CdC – Capítulo 13

E se…

 

O dormitório da universidade era um lugar maravilhoso, especialmente o feminino, que era literalmente uma área proibida para garotos. Qualquer cara que se atrevesse a dar um passo sequer na direção daquele lugar, estaria em grandes apuros.

Entretanto, o dormitório masculino era como o jardim das garotas. Elas poderiam andar livremente por aí a qualquer hora. Então, ninguém parou Shuhang quando ele levou uma mulher para o seu quarto.

Aliás, ainda era domingo, e a maioria dos estudantes ainda não tinha voltado de suas casas, dos rolezinhos, ou tinha ficado nos quartos jogando videogame. Assim, Pena Macia nem atraiu tanta atenção.

O quarto de Shuhang ficava no segundo andar. Apesar do dormitório ter elevadores, ele e seus colegas normalmente pegavam as escadas. Era bem mais rápido do que esperar pelo elevador, já que só tinham que ir até o primeiro andar.

— Eu posso ajudar com a sua mala? — Shuhang olhou para a bagagem enorme que Pena Macia carregava. Como um homem, era seu dever carregar o peso da moça.

— Obrigada, sênior! — Pena Macia sorriu timidamente, passando a mala para Shuhang.

Ele tinha visto Pena Macia carregar aquilo por todo o caminho e tinha parecido bem fácil para ela, então ele pensou que aquela mala enorme não estivesse cheia e que não deveria estar pesada.

Entretanto, quando ele segurou a alça da mala e tentou erguê-la, o rosto de Shuhang ficou vermelho. Ele conseguiu erguer apenas o mínimo depois de colocar toda a sua força. Deus! Aquilo pesava pelo menos uns sessenta quilos. Quase o peso de uma pessoa adulta!

Ele encarou Pena Macia, principalmente suas pequenas mãos que sequer pareciam ter ossos. Essa garota era na verdade uma amazona? Como ela podia carregar uma coisa pesando isso tudo por todo esse caminho sem sequer perder o fôlego?

E ele tinha sido ingênuo de pensar que ela seria facilmente sequestrada! Com aquela força, qualquer homem que quisesse pôr as mãos nela, teria de preparar um caixão para si mesmo de antemão.

— Sênior? — Pena Macia olhou para Shuhang sem entender.

— Coff! Vamos pegar o elevador! — Shuhang limpou a garganta e rapidamente decidiu. Com a sua força, ele poderia até ser capaz de levar a mala pelas escadas, mas seria extremamente cansativo.

— Ok. — Pena Macia concordou, mas ela não estava conseguindo entender isso. Mesmo assim, como uma boa garota, ela não perguntaria nada que não fosse da conta dela. E ainda mais, como convidada, ela não iria interferir com as decisões do anfitrião. Afinal, um convidado deveria aceitar a conveniência do anfitrião.

O elevador desceu devagar. Eles não tiveram que esperar muito, porque a maior parte das pessoas que usava o elevador não estava ali no momento.

O dormitório estava vazio. Os colegas de quarto de Shuhang normalmente chegavam por volta das 3h ou 4h da tarde, e às vezes até mesmo chegavam só à noite.

Como o quarto era dividido para quatro pessoas, não era muito largo, mas era bem equipado com banheiro, varanda, lavanderia e uma pequena cozinha.

— Sente-se. Você gostaria de alguma coisa pra beber?

Shuhang perguntou enquanto ligava o computador. Pena Macia se sentou obedientemente e respondeu:

— Chá espiritual verde, por favor!

Quê? — Shuhang ficou confuso. Chá espiritual verde? O que era isso? Uma nova bebida? Como ele nunca tinha ouvido falar?

Ele pensou por um momento e logo se lembrou quem a gata das pernas longas realmente era. Apesar de ser uma bela jovem, ela ainda era uma fanática por xianxia e wuxia.

