API – Capítulo 209

Pena negra de corvo

O brilho laranja se dissipou logo depois, revelando um manto macio e sem capuz coberto de penas pretas.

[Nome: Pena Negra de Corvo]

[Tipo: Armadura Corporal]

[Classificação: Rara]

[Defesa: Comum]

[Atributos: Agilidade semelhante a de um corvo, flexível como uma pena]

[Efeito: Nenhum]

[Pré-requisitos: Nenhum]

[Pode ser levado para fora da masmorra: Sim]

[Observação: Este manto foi costurado com penas de corvo. É leve e não tem resistência, mas a Alquimia concedeu-lhe um poder incomum]

[Agilidade semelhante a de um corvo: Quando ativada, o usuário ganha +1 de Agilidade por 3 segundos. Pode ser ativado 2 vezes por dia]

[Flexível como uma pena: Quando a Agilidade semelhante a de um corvo é ativada, o peso do usuário diminui em -50%, ao cair de um lugar alto toma -80% de dano]

Aumenta a agilidade e reduz o peso corporal? — Os olhos de Kieran brilharam quando ele percebeu que esses dois atributos complementavam-se. Ele finalmente entendeu como o homem mascarado conseguia ser tão rápido.

Kieran rapidamente envolveu o equipamento em torno de sua [Armadura de Couro do Rebelde]. Ele já tinha planos para o [Ferrão Afiado] também.

— Argh! — De repente Hanses gritou, desviando a atenção de Kieran dos itens.

— O quê? Você o conhece? — Kieran instintivamente perguntou a Hanses, que estava olhando para o homem mascarado em estado de choque.

— Claro! Se eu lhe disser o nome dele, você também o reconheceria. — Hanses disse com uma risada alta.

Depois que ele se livrou de suas amarras, ele não ficou parado. Ele foi direto até o assassino mascarado para dar uma olhada nele.

Havia uma regra tácita entre os jogadores, então ele não perguntou a Kieran o que ele havia adquirido.

Depois de dar uma olhada no rosto do homem mascarado, ele gritou incontrolavelmente, como se seu coração tivesse sido virado de cabeça para baixo por um tsunami.

Kieran tinha um palpite sobre quem era o homem quando viu Hanses rir amargamente.

— Não é LeGrand, o segundo filho do Grão-Duque, é? — Kieran perguntou.

— Como você sabia? — Hanses ficou surpreso.

— Este é o pátio de LeGrand, e você começou a gritar do nada. Não foi tão difícil de adivinhar. É só que… — Kieran de repente franziu a testa e fez uma pausa.

— Só o quê? — Hanses continuou.

— Eu não esperava que LeGrand fosse a pessoa por trás do massacre no Salão da Igreja…

Kieran ajudou Hanses a sair enquanto contava sobre o incidente.

— Impossível! LeGrand estava me interrogando sobre o Legado. Ele nunca saiu da minha vista! — Hanses apontou.

— Nunca? Então quem era o homem mascarado que eu vi? — Kieran de repente parou de andar.

Ele acreditava em Hanses. Kieran sabia que ele não mentiria. Os dois assinaram um contrato de equipe. Eles estavam do mesmo lado. Não havia necessidade de mentiras.

— Talvez o homem mascarado não estivesse sozinho. Talvez houvesse uma organização por trás dele. LeGrand poderia ser um deles. Que tipo de organização poderia ser?

Kieran recordou o estilo de luta e métodos de ataque do assassino dentro do Salão da Igreja e segundo filho do Grão-Duque. Sua testa franziu com força.

Ele percebeu que o assunto era mais complicado do que imaginava. Só o fato de essa organização poder atrair o segundo filho do Grão-Duque a se juntar a eles provou que não era um grupo rebelde comum.

Agora Kieran e cia. estavam do lado oposto dessa organização.

— Droga! — Kieran amaldiçoou silenciosamente, instintivamente apressando seus passos.

Ele queria sair daquele lugar antes que pudessem se meter em mais problemas. Kieran não tinha intenção de enfrentar nenhum problema no momento. Se alguma coisa acontecesse, ele preferiria que ocorresse depois de curar-se. Com isso em mente, ele começou a andar ainda mais rápido.

Embora as estatísticas de Hanses tivessem caído muito por causa de seus ferimentos, ele ainda superava os nativos comuns, então conseguiu seguir Kieran com facilidade.

