DS – Capítulo 302

Quando eu fiz minha aposta, eu pensei que vinte mil ouros seria muita grana. 

Eu estava errado. 

Tá, sim, vinte mil ouros é um baita poder de compra, mas eu pensei que seria fisicamente mais impressionante. Eu pensei que sairia da cidade com um vagão cheio de moedas ou pelo menos um baú transbordando ou algo do tipo. Em vez, meus ganhos cabem direitinho dentro de duas caixas de madeira, cada uma mais ou menos do tamanho de uma pasta para guardar documentos e algo facilmente carregavel com uma mão. Eu imagino que eu poderia ter feito os cálculos e me poupado do desapontamento. Vinte mil ouros são apenas duzentos cartões de ouro, considerando que cada um tenha uns 250 gramas eu só ganhei 50kg de ouro no total. É minha culpa por ter expectativas irrealistas, mas eu não consigo não me sentir roubado enquanto encaro meus ganhos visualmente desapontadores sentados na mesa do restaurante. 

Se não fosse pelas medidas meticulosas do Juiz e garantias críveis, eu pesaria e contaria cada cartão de ouro eu mesmo para me certificar de que não estava sendo roubado. Eu ficaria mais feliz se eles tivessem me pagado em moedas, não só seria algo mais satisfatório de olhar, é quase impossível usar cartões de ouro a menos que eu esteja comprando algo para minha comitiva inteira ou algo do tipo. Como um vendedor de esquina de rua vendendo espetinhos de carne a dois cobres por espetinho vai ter troco para cem ouros? Ele precisaria me dar 98 cobres, 9 pratas e 99 ouros de troco ou o equivalente a venda de 49.999 espetinhos. 

Puta merda… agora eu quero espetinhos… eu estou com tanta fome que eu poderia comer uma vaca inteira. 

Devido a vários oponentes desistindo perto do final, eu terminei meus vinte duelos mais rápido do que esperava, então nossa refeição não está aqui esperando meu retorno triunfal como eu esperava. Aprendendo com meus erros, eu trouxe vinte guardas em vez de quatro e ordenei que eles ocupassem as mesas ao meu redor. Eu traria todos para dentro se pudesse, mas alguém tem que tomar conta dos quins e manter a multidão longe de Pingping. Guan Suo fez um comentário sarcástico sobre a minha comitiva, então eu deixei mais guardas do que o necessário. Eu teria deixado o panda vermelho mais hostil do mundo trazer mais pessoas do Protetorado para guardar Pingping, mas eles se recusam a se vestir melhor e eu estava preocupado que alguém fosse pensar merda se eu deixasse a Tartaruga Divina andar por aí com guardas mal vestidos. A última coisa que eu preciso é do Embaixador me dando esporro por não vestir os guardas da Tartaruga Divina de forma apropriada. 

— Você parece tão estressado irmãozinho. — Charok me provoca, esticando o braço para me dar um peteleco na testa. — Incerto de como gastar seu dinheiro duramente ganho com sua esposinha ao seu lado?

Apertando sua pegada no meu ombro, Lin faz beicinho e infla suas bochechas como se estivesse preocupada que eu iria partir para dar um tour nos bordéis de Nan Ping. — Você não devia gastar tudo, né? Você é rico agora, mas está tudo ligado as suas escolas e trabalhos de arte. Você vai precisar de moeda para comprar comida para todos e muito mais. 

— Não se preocupe esposinha, seu maridinho é um homem mudado que sabe como se comportar. — Afagando sua cabeça, eu sorrio e balanço minha cabeça, guardando minha decepção para mim mesmo. Por causa da pilhinha de dinheiro, não pela falta de prostitutas na minha vida. Eu já aceitei essa parte. Removendo dez cartões de ouro, eu passo eles para Li Song e pergunto, — Cinco por cento é um preço justo por usar seu anel e armadura como garantia? Desculpa por não ter perguntado primeiro, mas eu agi no calor do momento e você é a única aqui que possui algo de valor. 

