API – Capítulo 70

Coração ardente

Kieran perguntou para Sem-lei e esperou por sua resposta. Foi um pouco diferente desta vez. Sem-lei demorou um minuto inteiro antes de responder.

Sem-lei: Acidentes podem acontecer!

2567: Acidentes?

Sem-lei: Sim, todos os tipos de acidentes!

Sem-lei: Após o teste beta, havia jogadores que abandonaram seus capacetes virtuais e não fizeram login novamente por mais de três meses.

Sem-lei: Então… acidentes começaram a acontecer.

Sem-lei: Dois dos meus amigos, que também eram jogadores beta como eu, decidiram deixar este jogo mortal. Três meses depois, um deles caiu da escada e quebrou o pescoço, e o outro foi eletrocutado enquanto tomava banho.

Sem-lei: Todos os jogadores que pararam de jogar morreram em um acidente. Não houve exceções.

Sem-lei: Era como se o deus da morte viesse e tirasse a vida deles.

Demorou quase dois minutos para Sem-lei digitar todas essas palavras. Parecia que ele não queria lembrar a morte trágica de seus amigos.

Kieran estava muito ocupado trabalhando para sobreviver e não tinha tempo para ficar assistindo filmes, mas se lembrava de ter ouvido sobre um filme em que todos os atores haviam morrido em todos os tipos de acidentes diferentes.

Para tal coisa acontecer com ele… Ele não se atrevia a imaginar isso. Tudo era muito peculiar. Qualquer tipo de incidente ou item pequeno poderia acabar causando sua morte.

Era muito mais assustador que sua doença. Afinal, o progresso de sua doença poderia ser monitorado usando a medicina real, enquanto essas mortes peculiares ocorreram sem aviso prévio.

Era como a foice do Ceifador da Morte. Quando a hora chegasse, a foice apareceria ao redor do pescoço do jogador e o arrastaria para o submundo.

Kieran respirou fundo algumas vezes para se acalmar. Ele sabia que o pânico e o medo não lhe faria bem. Eles só piorariam as coisas e acabariam por fazê-lo cair num poço de desespero. De qualquer forma, Kieran já teve algumas experiências relevantes. Esta não era a primeira vez que ele se sentiu ameaçado em sua vida.

Três anos atrás, quando ele fez o check-up médico regular, a descoberta de sua doença genética fez Kieran se desesperar. Ele ainda podia sentir aquele gosto ruim na boca.

Se Kieran não tivesse esperança e expectativas suficientes para sua própria vida, ele teria se matado há muito tempo. No entanto, naquela época, ele havia escolhido ser forte, e ele faria o mesmo agora. Ele nem precisou pensar duas vezes.

Ele tinha um novo objetivo para sua vida. Ele não queria apenas continuar vivendo. Ele queria levar uma vida melhor do que antes. Seu peito ardia de esperança e, em meras frações de segundo, o calor de seu coração se espalhava por todo o corpo, livrando-se do frio de rachar.

Bem, já é melhor do que costumava ser, certo? — Kieran pensou para si mesmo enquanto se acalmava.

Então ele mandou uma mensagem para Sem-lei novamente.

2567: Existe realmente uma maneira de fazer logoff do jogo?

2567: Um de verdade. Um jeito seguro.

(As palavras de Kieran enfatizaram quão sério ele estava.)

Sem-lei: Sim!

Sem-lei: Depois de terminar a 30ª masmorra!

A resposta afirmativa de Sem-lei fez Kieran franzir um pouco a testa. Ele tinha quase certeza de que alguém já fez isso antes.

2567: Alguém já fez isso antes?

Sem-lei: Cornelia, a Bruxa!

Sem-lei: Uma maníaca. Uma mulher assustadora.

Sem-lei: Lembra o que eu te disse antes sobre o livro de habilidade lendária que desencadeou uma guerra em grande escala? Foi por causa daquela mulher louca!

2567: Então?

Sem-lei: Então aquela puta enganou todos os veteranos que havia naquela época, e matou quase cem jogadores com as próprias mãos!

Sem-lei: Foi por causa desse incidente que o número de jogadores que passaram pela fase beta foi cortado pela metade.

Sem-lei: Verdade seja dita, quando o sistema nos notificou que aquela mulher havia partido, todos ficaram aliviados. Incluindo eu. Naquela época, ninguém ousava optar pela masmorra em equipe sem um contrato de equipe, porque todo mundo estava com medo de tê-la em sua equipe!

Sem-lei: Assim que você entrava em contato com ela, não importava se você fosse um amigo ou um inimigo. Ela matava todos!

Sem-lei entrou novamente no modo Joselito e começou a descrever o quão assustadora era Cornelia, a Bruxa. Kieran apenas deu uma olhada pelas mensagens, não se incomodando em responder qualquer uma de suas porcarias.

Ainda há chance! Enquanto houver uma, as coisas ainda podem funcionar!

