Arifureta Zero – Volume 1 – Capítulo 3 (Parte 4 de 16)

Não existia muitas pessoas como Oscar e Miledi, que podiam usar magia antiga e possuíam quantidades descomunais de mana. Isso justificava a razão de que os poucos que existiam se destacariam, o que queria dizer que rumores deles se espalhariam. Contudo, Oscar não ouvira nenhum de tais rumores. Ele presumiu que eles eram como ele, que escondia seus talentos do resto do mundo. Esse era o motivo de Miledi e seus camaradas terem ido atrás dos rumores mais estranhos. Eles eram tudo o que tinham.

A maioria acabara sendo pistas falsas, mas de vez em quando eles tiravam a sorte grande. Oscar foi a primeira pessoa que Miledi encontrou capaz de usar magia da Era dos Deuses, porém eles ainda pegavam várias pessoas insanamente talentosas.

Como o seu método atual de perseguir rumores estranhos produziu alguns frutos, eles continuaram confiando nisso. E a Fada do Deserto era um de tais rumores.

Segundo a lenda, existia uma fada errante que patrulhava o Deserto Carmesim e guiava os viajantes perdidos para casa. Soava muito falso para Oscar. Ele inclinou a cabeça.

— Por que uma fada, de todas as coisas?

— Porque elas são belas garotinhas delicadas, talvez? — Miledi inclinou sua cabeça também. Ela não tinha certeza.

Eles ainda não possuíam informações suficientes, razão pela qual planejavam ir à maior cidade na região reunir mais.

— Seria bom se… pudessem usar magia antiga também.

— Magia de cura especificamente, não é? — respondeu Miledi suavemente.

Miledi queria encontrar alguém que pudesse a ajudar em sua luta contra os deuses. Contudo, ao passo que Oscar, é claro, queria ajudá-la a alcançar seu objetivo, ele também queria encontrar alguém que pudesse curar seus irmãos. Para ele, isso ainda era prioridade.

Oscar empurrou seus óculos, envergonhado por ter sido percebido tão facilmente.

A aldeia escondida para onde a família de Oscar fora enviada, e onde todos os membros não-combatentes do grupo de Miledi viviam, ficava nas profundezas do Desfiladeiro Reisen. Quando ela trabalhava como uma executora, Miledi havia descoberto por acaso uma caverna no fundo do desfiladeiro. Existia outros lugares que Miledi considerou colocar a base, mas esse era o mais fácil de defender e o menos suscetível a ser descoberto.

Oscar confiara aos órfãos e alguns membros dos Libertadores alguns de seus artefatos, então a aldeia ao menos estava melhor defendida agora.

Assim que encontrassem uma maneira de curar Dylan e Katy, Oscar planejava voltar para vê-los. Até isso, ele se garantiria de reforçar as defesas da aldeia com as armadilhas mais abomináveis que pudesse arranjar.

Qualquer um que ousasse machucar sua família merecia apenas a mais dolorosa das mortes.

— Ei, O-kun? Seu sorriso está começando a me assustar. Você parece meio malvado.

— Oh, ooops.

Miledi acabou de comer e agora olhava para Oscar, tremendo de medo.

Oscar terminou apressadamente sua própria refeição.

— Bem, essa é uma pausa longa o bastante. Se a noite cair antes de entrarmos na cidade, será mais difícil encontrar uma pousada.

— Pelo menos dessa vez a viagem será bem fresca.

Miledi e Oscar adentraram o deserto severo, com seu cubo de gelo flutuante e guarda-chuva fornecendo uma climatização perfeita.

A areia se estendia até onde a vista poderia alcançar. O vento moldava as dunas, fazendo com que ondulassem como ondas. Parecia realmente que estavam atravessando um mar de areia.

— Hm? Miledi, temos algo vindo da direita. Cinco deles.

— Não estou vendo nada. Eles devem estar debaixo do chão. — Miledi sondou a área de sua direita.

Oscar começou a contagem regressiva. Quando ele chegou no um, cinco escorpiões carmesins saltaram para fora da areia.

Miledi atacou quase no mesmo instante.

— Queda dos Céus!

Os escorpiões foram jogados de volta na areia. A magia de gravidade os prendeu no lugar. Os escorpiões gritaram de dor. Contudo, eles estavam no deserto. Abaixo dos escorpiões estava apenas areia. Em vez de serem esmagados contra o chão, os escorpiões afundaram mais nele.

— Hmm, desertos e eu não nos damos muito bem. — Miledi lançou uma combinação de magia de terra e vento para invocar uma lâmina de areia, a qual cortou os escorpiões. Os cinco gritaram de novo enquanto morriam.

