CdMD – Capítulo 70

Sobrevivência e Vida – parte 2

— Então, executor, você pensou no assunto?

— Sim.

O Senhor da Guerra perguntou a Ramphil quem ele iria perseguir a Bruxa Branca ou a agente disfarçada. Ramphil disse ao Senhor da Guerra que precisava de tempo para pensar no assunto e este perguntou a Ramphil se agora ele havia se decidido. 

Ramphil pensou que foi bom ter pedido conselhos ao caçador de malignos. Ramphil calmamente olhou para o Senhor da Guerra e respondeu. 

— Eu vou atrás da Bruxa Branca. 

— Entendo…

Isso significava que a guerra era inevitável. Como Zin havia avaliado objetivamente, Ramphil determinou que era melhor uma guerra acontecer mais cedo e terminar o mais rápido possível. 

E mesmo se a Divisão da Ásia Central fosse destruída, não importava para Ramphil. O Senhor da Guerra não estava em posição para ordená-lo. Não que ele tivesse intenção de fazê-lo para começo de conversa.

— Pessoalmente, eu esperava que você fosse atrás da agente. 

O Senhor da Guerra teria que lidar com a guerra como o líder da fortaleza. Estava claro que a guerra seria feroz e sua família e a fortaleza poderiam ser completamente destruídos. 

Durante os tempos de guerra, as crianças iriam pensar que os adultos iriam sair para passear. O Senhor da Guerra sentiu seu coração arder ao imaginar as crianças brincando e rindo sem perceber que seus pais e irmãos iriam morrer na guerra. Ele se sentia horrível ao imaginar como elas  reagiram com a morte de suas pessoas queridas.

O Senhor da Guerra pensou quanto pesar nasceria nesta terra. Então ele deu uma sugestão para Ramphil.

Entretanto, Ramphil, o executor, não era alguém que seria influenciado fácil assim. O Senhor da Guerra podia falar com ele, mas não ordená-lo.

O Senhor da Guerra também concordava que a Bruxa Branca era uma ameaça real, perigosa e iminente nesse mundo. 

Zin correu até a sala de controle da instalação de produção. Estava dentro da 52° sala de controle, a menor instalação na fortaleza. Não era uma das instalações principais e pequenas partes como flechas e munições geralmente eram feitas neste lugar.

Os equipamentos grandes estavam cortando as partes necessárias para reparar o veículo armado. Os equipamentos de produção eram construídos baseado na tecnologia de impressora 3D, construindo modelos baseados na entrada de dados.

Zin conseguiria fazer qualquer coisa contanto que tivesse os materiais. O Armígero era capaz de consertar e manter todos os equipamentos deles nessa instalação gigantesca.

— Você sabe como operar essa máquina? 

Conforme Zin operava as máquinas, o técnico ficou maravilhado com a habilidade de Zin. Ele era capaz de operar suavemente as máquinas de produção Armígeras, similar como operou o equipamento de recuperação na fortaleza de Busan. 

— É algo que eu aprendi por aí na vida. 

O técnico não acreditou em suas palavras, mas não interferiu com o caçador. Só Zin e o técnico estavam na sala de controle. 

Conforme Zin colocava valores na máquina, os cartuchos eram cortados pela máquina e o pó de lasca e pólvora eram colocados nos cartuchos. Havia muitos materiais e Zin assistia em silêncio as munições se acumularem. 

Zin não falou nada e se sentou em silêncio.

Leonan estava aproveitando o jogo com as crianças, mas ela estava mais feliz que havia muita coisa para se fazer na fortaleza Armígera.

— Leona, é sério que é a sua primeira vez jogando isso?

— Não sei. Eu devo ter talento pra coisa, né? — Leona riu de volta e continuou olhando para o monitor. 

— Entendo…

*Tap!* *Tap!*

Sara estava maravilhada com quão rápido as mãos de Leona estavam se movendo enquanto ela usava o teclado e mouse do computador para jogar. Os residentes da fortaleza usavam computadores e o Armígero tinha computadores para jogar jogos. O computador era a melhor máquina e a mais eficiente para se instalar varios jogos. Inicialmente, Leona se perguntava o motivo do Armígero ter construído tal coisa, mas logo ela estava se divertindo jogando no pc. 

