LAB – Capítulo 204

Tilly Wimbledon

Após apreciarem um momento de afeição íntima, Cinzas mudou sua atenção para uma grande quantidade de gemas cristalinas como diamantes e, curiosamente, perguntou:

— O que são estas joias?

— Venha comigo. — Tilly deu um tapinha na cintura de Cinzas e continuou — Irei lhe mostrar algo interessante.

Cinzas acompanhou Tilly até um certo local fora da casa. Ao chegarem, Cinzas sentou-se de pernas cruzadas ao lado de Tilly, enquanto a observava colocar uma luva de seda branca com um rubi de cristal embutido no dorso de sua mão.

— Isto é… uma pedra de rastreamento?

Tilly não lhe deu uma resposta. Em vez disso, ela apenas sorriu e ergueu sua mão para cima quando, de repente, um relâmpago saiu da ponta de seus dedos e atingiu o chão, emitido um som crepitante. Após uma fumaça verde levantar do local de impacto, o raio deixou uma marca negra do tamanho de uma mão.

— Você tem uma nova habilidade… — Cinzas ainda estava incrédula com o que tinha visto.

Tilly Wimbledon era uma Extraordinária, sua magia só era útil para si mesma, manifestando-se em sua inigualável inteligência, tornando impossível para ela manifestar sua habilidade como as outras bruxas. O relâmpago de agora significava que Tilly possuía uma habilidade totalmente nova, algo que deveria ser impossível. Uma bruxa nunca poderia ter dois tipos de habilidades primárias, este era o senso comum do qual todas as bruxas estavam cientes.

Tilly tirou a luva e entregou-a para Cinzas.

— Não, eu não tenho uma habilidade nova, isso só foi possível por causa desta pedra. — Tilly sorriu — Ela tem o poder de mudar a forma como a magia funciona e permite com que a magia seja liberada com um efeito totalmente oposto ao seu atual.

Quando Cinzas esfregou a joia sobre a luva, ela ficou chocada com o núcleo da mesma. Ela imediatamente soube que Tilly não havia mentido, o que significava que, a partir de agora, as bruxas não combatentes também poderiam lutar, aumentando significativamente a capacidade de resistência das bruxas frente ao inimigo.

— Quantas dessas pedras temos?

— Apenas essa. — Parecia que Tilly já havia entendido completamente o que Cinzas estava pensando — Além disso, também não é tão fácil de usar. Você precisa aceitar a magia como algo que realmente existe, então você tem que imbuir esta pedra com essa magia para, só então, você liberar o seu poder.

Cinzas tentou durante muito tempo, mas nenhum simples raio foi emitido.

— Você acredita em mim agora? — Tilly sorriu — Nós, Extraordinárias, podemos realmente sentir a magia, então, para as outras bruxas é ainda mais difícil. Requer uma boa dose de imaginação e compreensão. De fato, eu já fiz o teste com diversas irmãs, mas apenas duas ou três, de cem delas, foram capazes de compreender o funcionamento desta pedra e conseguir emitir um raio como eu fiz agora.

— Você está zombando de mim porque eu não sou inteligente? — Cinzas tirou a luva.

—Isso mesmo. — Tilly ergueu a sobrancelha — Quando eu usei a pedra agorinha, eu simplesmente…

Tilly foi incapaz de continuar, pois Cinzas se aproximou e a beijou. Quando elas finalmente se separaram, Tilly respirou fundo e continuou:

— Tudo bem, você é um pouco inteligente.

— E o que acontece com essas outras pedras? — Como se não tivesse beijado o suficiente, Cinzas lambeu seus próprios lábios. Somente na presença da 5ª Princesa, é que ela conseguia relaxar completamente — Será que cada pedra possui um tipo diferente de habilidade?

— Sim, elas mostram um resultado diferente. — Tilly confirmou, enquanto suas bochechas ainda estavam vermelhas — No entanto, elas ainda não permitem que uma pessoa comum possua a habilidade de uma bruxa, apenas pessoas com poder mágico podem ativá-la. — Ela fez uma pausa — E é exatamente isso que me deixou com uma pergunta.

— Qual pergunta?

— O que exatamente é o poder mágico? — Tilly disse lentamente, enfatizando cada palavra — Há muito tempo, as habilidades das bruxas eram múltiplas e diversas, mostrando um alto grau de incerteza, e na percepção de uma Extraordinária, as bruxas também são diferentes. Mas com essas pedras estranhas, a magia se torna exatamente a mesma coisa e, por meio dela, qualquer bruxa pode liberar exatamente a mesma habilidade. Portanto, talvez eu, anteriormente, estivesse no caminho errado. A magia em si é, talvez, um tipo de poder onipotente, mas nós, bruxas, podemos simplesmente manifestar uma das suas formas.

— Então, essas são pedras mágicas? — Cinzas perguntou.

