Arifureta – Volume 2 – Capítulo 1 (Parte 17 de 18)

— Guze, sei como se sente, mas apenas esqueça isso. Ele tem razão, você sabe disso. — A repreensão de Ulfric foi certeira em Guze, e ele se sentou de novo, com o rosto mostrando emoções conflitantes. Ele ficou calado com mau humor, ainda fervendo de raiva.

— Certamente é verdade que o garoto tem um dos sete brasões e a força necessária para concluir um labirinto. Estou disposto a acreditar que ele satisfaz as condições.

Aquele quem falou foi o homem-raposa, Lua. Seus olhos com pupilas verticais encararam Hajime por algum tempo antes de se mover para os outros anciões. Tanto Mao quanto Zel expressaram concordância, embora fosse claro que cada um possuísse suas objeções. Representando todos os anciões, Ulfric pronunciou a decisão final:

— Hajime Nagumo. Nós anciões de Verbergen decretamos que você cumpre de fato os requisitos que fala na antiga cláusula. Não vamos se opor a você… e iremos implorar a todos em nosso domínio para também não. Contudo…

— Sem garantias?

— De fato. Como sabe, a maioria dos homens-fera não gostam muito de humanos. Se me permite a franqueza, a maioria de nós os odeia. Não posso garantir que alguns dos nossos com sangue mais quente não ignorem a nossa decisão. Especialmente os que pertencem ao clã de Jin. Duvido muito que os homens-urso estarão dispostos a desistir da raiva. Já que Jin era um líder muito popular, afinal de contas…

— E? — A expressão de Hajime não mudou nem um pouco durante a explicação de Ulfric. Estava claro com seu olhar que ele só fazia o que achava necessário, e continuaria a fazer seguindo em frente. Embora Ulfric entendesse tudo isso, ele também possuía a responsabilidade como o ancião dos homens-fera, e uma vontade inabalável ainda por cima.

— Gostaria de pedir que não mate aqueles que te atacar.

— …Quer que eu me segure contra alguém que está tentando me matar?

— Exatamente. Com sua força, deve ser uma tarefa fácil, não?

— Se aquele cara de urso era seu lutador mais forte, eu diria que certamente é possível. Mas honestamente, não tenho intenção de me segurar se meu adversário decidir transformar isso em um combate de morte. Entendo seus sentimentos sobre o assunto, mas eles não têm nada a ver comigo. Se não quer que seus compatriotas morram, sugiro que faça com que eles compreendam para não se meter comigo.

O fato de que todos os inimigos precisavam ser completamente eliminados era um valor que o abismo incutiu nele de forma bastante eficaz. Afinal, não havia como prever quais consequências de pegar leve com seu oponente poderia ter. Um rato encurralado mostrará suas presas. Sempre existia a hipótese de que se segurar poderia matar Hajime eventualmente. Foi por isso que ele não estava disposto a concordar com o pedido de Ulfric.

Contudo, o homem-tigre, Zel, não deixaria Hajime recusar.

— Então receio que não seremos capazes de guiá-lo até a Grande Árvore. Até mesmo a tradição diz que não temos obrigação de te ajudar se não gostarmos de você. — Hajime olhou para ele duvidosamente. Desde o início ele planejava deixar os Haulia o guiar. Ele não precisava angariar ajuda de Verbergen. Os anciões certamente percebiam isso também. Contudo, as próximas palavras de Zel revelaram suas verdadeiras intenções.

— Não pense que os Haulia poderão te ajudar. Eles são criminosos. Eles serão julgados segundo as leis de Verbergen. Não sei qual foi seu acordo com eles, mas vocês terão que seguir caminhos separados daqui em diante. Aquela criança amaldiçoada e os criminosos que a protegeram colocaram toda Verbergen em perigo. O conselho já decidiu executá-los.

Com as palavras de Zel, Shea começou a tremer, com lágrimas surgindo em seus olhos. Cam e os outros já pareciam estar todos resignados ao seu destino. O fato de que nenhum deles estavam a culpando até mesmo agora, mostrava apenas o quão bondosos eles realmente eram.

— Estimados anciões! Eu lhes imploro, por favor, mostre misericórdia à minha família pelo menos! Por favor!

— Shea, não! Nós já fizemos a nossa decisão. Nada disso é culpa sua. Não somos tão sem coração para jogar nossa família fora para viver. Cada um de nós conversamos sobre isso e estamos preparados. Não há necessidade para você se sentir culpada por isso.