No meio da contagem de seus ganhos, os olhos verdes da garota gato mostraram surpresa e ganância. É tão fácil ler o processo de pensamento dela que é engraçado. Primeiro alegria, então suspeita, seguida por conflito e luta interna, ela se senta em silêncio e pensa cuidadosamente. Por que eu estou oferecendo tanto dinheiro? Eu tenho motivos ocultos? Eu estou subestimando ela? E por aí vai. Machuca um pouco que ela ainda me trata como um estranho hostil, se encolhendo toda vez que eu chego perto demais ou vigiando de perto minhas ações pelo canto do olho, mas pelo menos ela não me trata pior do que qualquer outro homem fora o papai Husolt dela. Até Charok, o cara mais gentil e doce que eu conheço teve de trocar de lugar com Alsantset depois de notar o quão desconfortável Li Song estava com ele sentado na frente dela. Ela progrediu muito desde que se juntou a nossa família, mas ainda falta muito até ela se recuperar totalmente. 

Assumindo que ela progrida até esse ponto. Alguns traumas só não podem ser curados…

De qualquer jeito, cinco por cento é mais do que justo e ao passo que dinheiro não pode comprar felicidade, pobreza não compra porra nenhuma. Aceitando meus termos com um aceno silencioso, ela volta a contar seus ganhos e amarrando moedas em laços de fio. Os verdadeiros vencedores de hoje foram as casas de aposta já que quase todo mundo apostou que eu ia perder, mas Alsantset e Li Song não estão muito atrás como as segundas já que ambas apostaram que eu venceria as vinte partidas, embora com uma mísera chance de 50 para 1. Se Bulat estivesse lá na hora, ele teria convencido eles a darem chances mais altas, então pegaria dinheiro emprestado para apostar na minha vitória, mas minha irmã e tia marcial não são as apostadoras mais experientes e aceitaram as chances ruins sem questionar. O que me irrita mais é que Li Song pediu para ser paga em moedas e os agenciadores ficaram felizes em entregar a ela um saco gordo de moedas. 

Eu odeio o som das moedas chacoalhando quando entram no restaurante. A despeito de valer duas vezes mais, os dez cartões de ouro ao lado parecem insignificantes em comparação. 

Tanto faz, eu deveria parar de reclamar. Eu fiz umas pilhas… bom, uma pilha de grana e minhas roupas nem rasgaram. Houve algumas vezes que foi quase, mas meus oponentes não eram particularmente habilidosos ou talentosos, mas ainda melhores dos que os de ontem. Um punhado deles poderia ter dado uma luta boa para Baledagh, mas eu estou confiante que meu irmãozinho seria o último homem de pé no final, especialmente com minha ajuda para curar seus cortes e feridas Dastan, Fung e BoShui também provavelmente, mas vinte partidas é demais para pedir a eles. Li Song e Zian com certeza, nem há necessidade de citar Mila. 

Quanto ao Huu… talvez? Eu quero ir testar as habilidades dele, mas eu estou assustado demais para falar com ele. Eu vou ficar no palco e duelar com quem a Central enviar para mim, mas eu não consigo criar a coragem de perguntar ao meu amigo se ele me odeia agora. Quase se tornar Corrompido não é algo fácil de se aceitar. É como descobrir que alguém quase se tornou um pedófilo. Essa pessoa não cometeu nenhum crime, mas eles pensaram sobre isso, ficaram tentados por isso e quase o fizeram, o que é discutivelmente tão ruim quanto. Você nunca mais vai conseguir olhar para a pessoa do mesmo jeito e você definitivamente nunca deixaria suas crianças sozinhas com ela por perto. Eu não me arrependo de ser honesto sobre meus status de quase-Corrompido, mas se alguém além dos Bekhai descobrisse a verdade algum dia sobre mim ou Gerel ou Dastan, então todos nós sofreríamos. Eu não posso culpar Huu se ele não quiser mais ser meu amigo, mas eu queria que as coisas pudessem ser diferentes. 

