LAB – Capítulo 313

Batalha das Almas

Faz muito tempo que eu não sentia um sol tão quente. — Garcia sentiu que estava em um jardim. Ela respirou fundo e sentiu o aroma do alecrim na brisa suave que soprava em seu rosto.

Mesmo com os olhos fechados, ela sabia que não estava no Reino de Inverno Eterno. Aquele lugar não tinha nada além de ventos frios, solo gelado e flores sem perfume. Se não bastasse, o quintal do castelo estava sempre cheio do fedor de carne seca e salsicha. Este lugar obviamente também não era seu Porto de Água Clara. Os ventos neste lugar não eram úmidos e salgados, e ela não conseguia ouvir o som das ondas do mar batendo na praia.

Deve ser o quintal do palácio de Castelo Cinza. — Ela pensou.

No entanto, quando ela abriu os olhos, descobriu que era de alguma forma diferente do lugar que lembrava. Sentada ao lado do canteiro central, ela tocou os tijolos de pedra. Uma vez em sua infância, quando estava brincando de esconde-esconde aqui, ela tropeçou em um tijolo e machucou a testa, e o sangue cobriu todo o seu rosto. Desde então, Garcia se lembrou que seu pai substituiu os tijolos por calçadas lisas para evitar que acidentes semelhantes voltassem a acontecer, mas depois disso ela não conseguiu mais se esconder ali.

Ela também lembrou que no momento em que caíra, Gerald e Timothy também estavam lá. Ao vê-la cair, os dois irmãos ficaram bastante assustados. A fim de consolá-la e tentar fazê-la parar de chorar, eles se revezaram para imitar o jeito como ela havia caído e bateram suas cabeças nos tijolos ao lado do canteiro de flores. Por causa dessas ações estúpidas, eles apanharam de seu pai logo depois.

Garcia pensou que já havia esquecido essa experiência, como se fosse um segredo profundamente enterrado no sopé de uma árvore. No entanto, voltar a este lugar reviveu suas memórias de uma só vez. Quando essa experiência foi desenterrada, ela descobriu que ainda podia recordar claramente cada detalhe.

Ela sentiu como se tivesse voltado em sua infância. Só que, de repente, ela ouviu uma voz estranha vindo atrás de si:

— Então este é o seu mundo. É um bom lugar para você dormir para sempre.

Ao seguir aquela voz suave e onírica, Garcia se virou e viu uma mulher vestida de branco saindo da parte de trás do canteiro de flores. Ela tinha longos cabelos brancos, um rosto perfeito e um par de olhos vermelhos claros, parecendo um anjo.

A Rainha de Água Clara se recompôs e disse:

— Você é a bruxa da Igreja.

— Meu nome é Zero. Não é apropriado me chamar de bruxa. Eu sou uma bruxa purificada, diferente daquelas impuras. — A mulher disse com um leve sorriso.

— Bruxa purificada? — Garcia respondeu friamente — Você é apenas um brinquedo da Igreja. Que truque é esse? Essa cena é uma miragem que você criou? Essa é a sua habilidade? — Ela parou para pegar uma pedra e a segurou com força — Isso não é real! Você não pode me enganar!

O brado da Rainha ecoou, mas nada mudou. A pedra que ela segurava não se quebrou. Em vez disso, ela sentiu as pontas da pedra machucarem sua mão. Quando ela soltou a pedra, ela ainda podia sentir claramente a dor em sua mão.

— Bem, aparentemente, você realmente conhece um pouco das habilidades das bruxas, então fica mais fácil para eu explicar. Bem-vinda ao mundo da consciência. Eu chamo este lugar de Campo de Batalha das Almas. Vamos lutar uma contra a outra. A vencedora ganha tudo, e a perdedora perde tudo… assim como diz o oráculo do Livro Sagrado.

Campo de Batalha… das Almas? — Garcia ficou atordoada e de repente sentiu uma dor aguda no peito.

Antes que ela percebesse, Zero tinha conjurado uma lança do nada e perfurado seu peito. Garcia começou a respirar com dificuldade, e quando abriu a boca para gritar, não conseguiu emitir nenhum som. Neste momento, Zero virou a lança e a puxou para fora, deixando o sangue de Garcia jorrar e espirrar em seu corpo. A Rainha se ajoelhou, tentando cobrir a ferida com as mãos trêmulas, mas a enorme perda de sangue rapidamente a fez perder a consciência.

No momento seguinte, Garcia se encontrou intacta e em pé no mesmo lugar, e a bruxa purificada estava apoiada em sua longa lança observando à distância, como se nunca houvesse saído daquele lugar.

Mas o que diabos acabou de acontecer? Isso foi uma ilusão? — Garcia pensou enquanto ofegava, no entanto, quando ela abaixou a cabeça, viu uma poça de sangue no chão diante de seus pés.

— Esta é a regra básica, a consciência não é imortal. — Zero abriu as mãos — A dor de cada morte é real para você. Isso consumirá sua força física e mental, drenando sua força de vontade. Quando você não aguentar mais, será o momento de cair no sono eterno. — Ela continuou explicando com uma voz suave — Após cada morte, seu corpo será restaurado ao seu estado original. A maioria das pessoas conseguiu resistir de três a quatro vezes, mas algumas pessoas que eu enfrentei possuíam uma incrível força de vontade, sobrevivendo entre sete a oito vezes, e algumas duraram até mais. Estou ansiosa para ver quantas vezes você aguentará morrer, mas caso queira desistir, tudo bem. Afinal, mortes contínuas são um tormento insuportável, mesmo para mim. Não é uma escolha covarde desistir desta batalha, especialmente quando você já está condenada.