Era incrível como ela pegou o jeito da coisa tão rápido. Todas as crianças exceto Sara estavam sentados em uma cadeira e jogando jogos. Leona e as crianças estavam jogando o “Guerra no Apocalipse”, um jogo de simulação PvP em tempo real. 

Não era um jogo simples, mas era similar a um jogo de guerra e era o jogo mais vendido no Armígero. 

O jogo original era usado para testar habilidades estratégicas dos oficiais Armígeros, antes de ser convertido para um videogame. Era um jogo de um jogador só onde o jogador era um executor Armígero. O executor tinha status relativamente mais altos que os outros personagens. O jogo de guerra refletia com uma ótima aproximação as habilidades dos diferentes personagens. Havia três grupos no jogo: Armígero, pessoas da terra apocalíptica e monstros. 

Havia muitos fatores no gameplay. O grupo Armígero tinha a base mais forte, mas não era possível expandir esta base. O jogador iria perder se a base Armígera fosse destruída.  Cada unidade de Armígero era poderosa, mas custavam muitos recursos para serem produzidas. O Armígero era poderoso nos estágios inicial e no meio do jogo, mas se tornava relativamente mais fraco no final porque não conseguia expandir suas bases.

O grupo de monstros produzia unidades em peso e podia invocar um monstro grande, poderoso no meio do jogo. Ele era também imune aos fatores ambientais. Quando monstros usava a habilidade “consumir” para matar uma unidade inimiga, o jogador ganhava recursos extras. 

O jogador iria perder se todas as suas bases fossem destruídas. 

O grupo das pessoas da terra apocalíptica era o mais fraco. Ninguém realmente jogava usando esse grupo. O grupo Armígero era o mais forte e muitas pessoas jogavam usando ele. Os jogadores gostavam de jogar com o grupo de monstros porque eram poderosos e podiam expandir rapidamente. Comparado com os outros dois grupos, o das pessoas da terra apocalíptica era extremamente fraco. As unidades eram fracas e vulneráveis a Salteadores, as unidades NPC. As  pessoas da terra apocalíptica eram capazes de utilizar recursos que os outros dois grupos não conseguiam. Entretanto, eles precisavam encontrar ruínas a fim de evoluir suas habilidades. 

A única unidade confiável era a unidade “caçador”. O grupo das pessoas da terra apocalíptica precisavam usar essa unidade a fim de sobreviver nas etapas iniciais do jogo. A condição de derrota desse grupo era a morte de todas as unidades. Entretanto, a parte mais difícil era sobrevier nos estágio inicial e no meio do jogo. Se o jogador conseguisse sobreviver ao estágio inicial, ele poderia utilizar armas nucleares, as armas mais poderosas do jogo. O grupo das pessoas da terra apocalíptica geralmente acabavam como o grupo mais poderoso no fim do jogo já que conseguiam colher mais recursos. O jogador poderia exterminar as unidades inimigas mais fortes usando mísseis nucleares. As fortalezas Armígeras eram derrotadas ao anularem seu sistema de defesas antiaéreas e, então, atacando com mísseis nucleares e explosivos de profundidade. 

Em teoria, o grupo das pessoas da terra apocalíptica era o mais forte no final do jogo, mas um jogador Armígero iria geralmente iniciar o ataque mais cedo.

Leona tentou jogar com todos os três grupos assim que viu o jogo. Depois disso, ela só jogou com o grupo das pessoas da terra apocalíptica. As outras crianças aconselharam Leona que ela devia usar outro grupo porque o das pessoas da terra apocalíptica era uma merda, mas Leona continuou jogando só com esse grupo.

E ela venceu várias vezes.

Apesar dela ser boa no jogo para alguém que jogou pela primeira vez, objetivamente falando, ela não era a melhor. As outras crianças não jogavam muito bem contra ela.

As outras crianças só sabiam como coletar recursos e atacar de uma vez. Ao passo que Leona aprendeu como fazer movimentos estratégicos, as crianças não conseguiam derrotá-la. Como um exemplo no jogo, Leona derrotou um batalhão de infantaria Armígera com uma tropa de caçadores.

Apesar de Leona nunca ter visto um pc na vida dela, ela estava jogando no nível de um perito. O jogo da terra apocalíptica era o jogo perfeito para Leona

Todos conheciam o jogo da Guerra na Terra Apocalíptica e a maioria das fortalezas faziam uma competição. O jogo era popular e todos gostavam. Crianças incluindo Leona, adolescentes e adultos jogavam o jogo na frente do computador.

