DNG – Capítulo 271

Uma Sequência de Ataques Complexos!

— Qual mesmo você disse que era o seu poder? — Han zombou e perguntou.

Montanha Lovran de repente parou. Quando a mão direita de Han se abriu lentamente, seu rosto também ficou cada vez mais pálido porque uma força incontrolável e ilógica estava tirando seu poder!

Han se levantou com seu corpo ligeiramente bambo. O canto da boca dele se levantou de leve quando ele disse em uma voz ameaçadora:

— Eu estou realmente exausto depois de lutar com o drake de fogo, mas mesmo que eu tivesse apenas um centésimo da minha força, ainda seria o suficiente para matar você! Um poder da descendência psíquica? As pessoas que eu mais odeio nesta vida são vocês, que ficam se achando com seu poder na minha frente! Se eu não tenho nenhum poder viajado, vocês também não terão!

Depois de dizer essas frases extremamente tirânicas, Han se levantou para liderar seu exército de bestas genéticas.

Havia gente estúpida demais nesse mundo. Todos eles se achavam espertos, esperando que Han mostrasse todas as suas cartas, para só depois atacar. Porém, quando parecia que Han não tinha mais nada, eles tinham uma surpresa.

Que piada!

Han tinha o poder mais ilógico do universo, o Preceito Zero!

— Caminho dos Demônios! — Han gritou, e seus ataques se tornaram mais bárbaros, mudando para um estilo de combate próximo ao do seu bando de bestas genéticas aterrorizantes que corriam atrás dele.

Então, olhando para Montanha, sua habilidade da descendência psíquica era uma forma de controle, usando coerção mental para causar desordem na mente de seu oponente ou prejudicar seu movimento, e então Montanha poderia tirar proveito disso e dar um golpe fatal.

Ao lidar contra outros oponentes, seu poder da descendência psíquica era muito útil.

Infelizmente, porém, seu adversário hoje era Han.

Nenhum esper teria como lidar com Han nos seus próprios termos, e seria forçado a seguir o ritmo dele, entrando em combate corpo-a-corpo.

Como alguém que já começou a carreira aprendendo técnicas proibidas e como o líder de um bando de várias bestas genéticas poderosas, o que Han menos temia era estar em combate próximo com os inimigos, porque as pessoas que realmente poderiam vencê-lo não eram muitas.

Quanto aos irmãos Lovran, mesmo ambos estando no nível Deus da Guerra, e daí? Han já matou inúmeros Deuses da Guerra.

Bestas poderosas poderiam dificultar a vida de Han, mas outros seres parecidos com humanos? De jeito nenhum!

Em um piscar de olhos, Montanha estava às portas da Morte, enquanto lutava para se defender contra a espada de três lâminas na mão de Han.

Neste momento, Rio, que estava apenas assistindo ao lado, de repente avançou.

*Ka*

Suas duas mãos fizeram um gesto estranho em frente ao peito. Parecia um tipo de selo que liberava algo em seu corpo.

— Não!

Montanha viu seu irmão fazendo tal movimento, e seus olhos se arregalaram enquanto ele tentava parar seu irmão, como se preferisse morrer a ver seu irmão desfazendo aquele selo.

*Kacha*

Se distrair enquanto lutava com Han era um erro absolutamente suicida, como dirigir distraído!

A espada de três lâminas penetrou diretamente no peito de Montanha, e as garras afiadas da Garra Fantasma e Garra do Demônio também chegaram ao mesmo tempo. As pequenas garras da Raposa Prateada cortaram o ar e rasgaram seu couro cabeludo!

O irmão mais velho da família Lovran, Montanha, estava morto!

De uma maneira muito cruel, ele foi desmembrado naquele mesmo instante!

— Irmão!

Rio correu e pegou o corpo incompleto de seu irmão. Após o ataque do exército de Han, o corpo de Montanha não estava mais inteiro, estando coberto de buracos e até faltando metade da cabeça.