Com estas palavras, ela jogou fora a lança em suas mãos e sacou uma longa espada de suas costas. Ela deu um salto para frente e correu rapidamente em direção a Garcia com a espada.

Os olhos de Garcia se arregalaram em choque.

É impossível ela ter escondido uma arma tão grande assim sem eu ter visto, ainda mais com esse vestido branco, então as armas são… conjuradas do nada? — De repente, algumas palavras que a bruxa dissera apareceram em sua mente.

“Então, este é o seu mundo…

Eu chamo isso de Campo de Batalha das Almas.

… a consciência não é imortal… é real para você.”

A espada golpeou de cima para baixo com força, mas bateu em um grande escudo de ferro, em vez de cortar a Rainha de Água Clara ao meio. A força do impacto foi tão forte que Zero não conseguiu mais segurar o cabo da espada, deixando-a voar para longe, enquanto recuava a uma distância segura. Enquanto isso, Garcia também foi derrubada pelo impacto.

— Eu estou condenada? — A Rainha rangeu os dentes e zombou — Você disse que este é “meu mundo”, não é? — Ela rolou para se levantar e conjurou uma besta de mão. Quando ela estava atirando em Zero com a besta, um crucifixo se ergueu atrás da bruxa e cordas a prenderam firmemente.

Os virotes atingiram sua barriga, fazendo a bruxa purificada revelar uma expressão de sofrimento. Ela ofegou por um tempo e depois disse devagar:

— Eu, estou realmente surpresa… arrgh, geralmente é difícil para uma pessoa perceber as regras deste mundo, quanto mais motivar sua consciência a revidar. Rainha de Água Clara, você é definitivamente uma adversária difícil mesmo para Lorde Mayne.

— Obrigada pelo elogio. — Garcia pegou a lança no chão — Se você não falasse tanta besteira, eu não perceberia as maravilhas deste mundo tão rapidamente. Bem, em seguida, quantos buracos eu deveria fazer em seu corpo?

A bruxa purificada sorriu amargamente, respondendo:

— Só depende de você.

Quando Garcia perfurou Zero com a lança pela décima vez, a bruxa finalmente morreu. A Rainha intencionalmente evitou as partes vitais, começando pelos membros e a barriga da bruxa. No começo, Zero havia tido contrações devido à dor, mas depois ela gradualmente se acalmou no processo.

Bem, agora a bruxa voltará à vida, certo? Este é o palácio do Reino de Castelo Cinza, meu mundo. Posso conjurar qualquer coisa aqui de acordo com a minha vontade, então eu não perderei. — Garcia pensou.

Em seguida, um feixe de luz branca brilhou através do corpo de Zero e todas as suas feridas desapareceram. Ela abriu os olhos vermelhos de novo.

Garcia levantou a lança, pronta para matar a bruxa mais uma vez. No entanto, para sua total surpresa, Zero se livrou das cordas que a amarravam ao crucifixo facilmente. Ela chutou a lança e chegou perto de Garcia. Antes que a Rainha percebesse, ela levantou a mão e atacou. Garcia perdeu todos os seus sentidos de uma só vez.

Na frente de Zero, que não tinha nada na mão, um corpo com a cabeça decapitada caiu debilmente no chão.

Como isso é possível? — Após alguns segundos, a Rainha de Água Clara voltou à vida novamente, cobriu o pescoço com as mãos e cambaleou para trás com medo — A bruxa cortou minha cabeça apenas com a mão? — Ela olhou para as cordas de cânhamo cortadas no crucifixo e depois para o sangue em suas próprias mãos, convencendo-se de que o que havia acontecido foi, de fato, verdade.

Zero sorriu e disse:

— Se você não entende as regras do mundo da consciência, como posso ter uma batalha real? Parece que você está confusa e se perguntando como eu me livrei das cordas que eram tão grossas quanto um dedo, não é? A resposta é simples, como eu te disse, neste mundo, o vencedor leva tudo… Entre todas as pessoas que eu absorvi, existem algumas bruxas extremamente poderosas, fortes, rápidas e que não temem a Pedra da Retaliação Divina. Talvez você nunca tenha ouvido falar delas antes, mas a Igreja as chama de Extraordinárias. Você não pode me derrotar por meios convencionais. Se você quiser sobreviver, você tem que se esforçar mais.

Zero encarou Garcia, abriu os braços e continuou:

— Agora, é a minha vez.

JZanin
Professor de Química, mestre em Ensino de Ciências, jogador de RPG sem tempo e Deodoro Aliguieri nos tempos vagos que não existem mais. ~Strong alone, stronger together!~

11 Comentários

  1. Essa bruxa estaria fodida se fosse o roland…
    kkkk oq ele iria criar de armas ai em?
    era bom q ele não se baseasse em animes de guerras espaciais!

  2. Ela praticamente foi feita pra duelar com o Roland. Não acho que a Garcia leva essa, mas torço pra que sim.
    Obg pelo cap

  3. Eu to um pouco deliberado a acreditar q a Garcia vai leva essa com mt dificuldade, pq c o vencedor realmente levar td, e td tbm incluí o fato de ganha o corpo da mina e as habilidades e conhecimentos dela, nem fudendo q o autor vai utiliza essa mina pra tenta faze um ataque no Roland, dps d algumas mortes do Roland ela não ia consegui se aproxima do cara, então c essa mina n perde pra Garcia ela vai perde pra outro nego, ma n acho q o autor vai faze ela luta contra o Roland só pra ele vira um “bruxo” ou algo do gênero

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!