API – Capítulo 249

A raça noturna

O prisioneiro alto e gordinho viu o soco eletrizado de Kieran e deu dois passos para trás, com o rosto cheio de medo. Ele estava resmungando, fazendo sons parecidos com o idioma da masmorra, mas não totalmente o mesmo.

É algum tipo de dialeto? — Kieran adivinhou enquanto tentava se comunicar com o gordinho.

— Você consegue me entender?

O gordinho acenou primeiro, mas depois balançou a cabeça. A resposta ambígua fez Kieran franzir a testa.

De repente, Herbert interveio e disse:

— Se você não se importa, posso?

— Com toda certeza! — Kieran concordou e abriu caminho para o estudioso interpretar as palavras do grandalhão. Kieran manteve os olhos no cativo e ficou dentro do alcance. Se o homem fizesse movimentos bruscos, ele poderia reagir rápido.

No entanto, quando Herbert se aproximou com um sorriso amigável, o gordinho se acalmou e parou de lutar.

O que…? — Kieran olhou para Herbert com respeito. Herbert estava se comunicando com o homem de uma maneira extremamente lenta.

— Acalme-se. Não se preocupe, ninguém vai te machucar. Certo?

— Tudo bem.

— Diga-me seu nome.

— Sem… sem nome…

— Entendo. De onde você é?

— Não… nada.

Depois que Herbert tentou se comunicar com o gordinho, Kieran finalmente conseguiu entendê-lo. Ele não estava falando um dialeto ou usando gírias. A língua do homem parecia ter algum tipo de problema que o impedia de falar corretamente, por isso o grunhido.

Kieran também notou que o cara não era muito inteligente também.

Ele está fingindo, ou é real? — Kieran estava desconfiado.

No entanto, quando Herbert o libertou das corrente, o cara ficou domado e ficou atrás de Herbert. Kieran desistiu de sua teoria, mas seu coração de repente acelerou. Ele lembrou que a armadilha foi preparada antes do dia anterior na casa.

A armadilha foi preparada perfeitamente e especificamente para a silhueta negra. O grandão aqui era a isca. — Kieran podia adivinhar o plano do mentor.

Confrontado um cara durão que não tinha medo de lâminas, mas cujo intelecto não podia permitir que se comunicasse corretamente, a silhueta negra definitivamente desembainharia sua espada.

Assim que a arma fosse desembainhada, a armadilha da chama verde seria ativada automaticamente. Como o cara lutou com a silhueta negra, nenhum dos dois seria capaz de escapar da explosão.

O resultado era claro.

A única coisa que o mentor não tinha previsto era o quão facilmente agitado e imprudente o cara era.

Que pena.

Kieran viu o gordinho seguir Herbert inofensivamente até a área do café da manhã e tomar seu café. Ele soltou um suspiro de alívio. Honestamente, Kieran não conseguia tirar nada de uma pessoa menos inteligente, mas com seu tamanho e físico, ele chamava a atenção para onde quer que fosse.

Algumas investigações adicionais dariam a Kieran a informação que queria. Era possível localizar o cérebro por trás do incidente, seguindo as migalhas de pão.

A única coisa que Kieran ainda estava preocupado era com os mercenários e caçadores de recompensas que se candidataram ao trabalho. Kieran não podia deixar o lado de Herbert antes do processo de seleção terminar ou localizar a pessoa com más intenções. Ele sabia quais eram suas prioridades. Era uma liderança que poderia fornecer a ele uma Missão Secundária em potencial, em vez de um nativo relacionado à Missão Principal.

Herbert caminhou até Kieran depois de cuidar do gordinho e disse a ele em um tom amigável:

— Se é apenas sobre a coleta de informações, Cohen poderia fazer. Ele sai todos os dias para distribuir o jornal.

Dez minutos depois, Cohen chegou com o jornal daquele dia.

Depois que Kieran concordou em ensinar-lhe alguns movimentos básicos de combate, o jovem rapaz imediatamente bateu no peito de acordo.

Cohen voltou para a cidade antes de terminar seu café da manhã.

— É melhor você manter sua promessa. Cohen te admira. — Joanna disse a Kieran depois de ver seu companheiro sair.

— Por que você me agradeceu antes? — A jovem perguntou depois de uma pausa.

— Porque eu estava perdido em pensamentos que não deveria estar pensando no momento. Seus gritos me acordaram. — Kieran explicou brevemente. Ele não podia explicar sobre tudo o que tinha passado.

Sua resposta foi honesta, embora a jovem não acreditasse.

— Fácil para você dizer isso.

A jovem se virou com uma cara mal-humorada. Depois de alguns passos, ela parou.

— Obrigada! — Ela disse, com o rosto ainda virado, e então se dirigiu para a cozinheira sem mais paradas.

Kieran foi deixado para trás, surpreso.

Isso é muito difícil para eu entender. — Ele pensou antes de olhar para Herbert, que também estava assistindo a cena.

Kieran tinha muitas perguntas que queria fazer ao estudioso, como a causa de Calkin e a súbita mutação do carroceiro. Ele também estava preocupado com a razão pela qual Herbert tinha certeza de que o grandalhão não iria atacá-lo.

— A Raça Noturna. Calkin e a súbita mudança de seu carroceiro se encaixam na descrição dos monstros originários da Dinastia Neegor. Eles possuíam certo nível de inteligência e eram bons em se disfarçar. Ao morrerem, eles se transformam em uma pilha de gosma verde. Eles também eram imunes a espadas e lâminas, o que também se encaixa na sua descrição. Eles foram eliminados pelos exércitos da Dinastia Neegor durante os tempos antigos enquanto percorriam a costa das Terras de Neegor. Há duas coisas que me preocupam. Primeiro, a Raça Noturna não poderia ter mantido sua forma normal enquanto sofria de dor, e dois, eles compartilhavam o mesmo método de reprodução que os humanos, então não há explicação para as mutações. — Herbert respondeu as perguntas de Kieran enquanto se olhavam.

— Talvez a Raça Noturna quisesse voltar? Se esse é o caso, Calkin era um alvo adequado? — Kieran disse quando começou a especular.

— Quem sabe? Felizmente, posso facilmente dizer o verdadeiro coração da pessoa. Isso não inclui escória como Calkin ou monstros como a Raça Noturna. — Herbert deu de ombros.

— Você já me deu ajudou o suficiente. Esta é a primeira vez que ouvi falar sobre a Raça Noturna! — Kieran sorriu em resposta.

— Foi apenas uma coincidência. Vocês devem ser gratos por eles terem se originado da Dinastia Neegor. Se fosse algum outro monstro, eu não poderia ter feito quase nada. — O velho estudioso disse antes de se aproximar do gordinho, que estava olhando para ele com uma tigela vazia, grunhindo por mais comida.

Kieran saiu, e foi para onde os guarda-costas estavam esperando.

Ele percebeu que poderia filtrar os candidatos com um método mais fácil adicionando outro passo no processo de seleção.

Ao se aproximar do grupo, percebeu que havia uma comoção entre os candidatos. Os candidatos marcados estavam trocando olhares novamente, suas mãos pegando suas armas.

Erudhir
"Se olhar ao redor e não souber quem é o alvo, então o alvo é você."

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!