DNG – Capítulo 302

Partida

— Vou dar uma olhada no Han. Ele não deu sinal de vida faz uns minutos, — Lance franziu a testa e disse ao grupo.

Depois de um minuto, ele voltou com a boca aberta, sem acreditar, com uma carta em mãos. Não só isso, mas trazia com ele duas bestas de fusão, números oito e treze.

Os olhos de todos se focaram em Lance, que engoliu em seco e com uma voz rouca disse:

— Han foi embora.

— Que tipo de piadinha é essa?

— Não estou brincando, veja você mesmo. Esta é a mensagem que Han deixou para nós.

Jian pegou a carta das mãos de Lance, onde Han havia escrito que tinha que se afastar devido a circunstâncias especiais. Ele havia deixado com eles os números oito e treze, que tinham poderosas capacidades de detecção e poderiam ajudar o grupo a identificar ameaças.

Han também disse que sentia muito por não poder ajudá-los mais e que torcia para que todos conseguissem sair do Vale Místico com segurança.

Jian terminou de ler a carta. Todos ficaram surpresos. Han era, sem dúvida, o líder e a espinha dorsal do grupo, mas agora ele havia ido embora sem explicar o que estava acontecendo? Por quê? O que todos deveriam fazer agora?

Jian jogou a carta no chão e pisou nela com raiva, gritando:

— Han! Seu idiota irresponsável! Como se atreve a deixar uma garota indefesa assim? Não vou acreditar nem a pau que algo tão urgente tenha surgido numa hora dessas, seu mentiroso!

Todo mundo sabia que Jian era só uma garotinha, mas ela não admitiria o fato e ninguém iria se incomodar de querer mostrar que sabia. Porém, acidentalmente, ela acabou deixando aquela informação vazar, deixando a questão de seu gênero ainda mais óbvia.

— Han não é um cara irresponsável! — Muitas pessoas ficaram chateadas com os xingamentos de Jian, mas a primeira pessoa a defender Han foi o calmo Ke Lake. Com uma expressão de poucos amigos, ele bradou: — Han, irresponsável? Se fosse, nosso planeta teria sumido há muito tempo! Foi ele quem, sozinho, salvou a Terra da beira da destruição! Se eu tivesse que dizer alguma coisa, seria que o maior problema de Han não é que ele é irresponsável, mas que assume responsabilidades demais! Ele prefere se sacrificar do que nos magoar!

Jian fez beicinho e disse:

— Então, como você explica essa saída repentina?

Ke Lake disse:

— Porque ele tem algo mais importante para resolver do que nos tirar do Vale Místico.

Achando aquilo ridículo, Jian disse:

— Você deve ser um idiota para acreditar nisso. Tudo estava indo bem. Como é que do nada ele teria algo mais importante para fazer?

Ke Lake bateu o pé na questão.

— Quem se importa como!? De qualquer maneira, eu confio em Han! Se disse que tinha algo importante para fazer, ele tinha! Você não sabe nada sobre ele, pirralha!

O comentário preconceituoso de Ke Lake irritou Jian, que gritou:

— Sim, eu não sei nada, mas você é o sabichão, né! Então agora que Han sumiu, o que fazemos?

— É claro que vamos procurá-lo! Que tipo de irmão eu seria se não fizesse isso? — Ke Lake estreitou os olhos. — Lance, você assume a parte no solo; eu vou pelo céu. Temos que encontrar Han, não importa o que precisemos fazer. Estou preocupado.

Lance concordou decididamente e Wuyun acrescentou:

— Vou dispersar uma legião de aranhas para que possamos fazer uma busca por pistas.

O homem de sangue azul, Bo Ya, disse:

— Eu tenho alguns amigos em outras equipes. Vou avisá-los para que, se acharem Han, nos avisem.

Jian de repente percebeu que estava sozinha naquela situação. Ela não esperava que esses caras confiassem tanto em Han.

— Hmph!

Ignorando Lance e os outros que queriam ir atrás de Han, Jian se virou para sair. Sua educação e teimosia nobre não permitiram que ela admitisse que havia errado no seu julgamento de Han. Weiwei queria impedi-la, mas não conseguiu.

Orgulho e preconceito eram de fato defeitos fatais da humanidade. Mesmo se Jian achasse que tinha passado do ponto com suas palavras cheias de raiva e que os outros julgaram Han corretamente, ela simplesmente não admitiria a derrota.

Apesar da partida de Han e dos efeitos que isso causou no grupo, Jian não estava sozinha. Os quatro guardas que sua família enviara sempre agiram sem chamar a atenção, quase imperceptíveis no meio dos outros, mas eram imensamente leais a Jian.

— Eu falei algo errado, por acaso? — Jian perguntou ao guarda.

— Não, senhorita.

