CdC – Capítulo 41

Técnicas de Fundação

 

Grupo Número 1 das Nove Províncias:


@Mestre dos Medicamentos: @Monge Errante do Profundo Princípio, exploração da caverna 14 anos atrás? [Técnica Budista Básica de Punho], [Escritura da Meditação do Eu verdadeiro], empreste para mim. Preço negociável próxima vez.

Vendo o Mestre dos Medicamentos digitando aquelas palavras acorrentadas de qualquer jeito, Shuhang se sentiu um pouco contrariado. Apesar de só ter por volta de 20 palavras, mais a pontuação, Mestre dos Medicamentos levou, entre deletar e digitar de novo várias vezes, quase 5 minutos.

Naquele momento, ele finalmente entendeu porque o Mestre dos Medicamentos iria tentar encurtar suas mensagens no grupo ao máximo. Mas se isso era difícil, por que ele não usava a função de mensagem de voz? O chat ficou movimentado assim que a mensagem dele foi enviada no grupo. Rio do Norte brincou:

@Cultivador Asceta Rio do Norte: Olha só, por que o irmão Mestre dos Medicamentos está pedindo por duas técnicas básicas? É para favorecer o estabelecimento da fundação de 100 dias do jovem amigo Shuhang? Essas duas técnicas são muito boas. Será que você também foi encantado pelo jovem, assim como Pena Macia?

@Pena Macia da Ilha da Borboleta Espiritual: Sênior Rio do Norte, eu não fui encantada! 😠 😠

@Sabre Louco Incauto ao Cubo: Enamorada?

Incauto ao Cubo estava bem ativo esses dias. O pai de Pena Macia tinha finalmente deixado ele em paz, e voltado para a Ilha da Borboleta Espiritual no dia anterior! Sendo pressionado por tantos dias, ele não podia deixar de jogar uma de suas clássicas piadas sujas depois de ver aquelas palavras. Ele estava até mesmo pronto para enviar mais algumas.

@Cultivador Asceta Rio do Norte: Não corteje a morte, irmão Incauto ao Cubo. — Rio do Norte precisou relembrá-lo. — Agora, é possível logar no chat tanto pelo celular quanto pelo computador… ao mesmo tempo.

E se o pai dela estivesse usando a conta de Pena Macia em outro aparelho?

A expressão no rosto de Incauto ao Cubo mudou rapidamente e ele trocou para o modo offline.

Ai, meu deus! Como foi que eu esqueci isso? — Se fosse realmente o Venerável Borboleta Espiritual, ele iria imediatamente saltar em um avião e voltar até onde Incauto ao Cubo estivesse para atormentá-lo por mais alguns dias, assim que soubesse que ele contou uma piadinha suja como “enamorada” para a filha dele.

Mestre dos Medicamentos gargalhou enquanto os dedos dele deslizavam na tela do celular. Entretanto ele só foi capaz de digitar menos palavras ainda.

@Mestre dos Medicamentos: Erva de Dragão Venenoso alto nível mutante. Está valendo!

Monge Errante ficou online, e enviou a foto de um punho e um emoji.

@Mestre dos Medicamentos: Ótimo!

A conversa entre os dois era meio bizarra.

@Pena Macia da Ilha da Borboleta Espiritual: Seniores, essa [Técnica Budista Básica de Punho], e a [Escritura da Meditação do Eu verdadeiro] são realmente boas?

@Cultivador Asceta Rio do Norte: Elas são técnicas de um templo budista que existiu há mais de 800 anos. Apesar delas serem usadas apenas para estabelecer a fundação dos discípulos, o poder da técnica de punho é similar ao das técnicas marciais de nível 1. São técnicas muito boas comparadas a outras técnicas marciais de estabelecimento de fundação. Infelizmente esse templo budista desmoronou e despareceu do curso da história e muitas técnicas profundas deles também foram perdidas.

Mestre dos Medicamento balançou a cabeça satisfeito e desligou o telefone. Então ele se foi até a varanda do dormitório, e apontou um dedo para o céu. Song Shuhang olhou curiosamente para ele, sem saber o que ele estava pretendendo fazer.

Logo… 10 minutos se passaram…

Mestre dos Medicamentos manteve a postura sem se mover, como uma estátua.

Shuhang estava prestes a ir perguntar o que estava acontecendo quando, os olhos do Mestre dos Medicamentos ficaram selvagens e ele grunhiu em voz baixa. O dedo que estava apontado para o céu começou a se iluminar com um brilho vermelho.

Para ser honesto, aquela postura até que era bem maneira.

Entretanto, para Shuhang, o dedo do Mestre dos Medicamentos estava de um vermelho vivo como ferro quente, fazendo-o parecer um personagem de desenhos animados que tinha batido no dedo sem querer com um martelo, e estava pulsando vermelho.

— É isso ai! Está feito! — Mestre dos Medicamentos sorriu orgulhosamente.

— ? — Shuhang parecia bastante confuso.

Vendo a expressão de Shuhang, Mestre dos Medicamentos explicou:

— Eu acabei de enviar ao Monge Errante do Profundo Princípio as coordenadas da nossa localização, e ele vai me enviar as técnicas de punho e de meditação que pedi em quatro ou cinco horas.

— Ele vai vir até aqui também? — Shuhang perguntou.

— Nem! Por que ele precisaria vir até aqui? Eu mandei as coordenadas para ele, e ele irá me enviar os livros pela espada voadora. — Mestre dos Medicamentos disse orgulhosamente.

— Entendo… — Shuhang acenou. Uma cena pulou em sua imaginação: Nas montanhas, um sênior monge quietamente sorria, puxava a espada de seus robes, fixava nela o que pareciam ser várias escrituras marciais.

