Arifureta – Volume 2 – Capítulo 2 (Parte 8 de 18)

— Droga! O que está acontecendo!? Que tipo de monstros são esses caras!?

— Não tem como esses caras serem homens-coelho!

— Huaaaaa! Fiquem longe de mim! Fiquem longe de miiiiim!

Os emboscadores se encontravam no outro lado de uma emboscada. Pior, os supostos homens-coelho fracos demonstraram uma força além do que qualquer um pensara a respeito deles. Flechas e pedras choviam sobre os homens-urso, que não possuíam meios de retaliar. Não só os homens-coelho esconderam habilmente sua presença no nevoeiro, sua coordenação era perfeita. Mas o pior de tudo eram aqueles uivos sanguinários de riso. Todos esses fatores combinados foi o que levou os homens-urso, que tinham estatísticas superiores, serem repelidos.

Se os homens-urso realmente tivessem lutado contra os homens-coelho um a um, eles teriam ganhado facilmente. Contudo, graças ao treinamento além de infernal que receberam, os Haulia possuíam a vantagem quando se tratando de experiência de combate e táticas de grupo.

Normalmente, os homens-coelho eram muito mais fracos do que as outras raças de homens-fera. Mas por causa dessa fraqueza inata, eles aperfeiçoaram sua capacidade de sentir o perigo e se esconder. Esses foram os instrumentos que refinaram para sobreviver.

Usadas como uma arma, essas mesmas habilidades eram perfeitas para emboscar adversários. Poderia mesmo se dizer que eles eram a raça mais adequada para assassinato. Porém, devido a sua natureza pacifista, essas habilidades nunca foram usadas para tal.

Até Hajime ter despojado a aversão deles para a luta durante seus treinamentos, claro. Ele os jogou em um beco sem saída, os pressionando tanto que precisaram superar sua aversão do combate apenas para sobreviver. Como resultado de seu treino espartano, seus corações foram reforjados em algo duro e implacável em apenas dez dias. Hajime poderia ter exagerado um pouquinho, entretanto… Afinal, não só eles não possuíam mais qualquer hesitação para lutar, mas procuravam conflito avidamente. E para começar, seus laços já eram fortes, então não possuíam problemas em coordenar seus ataques perfeitamente, o que multiplicava suas forças. Combine isso com a sua capacidade de analisar rapidamente os pontos fortes e fracos de seus adversários, e eles se tornaram uma força a ser reconhecida.

Claro, uma das grandes razões deles terem ficado tão poderosos tão rapidamente também foi devido as armas especializadas que Hajime fez para eles.

Cada um deles possuíam espadas curtas, elaboradas por Hajime para serem ultrafinas, ultraleves e ultra afiadas. E por serem feitas de taur, eram ultra duráveis também. Eles também possuíam um par de facas de arremesso feitas com as mesmas características.

Armas de longo alcance também faziam parte de seu arsenal. Usando o fio que pegou no abismo de um monstro parecido com uma aranha, Hajime criara fundas e bestas mais fortes do que tudo que se poderia encontrar na superfície. Muitas das crianças Haulia não eram nada apropriadas para o combate próximo, mas graças a seus sentidos excelentes, elas davam grandes franco-atiradores mesmo no nevoeiro.

Par… ou melhor, Baltfeld, o Executor, junto com as outras crianças, adotaram as bestas de imediato.

— Um disparo, uma morte! Vou explodir a cabeça desses bastardos! Juro pelo meu título de Executor!

Par… ou melhor, Baltfeld, o Executor, ficara com a boca bem suja nesses últimos dias. A propósito, seu “título” foi algo autoproclamado. Inicialmente ele ficara apaixonado em dizer “Bum!” sempre que abatia um inimigo, mas Hajime pôs fim a isso. Principalmente porque isso o assustava. Independentemente disso, foi graças ao treinamento infernal que os homens-urso estavam sendo rechaçados pelos Haulia. Incapazes de montarem qualquer resistência, eles já perderam metade de suas forças.

— Regin-dono! Não iremos durar muito tempo!

— Por favor, ordene a retirada!

— Me permita retomar a retaguar… Guaah!?

— Tonto!?

Embora seus homens o instassem para recuar, Regin hesitava. A lógica guerreava com a raiva, já que não só Jin foi aleijado, mas agora Regin perdera seus subordinados preciosos também. Mas essa hesitação só o levou a perder mais homens. O homem-urso que se voluntariou a retomar a retaguarda agora possuía uma flecha saindo pela testa.