A família de Lovran era originalmente composta de seres praticamente divinos, então tal morte era definitivamente muito inadequada.

A Raposa Prateada e os outros queriam aproveitar o momento e eliminar Rio também.

Porém, naquele momento, Han parou do nada.

Seus sentidos aguçados detectaram mudanças violentas dentro do corpo de Rio, com sua energia aumentando loucamente, junto com uma intenção assassina. Han podia dizer que havia visto inúmeras pessoas em sua vida, mas nunca viu um adversário com uma intenção assassina tão forte. Então, por precaução, Han não se apressou.

— Aaaaaaaaaaaaaahhhhhhh!

Soltando o corpo de seu irmão, Rio endireitou as costas e se levantou, com seus olhos gradualmente ficando vermelhos.

Han até achou Rio parecia na verdade o próprio Han no seu estado demoníaco.

Com as juntas dos dedos fazendo estalos altos, Rio parecia triste e irritado pela primeira vez, mas imediatamente começou a rir descontroladamente enquanto gritava:

— Que cara você é, Han. Você matou meu irmão. Com ele morto, não há ninguém que possa me parar neste mundo agora!

Han franziu levemente a testa. Ele podia sentir claramente que o poder de Rio estava fazendo efeito. Uma tempestade espiritual preenchia seu corpo com uma existência tempestuosa, e qualquer um que se aproximasse dele poderia sentir a poderosa supressão mental causada por aquilo.

Han ficou chocado, será que o seu Preceito Zero havia parado de funcionar?

Impossível!

Durante toda a sua jornada, o Preceito Zero de Han nunca havia falhado!

O poder no corpo de Rio começou a aumentar e ele gritou em uma voz rouca:

— Meu poder é exatamente o oposto do que meu irmão tinha. Ele era capaz de liberar a sua tempestade mental para os outros e controlá-los, mas o meu é interno. Em outras palavras, eu não libero o meu poder para os outros, mas apenas o injeto em mim mesmo, e quanto mais eu injetar, mais forte eu posso me tornar! Claro, não é que o poder não tenha fraquezas. Quando eu injetar poder espiritual demais, minha mente se tornaria caótica e incontrolável. Você entendeu?

Han não era burro. Ele obviamente entendeu que tipo de potencial o poder de Rio tinha. Em geral, a maioria das pessoas, incluindo Han, tinham seu poder exteriorizado ao enfrentar inimigos.

Porém, Rio era uma exceção. Seu poder só podia ser imbuído em si mesmo. Então, como Rio não exteriorizava nenhum poder, não importava o quão forte fosse o Preceito Zero de Han, ele naturalmente não seria capaz de privar o inimigo desse poder, já que nada era modificado.

De repente, quando Lovran estava arrogantemente mostrando a Han como seu poder não podia ser suprimido, ele de repente hesitou.

Isso porque ele notou que Han de repente deu um passo para trás e convocou as duas Aranhas Estreladas Sete-Olhos.

— Matem ele, — Han levantou um braço, apontou para Rio e disse.

*Pew pew pew*

As duas aranhas começaram a atirar pequenas aranhas insanamente, aranhas que eram menores que um caranguejo. No entanto, elas eram absurdas em números!

Depois de um segundo, havia mil aranhas no campo de batalha. Após dez segundos, a quantidade chegou a dez mil!

Rio não teve escolha a não ser iniciar uma batalha com o enorme exército de aranhas estreladas de baixo nível. Aquelas aranhas aterrorizantes com presas afiadas e garras longas estavam tentando subir pelo corpo dele.

E o que mais o irritou foi que Han estava até dando drogas para as duas aranhas estreladas!

As aranhas estreladas consumiam energia para produzir uma legião de aranhas, então, quando sua energia estivesse esgotada, a produção também cessaria.

Han estudou farmacologia e, de acordo com as características da Aranha Estrelada Sete-Olhos, fez uma droga especial para dar a elas e permitir que reabastecessem sua energia rapidamente, o que fez com que elas produzissem aranhas sem parar.