E de novo, ele não foi odioso ou malvado, só distante, então ainda há esperança. Até Huu deixar sua posição clara, eu estou feliz em chafurdar na ignorância.

Assim que nossa refeição  chega, eu abandono minha tristeza em favor da comida maravilhosa, me maravilhando cada prato da cozinha tentadora da Central. Diga o que quiser sobre a arrogância geral, intolerância e chauvinismo deles, mas puta merda esses malditos sabem cozinhar. Por via de regra, eu não curto muito comida do mar, mas é porque eu só provei ela cozida no vapor ou fervida. Eca. Cozinhada em uma camada de aletria de alho, frita com um óleo de pimentão delicioso, ou amassada, assada e afogada em um molho saboroso, a Central abriu meus olhos para as maravilhas do mar. Mesmo se eu tivesse que lutar mais vinte duelos, eu vou voltar aqui para jantar quero tentar comer tudo que está no menu. 

A lula frita apimentada é facilmente minha favorita e ao passo que esses tentáculos em particular não se comparam em tamanho ou majestade com o almoço de Pingping, os apêndices maravilhosos, de dar água na boca são quase o bastante para me fazer reconsiderar meu medo do profundo desconhecido. Quero dizer, se as lulas gigantes estão correndo de Pingping, quão durões eles poderiam ser? Ela é uma garota grandinha, mas considerando o tamanho do tentáculo que ela comeu, eu imaginaria que a lula gigante tinha no mínimo o dobro do tamanho dela, senão mais. Quem sabe, talvez até lulas gigantes não são tão assustadores quanto elas parecem e seria criminoso fazer a coitada da Pingping passar fome desse jeito. Um tentáculo com certeza não pode ser o bastante para manter ela cheia por muito tempo, então ela provavelmente vai sair de novo a tarde. Eu poderia ir junto e manter um olho nela através da águas límpidas de uma distância… 

Eu meio que entendo o motivo dos Corrompidos serem tão destemidos agora. Se eu passasse fome e achasse que meus inimigos fossem deliciosos, eu seria corajoso também. 

Por mais deliciosa que a refeição seja, a melhor parte é assistir Tate e Tali comerem com alegria. Uma hora atrás, eles estavam aterrorizados, mas agora eles estão tão alegres, comendo todas as pernas de caranguejo e pato frito que suas barriguinhas conseguem aguentar. Lin e Li Song são quase tão adoráveis, mas minha esposinha não gosta quando eu assisto ela comer e seria estranho encarar Li Song, então meus sobrinhos são tudo que eu tenho. Dastan e suas pessoas estão revezando para comer e educadamente manter as pessoas longe, mas poucas pessoas tentam se aproximar. Eu acho que eles conhecem a qualidade de seus jovens guerreiros e não acham minhas vinte vitórias mais impressionantes do que eu. 

Eu peguei leve com eles também. Não querendo me achar ou algo do tipo, mas eu poderia ter feito eles sofrerem se eu quisesse. Alguns ossos quebrados é um preço pequeno a se pagar por insultar minha família, então se os jovens guerreiros da Central continuarem a incomodar os meus e a mim, então eu vou começar a desmembrar, estripar e dissecar os malditos pintados até eles entenderem. Tudo vale contanto que ninguém morra, certo? Sem problema, meu professor é um Médico Celestial que consegue curar qualquer coisa fora morte. 

Depois da gente se empanturrar de comida, minha família e eu levamos Pingping para um passeio turístico e compras no bazar mais próximo. Ao passo que não sou bom na coisa, eu amo ver pessoas barganhar e pechinchar. Ninguém paga perguntando o preço de um item, a menos que eles sejam socialmente ineptos como eu ou tentando impressionar alguém com a riqueza deles, mas todos possuem suas estratégias para barganhar. Alsantset faz o mercador reunir tudo que ela possa querer comprar, então oferece um preço, se o mercador aceita, ótimo, se não, então ela vai embora, deixando uma bela bagunça para o mercador limpar. Com uma boa frequência o mercador ou mercadora mudam de ideia e aceitam a oferta da minha irmã, não só por causa do aborrecimento de ter que guardar tudo, mas também porque ela tende a oferecer um preço justo, só que não um incrivelmente lucrativo. 