Sara estava maravilhada com o quão rápido Leona estava usando seu teclado e mouse.

— Por que você sempre joga com a galera das pessoas da terra apocalíptica? Tenta jogar com os monstros ou com o Armígero.

Sara usava na maioria das vezes o grupo dos monstros e ela estava sugerindo que Leona usasse outro grupo, mas Leona ficou com o dela mesmo. 

— Eu só gosto deles. 

Conforme o jogo progredia, Leona focou no jogo ainda mais.

Uma unidade das pessoas da terra apocalíptica se tornava vagabundos se ela fosse exposta ao ambiente poluído por tempo demais. A unidade se tornaria um monstro NPC que atacaria seus antigos aliados. O grupo das pessoas da terra apocalíptica parecia incapaz de usar eles.

Entretanto, Leona usava isso para sua vantagem.

Se uma unidade estava prestes a se tornarem vagabundos, ela colocaria a unidade em um tranqueirão e colidiria o tranqueirão contra as tropas inimigas. Os vagabundos que se tornariam em NPCs atacariam as tropas inimigas. 

Às vezes, Leona elevaria o nível de veneno das suas unidades e lutaria contra os inimigos. Tropas inimigas iriam sair para abater os vagabundos de Leona. Então, a pequena tropa de vagabundos dela se transformariam em monstros e destruíriam tropas inimigas maiores.

O jogo estava se dirigindo para os estágios finais. 

Leona se sentia mal por ganhar tantas vezes, então começou a jogar para perder de propósito. Apesar de ter o poder para aniquilar as tropas dos outros jogadores, ela estava deixando os outros oponentes vencerem.  

— Hahaha, mana! Dessa vez eu vou ganhar!

— Você pensou que venceria toda a hora, certo?

Leona iria pegar leve, exceto com certas pessoas.

Duas criancinhas começaram a provocá-la, já que eles estavam ganhando o jogo, Leona sabia que eles não tinham intenções ruins. Entretanto, Leona estava começando a ficar puta, conforme continuavam a zombar dela.

— Hah, vocês precisam parar agora. 

— Huh? Você nem tem unidades…

— Calem as bocas, crianças! — Leona gritou enquanto ela ria com um sorriso maligno e chocou as crianças. — Estavam se achando agora né? Eu vou acabar com todos vocês agora. — Depois de gritar com as crianças, Leona começou a jogar direito de novo. Ela reuniu mais unidades e recursos. Entretanto, Leona perdeu algumas unidades previamente e seu exército era fraco.

Porra…

Além disso, havia unidades inimigas que era um pé no saco.

Eles eram as unidades do chefe final.

Os grupos dos monstros e do Armígero cada um tinha uma unidade chefe. No caso do grupo Armígero, o executor era a unidade chefe. Esta poderia ser produzida mais rápido em números múltiplos. 

A unidade chefe do grupo dos monstros era o “maligno” e um jogador só poderia produzir uma unidade maligna. A unidade não consumia recursos, provia buffs úteis para todas as unidades aliadas e possuía a capacidade de invocar monstros grandes. A unidade até se regenerava depois da morte. 

Por outro lado, não havia unidade para o grupo das pessoas da terra apocalíptica.

Leona estava ficando irritada com as unidades executoras e maligna dos inimigos massacrando suas unidades. As criancinhas só atacavam e não entravam usavam outros comandos. Eles geralmente traziam todas as suas unidades para atacar. 

Leona bateu em retirada e atraiu as tropas executoras inimigas. 

— O quê? O quê? O que aconteceu?!

*Kaboooom!*

Um lampejo encheu o monitor e o míssil nuclear aniquilou instantaneamente as unidades Armígeras na hora. Leona atraiu os inimigos para onde o míssil nuclear foi lançado e matou muitas unidades inimigas, incluindo as suas próprias. 

— Isso não faz sentido nenhum! — Uma das crianças começou a chorar quando viu que suas unidades restantes foram abatidas e aniquiladas por uma unidade de caçadores bancando atiradores de elite.

 

Worst
Worst, filho da Música, casado com os Livros, tradutor de DS, CdMD e ASdCZ, ?% Engenheiro, 1 dos 3

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!