DNG – Capítulo 326

Espelho da Alma

Ninguém entendeu o que Han estava fazendo. Ele ignorou o inimigo para atacar o chão? O que o chão fez para irritá-lo?

— Caminho dos Deuses!

Nos Seis Caminhos do Zero, o ataque do Caminho dos Deuses era o mais poderoso, então Han o usou e dirigiu o trovão para atacar abaixo, causando devastação e caos.

— Arrghh!

Harvey, completamente transformado, soltou um grito doloroso. Evidentemente, ele se importava muito que Han estivesse atacando o chão!

Meu palpite estava correto! — Han riu por dentro.

*Brooomm*

O Caminho dos Deuses criou um relâmpago no chão congelado. Somente o exterior da pirâmide era um diamante sólido, enquanto que o interior era composto por um tipo de pedra negra estranho. Não era duro, e as pedras ainda haviam sido congeladas por Jian.

Congelar algo reduz a maleabilidade de um objeto, fazendo com que ele se quebre facilmente. Esta era a razão pela qual o metal congelado poderia ser simplesmente quebrado com um martelo.

Isso para não mencionar que o chão do salão não era feito de metal, apenas de um tipo de pedra negra relativamente incomum.

Uma força incrível desceu dos céus e causou uma rachadura no chão negro. A rachadura ia fundo, criando um precipício, que revelou que na verdade havia outro cômodo escondido!

Han conseguiu!

Mesmo que não soubesse o que haveria dentro daquele cômodo, esta era sua filosofia de batalha: sob nenhuma circunstância se deveria deixar seus inimigos se sentirem confortáveis!

Se Harvey queria desesperadamente proteger os segredos que escondia abaixo da pirâmide, então Han direcionaria todo o seu foco para destruí-los!

*Shua*

Sem fazer mais nada, Han imediatamente pulou para dentro do cômodo escondido no subsolo.

— Arrrrgh!

A besta espiritual Harvey soltou outro rugido alto e seguiu Han de perto, parecendo perturbado.

Han caiu de pé, com Harvey seguindo-o de perto com um estrondo ao cair lá dentro. Infelizmente para ele, Han já havia se afastado com seus movimentos místicos superiores.

Porém, a reação rápida de Harvey ainda deixou três arranhões na armadura de couro de baixa qualidade de Han, e também feriu levemente as costas dele.

Han rapidamente se levantou e ficou em frente a Harvey, olhando um para o outro.

O Harvey transformado havia inchado cerca de quatro a cinco vezes seu tamanho regular, como um urso pardo, com uma cabeça grande e sem qualquer músculo do corpo. O corpo esquelético de Harvey era mais largo que o do Demônio Atroz, no entanto ainda era muito imponente.

A cabeça era ovalada, a boca era grande e os dois olhos eram escuros como a noite!

Uma besta espiritual de olhos pretos! A mais prestigiosa e poderosa existência entre as bestas espirituais vistas naquela colmeia!

Quanto ao cômodo oculto, havia um sarcófago em um canto, com um arco preto em cima. Era apenas um arco, sem nenhuma flecha, e também havia um espelho prateado muito estranho na parede à frente.

Coincidentemente, as costas de Han estavam posicionadas contra o sarcófago, enquanto que Harvey continuava soltando ondas de gritos em direção a Han, mas não investiu contra ele, nem usou sua habilidade de eliminar almas.

Han sorriu e disse:

— Parece que você tem uma fraqueza, afinal! Você tem medo de danificar o sarcófago atrás de mim se me atacar?

— Arrrghh!

Harvey continuou a rugir de raiva, mas ainda assim não atacou.

— Só pode ser isso! — Han falou em voz alta: — Talvez você não saiba, mas meu objetivo é impedir que meus inimigos fiquem confortáveis em qualquer circunstância. O que quer que você esteja protegendo, eu vou destruir!

A besta espiritual Harvey ficou ansiosa e preparou seu ataque. No entanto, Han agiu antes dele. Ele se virou e disparou em direção ao sarcófago, pegou o arco preto com a mão esquerda e bateu com força com o braço direito que usava suas luvas negras!

*Boom*

Harvey reagiu rapidamente, e avançou na direção de Han. Para surpresa de Han, não era com o sarcófago que Harvey estava preocupado, mas sim com o espelho prateado pendurado na parede!

*Voosh*

O corpo escuro de Harvey voou por cima de Han. Quando atingiu a parede, ele pegou o espelho com cuidado e cobriu-o completamente com seus braços, e então pegou impulso e saltou de volta para a saída.