Li Song possui uma empreitada única e silenciosa de pechinchar. Ela vai pegar um único item e segurar ela até um preço ser oferecido. Se ela não gostar, ela vai balançar sua cabeça e esperar uma segunda oferta. Então, ela repete o passo um e dois até o preço agradar ela ou o mercador se recusar a abaixar mais, um processo longo e demorado, mas quase tão efetivo quanto o de Alsantset, e tudo isso sem fazer contato visual ou dizer uma única palavra. 

Então, há minha esposinha doce, cujo charme feminino e beicinhos de derreter o coração faz ela ganhar o melhor preço dos vendedores ambulantes e mercadores quase sem esforço. É engraçado ver um cliente discutir e brigar com um mercador até eles quase caírem na porrada antes de decidir o preço, então ver o mesmo mercador sorrir e oferecer um preço mais baixo para Lin pelo mesmo item. Seja pelos seus olhos castanhos grandes, suas bochechas cheias, rosadas ou seu sorriso cheio de dentes adorável, há algo na minha esposinha doce que torna quase impossível recusá-la e ela é rápida em se aproveitar. 

Ou talvez seja porque Pingping encara qualquer um que grita com Lin. Seriamente, minha esposinha é charmosa demais, ela enfeitiçou uma tartaruga gigante para ser sua protetora leal. 

A despeito da presença da Guardiã Divina, nosso grupinho vê uma boa quantidade de zombaria e desprezo dos mercadores com produtos bons demais para vender ou bandos de aristocratas e socialites expressando alto desdém não específico na nossa direção geral. Felizmente para eles, nós somos os membros da nossa família mais contidos e não violentos, contentes em ignorar seus insultos ou deixar eles em paz com uma encarada ameaçadora. Seria uma história bem diferente se Sarnai, Akanai, Baatar ou Mila estivessem aqui. Aqueles mercadores e aristocratas seriam deixados com as calças cagadas e narizes escorrendo enquanto recuavam da onda de fúria Bekhai escaldante. 

Felizmente, nossos detratores sinceros estão em menor número se comparados aos membros amigáveis ou silenciosos de Nan Ping, nos permitindo aproveitar nossas compras em relativa paz. Pessoalmente, eu estou mais preocupado com o comportamento atroz dos meus pássaros risonhos, especialmente Roc. O maldito emplumado, gordo evoluiu de mendigo varredor para ladrão furtivo, roubando comida direto da mão de vítimas ignorantes. Os outros pássaros risonhos logo aprendem a imitar as ações do líder destemido deles com sucesso enorme e eu sussurro uma prece de perdão por liberar essa praga de ratos voadores sobre Nan Ping. 

Depois de testemunhar um nobre de rosto pintado, raivoso gritando para seus guardas matarem o “verme alado”, eu limpo minha garganta, esperando salvar meus pobres passarinhos do massacre. — Com licença! Desculpe, mas por favor não mate esses pássaros risonhos. Por mais éee… brincalhões que eles sejam, eles éee… cumprem um papel vital no bem estar da Guardiã Divina. — Ignorando o olhar cheio de ódio do nobre raivoso, eu minto e rezo para ninguém me questionar nisso. — Eles são éee… treinados para varrer o casco dela e comer todas as pestes e parasitas incomodando ela. Você sabe… moluscos e… sanguessugas e tudo mais. Então éee… isso mesmo. Por favor não mate os pássaros. Não importa o quão irritantes eles sejam. 

Apontando para seu cocar elaborado, mas arruinado, o nobre zangado grita, — Essas criaturas atacaram o distinto eu e roubaram uma das minhas gemas preciosas. 

