LAB – Capítulo 305

Avanço químico

Já se passaram quatro dias desde que as bruxas e o Primeiro Exército partiram. De acordo com o plano, eles deveriam estar chegando na periferia da Cidade da Prata na próxima tarde.

Como a equipe estava com diversos pombos-correios treinados por Mel, Machado de Ferro, Anna e Rouxinol enviavam cartas para Roland todos os dias. Embora não fossem tão rápidos quanto os telefones celulares, não eram mais lentos do que os mensageiros dos jornais. Se houvesse mais pombos-correios, com pássaros levando e trazendo mensagens o tempo todo, talvez eles conseguissem o mesmo efeito que mensageiros modernos, como os telégrafos.

Com Rouxinol em viagem, o Cavaleiro-chefe assumiu a tarefa de defender o castelo. Roland ficou intrigado ao perceber que Carter estava especialmente feliz ultimamente. Parecia que ele havia experienciado algo agradável.

Será que ele está feliz por que voltou a ser meu guarda pessoal? — Roland pensou.

Roland balançou a cabeça e se concentrou no relatório de Karl van Bate, o Ministro da Construção. No mês passado, com a ajuda das bruxas de Ilha Adormecida, eles fizeram progressos incríveis nas obras de Vila Fronteiriça.

A primeira foi a conclusão bem-sucedida da ponte de aço no Rio Vermelho. Em comparação com as tradicionais pontes de pedra e madeira, com a ajuda das bruxas, a ponte de aço era muito mais fácil de construir. A estrutura principal da ponte era pré-fabricada e depois içada e montada no local correto. Dois pilares foram erguidos por Lotus no curso do rio, simplificando o desenvolvimento da ponte e encurtando espantosamente o seu tempo de construção para um mês.

Pelos padrões modernos do antigo mundo de Roland, essa ponte seria considerada curta e estreita, com uma estrutura simples e baixa capacidade de carga, tornando-se um projeto que era puramente um desperdício de materiais. No entanto, em seu mundo atual, ela poderia ser considerada uma ponte magnífica. Tinha um comprimento total de 100 m. A superfície da ponte era plana e larga o suficiente para que duas carruagens se movessem lado a lado. A ponte também era alta o suficiente para que os navios fluviais passarem por baixo, algo impossível para qualquer uma das pesadas pontes de pedra.

Em segundo lugar, a nova muralha da vila feita por Lotus também foi concluída. Essa muralha feita inteiramente de terra aumentou o tamanho da vila em duas vezes. Nos tempos modernos, a Vila Fronteiriça atual seria considerada a área central de uma cidade. No entanto, Roland preferiu os termos “Anel Interno” e “Anel Externo”. Talvez um dia no futuro, este lugar poderia ser expandido em uma cidade gigantesca com sete anéis, e ser chamado oficialmente de Capital Imperial.

Finalmente, quanto à construção da Avenida Real, algumas partes do sopé da Cordilheira Intransponível foram aplainadas por Lotus, reduzindo bastante o tempo de construção. Agora as estradas poderiam ser construídas sem problemas.

— Vossa Alteza, qual é o seu próximo projeto de construção para Lotus? — Karl perguntou depois de relatar o progresso.

Parece que Karl está realmente admirado com a capacidade de Lotus de transformar o terreno. — Roland pensou — Ele quase propôs recrutá-la para o Ministério da Construção e nomeá-la como vice-ministra.

— Bem… — Roland também estava considerando isso. Ele tinha três grandes projetos de renovação a serem implementados nos dias seguintes.

O primeiro projeto é referente à construção de um porto. Já que eles encontraram a praia rasa próximo ao sul da Cordilheira Intransponível, somente Lotus conseguiria aplainar o terreno para a construção de uma estrada ligando o porto à cidade. Depois de concluída, a Região Oeste teria um porto à beira-mar.