— Mas…!

Shea se prostrou diante dos anciões apelando por misericórdia, mas parecia que Zel não tinha nada para poupar.

— A sentença já foi aprovada. Todos os Haulia serão executados. Se vocês não tivessem enganado Verbergen, teríamos se contentado apenas em banir a criança demoníaca, mas agora é tarde demais.

Lágrimas escorriam pelo rosto de Shea. Cam e os outros tentavam confortá-la. Então a execução realmente já era definitiva. Nenhum dos outros anciões disse algo. Parecia que eles se importavam mais com o perigo que Shea representava a Verbergen do que o destino dela em si, razão pela qual sua sentença foi tão séria. Em outras palavras, a bondade dos Haulia só agravara mais a situação. Que irônico.

— Então, aí está. Sua única alternativa de chegar à Grande Árvore se foi. O que planeja fazer agora? Testar a sua sorte e ver se consegue chegar lá sozinho?

— Se não gostou, então é melhor ouvir nossas exigências — ou assim foi a insinuação. Todos os outros anciões estavam de acordo. Todavia, Hajime não pareceu extremamente perturbado com seu ultimato.

— Vocês são todos estúpidos ou o quê?

— O-o que você disse!? — Os olhos de Zel quase que pularam do rosto com o insulto casual de Hajime. Até mesmo Shea olhou para ele com surpresa. Yue já sabia o que ele estava pensando, então sua expressão não mudou.

— Já lhes disse que não dou a mínima sobre suas condições. Tentar tomar essas pessoas de mim é a mesma coisa que se meter em meu caminho. — Hajime olhou feio para os anciões enquanto colocava a mão na cabeça de Shea de forma protetora. O corpo dela tremeu ao seu toque, e ela olhou para ele com o rosto coberto de lágrimas.

— E creio que já lhes mostrei… o que acontece com quem fica em meu caminho.

— Hajime-san…

Hajime só estava tentando retribuir seu investimento e eliminar qualquer coisa que ficasse no caminho. Isso era tudo, de fato. Contudo, o fato de ele estar disposto a declarar guerra contra todos os homens-fera no coração de Verbergen ressoou em Shea, que estava nas profundezas do desespero.

— Está falando realmente sério? — O olhar severo e a expressão dura de Ulfric deixava claro que uma mentira seria punida com consequências terríveis.

— Claro. — Mesmo assim, Hajime não hesitou. Sua vontade era inabalável. Nesse mundo, qualquer um que quisesse prejudicá-lo ou pretendesse se meter no seu caminho seria abatido sem piedade. Foi isso que ele jurou nas profundezas do abismo.

— Mesmo que nós lhe oferecêssemos guiá-lo no lugar deles? — A decisão de executar os Haulia era algo que fora decidido pelo conselho dos anciões, o que significava que se eles cedessem às ameaças de Hajime e revogassem, iria arruinar sua reputação com a nação. Mesmo que tivessem perdido a moeda de troca que esperavam usar para persuadir uma promessa de clemência para aqueles que atacariam Hajime, eles não podiam sujar suas imagens ao voltar atrás com a decisão. Foi por isso que Ulfric ofereceu esse compromisso. Contudo, Hajime deixou claro que não havia lugar para negociação.

— Não me faça repetir. Os Haulia são os meus guias.

— Por que insiste tanto em tê-los? Qualquer um poderia te levar à Grande Árvore. — Irritado com Ulfric, Hajime olhou de volta para Shea. Ele notou seu olhar há pouco, então quando ele se virou seus olhos se encontraram. Shea pôde sentir seu batimento acelerar. Ela desviou seu olhar instantaneamente, mas a batida de seu coração não diminuiu.

— Porque fiz uma promessa. Eu prometi protegê-los em troca de me guiar.

— Uma promessa? Nesse caso, não podia considerar ela já cumprida? Você os protegeu não apenas dos monstros no desfiladeiro, mas também dos soldados imperiais, correto? Tudo o que resta receber é sua recompensa, não? Que diferença faz se proporcionarmos a recompensa ou eles?