Esse tal chá espiritual devia ser alguma coisa desses chuunibyous do chat, com certeza. Shuhang sentiu seu fígado doer de novo.

— Eu temporariamente estou sem esse tipo de coisa aqui, mas eu tenho suco de laranja, água mineral, coca e leite. Qual desses gostaria? — ele perguntou diretamente para ela escolher algum desses, pois estava com medo de que Pena Macia pudesse pedir algo como “Chá tônico de sangue de dragão” ou “lágrimas de fênix” ou alguma coisa absurda dessas.

Mas pena Macia tinha ficado ainda mais surpresa. Ele nem mesmo tinha chá espiritual verde? Esse era o chá espiritual mais comum que os cultivadores tinham para servir aos convidados!

Tinha uma pequena quantidade de qi espiritual, e cheirava bem, com uma fragrância rica e duradoura. Além disso, era o chá espiritual mais barato para dar a visitas e podia melhorar levemente o físico. Apesar de não ser tão mágico quanto pílulas medicinais, era milhões de vezes mais barato. Então, basicamente, não era um item que todos os cultivadores deveriam ter?

— Espere! Eu entendi! Esse sênior deve ser um eremita. Um verdadeiro eremita vive em um lugar movimentado, vivendo como uma pessoa comum. Dizem que alguns elderes saem para viver entre as pessoas comuns como se fossem realmente uma delas a cada cinquenta ou cem anos, apenas para moderar as próprias mentes. Isso é chamado de “experiência de vida terrena”! Apesar de não melhorar a força, poderia reassegurar suas determinações e clarear seus pensamentos.

— Por favor um suco de laranja, então! — Pena Macia sorriu docemente.

— Ok, espere um minuto.

Pouco depois, Shuhang trouxe uma caneca de suco que tinha pego na geladeira da cozinha.

— Obrigada, sênior.

— Não tem de quê. — Shuhang disse. Ela era realmente uma boa garota com uma personalidade bacana e bons modos. Era uma pena ela ser uma doida. Ele se sentou na frente do computador e se conectou à internet.

Shuhang habilidosamente abriu o mapa da Baidu (aquele que não desinstala do pc mesmo com exorcismo), e pesquisou pela área da rua Luo Xin na Cidade J. Rapidamente o mapa mostrou a localização correta.

— Consegui. É um pouco longe… — Shuhang disse.

De táxi, demoraria cinco horas mais ou menos do aeroporto de Jiangnan para a área da rua Luo Xin da Cidade J. Entretanto, Pena Macia tinha ido parar no lugar errado, apesar de que a Universidade de Jiangnan ladeava a Cidade J, então ela pelo menos não tinha ido para a direção oposta.

Partindo da universidade, sem considerar as condições da estrada, poderia levar mais três horas e meia de carro até a área correta da rua Luo Xin. Mas as condições das estradas eram realmente muito ruins, então levaria pelo menos umas cinco horas. Quando Pena Macia viu a distância, começou a ficar nervosa.

— Sênior, nós podemos realmente chegar lá de táxi com essa distância toda?

— Sim, mas acho que os motoristas podem se recusar a te levar lá. — Shuhang disse.

Então, ele explicou para Pena Macia.

Cinco horas dirigindo era muito esforço. Apesar de os motoristas de Jiangnan fazerem escalas entre as várias cidades vizinhas, nenhum deles trabalharia por tanto tempo, já que levariam cinco horas para ir e mais cinco para voltar. Então, com dez horas de direção, quantos motoristas seriam necessários? Daí era uma situação onde mesmo ter dinheiro não faria diferença.

— Então, o que podemos fazer? — Pena Macia perguntou.

— Pegue um trem-bala. Tem uma estação próxima da rua Luo Xin na Cidade J. Estação Heixiang. E também tem uma estação perto daqui. É muito mais rápido pegar um trem-bala do que um carro. Levaria no máximo umas duas horas. — Shuhang explicou.

— Então quando nós iremos sair? — Os olhos de Pena Macia estavam brilhando.