Abalados pela precisão infalível dos homens-coelho, a formação dos homens-urso foi lançada a desordem. Sentindo a oportunidade, Cam e os outros decidiram terminar tudo com um esforço final.

Flechas e pedras atingiam com precisão milimétrica os tornozelo, pulsos e outras áreas vitais dos homens-urso. Enquanto suas atenções eram ocupadas pela chuva de projéteis, os outros Haulia se esgueiravam sobre os homens-fera, cortando e apunhalando com suas espadas perversamente afiadas.

Por fim, quando os homens-urso estavam ocupados defendendo ataques de várias direções, um Haulia se esgueirava por trás de cada um e dava o golpe final. Usando a vantagem dos números, os Haulia correram em círculo ao redor dos homens-urso. Rapidamente, Regin e os outros tremiam de medo. São realmente esses caras os mesmos homens-coelho estúpidos e covardes que vimos antes!?

Embora eles aguentassem por uma quantidade impressionante de tempo, em pouco tempo até Regin ficou coberto da cabeça aos pés com feridas, e teve que usar seu machado como muleta só para se manter de pé. Os Haulia pararam de atacar em ondas, deixando os homens-urso sem tempo para descansar. Nesse momento, Regin e os outros estavam todos ofegando bastante, de costas para uma grande árvore enquanto os homens-coelho os cercavam.

— Vamos lá, seus bastardos imprestáveis! Isso não pode ser tudo o que vocês têm! Ou vocês são todos um bando de perdedores covardes!?

— Vocês estão envergonhando seu nome como a raça mais forte, sabiam disso, seus fracassados!? Para onde é que suas bolas foram, seus covardes!?

— Qual é, peguem suas armas! Seu bando de viados!

Seus insultos eram tão grosseiros que ninguém esperava de qualquer raça, muito menos a dos homens-coelho, os dissesse. Alguma coisa louca deve ter acontecido para esses caras se tornarem assim! Todos os homens-urso perderam a vontade de lutar. Os homens-urso corpulentos e machões estavam todos chorando enquanto imploravam por misericórdia… Era uma visão estranha, com certeza.

— Kukuku, alguma coisa a dizer? Sr. “Faço parte da raça mais forte”? — Sarcasmo jorrava da voz de Cam. Agora que ele acordara seu instinto de luta, parecia que ele queria se vingar de ser menosprezado por toda a sua vida. O velho Cam nunca seria tão cruel.

— Ngh… — Regin apenas grunhiu de frustração. Após terem se reagrupados de sua confusão final, Regin finalmente voltou aos seus sentidos. Testemunhar o poder esmagador dos Haulia foi como ter um balde de água fria jogado em seu rosto. As chamas do ressentimento do que havia acontecido com Jin ainda ardia dentro do peito de Regin, mas ele sabia que a sua responsabilidade atual era salvar tantas vidas de seus homens quanto possível. Ele estava bem ciente de que era sua culpa tantos dos seus camaradas serem apanhados nessa situação.

— Não me importo com o que façam comigo. Me torturem, me matem, façam o que quiser. Mas todos os outros só estão aqui porque eu os obriguei a vir. Então, por favor, deixe-os ir.

— O qu… Regin-dono!?

— Regin-dono! Você não pode…

Seus subordinados começaram a falar ao mesmo tempo. Eles não puderam se conter com o fato de ele estar tentando se sacrificar pelo bem deles. Mas ele apenas os silenciou com uma voz estrondosa.

— Calem a boca! Sou aquele quem ficou cego pela raiva e levou vocês para uma armadilha mortal! Chefe dos homens-c… digo, dos Haulia. Entendo que estou exigindo muito de você. Mas por favor, poupe suas vidas! Eu imploro!

Regin pôs de lado sua arma e se ajoelhou perante Cam. Seus homens sabiam o quanto de orgulho ele possuía em suas próprias capacidades, então eles sabiam o quanto o custava se prostrar diante do inimigo. Quando viram o quão profunda era sua determinação, eles não conseguiram forças para revidar.

Cam, também, viu a determinação nos olhos de Regin. Assim, sua resposta foi…

— Eu recuso. — Ele lançou uma de suas facas quando disse.

KakaSplatT
☦ Death To The World ☦

4 Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!