DNG – Capítulo 262

O Corcunda e a Formiga Comedora de Homens

O careca na equipe de Han, cujo nome era Jacques, se aproximou dos dois irmãos no final da formação e disse a eles em uma voz ameaçadora:

— Nós vamos resolver alguns assuntos pessoais daqui a um tempo, então é melhor vocês serem inteligentes e ficarem de fora. Não se metendo, vocês saem vivos dessa!

Os dois irmãos se chamavam Montanha e Rio. Aqueles obviamente não eram seus nomes verdadeiros, mas era o que estava registrado no sistema.

Depois que ouviram as palavras de Jacques, os dois irmãos ficaram pálidos de medo e começaram a tremer ligeiramente, balançando a cabeça.

Até mesmo Jacques ficou um pouco surpreso ao ver como os dois irmãos foram tão facilmente intimidados. Identificar mentiras era essencial para um assassino. Jacques observou os dois irmãos e julgou que eles não estavam fingindo. Eles eram pareciam mais dois tigres inofensivos, apesar de sua ameaça simples.

Covardes…

Jacques olhou para os dois irmãos com desdém e sussurrou para eles:

— Apenas fiquem aqui no fundo, não vão para a frente, não importa o que aconteça.

— De boa, de boa, cara.

— Tá tranquilo, tá favorável, — os dois irmãos responderam apressadamente.

O careca Jacques voltou para o meio da formação e disse para o corcunda chamado Jensen:

— Tudo pronto. Não temos que nos preocupar com os dois caras na parte de trás. Quando a oportunidade aparecer, atacaremos ele. Primeiro, matamos os dois velhos para evitar surpresa e então pegamos Han, depois matamos os dois covardes na parte de trás e estará tudo encaminhado.

— Quando começamos? — O corcunda Jensen perguntou.

— Não aqui. Poeira e vento demais. Se ele fugisse, seria difícil para capturá-lo. Vamos agir quando sairmos da tempestade de areia negra e chegarmos à floresta. Aguardem o meu sinal, — Jacques disse enquanto acenava com as mãos negras.

Ao mesmo tempo, os dois irmãos no final da fila sorriram. O irmão mais novo, Rio, disse:

— Eu realmente não esperava que nove dos doze estivessem atrás de Han. Imagina o nível de azar do sujeito para acabar em uma situação dessas?

Montanha zombou e respondeu:

— Bem, matamos os dez à nossa frente assim que sairmos da tempestade de areia negra, principalmente o cara careca. Quem ele acha que é para ousar nos ameaçar? Porra!

— Ei, parece que estamos saindo da tempestade de areia. — O irmão mais novo ficou surpreso por um momento e murmurou: — Não foi rápido demais? O sujeito parece ser bem capaz.

Montanha discordou:

— Ele parece estúpido, isso sim. Ele poderia viver um pouco mais se estivéssemos na tempestade de areia negra. De agora em diante, aguarde o meu sinal e agiremos ao mesmo tempo.

Han sempre foi cuidadoso, mas não importa o quão cuidadoso ele fosse, ele nunca perceberia que havia tantas pessoas lá que estavam atrás dele.

Ele foi o primeiro a sair da tempestade de areia negra, seguido pelos dois senhores de idade, Lipton e Dini, e depois o resto da equipe.

Han olhou para trás. Ele viu o furacão negro girando, revirando a areia negra.

A floresta de pinheiros negros que apareceu diante de Han era diferente de qualquer pinheiro na Terra. Os pinheiros eram extremamente altos, cada um com cerca de cem metros de altura, com troncos pretos e pinhas pretas. Havia uma espessa camada de folhas de pinheiro caídas no chão, deixando o chão sob os pés de Han extremamente macio.

Han não parou, mas continuou liderando a equipe adiante por cerca de vinte quilômetros, deixando a areia negra para trás. Eles finalmente encontraram uma área aberta e pararam lá.

— Vamos fazer uma pausa aqui, vocês também devem estar cansados, — Han disse aos dois idosos que estavam atrás dele.

Os dois guerreiros, mesmo já velhos, ainda tinham as habilidades de guerreiros, resolutos e tenazes. Eles não diriam uma palavra mesmo se estivessem morrendo de cansaço.

Lipton disse:

— Por nós, não precisa se preocupar ainda. Nós ainda podemos continuar por um bom tempo.

Han abriu o kit automático de pílulas, entregou duas pílulas para eles e disse em uma voz séria:

— Não precisa se preocupar. Algum dia eu também ficarei velho. A questão é que eu estou achando essa floresta de pinheiros negros estranha. Vamos parar aqui por um tempo para que eu possa escolher a direção do nosso próximo passo.

O que Han disse era, claro, uma desculpa. No momento em que saíram da tempestade de areia negra, ele já havia terminado de investigar a floresta sombria com sua visão especial e escolhido uma direção. Era apenas uma desculpa para deixar os dois velhos fazerem uma pausa.