Han já havia focado todo o seu poder no ataque ao sarcófago.

— Vai se lascar!

A técnica de movimento de Han ainda era imprevisível. Ele já estava focado lançando seu golpe para baixo, mas ainda conseguiu reunir forças para se impulsionar e voar para o alto de cabeça para baixo, chutando com ambos os pés as costas do monstro! Esse chute aterrissou solidamente no abdômen de Harvey e o lançou pelos ares.

Harvey pousou cambaleante longe de Han, mas ainda segurava o espelho prateado com cuidado. Harvey demonstrou uma expressão de dor, não de ferimentos, mas de estar com o coração partido.

Han começou a entender que Harvey queria proteger tanto o espelho quanto o sarcófago, mas esse último era mais importante. Então, sob aquelas circunstâncias, Harvey escolheu proteger o espelho, mas isso não significava que ele não se importasse com o sarcófago. Por isso ele tinha uma expressão tão complexa.

Han sacudiu a mão direita, que formigou depois do golpe. Ele usou toda a sua energia das trevas, mas o sarcófago era surpreendentemente resistente. O poder das trevas de Han pareceu uma pedra jogada no oceano, que desapareceu completamente sem deixar vestígios.

Um arco preto estava em sua mão, mas não havia flechas.

Ele usou toda a sua força para estraçalhar o sarcófago, mas não adiantou nada.

Han franziu o cenho levemente e balançou a cabeça ligeiramente. As coisas não estavam indo tão bem.

De repente, a expressão de Han congelou no momento porque ele viu uma cena muito estranha. Um homem apareceu no espelho prateado que Harvey estava segurando, um homem de meia idade com pele bronzeada, que parecia estar selado dentro do espelho.

— Surpreso em me ver? — O homem no espelho perguntou.

— Um pouco, — Han respondeu friamente.

— Você sabe quem eu sou? — O homem no espelho perguntou.

— Se eu fosse chutar, diria que você é o Harvey, — Han respondeu sem rodeios.

O homem no espelho assentiu.

— Correto, eu sou Harvey. O que você vê agora é a minha alma, já que meu corpo se integrou com a besta espiritual.

Han ficou atordoado e murmurou para si mesmo:

— Eu nunca acreditei de verdade na existência das almas e sempre ache que elas não eram nada mais do que um espírito forte e inflexível. Agora parece que eu subestimei essa questão.

Harvey no espelho disse:

— Nem eu, até que minha alma foi selada dentro desse espelho.

Han respondeu:

— Então é isso que você queria proteger, sua própria alma. Você não apenas tem medo de que alguém destrua o espelho, sua verdadeira alma, mas tem na verdade medo que os outros descubram que o Deus Rei Harvey é na verdade um monstro sem alma.

Harvey riu:

— Agora que você sabe disso, mas e daí? É tarde demais para você destruir o espelho da minha alma, mas eu posso usar a habilidade de eliminar almas para mandar você para o inferno a qualquer momento!

Han hesitou um pouco, apontou para o sarcófago atrás dele e disse:

— Então você não quer proteger esse sarcófago? Usaria a eliminação de almas contra mim? Você não tem medo de danificar o que está dentro do sarcófago?

— Há há há há há!!! — Harvey riu ainda mais. — Tolo! Estava preocupado que, se você destruísse o sarcófago, a criatura que reside lá dentro seria libertada! Mas que pena, eu superestimei você. Você não tem o poder necessário para destruir este sarcófago! Você usou toda a sua força, mas o sarcófago não está sequer arranhado! Parece que seu poder vai só até esse nível.

De repente, porém, o sorriso de Harvey congelou, porque ele viu que Han também sorria, com os cantos da boca curvados para cima.

— Só até esse nível? Tem certeza?

Enquanto Han falava, ele levantou a mão sem esforço e a colocou gentilmente em cima do sarcófago.

*Crack*

A mão direita de Han foi a gota d’água que faltava para trincar a tampa do sarcófago, que se partiu ao meio! A força das trevas de Han sempre foi abusrda. Mesmo que o soco anterior não tenha destruído o sarcófago, deixou sua estrutura extremamente fragilizada. Agora, com um simples empurrão, a tampa do sarcófago rachou!

— Onde está seu Deus agora? — Han gentilmente perguntou ao atordoado Harvey.

Vermillion
Primeiro de seu nome, Nascido do Caos, o Que a Tudo Lê, Spymaster nas horas vagas, Father of Fakes, Professor de Inglês, Um dos Três, Editor do Qidian, Tradutor de TA, Soberania e DNG, Marido Raiz.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!