— Sem pressa… Nós podemos comprar a passagem pela internet. Eu já conferi. O trem-bala da estação da Universidade Jiangnan para a Estação Heixiang sai às 4h da tarde em ponto. Então, podemos chegar lá uma meia hora antes.

Pera, quê? “Quando nós iremos partir?” Nós? Essa garota acha que eu vou acompanhar ela até a outra cidade? Eu ainda tenho aula amanhã! Eu sou um estudante! Não posso simplesmente sair quando quiser.

— Então vamos comprar as passagens online, sênior. Vai precisar da minha identidade? — Ela estava bem feliz, se sentindo com muita sorte por ter alguém tão prestativo como o sênior Song para ajudar.

— Coff, nós? — Shuhang limpou a garganta de novo — Você quer dizer… comprar duas passagens? Uma para você e uma pra mim?

— Ah… o sênior não irá comigo? — Pena Macia perguntou corando.

Ela estava tão empolgada. Tinha sido rude da parte dela tomar como certo que Shuhang iria acompanhá-la para a Cidade J sem sequer ter pedido a opinião dele.

— Sênior! Eu fui rude! Nem sequer perguntei sua opinião. Será que poderia por favor me acompanhar até a área da rua Luo Xin da Cidade J? Eu… eu realmente tenho um senso de direção horrível. Eu tenho medo de não ser capaz de encontrar o Templo do Fantasma da Lanterna, — ela disse.

— Eu gostaria de poder lhe ajudar, mas temo que eu não possa. — Shuhang suspirou e rejeitou o convite dela.

Seriam umas 18:30 quando o trem-bala chegasse lá. Ele não sabia o que Pena Macia estava indo fazer, então não tinha como saber quando ela iria terminar. Mas com certeza ele não seria capaz de voltar antes do meio-dia do dia seguinte.

E ele teria aula amanhã à tarde!

Pena Macia ficou bastante desapontada. Ela sempre tinha sido uma pessoa fácil de entender, considerando a forma como seus sentimentos ficavam estampados em seu rosto.

— O sênior não tem tempo?

— Isso mesmo. Eu ainda vou ter aulas amanhã à tarde. — Shuhang explicou.

Vendo como Pena Macia tinha ficado desapontada, quase à beira das lágrimas, ele começou a sentir que tinha a recusado muito bruscamente. Será que ele tinha ferido o frágil coração da moça? Então, ele acrescentou:

— Se… quero dizer, se você não estiver com pressa, eu vou ter tempo de ir na próxima sexta. Eu sou um estudante agora, e eu tenho apenas os feriados e fins de semana livres.

Próxima sexta? Pena Macia ainda estava desapontada. Apesar de que ela não se importaria de esperar por um dia ou dois, mas cinco dias era muito. Mesmo que seu pai gostasse de provocar outras pessoas, ele não ficaria muito tempo na casa de Sabre Louco Incauto ao Cubo.

Então uma ideia simplesmente iluminou a mente dela e seus olhos se animaram. Ela perguntou com sinceridade:

— Sênior Song, se você não tivesse aula amanhã à tarde… hipoteticamente falando, você iria comigo até a Cidade J?

Nega Fulor
Leitora compulsiva. Escritora obsessiva. Artista nas horas vagas.

16 Comentários

  1. Já estou sentindo que ele não vai ter aula por causa dela. Eu já gostei dela.🖒😁
    Obrigado pelo capítulo Nega Fulor.

  2. -Oh, foi mal, parece q eu destruí essa coisinha sênior. – Pena diz com a voz doce.
    -Que coisinha? -Sênior olha desconfiado.
    -A faculdade.
    -… -Sênior chocado.
    -Podemos ir juntos agora? -Pena diz com cara de pena.

  3. Essa pergunta me deu calafrio….. já imaginei ela destruindo a universidade.
    Pq eu imaginei isso ? Mulheres são todas loucas!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!