Parecia que Lipton e Dini tinham aceito o que Han disse. Dini pegou uma garrafa de energético, mas quando a garrafa tocou seus lábios, de repente uma mão apareceu e derrubou sua garrafa com violência.

— Por que diabos você está perdendo tempo bebendo! Por que estão parados aí! Se os dois vovôs são incapazes de admitir que estão morrendo, ao menos não sejam um fardo!

Era um jovem loiro quem gritou. Ele tinha ficado bem quieto desde o começo, então por que ele seria tão irracional e sairia causando naquele momento?

Dini e Lipton estavam em uma situação desconfortável. Eles eram definitivamente velhos, não tendo a resistência e o poder de luta de quando eram jovens, mas tinham sido guerreiros a vida toda, e passaram por vários duelos mortais. Ser humilhado por um jovem só porque estavam em uma idade mais avançada era muito vergonhoso.

— Heim. — Foi nesse momento que Han fez um som de desprezo em frente à equipe, apontou para a floresta gigante de pinheiros negros e disse: — Vá em frente se achar que dá conta, ou simplesmente cale a boca.

Han estava de mau humor. O jovem loiro ficou atordoado, e então gritou como um louco:

— O que você está chiando aí? Tá achando que é o chefe desse grupinho, é? Quem diabos você pensa que é?

O clima mudou de repente.

Han avançou em direção àquele jovem arrogante, sem nem esperar ele terminar suas palavras. Seus dedos passaram sobre a Marca Lunar, trazendo à sua mão a arma de classe Ares, a Vênus Estranguladora de Estrelas. Ninguém no local havia previsto que Han usaria de cara um movimento tão mortal, muito menos o jovem loiro. A provocação era justamente uma estratégia, mas a espada de Han não era uma estratégia, vindo direto para acabar com a vida dele.

Ele rapidamente pulou para trás, e sua reação e velocidade de evasão foram quase perfeitas, fazendo Han errar o golpe direto.

No entanto, a Vênus Estranguladora de Estrelas de Han era um equipamento de classe Ares. O corte veio acompanhado de um arco branco. A lâmina da Vênus Estranguladora de Estrelas não precisava nem tocar o inimigo para matá-lo. O arco que surgiu era mortal.

*Chop*

A cabeça do jovem loiro foi subitamente enviada para longe do pescoço dele, e o sangue só jorrou de seu pescoço exposto quando a cabeça já estava a três metros de altura.

Se alguém perguntasse qual era o Caminho dos Demônios?

Era esse!

Se esse cara tivesse conhecido Han há alguns dias, ele não teria terminado assim. Ele foi infeliz, extremamente infeliz, provocando Han depois que este compreendeu o Caminho dos Demônios.

Com o que Han estava mais preocupado naquele momento?

Depois que ele entendeu a essência do Caminho dos Demônios, ele descobriu que não era maluco e maligno o suficiente! Então, Han lembrou a si mesmo a cada momento, para ser mais implacável, mais louco e mais malvado. Matar sem um motivo forte era algo maligno!

Algumas pessoas estavam determinadas a serem pessoas boas. No entanto, Han agora estava determinado a ser maligno. Havia uma determinação naquele sentido, que ditava suas ações o tempo todo.

Quem o provocasse, morreria!

Isso era algo bem direto.

Restavam apenas seis dos sete assassinos, mas a luta nem havia começado. O resto dos assassinos estava esperando pelo sinal do careca Jacques. No entanto, até mesmo o próprio Jacques franziu a testa, já que as coisas estavam completamente fora de suas expectativas. O alvo deles era alguém muito cruel.

— Qual o significado disso?! — Jacques franziu a testa e perguntou para Han.

Han Lang respondeu com um olhar cheio de malícia:

— Você quer vingá-lo?

Jacques ficou surpreso, balançando levemente a cabeça.

Han deu alguns passos à frente, pegou a garrafa de Dini do chão, entregou a ele e disse:

— Quem quiser sair, é só sair, porque nós vamos fazer uma pausa.

Dini e Lipton estavam gratos demais para dizer qualquer coisa. Han havia realmente ajudado. Eles apenas desejavam que eles não fossem velhos demais para poder lutar junto com Han em vez de serem protegidos.

Jacques, obviamente, não previu que isso aconteceria. Ele cerrou os dentes, querendo fazer um sinal para atacar, mas não conseguiu se decidir.

No momento, o corcunda revirou os olhos e disse:

— Eu também estou cansado, vamos aproveitar a pausa.

Foi então que todos se sentaram. Han estava sentado junto com os dois velhos, e os seis assassinos estavam sentados muito próximos um do outro. Montanha e Rio estavam sentados bem longe do resto da equipe, parecendo amedrontados.

— Apenas aguarde. Deixe que eu crio uma oportunidade, — o corcunda Jensen murmurou.