— Você tem usado uma grande quantidade de magia de gravidade ultimamente. Alguma razão para isso?

— Prática. É bem difícil de usar e gasta muita mana. Eu quero ficar melhor em controlá-la, e espero reduzir a quantidade de mana que drena, então tenho que continuar praticando. — Ela estufou o peito orgulhosamente.

Ainda que parecesse habilidosa à primeira vista, Miledi ainda não conseguia fundir magia elemental com sua magia de gravidade. Além disso, existia feitiços que até ela ainda não conseguia controlar.

Seu Estouro Etéreo era um de tais feitiços. Uma vez ativado, iria drenar toda sua mana a menos que algum fator externo forçasse o feitiço ser cortado parcialmente.

Ela não estava feliz que seu feitiço mais poderoso era um que não conseguia controlar totalmente. Pior ainda: se não fosse cuidadosa, ela era suscetível a se matar com ele.

— Entendi. Parece certamente difícil de se usar. Então nem você é capaz de usá-lo perfeitamente…

— Ei, O-kun. Eu tenho sido a única a lutar há algum tempo já… Você planeja realmente fazer uma mulher fazer todo o serviço? — Miledi olhou feio para Oscar.

Como a maioria dos lugares, o Deserto Carmesim estava repleto de monstros. De fato, era uma das regiões mais perigosas no continente.

Os escorpiões que Miledi acabara de derrotar eram denominados os assassinos do deserto. Os viajantes os temiam devido ao seu veneno mortal e a capacidade de se moverem pelo solo sem ser detectados.

Desde que deixaram o oásis, eles têm sido atacados bem frequentemente. Contudo, Oscar sempre foi capaz de detectá-los com antecedência e Miledi de esmagá-los em segundos.

Ainda assim, por mais forte que fosse, Miledi ainda era uma garota. Ela estava cansada de ser a única lutando, querendo que seu parceiro fizesse sua parte.

Oscar ficou olhando em branco para ela em resposta. Era quase como se ele não conseguisse entender seu motivo.

— Muito bem, agora estou zangada. Estou zangada, O-kun! Também sou uma garota, sabia!? Sei que isso é brincadeira de criança, mas ainda poderia dizer algo como “Oh, deixa comigo”, ou “Me sinto mal por deixar você fazer todo o trabalho duro” ou coisa do gênero!

— Você mesmo disse que isso é brincadeira de criança. Você é mais adequada a lutar do que eu. Além do mais, só de pensar em você agindo como uma garota normal de cidade é… Haha.

— Ei, por que está rindo? O-kun, é melhor se explicar. — Miledi encarou feio Oscar, com um olhar sombrio. Foi então que a Ficha Prateada de Oscar reagiu de novo. Havia um monstro gigante vindo em sua direção. Também era rápido.

— Miledi, atrás de nós. É veloz. Contarei para você.

— ……

— 10, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1, agora!

Uma minhoca gigante, conhecida pelas pessoas daqui como um verme da areia, irrompeu sem mais nem menos do chão, bem debaixo de seus pés.

Oscar e Miledi saltaram para trás em direções diferentes, evitando por pouco a bocarra circular da criatura. Seus dentes afiados moeu a areia que fora mastigada. Parecia quase como se estivesse rangendo os dentes de frustração por falhar em capturar sua presa.

— Hm? Hã? — Oscar olhou para ele com confusão.

Normalmente, Miledi teria esmagado o verme no chão com sua magia de gravidade.

Ela está canalizando um feitiço realmente poderoso ou algo assim? Oscar balançou a mão esquerda. Correntes finas voaram para fora de sua manga.

Suas Correntes Metamorfas. Antes ele tinha que arremessá-las fisicamente ou fazê-las rastejar pelo chão até o seu alvo usando a pedra espiritual contida nelas. Agora, porém, ele as reforçou com magia de gravidade de Miledi e elas flutuavam livremente no ar.

Ele podia controlar todas as cinco de uma vez já que se tornaram mais fáceis de manusear. Além disso, a bolsa em sua cintura possuía uma enorme capacidade de carga, assim ele estendeu cada uma em cem metros.

KakaSplatT
☦ Death To The World ☦

2 Comentários

  1. A Miledi só quer ser tratada como uma garota a ser protegida por ele, mas ela sendo tão forte, é difícil de ele pensar assim hauhauahuhuhu

  2. Estou achando essa quantidade de ataques anormal 🤔

    Muito obrigado pelo capítulo 🙇🏻‍♂️😁

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!