Kieran sentiu-se extremamente aliviado. Se alguém realmente tivesse deixado o jogo para sempre, ele também poderia.

Mesmo que ele levasse 30 masmorras para se libertar. Ainda era melhor que nada.

— Cornelia, a Bruxa, hein? — Kieran pronunciou o nome levemente. Não havia nenhum significado especial para isso. Ele só a via como um oponente que precisava alcançar.

Enquanto ele continuava passando sua conversa com Sem-lei, ele logo descobriu outra mensagem oculta.

2567: No meu conhecimento, havia 3.000 jogadores beta na época, e apenas 1/3 deles conseguiu terminar a masmorra iniciante.

2567: Aqueles que foram massacrados por Cornelia, a Bruxa, devem ter sido apenas metade dos jogadores que restaram. Parece que houve um grande número de jogadores que decidiram ficar em casa!

Sem-lei: Tudo graças a esse cara!

2567: Quem?

Sem-lei: Aquele que nos contratou para essa missão, aquele que trabalha para o seu cliente que quer terminar essa masmorra, aquele empresário filha da puta, Monien, o Agente.

Sem-lei: Eu posso não gostar desse maldito, mas preciso reconhecer uma coisa: o cara é inteligente pra caralho! Depois que ele terminou a masmorra iniciante, ele usou os fóruns para notificar os outros jogadores sobreviventes para ter cuidado.

Sem-lei: A maioria de nós acreditava nele, mas também havia exceções. Eu sou um dos que acreditou nele e tive a sorte de sobreviver. Como resultado, eu agora lhe devo um favor. Bem, basicamente todo mundo que sobreviveu deve um favor a ele, suponho.

Sem-lei: Esse idiota realmente sabe como usar seus favores também. Não só ele reuniu os veteranos e fundou o bazar secreto, mas ele ainda conseguiu alguns garotos ricos e milionários e começou um Sistema de Negociação de Pontos para Moedas da União, apenas para permitir que os jogadores mais pobres sobrevivessem dentro do jogo!

2567: Que filho da puta inteligente!

(Kieran realmente quis dizer isso. Fundar o bazar secreto e o Sistema de Negociação de Pontos foi o suficiente para impressioná-lo.)

Sem-lei: Sim, o cara é foda! Ele foi o único que conseguiu adquirir um Título Único. Quão bom ele deve ser?

2567: Título Único?

(Kieran inconscientemente olhou para a janela de seu personagem. Seu título era Caçador de Crocodilo. Era claro e sem qualquer significado ambíguo. Obviamente não era um título único. Kieran queria perguntar a Sem-lei sobre seu título, mas ele percebeu que Sem-lei começaria a tagarelar sem parar de novo. Ele sabiamente escolheu não mencionar isso.)

Sem-lei: Título Único, um título com um efeito distintivo único!

Sem-lei: Em outras palavras, se algum jogador adquirir um Título Único, outros jogadores não poderão mais adquiri-lo.

Sem-lei: Houve muitos jogadores tentando obter um Título Único, mas ninguém conseguiu ainda.

Sem-lei: Posso garantir que não haverá outro jogador com Título Único no futuro próximo!

2567: Tem certeza disso?

Sem-lei: Claro! Afinal, a Bruxa e o Agente não são pessoas que você pode simplesmente copiar! Mesmo o meu próprio título de Matador de Dragão não é um Título Único. Esses jogadores devem esquecer de tentar conseguir um Título Único!

Estava indo tudo bem até Sem-lei voltar a se vangloriar. Então Kieran teve que revirar os olhos.

Ele tinha certeza de que o lero-lero de Sem-lei não iria parar tão cedo. Assim como Sem-lei estava descrevendo como ele havia matado o Dragão Toupeira com o lançador de foguetes pela quinta vez, o bate-papo da equipe começou a piscar, notificando-os de que alguém havia entrado.


Erudhir
"Se olhar ao redor e não souber quem é o alvo, então o alvo é você."

7 Comentários

  1. A gente sabe que o cara é foda quando até as pessoas que não gostam dele reconhecem isso. Obrigado pelo capítulo

  2. Essa bruxa, não se parece com aquela personagem chamada “pitou” do anime novo de (sword art online gun Gale Online)?

  3. Depois da informação do Sem-lei “Era como se o deus da morte viesse e tirasse a vida deles.” me veio a mente, e se realmente o criador do jogo é uma divindade e que a parte do jogo ser 100% realista é que na verdade o jogo transporta a alma do jogador para outros mundos e os NPC’s são pessoas de verdade que vivem nesses mundos, tipo a torre de Leveling With The Gods onde cada andar é um mundo de verdade que a torre faz conexão?! Temos como bons exemplos Isekai Maou to Shoukan onde o jogo virou mundo real baseado no jogo, Overlord em que os “NPC’s” viraram seres sapientes e varios outros.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!