Eu não posso me desculpar ou vou estar admitindo minha culpa. Meio que é, mas isso não importa. Uma gema preciosa eu consigo lidar, mas quem sabe quanto dano esses malditos pássaros causaram no pouco tempo que estão aqui? — Éee… posso sugerir o uso de um guarda-chuva para mantê-los longe? Honestamente, todo mundo deveria usar um provavelmente enquanto eles estão perto, eles rouba… éee… comeram… muita carne apimentada, gordurosa. Eu acho que não isso vai causar uma reação boa nas barrigas deles, o que significa… bom… é.

Tendo dito minha peça, eu ignoro me sentindo estranho o nobre ainda me encarando ao fingir estar interessado nas mercadorias. Pelo menos, o nobre parou seus guardas de matar meus pássaros, mas ele não vai embora. Enquanto isso, eu estou preso aqui porque Li Song ainda está barganhando silenciosamente com um vendedor ambulante confuso que ainda não percebeu com quem ele está lidando. Exacerbando a situação, Yipi desce e pousa no meu ombro, balançando uma corrente de prata quebrada pega em seu bico como se perguntasse, “o que eu consigo por isso?”

Em meio a risada engasgada das pessoas ao meu redor, incluindo os guardas do nobre zangado, minhas bochechas esquentam com vergonha enquanto eu troco com Yipi pela corrente dela. Devolvendo o adereço quebrado, eu aguento o olhar assassino do nobre zangado e digo, — Éee… a gema ainda está aqui então não deve ser difícil de consertar. Desculpa. 

Ah minha caralha. Suspirando, eu pego minha bolsa de ouro e rezo para que eu tenha algumas moedas de ouro, xingando meus reflexos apologéticos e o costume mais retardado de todos. Por que se desculpar significa que eu tenho que me responsabilizar? Eu não posso só sentir muito pelo azar dele?

Para evitar mais trocas embaraçosas, eu apresso todo mundo para fora da cidade o mais cedo possível e volto para nosso acampamento, chegando com horas antes de escurecer. Esqueça voltar para o jantar, eu vou só ficar por aqui e nunca mais voltar a menos que eu precise. Pássaros idiotas. Esperando do lado de fora da minha yurt, Taduk e Líder da Guarda estão sentados perto um do outro em um silêncio tenso e trocando olhares. Pulando até o colo da Líder da Guarda, Mamãe Coelhin se apoia nas patas traseiras e inspeciona seus bebês com a ajuda de Li Song enquanto eu tomo o assento perto de Taduk e Lin conta para ele tudo sobre a nossa tarde cheia de diversão, incluindo longas descrições de tudo que comemos. 

Quando a história de minha esposinha termina, eu pergunto, — Como foi a aventura subaquática de vocês? 

— Não muito bem meu garoto, não muito bem. — Fazendo beicinho na direção de Mamãe Coelhin, Taduk balança sua cabeça e suspira. — Nós trouxemos a idiotinha dentuça em um barco a remo, mas ela queria que nós fossemos mais longe do que eu me sentia confortável. Até os maiores peritos ficam em dificuldade quando lutam debaixo da água e minha associada meio-sagaz se mostrou incapaz de se adaptar a circunstâncias em mudança. 

— Diz o homem que se sente mais confortável vivendo em uma toca. — Com um gole penetrante de seu chá, Líder da Guarda adiciona, — Você sempre foi cauteloso demais e com medo de mudanças. 

Hmm, talvez seja esse o motivo de haver tanta tensão sexual entre eles, porque meu professor não é aventureiro o bastante. E de novo, Líder da Guarda parece do tipo que gosta de pegging, e nesse caso eu não posso culpar Taduk por recusar. Eu não deveria fazer piadas antes de escutar a história toda, mas eu quero que ele tenha alguém para compartilhar a vida. Eu amo ele como um pai e não quero que ele fique solitário depois que Lin se casar comigo. Eu adoraria convidar ele para morar conosco, mas considerando que ele me disse uma vez que consegue ouvir um mosquito peidar a vinte passos, é melhor para todos os envolvidos se nós morarmos em casas separadas.

