LAB – Capítulo 274

Avaliação

Depois do jantar, Lumen foi cedo para o salão do castelo.

Pergaminho ministrava aulas no salão todas as noites. Suas aulas eram bastante diferentes das escolas dos nobres da cidade grande, pois além do conteúdo ser um pouco diferente, as únicas alunas eram as bruxas da Associação Cooperativa das Bruxas.

Entretanto, mesmo Lumen estando adiantada, ela não foi a primeira a chegar. Evelyn, que chegara antes dela, estava sentada à mesa comprida e acenava para ela.

— Sua Alteza passou alguma tarefa para você por estes dias? — Evelyn perguntou impaciente quando Lumen se sentou.

Lumen ainda se lembrava que tinha chamado Roland de “Lorde” quando veio aqui pela primeira vez. Ela estava secretamente rindo em sua mente.

— Sim, ele me disse para usar minha habilidade em algumas peças de metal com formas estranhas para que elas continuassem na temperatura ambiente, mas eu não sei para que isso vai servir.

— Hum… é mesmo? — Evelyn disse cabisbaixa — Sua Alteza não me pediu para fazer nada.

— Mas, ele não passou nenhuma outra instrução para você praticar sua habilidade? — Lumen curiosamente perguntou.

— Não, eu só fiquei praticando sozinha. — Evelyn balançou a cabeça e continuou — De vez em quando ele pede para que eu experimente um novo licor branco.

— Talvez seja isso que Sua Alteza queira. Você costumava trabalhar em uma taverna e está muito familiarizada com os sabores de diferentes licores. Não há muitas bruxas como você.

— Sim, mas a degustação de bebidas não precisa de uma bruxa. — Ela protestou — Uma peça de ouro é suficiente para contratar alguém especializado para provar esses licores.

— Bem… — Lumen deu um tapinha no ombro dela — Eu acho que Sua Alteza certamente tem seus planos.

— Pergaminho também estava me confortando assim. Mas, eu mesmo… não sei o que fazer com minha habilidade. Eu não posso simplesmente transformar água em licor. Será que Sua Alteza só quer fazer a melhor bebida possível e logo depois vendê-la? Eu acho difícil, porque as pessoas comuns só podem comprar cerveja de baixa qualidade. Já os nobres têm gostos muito peculiares, variando muito de um para outro… — Evelyn apoiou o queixo na mesa e disse desanimada — O licor que Sua Alteza fez… está cada vez mais e mais horrível de se degustar, tanto que eu sugeri que ele misturasse com água ou suco, mas parece que ele está querendo fazer o licor mais forte.

Lumen não sabia o que dizer no momento. Afinal, ela e Evelyn estavam na mesma situação. Depois de ir para Ilha Adormecida, elas só faziam algumas tarefas durante a maior parte do tempo. Com a crescente abundância de óleo de peixe, o uso de seu poder para “consolidação” da luz das velas tornou-se dispensável e Lady Tilly proibiu o uso de bebidas alcoólicas.

Em Ilha Adormecida, os alimentos eram frequentemente distribuídos de acordo com a habilidade e a utilidade de uma bruxa. Às vezes, a única refeição que Lumen recebia era um peixe grelhado sem sal. Ela não tinha problema com essa forma de tratamento e também estava disposta a dar mais comida àquelas bruxas que usavam mais poder mágico, mas as bruxas haviam se dividido em grupos, e o vago sentimento de exclusão a fazia se sentir desconfortável. Felizmente, Lady Tilly cuidava bem delas e pediu desculpas pelo método de distribuição, prometendo ajustá-lo quando houvesse recursos suficientes. Como resultado, essas bruxas não expressaram seu descontentamento perante essa exclusão, que estava cada vez mais óbvia.

Mas a situação que ela estava vivenciando em Vila Fronteiriça era algo que ela nunca tinha visto antes. Todas as bruxas sentavam na mesma mesa e aproveitavam a refeição juntas com Sua Alteza Real. Não havia diferenças no que cada uma podia vestir, usar ou comer, e o tratamento que recebiam também era igual. Mas o que mais destacava era que, independente da habilidade de uma bruxa, elas sempre se tratavam como um grupo. Mesmo estando aqui há apenas duas semanas, Lumen já havia percebido isso bem claramente.

As bruxas aqui se tratam como verdadeiras irmãs e isso deixou Lumen com muita inveja.

Quando todas as bruxas estavam sentadas, Pergaminho entrou com uma pilha de papel.

— Hoje não irei ensinar nada de novo, pois iremos fazer um teste abrangente de tudo o que aprendemos, uma avaliação.

— Como assim? Uma avaliação? — Raio foi a primeira a levantar a mão e perguntar.

— Pruu, pruu? — Maggie perguntou logo em seguida.

— Vocês já estão estudando há quase três meses e Sua Alteza acredita que é necessário testar o quanto vocês aprenderam durante esse tempo. — Pergaminho sorriu e continuou — Todas as perguntas estão listadas nestes papéis em três segmentos, que correspondem à Língua do Reino, Matemática e Ciência Natural, tendo ao todo sessenta perguntas, com vinte perguntas por segmento. Cada resposta certa vale dois pontos, logo, cada uma de vocês pode conseguir até cento e vinte pontos. Além disso, lembrem-se que, durante a avaliação, vocês não podem levantar a mão e fazer perguntas se não entenderem alguma questão. E também pressuponho que vocês já saibam ler e escrever o básico, caso contrário, não seriam capazes de ler as perguntas ou escrever as respostas, mesmo que as soubessem. — Ela fez uma pausa e continuou — Aliás, Sua Alteza disse que apenas aquelas que responderem mais da metade das perguntas corretamente poderão desfrutar da sobremesa gelada no chá da tarde do fim de semana. As demais não estarão qualificadas para participar.

