API – Capítulo 134

A Pousada da Colheita

Depois que Kieran desceu do trem, viu a Pousada da Colheita do outro lado do pare.

Era uma pousada com tijolos vermelhos e cimento branco, a janela quadrada com o vidro embaçado do lado de fora permitia que os transeuntes vissem as pessoas dentro da alegre pousada. Acima da maçaneta da porta havia uma grade de metal de um metro e meio de comprimento. O letreiro da Pousada da Colheita estava pendurado ali.

O letreiro oval era feito de madeira e as palavras nele estavam escritas em uma tinta amarelo-dourado de um lado. Havia uma foto de um copo de cerveja do outro lado. As palavras foram escritas em algum tipo de fonte florida com a qual Kieran não estava familiarizado.

A foto da cerveja do outro lado da placa era magnífica. Mesmo Kieran, que não sabia nada sobre arte, poderia dizer que foi feita por um artista talentoso. Alguns traços simples faziam a cerveja e a espuma parecerem tridimensionais. Era tão incrivelmente vívido que parecia que a cerveja estava derramando.

Depois de dar outra olhada na foto incrível, Kieran bateu na porta.

[O proprietário lhe deu permissão para entrar!]

[Você deseja continuar escondendo seu rosto?]

Kieran ficou surpreso. Ele achava que o lugar era algo parecido com o bazar secreto do Agente, mas na verdade era o lobby do jogo de algum outro jogador.

Ele aceitou a opção, apesar de ter sido pego de surpresa.

— Sim.

Mesmo que o lugar pertencesse a um dos amigos de Sem-lei, a julgar pelo letreiro na frente, não era um simples local de reunião. Kieran naturalmente queria esconder seu rosto de desconhecidos em um ambiente tão estranho.

Ele empurrou a porta com a mão esquerda enquanto segurava o [M1-02] com a mão direita. A porta se abriu com um chiado quando o eixo e a estrutura de madeira roçaram um no outro.

Um forte aroma de vinho de uva acompanhado de risos alegres deu as boas-vindas a Kieran.

— 2567, aqui!

Antes que Kieran pudesse até mesmo olhar para seus arredores, ele ouviu a voz alta de Sem-lei.

O local instantaneamente ficou em silêncio enquanto dezenas de olhares surpresos e frios observavam Kieran.

Mesmo que os olhares não possuíssem más intenções, ele podia sentir sua observação muito claramente com sua Percepção C-.

Kieran ficou bastante inquieto. Ele se sentiu como um pedaço de mercadoria esperando para ser retirado de uma prateleira.

Franzindo a testa um pouco, ele rapidamente foi até Sem-lei, que estava sentado na frente do balcão e acenando para ele com o charuto.

— Isso é algum tipo de festa de boas-vindas?

Kieran sentou-se em uma poltrona redonda na frente do balcão enquanto olhava para Sem-lei. Ele sabia que Sem-lei gritou propositalmente seu nome para capturar a atenção de todos.

A julgar pelo entendimento de Kieran sobre Sem-lei e a descrição da Ferreira, Sem-lei nunca faria mal a ele, e nem esperava qualquer benefício dessa ação. Era apenas uma brincadeira. Uma brincadeira muito ruim.

Antes de conhecer Sem-lei pessoalmente, Kieran não seria capaz de imaginar que um sujeito grande e forte com um rosto áspero e costeletas, que se encaixam em todos os critérios de um cara durão, poderia ser um palhaço que gostava de fazer brincadeiras.

— Há um equilíbrio vital entre seu rosto áspero e seu coração infantil.

Era assim que Ferreira descreveu Sem-lei, e Kieran realmente experimentou isso em primeira mão.

— Claro que não! Rachel, este é 2567, um novo amigo meu!

— 2567, esta é Rachel, a proprietária da Pousada da Colheita. Uma das poucas donas de pousada com Fabricação de Vinho e Comida de nível Grão-mestre.

Sem-lei balançou a cabeça com um grande sorriso enquanto apontava para a barmaid atrás do balcão.

— Prazer em conhecê-la. — Kieran cumprimentou a mulher educadamente enquanto inspecionava o local.

A mulher usava um macacão roxo e uma camisa branca, apresentando-se como uma barmaid. Seu rosto era semelhante ao de todos os outros. Mesmo que fosse borrado, qualquer um poderia facilmente dizer que ela era uma jogadora.

— E aí, sortudo? Para mostrar o meu apreço pelo negócio que você trará, essa rodada é minha!

