GOM – Capítulo 80

Quem ousa me cutucar com uma agulha?

“Boom! Boom!”

A energia era como uma névoa negra que se levantou do chão e envolveu instantaneamente toda a formação mágica. Uma atmosfera desolada e aterrorizante permeava os arredores do beco.

Com semblantes tensos, os cinco Reis Bélicos formaram um círculo em torno de Xushi, que estava carregando a Sopa Âmbar Celestial. A missão deles era proteger a Cuisine Elixir, então eles deveriam focar toda a atenção em proteger Xushi, que estava carregando a sopa.

A energia negra, que estava sob a orientação dos dois círculos da formação mágica, gradualmente formou um simulacro humanoide acima de suas cabeças. Esse simulacro humanoide emanava uma aura aterrorizante.

Formação Dilaceradora de Alma! Essa é a formação mágica secreta da Seita da Alma… Por que apareceria neste lugar?! — Os olhos de Xushi estavam repletos de incredulidade.

De repente, ele pareceu ter pensado em algo. Suas pupilas se contraíram enquanto ele olhava à distância. Lá, ele viu várias pessoas em vestes negras aparecendo.

— Vocês são da Seita da Alma?! Vocês estão aqui para destruir esta Cuisine Elixir? — Xushi bradou com uma voz severa.

— Vamos, não percam seu tempo. Lembrem-se, não podem haver sobreviventes… Nossa identidade não deve ser exposta, — uma voz tão rouca quanto pedregulhos se atritando soou.

As pessoas em vestes negras não falaram nada, só se moveram rapidamente para cada canto da formação mágica, cercando completamente Xushi e os outros.

Hun Qianyun, cujos olhos pareciam ter duas chamas fantasmagóricas pulsando dentro, lentamente caminhou para fora das sombras com suas costas meio corcundas.

Naquele momento, Xushi havia completamente entrado em desespero. Apesar de ter sido bem cuidadoso no início, ele ainda assim havia caído na armadilha do Monarca Yu.

Xushi havia assumido que, não importava o quão insano fosse o Monarca Yu, ele no máximo enviaria alguns assassinos poderosos para destruir a Cuisine Elixir. Contudo, ele nunca havia esperado que o Monarca Yu fosse conspirar com as Seitas.

As Seitas só foram capazes de bater cabeça contra a corte imperial por vários anos devido aos seus métodos misteriosos e segredos. Graças a isso, eles conseguiram aos trancos e barrancos sobreviver aos contínuos ataques do imperador Changfeng, ano após ano.

Todo cultivador pertencente ao império sabia muito bem que as seitas eram poderosas e que não poderiam ser subestimadas.

A formação mágica era um método que as seitas tinham especialidade no uso.

— O Monarca Yu ousou conspirar com os experts das seitas… Ele não tem medo que Sua Majestade descubra isso?! — Xushi rangeu os dentes e esbravejou.

Hun Qianyun exclamou levemente em surpresa enquanto mudava seu foco para Xushi. Ele começou a rir e disse:

— Como que o imperador iria descobrir? Quando eliminarmos vocês… Ninguém saberá de nada.

Xushi queria continuar falando, mas os experts das seitas não brincaram em serviço. Eles imediatamente invocaram suas respectivas energias puras, e o simulacro negro acima de suas cabeças de repente lançou um ataque na direção de Xushi e os outros.

Uma palma gigantesca formada completamente de energia negra ferozmente ia na direção de Xushi. Sua flutuação de energia era extremamente violenta.

— Bloqueiem! — Xushi bradou furiosamente com olhos injetados de sangue.

Um Rei Bélico bradou bem alto e a energia pura que envolvia seu corpo ficou mais forte e espessa. Ele pulou em direção à palma, que vinha de cima, e lançou um ataque com toda a sua força.

Contudo, esse tremendo ataque de um Rei Bélico foi como uma mariposa tentando sacudir uma árvore. Esse ataque não causou nem mesmo um mínimo de dano à palma.

 “Bam!”

Com um estrondo, o Rei Bélico foi impiedosamente esmagado contra o chão. O impacto produziu um intenso tremor e rachaduras apareceram ao redor da área esmagada…

A energia pura dentro do corpo do Rei Bélico se dissipou completamente. Ele foi esmagado e lançado à morte por essa palma!