O segundo projeto é a expansão residencial. Embora a Prefeitura tenha investido muitos recursos humanos e financeiros para acelerar a construção de distritos residenciais, quase 3.000 pessoas ainda corriam o risco de passar o inverno sem a proteção e o calor proporcionados pelas casas de tijolos. Os abrigos simples e galpões de madeira, que eles tinham no momento, não serviam para aquecer no inverno. Ele precisaria de várias choupanas feitas de terra com paredes grossas e camas de tijolos com palha para resolver o problema de aquecimento no inverno.

O último projeto é a construção de um estaleiro. Para produzir canhoneiras de águas rasas, ele teria que construir primeiro um estaleiro espaçoso e que não afetasse o transporte pelo Rio Vermelho[1]. Roland planejava baixar a margem do rio no lado oeste da vila para formar um dique seco. Em seguida, ele poderia instalar uma válvula de elevação ao lado do rio para controlar a entrada de água e o escoamento. Seria um grande projeto com enorme terraplenagem, que também exigiria a habilidade da Lotus.

Depois de pensar por um momento, Roland finalmente decidiu dar prioridade à expansão residencial. Como foram eles que trouxeram os refugiados da Região Leste para Vila Fronteiriça, Roland e sua equipe eram também responsáveis ​​pelas necessidades básicas dessas pessoas. Se eles congelassem ou morressem de fome, não seria apenas uma grande perda, mas também diminuiria o senso de pertencimento a este lugar.

— Então, onde essa área residencial temporária deve ser localizada? — Karl perguntou.

— Vamos construir neste bairro onde construimos as residências temporárias, a área dos servos. — Roland olhou para o mapa e continuou — Está longe da linha de defesa das muralhas da vila, e a Cordilheira Intransponível protegerá a região do vento.

Depois que o Ministro da Construção partiu, Roland estava prestes a tirar uma soneca em sua cadeira quando Kyle Sichi entrou no escritório.

— Vossa Alteza, o processo de produção em grande escala de ácido que você exigiu foi desenvolvido com sucesso.

Suas palavras aliviaram grandemente o estresse e cansaço que Roland estava sentindo. Ele se levantou da mesa, surpreso, e perguntou:

— É mesmo? Vamos lá conferir.

Eles chegaram ao laboratório no Rio Vermelho. Vários tanques cinzas e uma fornalha foram construídos ao lado do Quinto Laboratório. Cada tanque era tão alto quanto dois homens e tinha um duto ligado ao topo. Os tanques tinham uma superfície lisa, indicando que fora Anna quem os construiu.

— Meus respeitos ao senhor, Vossa Alteza. — Um jovem fez uma reverência para Roland.

— Você é o Chávez? — Roland sabia que Kyle trouxera alguns aprendizes e um distinto alquimista da Cidade Carmesim, mas essa era a primeira vez que ele se encontrava com esse jovem.

— O senhor lembrou do meu nome! — Chávez disse, surpreso.

— Sir Kyle mencionou seu nome em muitas ocasiões. — Roland deu um tapinha no ombro para encorajá-lo — Bom trabalho. — Então ele olhou para o Alquimista-chefe e perguntou — E como vocês estão produzindo o ácido?

Kyle riu enquanto acariciava sua barba, e disse:

— Só foi possível porque eu deduzi as equações químicas completamente do livro Química Elementar. Olhe para aquele forno. O enxofre purificado queima no forno e o produto, que é o dióxido de enxofre, irá para o tanque de chumbo após ser aquecido novamente.

— Todos esses compartimentos são feitos de chumbo?

— Exatamente, pois apenas o chumbo é capaz de resistir à corrosão do ácido. A tubulação de chumbo no topo do tanque asperge continuamente uma solução de ácido nítrico. O ácido nítrico reage com o dióxido de enxofre produzindo o ácido nitrosulfúrico. O ácido se decompõe em dióxido de nitrogênio, reagindo com água e dióxido de enxofre para produzir uma solução de ácido sulfúrico. A parte mais engenhosa, se me permite dizer, é que os óxidos de nitrogênio atuam apenas como transportadores de oxigênio, mas não são consumidos durante a reação. Por isso, o processo como um todo necessita de uma pequena quantidade de ácido nítrico, pois quando a reação começar, ela continuará para sempre![2]

— E como está o rendimento? — Roland deu um tapinha no tanque de chumbo com entusiasmo.

