API – Capítulo 241

Investigar

— Eu…  — Calkin instintivamente queria negar tudo.

Embora qualquer pessoa com alguma autoridade dentro da cidade de Herl soubesse que ele estava trabalhando com Hook, Calkin não admitiria o relacionamento. Afinal, ele ainda era um policial.

Assuntos que pareciam impossíveis para os outros eram mamão com açúcar para ele, considerando sua posição. Um pequeno giro de seu cérebro, e ele poderia ganhar uma quantia enorme de dinheiro.

Havia mais dois homens como Hook sob seu comando. Calkin já havia provado a doçura do fruto proibido, e não estava disposto a perder os benefícios que acompanhavam sua posição.

Antes que ele pudesse terminar sua sentença, o jovem diante dele começou a ficar embaçado. Sua sombra alongou-se e encolheu até que se torceu completamente e se transformou em uma cobra gigante que preencheu sua visão e bloqueou o sol.

Quando a gigante cobra negra abaixou a cabeça, olhando para ele com olhos dourados reptilianos, uma sensação fria espalhou-se por todo o corpo e entorpeceu seus sentidos. Ele começou a ofegar e tentou abrir a boca e gritar.

Antes que ele pudesse, a cobra abriu a boca e se jogou nele.

O fedor vindo de sua boca era como um vento forte, suas presas tão afiadas quanto os picos das montanhas e sua boca tão grande quanto um lago. Calkin encolheu-se como um inseto.

— Nãaao! — Ele gritou em choque.

De repente, a paisagem diante dele voltou para a casa de Herbert e ele viu o jovem em pé na frente dele.

— Você!

Calkin abriu a boca e uma dor agonizante assaltou todo o seu corpo. Incapaz de conter seus gritos, ele caiu no chão e começou a se debater. Depois de 30 segundos, ele finalmente parou.

As notificações de batalha começaram a aparecer na visão de Kieran.

[Olhar do Homem-Morto: Alvo falhou na autenticação. Induzido a Ilusão de Medo…]

[Ilusão de Medo: O alvo caiu sob suas ilusões, o Espírito falhou na autenticação. Alvo sofreu a mesma quantidade de dano que o seu nível de Espírito. Infligiu 100 de Dano. Alvo está muito ferido…]

Como esperado, ele é mais forte que um Zé do Doce comum. — Kieran pensou, seus estavam olhos fixos em Calkin.

Enquanto Calkin lutava no chão, ele rasgou as roupas e revelou os músculos em forma. Desde o momento em que Kieran viu Calkin, ele sentiu que havia algo estranho nele. Sua postura de pé permitiu que ele atacasse sempre que quisesse, e os calos nos dedos e nas costas de suas mãos traíam sua força.

Calkin continuou ofegando pesadamente. Cada respiração era como o ar sendo sugado de sua medula e indo direto para seu coração e veias. Enquanto ele ainda estava lutando para recuperar o fôlego, ouviu uma voz familiar.

— Então você conhece Hook, Comandante?

Calkin levantou a cabeça e viu o jovem sorrindo. Ele pareceu entrar em transe novamente e ver a cobra negra de olhos dourados. Ele tentou falar, mas as palavras que saíram de sua boca eram diferentes.

— Eu… eu o conheço! — Ele disse gaguejando.

— Entendo. Esses três bandidos aqui disseram que eles foram contratados por Hook para causar problemas ao Sr. Herbert. Você sabe o que tem que fazer, certo? Espero que pense bem antes de responder. O que você viu agora é apenas a ponta do iceberg. Eu poderia te mostrar visões muito mais aterrorizantes se você quiser — Kieran disse, sua voz suavizando enquanto falava.

Embora ele não tivesse ideia do que Calkin havia visto por causa da [Ilusão de Medo], estava óbvio o que ele tinha que fazer. Ele estava tentando blefar e parecia estar funcionando.

— Mu… Muito bem! Eu sei o que preciso fazer! Trarei Hook para você, Sr! — Calkin cerrou os dentes com força.

— Não, não, não… Não para mim. Para o Sr. Herbert. — Kieran apontou o erro de Calkin em tom zombeteiro.