Xushi de repente sentiu um calafrio no coração. Como esperado, o poder dessa formação mágica era extremamente avassalador.

Hun Qianyun sorriu levemente enquanto apontava para Xushi com seu dedo ossudo e dizia:

— Eles… devem morrer. Todos.

O príncipe herdeiro estava sentado com as pernas entrecruzadas dentro do palácio. Seus olhos estavam fechados enquanto ele tentava se acalmar e cultivar quietamente. Contudo, após cultivar por um momento, ele ainda não pôde deixar de abrir os olhos e expirar pesadamente, preocupado.

Fuuu… Me pergunto como Xushi está. Minhas pálpebras espasmaram por um momento[1] e essa sensação ruim que sinto não cessa. — O príncipe herdeiro franziu as sobrancelhas, se levantou e olhou para fora da janela.

Ele originalmente havia pensado que pedir ao proprietário Bu para preparar a Sopa Âmbar Celestial e oferecer a sopa para seu pai seria uma boa jogada. Contudo, ele não esperava que um truque do Monarca Yu transformaria essa boa jogada em uma que poderia sabotar com sua posição de príncipe herdeiro.

O príncipe herdeiro se sentia meio que impotente e até mesmo um pouco arrependido. Ele estava entre a cruz e a espada e agora só podia colocar suas últimas esperanças em Xushi. Se Xushi trouxesse a sopa em segurança, tudo daria certo. O príncipe herdeiro evitaria ser fisgado por sua própria isca.

Mansão do Monarca Yu.

O Monarca Yu estava em frente ao lago com pó de cristal em sua mão, jogando-o alegremente para alimentar os peixes. Enquanto assistia os peixes se digladiarem pelo pó de cristal, o sorriso em seu rosto se tornava cada vez mais frio.

Se sentido um pouco sufocado, Bu Fang, que estava sentado encolhido na cadeira, de repente franziu as sobrancelhas e se levantou. Ele caminhou até a entrada do restaurante e olhou na direção da entrada do beco.

O que ele viu foi um gigantesco simulacro humanoide bloqueando a entrada do beco.

— O que eles estão fazendo? Eles não percebem que estão atrapalhando meu negócio ao bloquearem a entrada do beco? — Bu Fang franziu as sobrancelhas com um semblante descontente no rosto.

A localização do seu restaurante já era no quinto dos infernos, difícil para um cacete de encontrar. E de todos os lugares que essas pessoas poderiam escolher, eles escolhem justamente a entrada deste beco? Será que eles estavam dificultando sua vida de propósito?

Xiaoyi, curiosa que só, também enfiou a cabeça para ver o que era. Quando ela viu o simulacro gigantesco e imponente, seu rosto rosado ficou cheio de espanto.

— Chefe fedodivisk, o que eles estão fazendo? — Xiaoyi perguntou, confusa.

— Estão procurando confusão, — Bu Fang disse sem rodeios enquanto afagava a cabeça de Xiaoyi. Assim que ele falou isso, uma explosão veio da direção do simulacro e uma pessoa foi mandada voando na direção do restaurante.

— Proprietário Bu, me salve! — um vozeio de cortar o coração soou.

Xushi correu na direção de Bu Fang em um estado deplorável. Ele sangrava por todo o corpo e um de seus braços estava completamente destroçado. Enquanto ele corria loucamente na direção de Bu Fang, sangue continuamente jorrava de seu corpo. Contudo, seu outro braço ainda segurava firmemente a panela de barro extremamente quente.

 “Bam!”

Quando Xushi chegou na frente de Bu Fang, ele já estava completamente exausto. Ele caiu de joelhos no chão com sangue jorrando de sua boca. Ele tremia por todo o corpo enquanto abraçava a panela de barro com apenas uma mão. Ele não havia deixado uma única gota da sopa de galinha respingar para fora da panela.

Assustada pela aparência miserável de Xushi, Xiaoyi apressadamente se escondeu atrás de Bu Fang e timidamente espiou com a cabecinha para fora.

Bu Fang franziu as sobrancelhas enquanto olhava para o simulacro que lentamente vinha em sua direção. Em seguida, ele olhou para Xushi que estava banhado em sangue. Por alguma razão, ele se sentiu muito puto.

