API – Capítulo 123

Vestígios

O primeiro palpite de Kieran era que Paul havia falsificado sua própria morte. Comparado com as outras quatro vítimas, cujos crânios foram a única coisa encontrada na cena do crime, o caso de Paul era óbvio demais. Apenas seu antebraço foi deixado para trás.

Um antebraço deixa muito espaço para palpites. Sem a palma, não havia impressões digitais para identificar e apenas o alfabeto especial era reconhecível.

Se fosse apenas algum alfabeto aleatório, Kieran não teria pensado duas vezes. Isso só teria fortalecido seus palpites originais. No entanto, esse tipo de alfabeto especial não era algo que as pessoas comuns pudessem inventar, e isso deixou Kieran com muitas dúvidas.

Se Paul tivesse projetado o círculo mágico, por que ele se usaria como um tributo? Os seres humanos podem exibir um espírito sacrificial. Esse era um fato que Kieran não podia negar. No entanto, as razões pelas quais se sacrificariam eram muito limitadas. Eles só fariam isso por família ou entes queridos.

Paul e Sphendix  não estavam relacionados, então por que Paul se sacrificaria pelos objetivos de Sphendix?

Mais importante ainda, desde que Paul tenha conseguido criar um círculo mágico e possuísse um certo nível de [Conhecimento Místico], mesmo o rico passado de Sphendix não seria nada contra ele.

Por que Paul se sacrificaria por um mortal comum não relacionado? — Kieran perguntou a si mesmo.

Apenas um mártir faria isso. Paul obviamente não era um mártir, ou então ele teria alcançado algum feito respeitável há muito tempo.

Em uma cidade controlada completamente por Manda-Chuva e Sphendix, Kieran tinha certeza de que ninguém precisaria de ajuda.

Se alguém tivesse ensinado a Paul como montar aquele círculo mágico, por que ele sacrificaria seu próprio aluno? Encontrar alguém capaz de aprender sobre [Conhecimento Místico] não era uma tarefa fácil. Kieran sabia disso. Mesmo que a pessoa que ensinou Paul tivesse intenções malignas desde o começo, ele não tinha razão para deixar o braço de Paul para trás e pegar o resto do corpo. Isso só faria Paul se destacar do resto e criar mais dúvidas entre o público.

Talvez o corpo de Paul era especial de alguma forma? — Kieran pensou consigo mesmo antes de balançar a cabeça.

Se o corpo de Paul fosse verdadeiramente especial, não seria possível escondê-lo das pessoas ao seu redor. Os registros não mostravam nada desse tipo, e nem as fotos de Paul.

Talvez ele tivesse conhecido ou influenciado por alguém ou algo e tatuado as palavras no antebraço, mas isso ainda não explicava por que ele deixaria seu antebraço no local.

Por que ele deixaria seu antebraço para trás? — Kieran franziu a testa ainda mais.

Enquanto isso, Kieran começou a reorganizar toda a informação. Ele sabia que tinha chegado a um beco sem saída e precisava encontrar uma maneira de superar.

Manda-Chuva esperava silenciosamente ao lado dele, ignorando o som de papéis que enchiam a sala. Apesar de ser o Rei do Submundo da cidade, a paciência dele era notável.

Com o passar do tempo, o som de papéis parou gradualmente. Kieran parou de se mexer quando leu sobre Paul. Depois de outra rodada de re-arranjos, ele de repente percebeu o que estava esquecendo desde o começo.

O domador! Não importa como os palpites de Kieran fossem tão pensados, o domador sempre aparecia.

O domador da besta estava lá para criar dor e pânico. Mesmo se o homem não estivesse ciente do quadro geral, ele ainda poderia saber algo importante. Ele poderia saber se Paul estava realmente morto.

— Manda-Chuva, há um domador entre os homens de Sphendix? — Kieran perguntou, virando-se.

— Desde que os ataques da besta começaram, tenho procurado por este domador eu mesmo. E não descobri nada. Esse bastardo é muito misterioso. Ele deve ter se juntado à Corporação Sphendix depois que os ataques da besta começaram a acontecer, mas ele só deve estar em contato com o próprio Sphendix. — Manda-Chuva respondeu com uma carranca.

Ele parecia meio chateado com isso. Parecia que Manda-Chuva não gostava muito de não ter as coisas sob controle.

— Até mesmo sua fonte não pôde descobrir a identidade do domador? — Kieran perguntou com admiração.

De acordo com os palpites de Kieran, a fonte de Manda-Chuva ocupava um cargo de alto escalão na Corporação Sphendix. Essa posição deve permitir que ele tenha acesso à maioria das informações da empresa, exceto os segredos pessoais de Sphendix.

— Você não sabe o quão fodidamente Sphendix está protegendo aquele desgraçado. Ele o colocou em um andar que só o próprio Sphendix pode entrar, e ele entrega as refeições daquele desgraçado todos os dias. Eu juro que Sphendix não é tão protetor mesmo com seu próprio filho. — Manda-Chuva respondeu.

Uma lâmpada de repente se acendeu na cabeça de Kieran.

Uma adição repentina à Corporação Sphendix, cuja identidade nem mesmo a fonte do Manda-Chuva poderia descobrir, e que era protegida pelo próprio Sphendix…

Essas três novas informações elevaram o status do domador nos palpites de Kieran.

Talvez o domador foi quem criou o círculo mágico? — Um novo pensamento floresceu na mente de Kieran.

Embora seja apenas um palpite, Kieran tratou como um avanço em sua investigação.

O domador foi colocado num andar isolado, e só o próprio Sphendix podia entrar e nenhum outro funcionário sabia quem ele era ou como parecia, mas devia haver vestígios dele. Afinal, ele foi encarregado de montar o círculo mágico, que exigia uma série de procedimentos complicados. O domador tinha que tirar a besta, que não era pequena, e dirigir-se aos locais designados para que a besta pudesse mastigar os cadáveres.

Mesmo que o domador pudesse evitar qualquer câmera de vigilância durante os ataques, era impossível evitá-las a caminho de lá.

Especialmente em uma estrada movimentada. O domador precisaria de um carro grande o suficiente para carregar a besta, um grande SUV ou talvez um caminhão. É claro que esses veículos eram comuns nas estradas, motivo pelo qual o domador era corajoso o suficiente para usar um.

Uma vez que o veículo entrasse nas ruas perto da sede da Sphendix, ele estaria absolutamente seguro. Quando Kieran perseguiu o veículo mais cedo e se aproximou do QG da Sphendix, o motorista lembrou-lhe que as câmeras de vigilância eram todas controladas por Sphendix, assim como as ruas próximas à barbearia eram controladas por Manda-Chuva.

Portanto, qualquer vestígio do domador só poderia ser encontrado na área entre o QG da Sphendix e as cinco cenas de crime.

Para outros, encontrar um veículo entre as ruas seria como encontrar uma agulha no palheiro, mas era fácil para Kieran.

Ele puxou um pedaço de papel em branco e começou a desenhar. Depois de um tempo, Kieran passou o papel para Manda-Chuva.

— O que é isso? — Manda-Chuva olhou para Kieran com uma expressão confusa.

— Marcas de pneus. Preciso da sua ajuda para encontrar o veículo com a mesma largura e marcas. — Kieran disse.

Erudhir
"Se olhar ao redor e não souber quem é o alvo, então o alvo é você."

3 Comentários

  1. O que será que estão tentando fazer com esses sacrifícios e com o circulo magico? Será uma Pedra Filosofal?

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!