabeça e olhei para o grupo de cavaleiros sagrados. Cavaleiro Labareda estava na frente e no final do grupo estava seu vice-capitão. Sybil e Yuna, por outro lado, estavam protegidas entre eles no meio.

— Oi Chikus!

Deodoro
Tradutor nas horas vagas. Só joga no hard.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!