Se ele não estava exagerando, então vilas separadas pode ser ainda melhor. Nota mental: pedir para Diyako pesquisar paredes a prova de som. Ou aprender como fazer isso eu mesmo. 

Ignorando a rebarba da Líder da Guarda, Taduk esvazia seu copo de chá e fica de pé, gesticulando para que eu o siga. — De qualquer jeito, agora que você está aqui, nós podemos voltar a nossa busca. Venha, venha. Traga a coelha.

— Eu não estou certo se entendo. — Eu digo, levantando Mamãe Coelhin nos meus braços, que descansa alegremente seu queixo no meu ombro como uma bebezona peludinha. Ela é tão doce e amável agora, eu mal posso esperar para os coelhins crescerem. — Por que precisam de mim?

— Porque Rain meu garoto. — Taduk diz com um sorriso, apontando para Pingping seguindo atrás de nós. — Você vem junto com uma guardiã aquática formidável. 

Ah não… não não não não. — Seja razoável professor, nós nem sabemos se há uma Planta Espiritual mesmo lá fora. — Me provando errado mais uma vez, Mamãe Coelhin se contorce no meu abraço e encara atentamente o mar, seu narizinho contraindo violentamente em antecipação. Rata orelhuda burra, eu devia ter deixado você se afogar. — Quem sabe quão longe ela pode estar? Vale a pena arriscar nossas vidas por causa de uma Planta Espiritual?

— Não precisa tentar e me dissuadir, minha mente está firmada. — Parecendo um homem em uma missão, Taduk marcha para o sul em direção a praia, com um novo ânimo nos passos em um brilho em seus olhos. — Se nós não clamarmos a Planta Espiritual, então aquela vagabunda velada vai, uma injustiça que eu não posso aceitar. Além disso, — Ele adiciona, me dando um sorriso bobo, — Eu nunca estudei uma Planta Espiritual que cresceu debaixo do mar. Quem sabe quais mistérios nós podemos descobrir? Não se preocupe meu garoto, vai ser perfeitamente seguro. Provavelmente. Nós trouxemos corda e tudo mais. 

Por experiência amarga, eu sei que não faz sentido discutir. Seria mais fácil me livrar de Pingping do que mudar a mente de Taduk quando ele se decidiu em algo. E ainda mais, depois do almoço de hoje, eu estaria mentindo se eu dissesse que não estava interessado em dar uma mergulhada. Enquanto eu gostaria que não ocorressem problemas na nossa aventura submarina, eu também gostaria de saber se lula gigante tem um gosto melhor do que uma lula normal. 

Eles dizem que homens morrem por riqueza e pássaros cagam por comida, mas parece que eu estou disposto a morrer por um ou o outro. Isso me torna melhor ou pior?


Para referência, no Império uma moeda de ouro pesa 2,5 gramas, barra de ouro 25 gramas e cartões de ouro 250 gramas. Se o autor não faltou as aulas de matemática na escola, isso deve tá certo, senão, só sentar e chorar mesmo. 

Outra coisa, atualmente ouro custa mais de 200k de reais por quilograma, o que significa que nosso caro Rain é rico pra carai agora nos padrões dos dois mundos. Isso não tem nada a ver com o poder de compra no mundo de DS, só algo que o autor achou interessante.

Agora, aqui estão algumas imagens de ouro para ajudar na visualização. 

Esse cartão pesa 50 gramas e é quase tão grosso quanto um cartão de crédito. Junte a grossura de cinco e você tem a grossura dos cartões de ouro em DS. 

E aqui temos 1kg de ouro, o que significa que uns 25 desses aqui provavelmente cabem em uma pasta. 

Worst
Worst, filho da Música, casado com os Livros, tradutor de DS, CdMD e ASdCZ, ?% Engenheiro, 1 dos 3

1 Comentário

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!