— Há uma diferença. Eu lhes prometi garantir a sua segurança até que me levassem onde eu queria ir. Só porque uma coisa aparentemente melhor apareceu no meio do caminho não quer dizer que posso simplesmente jogar essa promessa fora… — Hajime parou no meio da fala e olhou para Yue. Ela também olhou para ele, e sorriu levemente quando seus olhos se cruzaram. Ele devolveu seu sorriso e deu de ombros antes de se virar de volta a Ulfric e continuar friamente:

— Não seria legal quebrar a minha promessa, entende? — Ataque surpresas, blefes, armadilhas, truques covardes, a coisa toda. Hajime não tinha problemas em usar qualquer um deles em batalha. Ele estava disposto a usar todos os meios à sua disposição para sobreviver.

Todavia, fora de um combate até à morte, ele ainda possuía princípios que queria seguir. Se ele jogasse fora até mesmo esses, ele não teria mais humanidade. E ele ainda assim era um homem. Ele não queria cruzar a linha na frente da própria garota que o salvou de descer tão fundo, para começar. Ele queria continuar sendo alguém que ela se orgulhasse. Em suma, ele queria parecer legal na frente da garota que amava.

KakaSplatT
☦ Death To The World ☦

10 Comentários

  1. Ele só quer impressionar a Yue mostrando que vai até o fim com suas promessas… Afinal ele tem uma promessa com ela também…

  2. Sem querer criticar e tudo mais. Vejo o grande esforço que é traduzir algo e tals, mas tem tantas novels que poderia ser traduzidas e quando vejo que dois lugares traduzindo a mesma novel eu fico bem triste =/ eu tava lendo na outra parte que traduziu e hoje vim aqui por acaso, sua tradução é muito boa. Sem querer ser importuno. Só demonstrando uma opinião.

    1. Bem, você não é o primeiro, nem será o último a dizer isso. Mas entendo seu ponto.

      O outro site que traduz, traduz a web novel e nós a light novel. Já tivemos essa discução aqui: https://3lobos.net/indice/arifureta/ari-volume-1-capitulo-1-parte-11-de-17#comment-3653443974 veja os comentários.

      Sobre Goblins Slayer, sempre mantemos na medida do possível a tradução dos títulos para o português, mas, mesmo assim mantemos a versão original e inglesa do nome no índice do mesmo. Matador de Goblins tem uma pegada diferente de Arifureta, mas é muito boa para quem curte fantasia sombria. 😉😉😉

      1. Bom, primeiro queria agradecer por não me interpretar mal. Segundo, eu não sabia dos pontos que você falou, foi um luz para mim. É por causa disso que os titulos dos caps são diferentes?
        Enfim, vou ver se leio a sua tradução também. Se tem coisas diferentes, pode ser bom ver como fica a diferença quando as web são publicadas em livros.
        E como disse antes, acho sua tradução muito boa. Com um português de fácil entendimento e sem aquelas coisas sem nexos que vejo em alguns lugares. Parabéns e dei uma bela olhada no site, ainda falta dar uma olhada nas novels, mas tenho tantas atualmente por ler que prefiro não por novas na lista ainda hahahahaha Vi a proposta do site e gostei. Espero que não dropem os lançamentos, porque sempre fico com o pé atrás pelas tantas vezes que vi isso acontecer seja em mangás ou novels.
        E por ultimo, desculpa o textão. Ia me expressar um pouco, mas acabei me empolgando hahahahahaha

        1. Sem problemas meu bom, você foi claro com a pergunta e como tal entendi claramente.

          Então, não é uma regra certa e deve ser seguida a risca. Mas para se adequarem a um livro, as web novels sofrem alterações, principalmente na estrutura do texto, como menos capítulos: já não faz sentido o “montão” de capítulos e títulos sendo que é um livro e pode ser analisado e fundidos em um só. Já na web novel é normal, pois fica mais fácil para o autor produzir a história lançando vários capítulos mais curtos e com maior periodicidade, e claro, colocando o famoso cliffhanger entre eles.

          Obrigado pelo elogio para com a tradução, mas pode ter certeza que tu vai achar um ou outro por ai. 😉

          Então, a equipe aqui é afiada e dedicada. Mais de um ano e meio juntos e crescendo sem projetos dropados, pois trabalhamos apenas com aqueles que realmente analisamos e gostamos. Pode ficar sossegado quanto a isso.

          E só uma última observação. Matador de Goblins já alcançamos o lançamento inglês, o quarto volume. O quinto sai esse mês ainda em inglês, estarei trazendo o mais rápido possível também.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!