— Eles se atrevem a bater em um dos meus clientes?! Isso é claramente um ato de provocação ao Restaurante Fang! — Bu Fang falou inexpressivamente, mas seu tom era extremamente frio.

— Pro… Proprietário Bu… A Sopa Âmbar Celestial… não pode ser destruída! — Xushi tremia enquanto tentava passar a panela de barro para Bu Fang. Seus olhos continham um traço de imploração e impotência.

Uma energia negra de repente emanou do corpo de Xushi e instantaneamente cobriu toda a sua pele. Fumaça negra começou a sair de seus orifícios faciais.

Os olhos de Bu Fang se focaram em Xushi. Ele sentiu um pedido de “por favor” vindo dos olhos de Xushi e, logo, esticou os braços para pegar a Sopa Âmbar Celestial.

Contudo… uma lança negra de repente foi atirada a uma velocidade próxima a do som e diretamente atravessou a panela de barro.

Com um som quebradiço bem alto, a panela de barro se estilhaçou em pedaços. E neste momento, o tempo parecia ter parado para Bu Fang e Xushi.

Após atravessar a panela de barro, a lança continuou seu trajeto, indo na direção de Pretinho, que estava dormindo profundamente em seu canto. Por fim… a lança colidiu com a cabeça do cachorro.

A lança se quebrou em pedaços e Pretinho sonolentamente abriu os olhos.

— Filho da pu… Quem ousa me cutucar com uma agulha?! Dê um passo à frente agora!

Pretinho olhou para os arredores e, logo, seus olhos se focaram no simulacro à distância.

Xushi estava em choque olhando para os pedaços da panela de barro espalhados pelo chão. O caldo da Sopa Âmbar Celestial encharcava o solo. A sopa estava arruinada…

Com um longo suspiro, Xushi fechou os olhos em aflição enquanto a fumaça negra continuava a sair de seus orifícios faciais… Logo, toda a sua alma foi completamente incinerada.

— Você deve ser o dono deste restaurante misterioso… — Uma pessoa em vestes negras se aproximou. Atrás dele estava o simulacro dilacerador de alma, que era controlado através da formação mágica.

— Foi você quem matou ele e arruinou a sopa? — Bu Fang virou a cabeça friamente e perguntou enquanto olhava inexpressivamente para a pessoa em vestes negras.

As chamas fantasmagóricas nos olhos de Hun Qianyun pulsaram levemente enquanto ele sorria e dizia com sua voz rouca:

— Dizem que seu restaurante é extremamente misterioso, e que até mesmo um cultivador do sétimo nível não seria capaz de fazer nada, como foi o caso de Xiao Meng. A força desse simulacro aqui não é em nada inferior à de um Santo Bélico. Eu realmente quero ver se seu restaurante é tão forte assim mesmo… e também quero prestar uma homenagem aos meus dois companheiros que morreram aqui há não muito tempo.

Bu Fang franziu as sobrancelhas enquanto olhava para Hun Qianyun e friamente dizia:

— Eu perguntei se foi você quem matou ele e se foi você quem arruinou a sopa… Você só precisa responder com sim ou não!

— Você tá pedindo por isso! Como se atreve a ser tão arrogante na frente do meu simulacro dilacerador de alma? E daí se foi eu quem matou ele? E daí se foi eu quem arruinou a sopa? — Hun Qianyun disse já um pouco irritado. Energia pura de repente emanou de seu corpo e a aura do simulacro dilacerador de alma ficou ainda mais forte.

Pretinho preguiçosamente se levantou. Ele olhou para o simulacro dilacerador de alma e revirou os olhos em desprezo.

— Esse “simulacro dilacerador de alma” não dilacera nem os ossos das Costelas Agridoces deste restaurante. É só um saco de pancadas mesmo, — uma voz masculina gentil e agradável de repente soou vindo da boca de Pretinho e ecoando pelo beco afora.

 

[1] – Provavelmente é uma reação natural do corpo dele que o informa que algo ruim aconteceu ou vai acontecer.

Kabum
Engenheiro Mecânico. Soteropolitano.

1 Comentário

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!