LAB – Capítulo 282

Nova estratégia

No dia seguinte, Machado de Ferro entregou a Roland todas as informações que conseguiu por meio do interrogatório. Depois disso, eles voltaram para Vila Fronteiriça.

— Então eles são apenas as tropas avançadas de Timothy? — Roland franziu a testa e perguntou.

— De fato, Vossa Alteza. — Machado de Ferro assentiu — Como o senhor adivinhou, a estratégia de combate de Timothy Wimbledon é enviar uma tropa de milicianos atrás da outra para atacar a Região Oeste. Além de nossa região, ele também atacou Garcia Wimbledon no Porto de Água Clara com o mesmo estratagema.

— Não são todos civis?

— Não totalmente. Existem criminosos e ratos. A maioria deles é composta de refugiados de todo o reino. — Machado de Ferro respondeu — De acordo com a declaração do cavaleiro inimigo, Timothy os coagiu com algumas promessas depois de contratá-los e convencê-los a tomar a primeira pílula, assim, eles não tiveram escolha a não ser obedecê-lo, a fim de obter mais pílulas para aliviar a dor e a angústia.

— No entanto, eles não sabem que não há cura depois de tomarem as pílulas. — Roland suspirou profundamente — As pílulas simplesmente atrasam a morte.

— Sim, Alteza. Timothy não contou à sua milícia sobre os efeitos colaterais da droga, e eles pensavam que, depois de lutar pelo “novo rei”, iriam receber o título e a remuneração prometidos.

— Qual era o alvo dessa tropa? — Roland perguntou.

— Vila Fronteiriça. — Machado de Ferro respondeu rapidamente — Sir Vincent achava que seria mais fácil sobrepujar a Região Oeste se atacasse a vila, já que não possui muralhas. Ele estimou que mil homens drogados com pílulas poderiam render no mínimo três mil baixas em nosso exército, o que seria um duro golpe para nós.

— E o que mais?

— Sznak também confessou que Timothy lhes atribuiu outra tarefa, que era a de dividir a milícia em grupos e atacar a vila em rodadas. Desta forma, ele garantiria a segurança dos cavaleiros enviados e observaria, também, o estilo de combate, contra-ataque e eficácia operacional de Vossa Alteza e seu exército. Acredito que Timothy já tenha notado que o líder de seu último pelotão não retornará mais.

— E desta vez ninguém retornará também. — Roland deu de ombros — Aqueles dois sabiam dos próximos planos de Timothy?

— Eles não sabiam muito, entretanto, parece que o próximo grupo de milicianos será bem maior que os dois anteriores.

Roland abominava esse tipo de atitude e silenciosamente rangeu os dentes.

Como esses trabalhadores podem ser usados como buchas de canhão? — Roland pensou — Mesmo que eles possam nos derrotar, ainda seria uma vitória miserável. É mais importante parar esta guerra sem sentido do que resistir aos ataques de Timothy. Caso contrário, quanto tempo eu teria que esperar para a população florescer novamente depois de unificar o Reino de Castelo Cinza?

— Com a chegada dos Meses dos Demônios, toda a Região Oeste ficará coberta de neve. Será difícil mover uma grande milícia nessa época, até mesmo se eles viajarem de navio. Os gastos também seriam enormes. Além disso, seria fácil interceptar uma tropa desse tamanho se movendo em terra firme. — Roland disse — Então, se ele quiser lançar um novo ataque ainda este ano, ele precisa agir antes do primeiro floco de neve cair. Levando em consideração que ele precisa recrutar os civis para sua milícia, ele deverá fazer os preparativos o quanto antes.

— O senhor está planejando…

Roland pensou por um momento com os olhos fechados e disse:

— Quero atrasar essa guerra.

— O senhor pretende entregar uma carta diplomática ou enviar um mensageiro? Acredito que Timothy Wimbledon provavelmente não fará o que o senhor pedir.

— Não, isso será inútil.  — Roland disse lentamente — Para que Timothy largue de uma vez a ideia de nos atacar ainda este ano, precisamos reduzir o número de pessoas disponíveis para ele recrutar ou mesmo fazê-lo perceber que uma guerra de atrito não será de utilidade alguma. Eu estava planejando pedir a Barov para organizar algumas pessoas e espalhá-las por todo o Reino, com a intenção de divulgar a notícia de que a Região Oeste é um lugar seguro para se viver, a fim de atrair os pobres para cá. Entretanto, essa ação teria um efeito muito lento a curto prazo. Se eu quiser reunir essas pessoas antes que Timothy possa colocar suas mãos sobre elas, isso terá que acontecer da mesma forma que a última viagem à Cidade Real de Castelo Cinza, tomando a iniciativa de recrutá-los. A área mais importante é a Região Sul, que tem sofrido sob as constantes chamas da guerra, seguido pela Região Norte do Reino. Eu estimo que precisarei enviar o Primeiro Exército se eu quiser executar esse plano.

— Uma equipe de cinquenta soldados já será o suficiente para executar a missão de recrutamento. — Machado de Ferro observou sem hesitação — Afinal, não estaremos nas proximidades das cidades, logo, não precisaríamos nos preocupar com o ataque do inimigo.

— Vou conversar com você de novo em detalhes depois de pensar em um plano específico. — Roland assentiu.

A força principal precisa permanecer dentro de Vila Fronteiriça como medida defensiva. — Roland pensou — Além disso, a equipe que será enviada deve retornar antes do início dos Meses dos Demônios. Há também a questão de saber se teremos dinheiro e alimentos suficientes. Uma política de recrutamento mais ativa atrairá naturalmente mais pessoas, mas, ao mesmo tempo, aumentará os custos. O programa anterior foi relativamente rentável, mas agora, com um objetivo essencial como esse, é ainda mais necessário considerar cuidadosamente como ele deve ser implementado.