— Elas só podem liberar magia, mas não absorver o poder mágico. Ainda não está claro para mim se elas são feitas por humanos ou formados pela natureza. — Tilly disse com pesar — De acordo com a lenda, elas foram retiradas de algumas ruínas e a maioria delas foi distribuída ao povo comum. Eu só consegui colecionar essa quantidade… No entanto, ouvi dizer que há uma antiga ruína no Condado de Ventomar, ao leste do Reino de Castelo Cinza. Estou realmente tentada a ir lá dar uma olhada, pois talvez eu consiga encontrar mais informações sobre a magia e alguns fatos históricos esquecidos.

Cinzas, mais uma vez, não conseguia acompanhar o raciocínio de Tilly e tudo o que ela dizia não parecia fazer o menor sentido.

Quem se importa com o que aconteceu a quatrocentos anos atrás? — Cinzas relutantemente pensava.

— É melhor não ir. — Cinzas disse — Agora, o Condado de Ventomar é a mais perigosa de todo o Reino de Castelo Cinza.

— Por quê?

— Antes de partir do Porto de Água Clara, ouvi os marinheiros falarem sobre a Frota das Velas Negras de Garcia Wimbledon sendo enviada até o Condado de Ventomar, que é o território de Timothy. Garcia, provavelmente, quer fazer um ataque direto, aproveitando-se da sua vantagem no mar.  — Cinzas explicou — Somente quando a lei marcial foi retirada, é que tive a oportunidade de deixar o porto. Se minha informação estiver correta, tenho medo de que o Condado de Ventomar já tenha sido transformada em um mar de chamas.

— Eles ainda estão lutando uns contra os outros? — Tilly ficou um pouco preocupada — Desta forma, a Igreja irá aproveitar-se desta situação e começar uma invasão. Se não nos unirmos, Castelo Cinza irá cair. Acontecerá o mesmo que o Reino de Inverno Eterno, seremos engolidos pela Igreja.

Esta frase deixou Cinzas assustada, e como o seu rosto demonstrava sua inquietação, Tilly notou rapidamente.

— O que foi?

— Nada. — Cinzas deu uma piscadinha — É que o jeito que você acabou de falar, pareceu muito com Roland Wimbledon. Além disso, ele disse a mesma coisa para mim.

—Ah! Você o viu? — Tilly ficou rapidamente interessada — Além do mais, você não me contou nada sobre a viagem ao Oeste!

— Eu tinha ouvido notícias de que a Associação Cooperativa das Bruxas estava em Vila Fronteiriça, mas Sombra já deve ter falado isso para você. — Cinzas abraçou Tilly com afeto — Bem, eu descobri que os boatos de que as bruxas encontraram a Montanha Sagrada, na verdade foi espalhado por Roland. Ele assumiu o controle da Associação Cooperativa das Bruxas e começou a recrutá-las secretamente… — Depois disso, Cinzas contou a Tilly tudo o que viu e ouviu durante a semana em que ficara em Vila Fronteiriça — E no final, ele também me disse que nós precisaremos nos unir, se quisermos resistir à Igreja. Se eles nos atacarem aqui nos Fiordes e não pudermos mais ficar, seremos sempre bem-vindas em Vila Fronteiriça.

— Bem… — Tilly pensou por um momento, e de repente disse — Este homem não é Roland Wimbledon. Ele foi substituído por alguém.

— O quê?

— Você disse que ele reuniu um grande número de bruxas ao seu redor, certo? O que eu acho é que, entre elas, existe uma bruxa que acabou assumindo o controle do corpo de Roland, ou simplesmente mudou sua aparência para a dele. — Tilly disse sem rodeios — Eu cresci com Roland. É claro que, em comparação com meus outros dois irmãos e minha terceira irmã, ele sempre foi o pior em mentir, jamais conseguiria esconder uma verdade. Além do mais, todas as histórias inventadas por ele eram sempre cheias de lacunas. É impossível disfarçar-se como outra pessoa. Quanto às armas que você disse que poderiam ser usadas para lutar contra o Exército da Punição Divina, elas apenas provam que um indivíduo pode esconder seu verdadeiro caráter, mas não pode fingir conhecimento erudito. Os mentores da corte nunca lhe ensinaram tais coisas, então, como pode ele sabe disso? — Tilly afirmou — As pessoas nascem desprovidas de conhecimento, então ele certamente não é meu irmão estúpido e irritante.

— Humm… então é assim. — Cinzas franziu a testa.

— No entanto, ainda é necessário que eu entre em contato com ele. — Tilly suspirou — Afinal, Roland Wimbledon continua sendo o meu irmão. Embora seja ignorante e incompetente, ainda há esperança para ele. Comparado com os outros, ele era o mais inofensivo. Então, espero que as integrantes da Associação Cooperativa das Bruxas não o tenha matado ainda.

— Eu não acho que elas fariam isso. — Cinzas pensou em Wendy— Eu também deixei Maggie com ele. No final do mês, ela virá aqui e nos trará notícias de Vila Fronteiriça.

— Tudo bem, de toda forma, este não é o nosso foco agora. — Tilly, então, saiu do abraço de Cinzas e caminhou até o jardim com os braços abertos — Agora que você está de volta, podemos finalmente avançar, dando início ao projeto de limpeza. Eu não quero vestígio algum da Igreja nos Fiordes, pois, somente assim, os Fiordes se tornarão definitivamente o lar das bruxas.