— Que cara idiota, ele pensou que se eu quisesse matá-lo eu teria que fazer isso sozinho contra ele, que estava todo injetado com poder? O que isso tem a ver comigo? Se você quer ficar todo fodão para lutar comigo, vou deixar outras pessoas te matarem, não é mesmo? — Han murmurou para si mesmo.

Raposa Prateada concordava com a cabeça sem parar, parecendo que compreendia seu dono. O esquilo e o homem tinham olhares astutos em seu rosto.

Rio estava revoltado chateado a ponto de quase vomitar sangue!

Aquilo era bullying!

Seu poder era endógeno, o que significava que ele não poderia exteriozá-lo para lidar com uma grande quantidade de inimigos.

Como dizia um velho ditado chinês, era difícil para dois punhos lutarem contra quatro. Não importa o quão forte Rio fosse, ele ainda teria receio se fosse atacado por um grupo. Um número tão grande de aranhas estreladas, mesmo que não o matassem com suas mordias, ainda esgotariam sua fonte de energia.

— Se eu morrer, você vem comigo!

O rosto de Rio estava coberto de pesar. Ele correu o risco de ser mordido pelas aranhas para se aproximar de Han, e lutar com ele até a morte!

— Insetos Lava!

Quando Rio saltou no ar, ele viu Han movendo a mão pelo ar, e centenas de insetos explosivos poderosos apareceram à sua frente. Esses pequenos insetos eram como imãs, que grudaram diretamente no corpo de Rio, detonando imediatamente após o contato!

*Brooomm*

*Brooomm*

Lovran foi instantaneamente frito até ficar meio tonto, mas, com sua defesa mental poderosa, ele saiu vivo daquele ataque.

Porém, seus pés nem haviam tocado o chão quando, de repente, por trás da fumaça negra causada pela explosão, dezenas de videiras verdes apareceram, cada uma tão grossa quanto a cintura de uma pessoa!

Aqueles eram vinhas da Vinhas Sanguinárias Celeste, conhecidas como as mais fortes plantas de combate!

Quando os Insetos Lava explodiram, Han aproveitou a oportunidade e plantou uma Vinha Celeste para a segunda onda de ataques!

Rio estava ficando louco. Aquela sequência de ataques absurdos era esmagadora!

Coisas que escalavam seu corpo, coisas que voavam pelo céu e também coisas que cresciam do chão. Quem teria pensado que Han havia mesmo trazido tantas bugigangas estranhas!

— Eu não tenho mais nada, apenas toneladas de maneiras diferentes de matar pessoas! — Han ergueu o braço novamente e apontou para Rio, que estava à beira do colapso físico e mental, e gritou: — Matem-o!

*Voooosh*

Com Garra do Demônio na liderança, o exército de bestas genéticas de Han voltou a atacar.

Essa intensidade e poder de ataques…

Três anos após começar naquela vida, os ataques de Han já haviam assumido um estilo próprio dele!

Vermillion
Primeiro de seu nome, Nascido do Caos, o Que a Tudo Lê, Spymaster nas horas vagas, Father of Fakes, Professor de Inglês, Um dos Três, Editor do Qidian, Tradutor de TA, Soberania e DNG, Marido Raiz.

2 Comentários

  1. Raposa Prateada concordava com a cabeça sem parar, parecendo que compreendia seu dono. O esquilo e o homem tinham olhares astutos em seu rosto.

    “Quem falou que o cachorro é o melhor amigo do homem nunca conheceu a raposa prateada.”

    Suas duas mãos fizeram um gesto estranho em frente ao peito. Parecia um tipo de selo que liberava algo em seu corpo

    “Fazer um jutsu???”

  2. Sempre esqueço que existe o preceito zero…
    E qual a necessidade de falar como funciona seu poder? Por acaso ele é igual aqueles vilões que contam o plano maligno para o herói? 🙄

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!