— Mas em relação ao segundo ponto que o senhor mencionou, como poderíamos executá-lo?

— Antes de tudo, precisamos enviar alguns civis que aprisionamos nesta batalha de volta à capital. Assim, eles reportariam o que aconteceu aqui e Timothy teria ciência de que uma batalha de atrito é inútil.

— Mas, Vossa Alteza, o nosso modo de combate com canhões também seria exposto. — Machado de Ferro disse preocupado.

— Não haverá problemas com isso, pois nada de valor será revelado. — Roland disse enquanto batia na mesa com os dedos — Afinal, mesmo que ele saiba como são os canhões e as pistolas, ele não sabe o princípio por trás deles, somente que é algo poderoso e de longo alcance.

Ele nem mesmo saberia reproduzir um se tivesse um exemplo em mãos, tudo que ele saberia era que o canhão poderia atirar bem longe e que era extremamente poderoso. E daí se ele saber que estamos em posse disso? Como ele poderia se defender? — Roland pensou — Afinal, a vantagem das armas de fogo sobre as armas brancas é absurda e esmagadora. E isso não mudaria com força de vontade, táticas ou números.

— Aliás, os civis que serão deportados enviarão uma carta de advertência.

— E o que seria isso, Alteza? — Machado de Ferro perguntou.

— Uma carta que anunciará o dia e a hora do ataque. É isso mesmo que você está pensando, eu atacarei a Cidade Real de Castelo Cinza no dia e na hora marcada. — Roland disse.

Machado de Ferro ficou tão chocado, que demorou um tempo para se recompor. Depois de voltar a si, ele fez uma saudação solene e disse:

— Se o senhor ordenar, eu darei a minha vida pela vitória!

— Relaxe, eu não planejo mandar você para a morte. — Roland sorriu — As bruxas executarão o plano, não o Primeiro Exército.

Como fazer Timothy temer a Região Oeste? — Roland pensou — Acredito que um ataque direto no palácio abalará até o seu último fio de cabelo. Todas as suas ideias de enviar tropas para cá sumirão, depois que ele perceber que não haverá lugar seguro para ficar.

Roland pensou nesse plano quando se lembrou de algumas estratégias de publicidade, em que aviões deixavam cair panfletos em seu antigo mundo. No entanto, diferente dos panfletos, Roland iria enviar duas bombas diretamente no palácio de Timothy. Ele pensou nisso como um ataque bomba surpresa caindo dos céus. Mesmo que a possibilidade de matar Timothy fosse ínfima, ainda assim o papel de intimidá-lo seria executado com sucesso, o que garantiria o sucesso da missão.

Agora, se Timothy iria parar de lançar ataques por causa disso seria difícil de determinar.

Roland percebeu claramente que o modus operandi da guerra de contenção havia mudado. Ele não estava mais tão fraco como quando chegou e já não precisava mais se esconder. Era hora de revelar-se e entrar na arena política do Reino de Castelo Cinza para que o povo do reino notasse sua existência. Não tem nada a ver com exibicionismo, mas sim com a propaganda de seu território e demonstração de poder bruto.

Era inútil ter um reino cheio de ruínas e mortos. Roland esperava que mais pessoas viessem para a Região Oeste e ficassem com ele depois dessa declaração.

Roland abriu a janela do escritório. O sol estava se escondendo atrás das montanhas, enquanto a brisa que soprava não estava mais quente como antes, trazendo um toque de frescor.

O outono havia chegado.

JZanin
Professor de Química, mestre em Ensino de Ciências, jogador de RPG sem tempo e Deodoro Aliguieri nos tempos vagos que não existem mais. ~Strong alone, stronger together!~

24 Comentários

  1. Roland é um gênio! Agora também em liderança e decisão (com sangue nos olhos haha)

    Sobre a imagem, imaginava nana totalmente diferente kkkk (muito mais garotinha). Mas essa ilustração é linda

  2. Concordo totalmente com o Manto Cinza sobre a ilustração. Nana tem um ar infantil que inspira pureza na minha mente. Nesse retrato ela aparenta ser uma mulher madura, bem diferente do que a descrição me fez imaginar.

      1. Eu to ligado, mas como foi proposto na pagina anterior eu estou dando minha opinião sobre a imagem estar de acordo com a minha imaginação ou não. Não tiro o mérito de quem fez. As inspirações e as ilustrações são ótimas. E eu adoro aquarela.

        1. Opa, não foi minha intenção, foi só para que as pessoas não pensem que é oficial de alguma forma. Eu também penso como você, para mim, uma atriz mirim com cabelos loiros seria o melhor para ilustrar como seria Nana.

          1. se o cabelo fosse maior, seria exatamente do jeito que eu imaginava, claro… versão anime/manhua

  3. Sinto um ar de terrorismo e aviso chegando. Vai sangue novo sendo derramado. Kkkkkkkkkkkk
    Obrigado pelo capítulo Mestre JZanin

  4. Eeee heee. Heeeee .O monstro acordo agora sim, medo no coraçao dos inimigos. Obrigado mestre pelo capitulo

  5. Não sei pq demorei tanto pra comentar isso mais… vocês ja viram o filme ” o último samurai”? Retrata um pouco a grande diferença entra armas de fogo e armas brancas.

  6. Resumo: Ele vai querer IMITAR o que aconteceu em Hiroshima e Hagasaki. Vai atacar o inimigo desprevenido com uma arma de destruição, a fim de mostrar o seu poder bélico, conforme os EUA fizeram.

  7. eu tenho mó preguiça de ler além faz um canal no you toba e lê os novel para mim meu senhores

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!