A voz de Rachel tinha um tom maduro, e suas ações e movimentos pareciam ainda mais experientes.

Antes que Kieran pudesse reagir, uma taça foi colocada diante dele.

[Nome: Margarita]

[Tipo: Álcool]

[Classificação: Fresco]

[Atributos: Recupera 50 PV em 5 segundos. Aumenta a taxa de recuperação de Vigor em 50%]

[Pré-requisitos: Nenhum]

[Observação: Este é um dos coquetéis especiais de Rachel. Além de ser gostoso, também tem alguns efeitos especiais!]

Quando as notificações surgiram em sua visão, Kieran olhou para Rachel com desconfiança. A [Margarita] era o primeiro item que ele encontrou desde que deixou a masmorra iniciante que poderia recuperar PV e Vigor.

Fabricação de Vinho e Comida nível Grão-mestre, hein?

Kieran se lembrou da introdução anterior de Sem-lei quando voltou sua atenção para o tópico em questão.

— Apreciação pelo negócio que farei? — Ele perguntou.

— Com esse cara aqui falando de você como se fosse a última bolacha do pacote, seria difícil para minha empresa não decolar! Nove entre dez pessoas que estão aqui hoje vieram por causa de suas armas e equipamentos. Mas não se preocupe, não são todos. Os mais desconfiados estão olhando de longe.

Rachel lançou um olhar para Sem-lei, que sorria maliciosamente. Seu tom soava ridículo, mas Sem-lei parecia não se importar. Em vez disso, falou em voz alta:

— Então você vai me pagar outra rodada?

— Se você pagar o que deve, talvez eu considere isso! — Rachel disse a Sem-lei suavemente.

Sem-lei ficou pianinho na hora. Enquanto Rachel dava a ele um olhar frio, Kieran podia ver claramente que Sem-lei estava desconfortável e um pouco assustado. Obviamente, a antiga dívida que Rachel estava se referindo não era apenas alguns pontos ou dinheiro.

Depois de dois segundos de silêncio, Sem-lei parecia ter se lembrado de algo:

— Ei, 2567! O tempo parece bom hoje! Você está aqui para vender seu equipamento, certo? Rachel tem suas próprias regras. Nenhuma negociação é permitida perto do balcão. Vamos, vamos para lá! — Ele disse enquanto arrastava Kieran para uma mesa lateral perto do balcão.

— Medroso!

Ambos tinham claramente ouvido a palavra fria e zombeteira de Rachel.

Kieran naturalmente olhou para Sem-lei, mas surpreendentemente, ele fingiu que não tinha ouvido nada. Apenas continuou arrastando-o com um sorriso desajeitado.

— Mostre os prints de suas armas e as precifique de acordo com os preços de mercado!

Sem-lei trocou mensagens com Kieran com uma lista de preços enquanto conversavam.

Kieran deu-lhe um olhar tácito depois de aceitar sua sugestão.

Então ele exibiu as imagens dos quatro lançadores de foguetes [Cobra-I], as duas metralhadoras [BK-20] e [MG-08], a [Lâmina Mista], os seis [Fragmentos de Alma] rachados, e seu próprio [Viper-M1].

O preço foi marcado em cada um dos itens.

[Cobra-I], 10.000 Pontos, 4 Pontos de Habilidade cada.

[BK-20] metralhadora leve, 4.000 Pontos, 2 Pontos de Habilidade cada.

[MG-08] metralhadora pesada, 10.000 Pontos, 5 Pontos de Habilidade.

[Lâmina Mista] 1.000 Pontos.

[Fragmento de Alma] pacote com seis, 27.500 Pontos, 6 Pontos de Habilidade.

[Viper-M1] fuzil de precisão, 8.000 Pontos, 4 Pontos de Habilidade.

As listas de preços eram um pouco mais altas do que Kieran esperava.

Até mesmo o pacote com seis pedaços de [Fragmento de Alma] chegou no preço do leilão.

Mesmo que o [MG-08] e o [Viper-M1] tivessem cada um atributos, seu preço ainda excedia as expectativas de Kieran.

Kieran ainda acreditava em Sem-lei e seu julgamento como um jogador veterano, e ele provou no momento seguinte.

Depois de apenas dez segundos de verificação, os jogadores ao redor começaram a fazer ofertas.

Erudhir
"Se olhar ao redor e não souber quem é o alvo, então o alvo é você."

3 Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!