API – Capítulo 254

Cidade morta

— Reconhecimento! Alguém tem que ir na frente e verificar se está seguro. — Contly disse.

— Suponho que esse alguém seja eu? — Kieran disse com um pequeno sorriso, apontando para si mesmo.

Ele havia assumido o papel de vigia durante toda a jornada. Era natural que ele também cumprisse essa missão de reconhecimento.

De fato, mesmo que Contly não tivesse mencionado o reconhecimento, Kieran teria pensado nisso e sugerido a Herbert.

O fato de Contly ter mencionado era incomum, e isso fez Kieran pensar mais sobre ela.

Ela quer desviar minha atenção? — Ele pensou inconscientemente.

Quando Contly continuou falando, ele deixou esse pensamento de lado.

— Não, não! Não você! E sim eu! — Ela disse.

— Se você não se importa, eu gostaria de me juntar à equipe de reconhecimento também. — Lorl disse.

Quando ele olhou para os guarda-costas recém-recrutados que se ofereceram para realizar a missão de reconhecimento, Kieran levantou as sobrancelhas. Ele os fitou com um olhar crítico.

A caçadora de recompensas estava calma e confiante, mas o mercenário de meia-idade inclinou a cabeça, sem se atrever a olhar Kieran nos olhos. Ele parecia um pouco envergonhado.

— Bem, isso diz tudo! — Kieran suspirou silenciosamente.

A dupla não tinha intenção de fazer o trabalho de reconhecimento. Eles não estavam dispostos a continuar esta aventura com eles.

Pierre, que estava trás de Kieran o tempo todo, parecia chocado. Seu rosto ficou verde. Ele parecia enfurecido com a sugestão da dupla. Alguém com uma rica experiência de vida como ele poderia facilmente dizer o que os guarda-costas contratados estavam planejando fazer.

— Vocês… Tudo bem. Desejo tudo de bom para vocês! — Pierre os repreendeu, e antes que pudesse continuar, Herbert assentiu com um sorriso.

A caçadora de recompensas virou-se e saiu, enquanto o mercenário de meia-idade parecia apologético. Fazendo um gesto de gratidão, ele se curvou diante de Herbert e saiu rapidamente.

— O que foi isso?

Harold, Cohen e Joanna estavam trocando olhares intrigados. Suas conversas e ações incomuns atingiram os três jovens.

— Professor? — Harold perguntou ao seu mentor, falando por seus colegas.

— A vida de todos é preciosa. Não tenho o direito de tirar a vida deles! — Herbert disse com um sorriso.

— Você está falando sobre eles?

Os três jovens estudantes entenderam imediatamente as palavras de Herbert. Eles eram bem espertos, afinal de contas.

— Droga. Traidores! Devemos exigir nosso depósito de volta e falar para todo mundo o que fizeram. Assim as pessoas irão pensar 2 vezes antes de contratá-los. — Os três alunos se queixaram. Eles pareciam insatisfeitos com a decisão dos guarda-costas.

Herbert manteve o sorriso enquanto olhava para Kieran. A pergunta em seu rosto era óbvia.

— Eu ainda me importo com minha reputação. Aceitei o seu convite, então vou cumprir minha missão como prometi. — Kieran disse com um dar de ombros.

Comparado com os outros contratados, a resposta de Kieran instantaneamente aumentou seu respeito entre os três estudantes. Cohen até deu um sinal de positivo para Kieran na maneira única e animada de um adolescente.

Claro, não foram apenas os três que ficaram felizes. O sorriso de Herbert ficou muito mais amistoso. Até Pierre deu um tapinha no ombro de Kieran, expressando sua admiração.

Os olhos de Cass estavam cheios de respeito. Como guarda-costas, sabia o que encontrariam mais adiante na estrada. Se não desafiasse seu próprio contrato com a família de Harold, ele também poderia ter se juntado a Contly e Lorl e deixado o grupo para trás. Por causa disso, mostrou mais respeito pelas ações de Kieran e pelo fato de que ele estava cumprindo sua promessa.

Do ponto de vista de Cass, deve-se arriscar a vida para manter uma promessa, seja ela boa ou ruim. Uma promessa deve ser sempre respeitada.

Kieran deu de ombros novamente enquanto todos o encaravam. Ele estava se sentindo muito estranho, pois não podia dizer que estava com eles por causa da Missão Principal, poderia?

Felizmente, Herbert assumiu a liderança e salvou Kieran dessa estranheza.