Já para as escrituras marciais, elas deveriam ser do tipo de livros antigos onde as páginas eram costuradas juntas ou uma espécie de pergaminho escondido.

Então, o sênior monge apontava a espada para o céu, confirmava as coordenadas remotamente com outra pessoa. E então, ele arremessava a espada. “Swish”… a espada rugia pelo ar com os livros amarrados a ela. Isso era tão maneiro!

Seria daora enviar livros com uma espada. Que reino será que eu tenho que alcançar antes de ser capaz de fazer algo assim? — Shuhang invejou secretamente. ­— Conduzir uma espada voadora! Pegar um avião era simplesmente muito manjado comparado a isso.

O céu sempre foi a paixão das pessoas!

— Vamos, temos que encontrar um lugar para ficar, e então refinar o líquido de aperfeiçoamento corporal mais uma vez! Você gostaria de trazer o seu fogão de indução e seu papeiro? — Mestre dos Medicamentos perguntou.

Refletindo por um tempo, Shuhang finalmente pegou sua mochila preta, e colocou as coisas dentro. Afinal, ele tinha usado o papeiro e o fogão de indução para refinar. E depois, se não tivesse nada do tipo no lugar que alugassem, ou se fossem de tipos diferentes, ele poderia falhar no refino.

Então ele abriu o armário, e estava preste a pegar uma porção de ervas medicinais para a receita.

— Jovem amigo Shuhang, você não precisa trazer seus ingredientes. Desde que eu pedi para você me ajudar, eu devo prover as ervas medicinais. — Mestre dos Medicamentos parou Shuhang imediatamente.

Qual é… ele era um alquimista Famoso! Como ele poderia pedir ajuda para alguém para testar alguma formula sem fornecer os materiais? As pessoas iriam sorrir até cair os dentes se soubessem de uma coisa dessas. Shuhang concordou silenciosamente, e trancou o armário. Não era tempo de bancar o gostoso. Afinal, ele só tinha 32 porções de ingredientes medicinais. De acordo com o sênior Rio do Norte, essas 32 porções provavelmente não eram suficientes para estabelecer sua Fundação dos 100 Dias. Então era melhor economizar.

Ele colou a mochila nas costas e perguntou:

— Então vamos lá. O senhor tem alguma preferência quanto ao lugar que pretende alugar?

— Deve ser relativamente a prova de som. Do contrário, eu precisaria estabelecer uma formação para isso. Seria um pouco problemático. — Mestre dos Medicamentos disse.

Shuhang pegou a carteira e calculou suas despesas. A mãe dele enviava 3.000 yuan por mês. Afinal, as coisas não eram mais como costumavam ser antigamente, quando um estudante poderia levar uma vida boa com apenas 1.000 yuan por mês. (Ou sair pra lanchar no shopping com 20 reais e voltar com troco).

Como ele não tinha nenhum emprego de meio período, seria melhor ele alugar primeiramente por mês.

— Com 500 ou 600 yuan, nós devemos ser capazes de alugar um pequeno apartamento. — Shuhang murmurou.

— Mas isso não seria muito pequeno? No mínimo, o lugar deve ser grande o suficiente para uma família, espaçoso e sem ser ligado a outros apartamentos. Se não, eu não vou nem ter como colocar meu forno lá. — Mestre dos Medicamentos protestou.

— Sem ser ligado a outros apartamentos… grande suficiente para uma família? Espaçoso? Sênior, o senhor está falando mesmo de um apartamento e não de uma casa completa?

Shuhang sorriu sem graça que só.

— Esse tipo de apartamento deve custar por volta de 10.000 por mês. Eu não tenho dinheiro suficiente.

— Eu que vou pagar. Não faz sentido se você que está me fazendo o favor e ainda tiver que cobrir as despesas. — Mestre dos Medicamentos parou Shuhang. Como um sênior, como ele poderia deixar um júnior pagar por ele?

— Muito bem então, vamos procurar por um bom lugar. Entretanto, não tem muitos na vizinhança da universidade. — Enquanto pensava no aluguel de uma casa grande e espaçosa que custaria pelo menos 10.000 yuan por mês, Shuhang sentiu uma dor no coração pelo dinheiro, mas ao mesmo tempo, ele já tinha uma nova pergunta para fazer. — Falando nisso, sênior, o senhor tem um trabalho normal ou rendimento como as pessoas comuns? — Shuhang tinha pensado antes que desde que os membros do grupo não estavam completamente isolados do mundo mortal, então eles deveriam pagar suas contas de alguma forma, certo? Eles pagavam com pepitas de ouro ou coisa do tipo?

— Nós certamente temos nossas próprias fontes de renda. Afinal, nós não vivemos isolados das coisas mundanas. Eu não sei muito sobre os outros, mas eu posso bancar minhas próprias despesas com a venda de medicamentos refinados. — Mestre dos Medicamentos concordou. Quando disse isso, ele olhou para Shuhang e perguntou: — Por que? Você está com problemas com o dinheiro do mundo normal?

Shuhang concordou e respondeu honestamente:

— Depois de descobrir sobre o mundo do cultivo, eu descobri que eu talvez vá precisar de um monte de dinheiro. Ontem mesmo, eu estava pensando que no mínimo vou precisar alugar um lugar fora do campus para manter segredo sobre meu cultivo e refino de medicamentos. Mas para alugar uma casa, eu tenho que pensar sobre o custo.

Ele estava encabulado de contar que estava até mesmo pensando em arrumar um emprego de meio período.

Nega Fulor
Leitora compulsiva. Escritora obsessiva. Artista nas horas vagas.

6 Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!