Quando chegaram à saída do prédio, que estava quase demolindo, Kieran fez um sinal para Hanses esperar por ele e se deitar antes de sair correndo para o campo de batalha.

Ele voltou um pouco mais tarde com uma [Armadura de Couro do Rebelde].

— Aqui! Coloque isso! — Ele disse.

Hanses entendeu o que Kieran queria. Sem demorar, ele colocou a [Armadura de Couro do Rebelde]. Era uma defesa valiosa e confiável, considerando que seu PV quase atingiu o fundo do poço.

— Siga-me! — Kieran disse em voz baixa. Ele se aproximou de um dos cantos escuros e lentamente se dirigiu para fora. Hanses seguiu-o apressadamente.

Os passos leves de Hanses mostraram que ele também tinha uma habilidade [Furtividade] bastante alta. Kieran ficou aliviado. Depois de procurar tanto pelo homem, ele não iria querer carregar seu corpo morto.

Kieran e Hanses passaram cuidadosamente entre as tropas de defesa e os rebeldes. Hanses estava inspecionando os rebeldes com cuidado no caminho. Quanto mais ele olhava para eles, mais forte Kieran franzia a testa.

No final, ele suspirou impotente.

Hanses também não conhecia os rebeldes. Kieran esperava que Hanses fosse capaz de fornecer mais informações sobre eles, mas obviamente, mesmo que eles estivessem no mesmo universo de sua masmorra anterior, Hanses não os encontrou antes.

De onde vieram os rebeldes? — A mesma pergunta apareceu na mente de Kieran novamente.

Ele ainda estava intrigado com o fato de tantos rebeldes terem aparecido no castelo. Seus números faziam parecer que eles tinham marchado pelos portões sem qualquer resistência. Havia também a organização do homem mascarado. Essas duas perguntas eram como duas grandes cordas amarradas em um nó da morte ao redor do coração de Kieran.

As sobrancelhas franzidas de Kieran diminuíram um pouco quando ele viu Sem-lei aparecer. Sua aparição não respondeu às suas perguntas, mas pelo menos ele apareceu com três cavalos de guerra. Considerando os ferimentos e o fato de que precisavam deixar o Grão-Ducado de Morko para completar sua Missão Principal, os cavalos seriam um elemento crucial em sua fuga.

— Bom trabalho! — Hanses deu um sinal de positivo para Sem-lei.

— Você deve dar crédito a 2567 também! — Sem-lei disse com um sorriso.

Então ele passou a [Bandagem de Linho] e [Bálsamo de Hemostasia] de volta para Kieran. Ele já havia notado o grande corte na palma da mão esquerda.

Kieran devolveu o favor jogando [Ferrão Afiado] para Sem-lei.

— Aqui! Só para essa masmorra, hein!

Kieran já havia decidido assim que viu a espada longa. Comparado com sua habilidade correspondente, Sem-lei poderia usar melhor a espada longa e dar à equipe uma chance melhor de escapar.

Sem-lei pegou o [Ferrão Afiado] sem falar nada.

Então ele olhou para Kieran, que estava montando em um dos cavalos, perguntando com os olhos se ele precisava de ajuda.

Kieran balançou a cabeça. Ele não sabia montar a cavalo, mas sabia como amarrar seu cavalo à sela do cavalo à sua frente, para que seu cavalo ainda pudesse seguir Sem-lei.

— Como vocês se conhecem bem, né não? Se encontraram apenas algumas vezes e já podem conversar apenas com olhares? Vem, ajude o estranho aqui. Obrigado! — Hanses disse, reunindo forças para subir em seu cavalo depois de testemunhar a comunicação sem palavras de Kieran e Sem-lei. Ele não pôde deixar de revirar os olhos.

— Você certamente é muito observador para alguém que está gravemente ferido.

Sem-lei bateu no cavalo de Hanses na bunda e colocou o freio nele.

Os três correram para os portões do castelo imediatamente. Eles instantaneamente se tornaram alvos de ambos os lados, e seus cavalos se destacaram entre as infantarias incontáveis ao redor deles.

De repente, dezenas de olhares mortais focaram nos três.

Erudhir
"Se olhar ao redor e não souber quem é o alvo, então o alvo é você."

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!