A produção de ácido em larga escala era um pré-requisito para a produção em massa de pólvora sem fumaça. Se este problema tivesse sido resolvido, Roland poderia finalmente começar a produzir munições para a nova geração de revólveres e canhões.

— Este é o quarto conjunto de equipamentos que eu testei. Sua produção diária é igual à produção de uma semana do laboratório, na qual é utilizada o método de destilação a seco. — O Alquimista-chefe disse orgulhoso — Por ser um equipamento de teste, a produção ainda é baixa, mas se eu puder usar tanques de chumbo maiores, a produção será ainda maior.

— Isso é realmente uma boa notícia. — Roland riu — Quando a senhorita Anna retornar, você pode imediatamente começar a construir uma fábrica de ácido em grande escala. Caso o chumbo não seja suficiente, você pode usar o ferro. O revestimento da senhorita Soraya pode fazer com que os recipientes de ferro resistam à corrosão ácida.

Kyle assentiu, mas suas próximas palavras fizeram o sorriso do Príncipe desaparecer.

— O processo de fabricação de ácido em grande escala foi bem-sucedido, e todos os cinco laboratórios estão cheios de aprendizes. Vossa Alteza, você poderia por favor me conceder o livro Química Intermediária como prometeu?


[1] Estaleiro é onde se constroem e reparam navios. Canhoneiras rasas são aqueles navios discutidos lá no capítulo 242.

[2] Temos muitas reações ocorrendo aqui. Esse processo industrial é chamado de método de Ward, vamos tentar exemplificar aqui para vocês.

Primeiro, Kyle queima o enxofre purificado, da qual temos a seguinte reação:
S8 + 8 O2 → 8 SO2

Depois ele reage o produto da reação anterior, dióxido de enxofre, com o ácido nítrico que a câmara pulveriza, e nós temos a seguinte reação:
SO2 (aq) + HNO3 → NOHSO4

Depois disso, nós temos diversas reações que ocorrem ali dentro, que o Kyle ainda não consegue identificar. Mas no geral, as principais reações são estas:
2 NOHSO4 + H2O → 2 H2SO4 + NO + NO2

NOHSO4 + HNO2 → H2SO4 + NO2 + NO

SO2 (aq) + 2 HNO2 → H2SO4 + 2 NO

Além disso, nota-se que o rendimento dessa reação não é muito alto para os padrões modernos, mas para a época ela tem um rendimento excelente. Além disso, a principal descoberta que Kyle fez é que os óxidos agem como catalisadores da reação, que são substâncias que aceleram o processo da reação sem ser consumido. Para mais informações, você pode ler este artigo que explica os processos industriais de obtenção de ácido sulfúrico.

JZanin
Professor de Química, mestre em Ensino de Ciências, jogador de RPG sem tempo e Deodoro Aliguieri nos tempos vagos que não existem mais. ~Strong alone, stronger together!~

17 Comentários

    1. Acho que Roland vendeu por muito pouco o conhecimento de Química Intermediária, pois era bem nítido que o alquimista iria ficar até obter o livro de qualquer jeito. Então poderia ter cobrado mais, kkkkkkkk

  1. Promessa é dívida!😈😈😈😈😈😈😈😈
    Te vira Roland!!!!😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂
    Obrigado pelo capítulo Mestre JZanin

  2. A cada capítulo que foca no produção, é uma dula de química, essas notas no rodapé são as melhores kkk eu imagino se o JZanin usa isso na aula imagina pow
    ” para próxima aula vamos fala do método de Ward, lei-a o capitulo 305 de LAB com atenção, e lei-a duas vezes a nota do rodapé, é importante ” kkkkkk

  3. 😬😬😬 Se vira Roland! 😬😬😬

    Muito obrigado pelo capítulo 🙇😁 Mestre JZanin 🙇😁

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!