— Entendido. — Os outros homens de Calkin ajudaram-no a subir na carroça e ele saiu rapidamente.

Kieran estava sorrindo misteriosamente enquanto observava a carroça.

Ele não sabia se as ações de Hook eram baseadas em vingança pessoal ou instruções de outras pessoas. Pode até ter sido uma ordem direta de Calkin. Kieran sabia uma coisa com certeza. As pessoas sentiam medo diante do desconhecido, e o próprio medo era suficiente para Kieran controlar Calkin.

Não importava se Calkin entrou em pânico e revelou sua agenda oculta, ou permaneceu calmo e começou a agir de forma mais vigilante. Tudo o que Kieran queria era que ele fizesse um movimento.

— Como eu esperava de você, 2567! — Herbert elogiou Kieran enquanto se aproximava.

Os três jovens estudantes também olharam para ele, inspecionando-o com curiosidade.

O jovem de macacão de repente deu um tapa na própria testa e disse, surpreso.

— 2567? O Caçador de Crocodilos e o Caça-Fantasmas 2567? — Ele perguntou.

— Se não tiver outro 2567 por aí, então acho que sou eu.

Kieran não tinha ideia de como o sistema havia colocado sua reputação nas memórias dos nativos, mas ele aceitou isso como um fato com um aceno de cabeça.

— É realmente você? Aquele crocodilo era realmente tão grande quanto três carroças? Como um espírito é? Como você fez isso agora? Calkin geralmente é muito diferente. — O jovem expressou sua surpresa antes de começar a fazer perguntas.

— Cohen! — O outro jovem parou seu amigo, parecendo envergonhado.

Então ele se virou e se apresentou para Kieran de uma maneira que combinava com a maneira como estava vestido.

— Bom dia, senhor 2567! Eu sou Harold, esta é Joanna, e este é Cohen. Somos todos estudantes do Sr. Herbert. — Harold apontou para a mulher e Cohen.

Suas palavras também estavam cheias de curiosidade, e o mesmo sentimento era evidente no rosto de Joanna.

Comparado a Cohen, os dois eram muito mais reservados.

— Bom dia a todos. Eu sou 2567. — Kieran respondeu antes de recuar e olhar para a cena com Herbert.

Como sua casa foi incendiada, muitos de seus livros e arquivos foram destruídos. Kieran sabia que Herbert precisava de mão de obra para ajudar a restaurar tudo.

Seus alunos eram os melhores candidatos para o trabalho.

— Harold, eu preciso de uma caneta e papéis, e sei que você vai me convidar para sua casa por enquanto, mas ainda seria muito mais conveniente arrumar as coisas aqui. Cohen, volte para a cidade e diga a Pierre para comprar algumas barracas. Vamos embora no dia 25, então ainda restam três dias. Não podemos simplesmente dormir no chão. E Joanna, preciso que você me ajude a arrumar minhas anotações.

Herbert atribuiu tarefas a cada um de seus alunos antes de olhar para Kieran.

— Eu tenho outro favor para pedir a você. — Ele disse.

— Sou todo ouvidos. Eu concordei em ser seu guarda-costas, então farei qualquer coisa dentro dos meus poderes e contrato. — Kieran respondeu com um sorriso.

Ele podia ver uma Missão Secundária vindo em sua direção.

— Ajude-me a investigar os outros guarda-costas que responderam ao anúncio. Pierre atualmente está ocupado com outras coisas, e meus alunos e eu não somos as pessoas certas para esse trabalho. — Herbert disse em um tom sincero.

Notificações de repente começaram a aparecer na visão de Kieran.

[Missão Secundária: O Comandante Problemático (Concluído)]

[Missão Secundária Descoberta: Investigando os Guarda-costas!]

[Investigando os Guarda-costas: Você ganhou a confiança de Herbert, então ele pediu para você lidar com mais uma questão. Para retribuir a confiança que ele depositou em você, você precisa cuidadosamente investigar aqueles que responderam ao anúncio de recrutamento de guarda-costas. Mas tenha cuidado. Alguns deles podem ter más intenções!]

Más intenções? — Kieran cerrou os olhos quando leu a descrição.

Erudhir
"Se olhar ao redor e não souber quem é o alvo, então o alvo é você."

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!