Lumen ouviu um barulho atrás de si. Ela se virou e encontrou Rouxinol em estado de choque, e seu lápis de carvão caiu no chão, se partindo em dois.

— Sua Alteza mencionou especialmente que as cinco bruxas de Ilha Adormecida não são obrigadas a fazer a avaliação. Vocês podem ficar aqui e fazer o teste ou podem ir descansar um pouco. — Pergaminho olhou para Lumen, Evelyn, Lotus e Mel, e continuou — Não importa quantos pontos vocês consigam, ainda assim vocês poderão participar do chá da tarde.

— Ufa! — Evelyn pôs a mão em seu peito, virou-se para trás e sussurrou — Eu nem sei todas as palavras ainda, então eu pensei que não ia tomar o sorvete.

Mel e Lotus alegremente se levantaram e saudaram Pergaminho antes de sair do salão.

Exceto Sylvie, que não estava no salão por sentir-se extremamente indisposta, havia apenas Evelyn e Lumen de Ilha Adormecida.

— Você quer ficar? — Lumen sussurrou.

— Eu quero tentar. — Evelyn assentiu — Sua Alteza não mencionou que o conhecimento pode nos ajudar a evoluir as nossas habilidades? Se eu não trabalhar mais nesse aspecto, tenho medo de nunca chegar aos pés delas. — Ela sorriu astutamente — Depois das aulas, eu sempre vou para o quarto e escrevo bastante, para praticar. Ah, Lily e Lunna também me ensinaram algumas palavras comuns.

A frustração em seu tom se dispersou e seus olhos ficaram brilhantes. Lumen não pôde deixar de sorrir ao ver isso.

— Não é? Eu vou tentar também.

— Sua Alteza, aqui estão os resultados da avaliação. — Pergaminho entregou uma folha com o resumo das notas para Roland.

— Você trabalhou bastante. — Roland disse.

A recente descoberta da caverna abaixo da mina da encosta norte o deixou cheio de dúvidas e inquietações, de forma que foi bastante difícil se concentrar em seus afazeres diários. Por isso, ele estava preferindo lidar com esses assuntos que não exigiam muito de sua atenção e que eram fáceis de resolver.

— Veja só, Rouxinol realmente passou?

— Sim, a pontuação dela está entre as três melhores e ela acertou todas as perguntas sobre a Língua do Reino. — Pergaminho disse sorrindo — Afinal, a maioria das perguntas que o senhor fez foram muito simples. Ela sabe ler e escrever, por isso a avaliação foi mais fácil para ela do que para as outras.

— Ah! — Roland deu um tapa na mesa — E eu que pensei que conseguiria fazer ela comer menos sobrem… — Antes de terminar sua fala, o 4º Príncipe sentiu um beliscão daqueles em seu ombro, então ele logo mudou de assunto — BEM, parece que o resultado foi ótimo. Todas as bruxas da União acertaram mais de sessenta por cento, então parece que as aulas estão sendo muito bem aproveitadas.

— É uma prova de todo o esforço delas.

— Apenas duas bruxas de Ilha Adormecida participaram? — Roland disse olhando para o resultado.

— Sim. Evelyn marcou somente dez pontos, mas Lumen marcou trinta e seis. Lumen parece ter uma boa base de leitura e escrita, pois a maior parte de sua pontuação veio da Língua do Reino. — Pergaminho respondeu.

Já que os trinta e seis pontos não foram somente em Língua do Reino, então quer dizer que ela marcou alguns pontos nos outros segmentos. Ela só está aqui há duas semanas e já conseguiu marcar alguns pontos em Matemática e Ciência Natural. Parece que ela realmente é muito inteligente. — Roland pensou — Bem, de qualquer forma, tudo indica que as bruxas não ficam só cada vez mais bonitas, mas também aprendem com maior facilidade. Até mesmo Lily, Beija-flor, Lunna e as outras estão tendo um ótimo desempenho. Antes elas eram analfabetas, mas em apenas três meses, já conseguiram aprender a ler e escrever, o que obviamente é melhor do que o desempenho geral das pessoas comuns. Se as pessoas puderem deixar de lado seus preconceitos e trabalharem em conjunto com as bruxas para promover o desenvolvimento da civilização como um todo, quão brilhante seria o futuro?

Roland estava cheio de expectativas.

JZanin
Professor de Química, mestre em Ensino de Ciências, jogador de RPG sem tempo e Deodoro Aliguieri nos tempos vagos que não existem mais. ~Strong alone, stronger together!~

15 Comentários

  1. Ler esse capítulo te enche de determinação.

    Roland está cheio de espectativa.

    E eu estou cheio de ansiedade pelos próximos capítulos.

  2. Tbm to cheio de espectativa para o proximo capitulo, quero ver logo açao, e desenvovimento na vila, e tbm quero saber mais dos segredos desse mundo, tipo que povo e aquele dos chamados demonios, sera que teve gente que veio do futuro igual a roland, provavelmente; e sera que depois que roland inauburar a cidade, ele vai ter novas alianças com outros reinos ou outros poderes.

  3. Bonitas, inteligentes e ainda tem poderes… Elas são mesmo a evolução da humanidade. Obrigado pelo capítulo

  4. Mas acho que até em provas difíceis a Rouxinol se dará bem, a menos que coloquem uma pedra de retaliação nela kkkk

  5. Isso me trás lembranças quando eu não estudava para as provas, eu pedia pra deus ajuda, prometendo que seria uma pessoa melhor 😂🤔

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!