O sol reluzia por trás do corpo de Tilly, fazendo-a parecer que estava coberta por uma camada dourada. Seu longo cabelo cinza acariciava suas bochechas como fios dourados, e seu rosto estava repleto de confiança, como se não houvesse dificuldade alguma que pudesse derrubá-la.

— E eu dedico minha vida a você, minha Rainha. — Cinzas jurou, com um sorriso.

JZanin
Professor de Química, mestre em Ensino de Ciências, jogador de RPG sem tempo e Deodoro Aliguieri nos tempos vagos que não existem mais. ~Strong alone, stronger together!~

31 Comentários

    1. Será!? 🤔
      Acredito que com a inteligência de Tilly, quando ela encontrar pessoalmente Roland e souber a verdade ela vai ajudar bastante visse…

  1. Opa opa que ssa tilly é pra fala algo do nosso Roland? Abaixa a moral ai filha, que o Roland é o mas foda dessa familia, eu tava começando a gosta da tilly mas falou mal do Roland quero mas que um raio caia na cabeça dela pra ela larga de se trouxa

    1. Em defesa da Tilly, ela estava falando do Roland e atualmente só o corpo é dele.Quem está lá é um rapaz chamado Cheng Yan (sim, eu colei u.u), tudo o que ela disse foi baseado nas atitudes do verdadeiro irmão que foi assassinado por Garcia e Cheng Yan assumiu.

  2. quero ver quando o exercito de Roland tiver pronto e equipado com armas como metralhadoras se a igreja vai aguentar.

    1. Olha, tenho certeza que será uma luta difícil já que a Igreja conta com números esmagadores, não é difícil convocar uma cruzada e envolver até a população contra o “herege que foi tocado pelo demônio”, mas a minha maior pergunta é: depois que ele derrotar a igreja (se é que vai chegar a isso) as armas serão eficientes contra o verdadeiro inimigo? Afinal até mesmo a Igreja tem como objetivo derrotar os “diabos”, unificar todos os reinos sob o domínio da Igreja é apenas um meio para um fim. (Este é apenas meu entendimento baseado no que entendi das reuniões secretas dos “poderosos” da Igreja).

      1. Vdd em toda a historia da humanidade a religião foi poderosa a ponto de criar a chamada era das trevas ainda que ela n detém todo esse poder hoje em dia

      2. Por mais que eles sejam aliens, deve ser eficiente. Se as bruxas mataram alguns usando o ponto fraco deles, posso afirmar que esses aliens não teriam chance contra nossa civilização, por exemplo. Claro, Roland não vai conseguir armas nucleares (digo acho, porque um sistema mágico começou a emergir, e se ele conseguir formalizar a magia, então dividir um átomo de urânio com magia parece ser simples, sem contar com a fusão de hidrogênio com poder mágico! E não existe nenhum ser num universo semelhante ao nosso, não importa o poder, que sobreviveria à morte de uma estrela, mesmo pequena. Uma bruxa com poder gravitacional pode iniciar uma guerra nuclear contra os demônios. Bastaria Raio, levando essa bruxa “atômica”, ao estilo final de heroes, seria só um único “bombardeio”… ok seria muito fácil. Se eu fosse o autor jamais escreveria assim. Só se fosse o final e quisesse acabar logo.)

  3. Afz cara, não consegui ficar sem ler para acumular capítulos, agora tô aqui novamente ansioso pelo próximo.

    1. Rapaz, na verdade ela não lambeu os lábios de Tilly, mas sim os seus próprios lábios. De toda forma, como você teve essa interpretação lendo, eu vou acrescentar ‘próprios’ na frase. 😉

  4. Bem… Achei que tinha sido leviano quando li a primeira frase mas não demorou muito para o autor mostrar que eu “tive olhos de ver”. Hehehe…
    Muito obrigado pelo capítulo 🙇😁 Mestre JZanin 🙇😁

  5. ********** com esse cap 😎👍

    Como esperado de uma bruxa extraordinária voltada para inteligência, ela percebeu que mulh… Digo, que o irmão dele foi substituíd

    Obrigado pelo capítulo

  6. Tilly realmente não disse mentiras, o Roland era estúpido além da conta antes de ser morto envenenado…
    Só espero que ela não seja uma pessoa que esconda seu verdadeiro caráter, como ela mesma explicou ali.

  7. Tilly pode ser a versão feminina de Magneto e tentar acabar com todos os humanos que não tem poder. É só uma teoria.

    1. Pensei nisso também. Aí, o Roland vai ser o charles Xavier, defendendo um mundo onde ambos vão viver em paz. Além disso, o Roland criou roupas especiais(traje de bruxa) para elas nos capítulos passados, assim como o Xavier fez nos X-MEN

  8. Tenho em mente que as habilidades despertam conforme a necessidade, um exempla a Anna que despertou com a casa dela pegando fogo.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!