— A partir daqui, podemos enfrentar uma jornada ainda mais difícil. Há algumas coisas que aconteceram por minha causa. Eu sabia que seria perigoso, mas não esperava que fosse tão perigoso. Cass, preciso que você leve Harold, Cohen e Joanna de volta. Não leve eles para cidade de Herl. Pare em alguma das cidades pelas quais passamos. E fique esperando por nós lá! — Herbert disse lentamente depois de olhar para todos.

— Professor!

Os três alunos pareciam ansiosos quando Herbert anunciou sua decisão.

— Professor! As coisas não são tão ruins quanto parecem. Poderíamos avançar em grupos. Esses desgraçados não vão reconhecer todos.

— Nós poderíamos nos encontrar na cidade de Isogu mais tarde!

— Isso mesmo, professor! — Os três alunos disseram, na esperança de convencer Herbert. Os três eram ingênuos e simples demais.

Kieran balançou a cabeça no momento em que ouviu.

Avançar em grupos?

Avançar em grupos sob circunstâncias desconhecidas só daria aos Monstros Noturnos mais chances de atacá-los e eliminá-los um após o outro.

Quanto aos monstros não reconhecendo eles?

Kieran estava certo de que não havia muita diferença entre os alunos e as descrições que os Monstros Noturnos possuíam. Caso contrário, a infiltração da cozinheira e de Bill teria sido um grande fracasso.

Kieran não esperava que os três alunos convencessem Herbert com seu raciocínio.

— Os Monstros Noturnos são muito mais assustadores do que vocês podem imaginar. Eles compartilham as mesmas características que os humanos, desde que permaneçam disfarçados. Algum de seus amigos pode acabar sendo um também. É por isso que eu não posso permitir que vocês voltem para cidade de Herl. Esse lugar é tão perigoso quanto o lugar para onde estamos indo. Mais importante ainda, pense em seus números. Ainda não sabemos quantos deles existem, mas com base em seus movimentos, não será apenas algumas centenas. Além disso, eu também preciso que me ajudem a terminar uma missão enquanto vocês esperam na cidade. — Herbert pegou uma carta selada enquanto falava. Então olhou para seus alunos com a maior seriedade.

— Quatro semanas! Se não voltarmos em quatro semanas, abra esta carta e sigam as instruções cuidadosamente! — Herbert enfatizou cada palavra que disse.

Os três alunos ficaram chocados com sua seriedade, mas pegaram a carta.

Kieran não pôde deixar de sorrir enquanto observava a cena.

Herbert conhecia seus alunos muito bem. Ele sabia que, se os afastasse, não os teria convencido. Ele poderia também confiar-lhes uma missão antes de mandá-los embora.

Quanto ao que estava dentro dessa carta, Kieran sabia que o conteúdo não seria relacionado à missão. Ele não precisou ler para saber que estaria relacionado apenas à segurança dos alunos.

Kieran, nem Pierre ou Cass, disse alguma coisa.

Então o pessoal se dividiu em dois grupos, e Cass e os três alunos pegaram a carroça e os cães de caça e voltaram para a cidade.

Kieran, Pierre e Herbert levaram os cavalos e continuaram com a bagagem mais leve.

Eles estavam a menos de 10 quilômetros da cidade de Isogu. Kieran assumiu o papel de vigia novamente, aventurando-se sozinho. Embora a sugestão de Contly e Lorl tivesse sido uma mera desculpa, a ideia de reconhecimento foi aceita por Kieran, Pierre e Herbert como boa.

Seu alvo era a área de acampamento fora da cidade de Isogu, que havia sido formada por garimpeiros de ouro.

Todos os garimpeiros de ouro de todo o país, das montanhas do norte até os mares do sul, se reuniam no acampamento. Seria o melhor lugar para uma missão de reconhecimento e o melhor lugar para os Monstros da Noite se esconderem.

Portanto, antes de Kieran realmente pisar no acampamento, ele entrou em seu modo [Furtividade].

Passo a passo, ele cuidadosamente se aproximou do acampamento. Ele podia ver pelo menos 1.000 tendas.

De longe, parecia uma cidade formada por tendas. Quando estava a menos de 100 metros do portão do acampamento, ele parou e franziu a testa. O acampamento era cercado por cercas de madeira e tinha três torres avançadas.

Obviamente, tinha sido bem desenvolvido graças aos rumores sobre a existência do ouro. O lugar era bem organizado. Já não era um local de reunião bagunçada.

Kieran ainda não conseguia ver uma única alma no acampamento. Parecia estar vazio. Era uma cidade morta.

Erudhir
"Se olhar ao redor e não souber quem é o alvo, então o alvo é você."

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!