— Maldito Han, eu não estava brava por ele ter partido, mas ele saiu sem explicar nada! Por que ele simplesmente não contou o que diabos está acontecendo? Com minha identidade e status, eu poderia resolver qualquer coisa para ele, mas esse idiota orgulhoso tinha que tentar resolver tudo sozinho, como se fosse o herói e todos nós fossemos retardados… É por isso que eu estava com raiva! — O rostinho de Jian estava torcido de ódio.

Os guardas estavam sem palavras. Então, o problema era Han ser responsável demais?

— Você foi bem determinado em sair, heim, — Luyao sussurrou na mente de Han. — Só que agora seus amigos vão te culpar.

Han franziu a testa um pouco.

— Esqueça isso. Ser culpado é melhor do que causar a morte deles.

Luyao concordou com um aceno de cabeça:

— Estou tentando pensar em um conjunto de habilidades que combine com suas características e talvez possa ajudá-lo.

Han sorriu amargamente.

— Ah, agora você está pensando em mim? Eu acho que é um pouco tarde demais.

Luyao disse:

— Alguma coisa é melhor que nada. Enquanto vivi em sua mente, eu estive pensando sobre seus Seis Caminhos do Zero, e deveria haver mais um caminho que lhe permitisse integrar tudo o que você já aprendeu. Por alguma razão, o seu professor não lhe contou isso.

Han respondeu:

— Você está falando do Sem Origem? Sem chance de ele estar escondendo algo, ele é um homem íntegro. Talvez ele mesmo não soubesse disso; afinal, embora tenha me ensinado os Seis Caminhos, ele mesmo só dominou os quatro primeiros, estando no Caminho dos Demônios.

Luyao disse:

— Isso é possível. Deixe-me pensar… vamos recuar enquanto estudamos o Caminho final dos Seis Caminhos do Zero. Eu acho que o que ele visa alcançar vai além de meramente dominar habilidade, mas o que seria?

— Para ser honesto, sempre me considerei um gênio e aprendi muito ao longo dos anos, mas os Seis Caminhos do Zero podem ser o conjunto de habilidades mais maldito que encontrei. Os Seis Caminhos não se desenvolvem um após o outro naturalmente, mas são contraditórios. Por exemplo, se você domina o Caminho dos Deuses, está quebrando o Caminho dos Homens; se domina o Caminho dos Demônios, o Caminho dos Deus seria prejudicado, mas cada perturbação o leva a um novo nível.

— Se tiver a chance, deve perguntar ao Sem Origem onde os Seis Caminhos do Zero se originaram. Eu sinto que mesmo que ele tenha aparecido nesta galáxia insignificante, sua origem deve ser extraordinária.

Han assentiu.

— Se sobrevivermos, vou perguntar a ele. A propósito, quanto tempo nós temos?

Luyao disse com seriedade:

— Julgando pela sua velocidade e pela deles, em menos de doze horas nós encontraremos o Esquadrão de Execução. Em outras palavras, a menos que a Corporação de Todos os Deuses recupere o controle sobre o Vale Místico nas próximas doze horas, nós já eramos.

Na sede da Corporação de Todos os Deuses, Shui, o misterioso pai de Jian, saiu do Departamento Técnico como um homem louco, com o cabelo desarrumado, os olhos vermelhos e um olhar de caçador, como se estivesse pronto para matar.

— Eu não me importo! Eu não me importo se o Módulo de Partículas está sobrecarregado! Faça o que for preciso para recuperar o controle sobre o Vale Místico! Se não… — Shui gritou com a voz rouca, sem virar a cabeça.

Vendo que o Sr. Shui, era era normalmente calmo e educado, estava absolutely putaço, a equipe do Departamento Técnico abaixou a cabeça.

— O que há com o Sr. Shui? Pra soltar a franga aqui dentro como se quisesse nos enforcar.

— Ai ai… É tudo por causa da filha.

— A filha do Sr. Shui? Jian Shui?

— Ela mesma.

— Mas todo mundo conhece o status dela, quem iria querer machucá-la?

— Ouvi dizer que ela está presa no Vale Místico porque algo deu errado com o Módulo de Partículas, e é aparentemente porque o Conclave Místico lançou uma onda direcional de pulso eletromagnético que não apenas destruiu a fronteira, mas também prejudicou os dispositivos de comunicação.

— O Conclave Místico? Então o Sr. Shui deveria ir ao Departamento de Defesa buscar ajuda! Não é como se o Departamento Técnico fosse lidar com assuntos estrangeiros…

— Você acha que ele já não foi? É de onde o Sr. Shui veio. Eu ouvi que até mesmo o General Kabri ficou com a orelha ardendo. Eu só espero que a Sra. Jian esteja bem, ou então não vai ser só o Sr. Shui dando piti… O inferno ia cair sobre a terra se o velho monstro da família Shui ficasse sabendo disso.

— Sim, afinal, é a família Shui.

Vermillion
Primeiro de seu nome, Nascido do Caos, o Que a Tudo Lê, Spymaster nas horas vagas, Father of Fakes, Professor de Inglês, Um dos Três, Editor do Qidian, Tradutor de TA, Soberania e DNG, Marido Raiz.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!