O resto dos assassinos estava chocado. Todos estavam arrependidos, pensando para si mesmos: — Não deveríamos ter deixado aquele retardado iniciar a emboscada. Agora, eles não apenas deixaram a oportunidade escapar, como o idiota até morreu.

Na situação atual, seria mais desejável que o corcunda alto, Jensen, preparasse a armadilha. Jensen e Jacques eram os dois mais fortes do bando de assassinos.

Cerca de dois minutos depois, o corcunda Jensen de repente se levantou, pegou algumas pílulas pretas com um cheiro estranho e entregou uma para cada um dos outros. Ele disse:

— Disseram-me que há algum tipo de formiga devoradora de homens nesta floresta de pinheiros negros. Elas poderiam transformar um homem vivo em meros ossos em alguns segundos. Eu tenho comigo algumas pílulas com resíduos de formigas, o que fará com que elas nos vejam como do seu bando e não nos ataquem.

Todos pegaram as pílulas de resíduos e as cheiraram. Com certeza, o cheiro era estranho.

Dini também disse:

— Eu também já ouvi falar disso antes, na floresta de pinheiros negros, não importa quão forte seja a besta que você encontre, ainda passa longe do medo trazido pelas formigas devoradoras. Essas formigas são tão pequenas que não poderemos vê-las com nossos olhos nus. Quanto à velocidade com que elas devoram alguém, são mais eficientes que um moedor de carne. Se você tem mais dessas pílulas de resíduos, dê-nos algumas também.

O corcunda Jensen riu de forma amigável:

— Não se preocupe. Nós estamos trabalhando em equipe, então todos vão receber uma parte.

Dito isto, Jensen caminhou até Han, momento em que o grupo de assassinos estreitou os olhos.

Eles prestaram muita atenção para começar o ataque quando o adversário estivesse despreparado, visando encontrar a melhor chance. A provocação do homem loiro havia sido uma armadilha criada por eles.

Se fosse como de costume, simplesmente matar alguém não lhes causaria tantos problemas. Matar Han quando eles encontrassem uma chance não seria difícil para esses assassinos. Porém, o ponto chave era que os quatro principais clãs de bestas genéticas queriam que ele fosse capturado vivo. Essa era a razão pela qual os assassinos liderados pelo corcunda e o careca estavam tão cautelosos. Eles estavam apenas esperando pelo momento em que Han estivesse desatento para capturá-lo vivo.

Enquanto isso, o corcunda Jensen já havia se aproximado de Han. Suas costas sempre estavam encurvadas, mas naquele momento a corcunda estava ainda mais protuberante. A corcunda em suas costas estava apontando diretamente para Han.

De repente, quando Jensen estava a meros cinco metros de Han, este subitamente moveu seu olhar e esticou o braço na direção de Jensen, para que o corcunda não se aproximasse dele.

— Pare! — Han gritou.

Naquele momento, Jensen sentiu uma onda de medo, e o pelo de seu corpo se eriçou. — Ele percebeu a nossa intenção? Isso é impossível, como ele poderia?

— Algo estava acontecendo ao redor de nós, temos que sair imediatamente! — Han se levantou de um pulo e disse.

— Mas e a pílula?

— Jogue para mim, rápido!

O corcunda Jensen não teve escolha senão jogar a pílula para Han.

Han pegou a pílula no ar e fez um movimento com o pulso próximo da boca, como se tivesse a engolido, mas na verdade a guardou na Marca Lunar secretamente.

O corcunda Jensen soltou um longo suspiro de alívio. Ele piscou para os outros assassinos furtivamente, transmitindo um simples sinal: — Tudo pronto, esperem e vejam!

Vermillion
Primeiro de seu nome, Nascido do Caos, o Que a Tudo Lê, Spymaster nas horas vagas, Father of Fakes, Professor de Inglês, Um dos Três, Editor do Qidian, Tradutor de TA, Soberania e DNG, Marido Raiz.

7 Comentários

  1. O lorinho se FuFu… entenDeu?
    Se o Han já é modaloka adicionando esse novo modo de pensar e agir do caminho do demônio e mais pra frente o caminho do Shura (se nn me engano) que eu acho que vai ser ainda pior… o que o Han vai se tornar!? Um Deus do caos? Da morte? Pf alguém contribua para essa teoria importante.

  2. — Tá tranquilo, tá favorável, — os dois irmãos responderam apressadamente.

    Eu lendo super seriamente os cara sendo ameaçados aí vem isso… Qual é tem como nn rir?

  3. Ué não era uma equipe de 12? Ou é 12 fora o Han? Pq se de 12 pessoas 9 são assassinas, tirando os velhos, sobra Han e da um total de 13. Buguei nessa parte

      1. Eu escrevo uns bagui quando tô lendo a novel, ai meses dps alguém responde e eu nem lembro do que caralhos eu tava falando

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!