LAB – Capítulo 423

A conexão

Speer Passi assinou solenemente o nome dela no final, depois de ler os dois contratos várias vezes.

Um era o Memorando de Unificação e o outro era o Memorando da União das Bruxas.

O primeiro contrato concordava que Speer levaria o povo de Serra do Dragão Caído a prometer lealdade a Roland Wimbledon depois que o governo de Timothy Wimbledon fosse derrubado e, em resposta ao pedido do novo rei, ela entregaria seu poder. Em troca, Roland garantiria sua posição como Lady de Serra do Dragão Caído e outros direitos. O memorando estava dividido em três categorias, que eram assuntos de pessoas, administrativos e finanças. Embora tal categorização fosse nova, foi fácil para ela entender o que sua rotina diária deveria incluir.

Speer pensou no segundo contrato por um longo tempo antes de se decidir, pois a partir do momento que ela assinasse, se tornaria uma integrante da União das Bruxas, e a União estava sob as ordens de Príncipe Roland. Ela não queria se juntar ao Príncipe Roland tão apressadamente, pois ele acabara de ocupar a fronteira do Reino de Castelo Cinza. Porém, o conteúdo do contrato era atraente, e ela sentiu vagamente que o método único de categorização seria útil para administrar seu território.

Felizmente, as constituições do Memorando da União das Bruxas eram muito frouxas, mais como um consenso formal, e não limitavam para onde seus integrantes deveriam ir. Ela consultou o Príncipe sobre isso, e a resposta dele foi que as integrantes podiam sair a qualquer momento que quisessem.

— Eu assinei.

Speer colocou os dois elegantes pergaminhos na mesa, mas Roland não respondeu. Ele olhou para o lado vazio da sala como se estivesse pensando em alguma coisa.

— Vossa Alteza?

— Ah! — Ele piscou os olhos como se tivesse voltado de algum lugar — Deixe-me dar uma olhada nisso.

Speer lembrou que o Príncipe não estava tão distraído assim antes da negociação, mas parecia que desde o julgamento de ontem, Sua Alteza estava um pouco aéreo. Isso foi difícil para ela entender. O julgamento foi um sucesso absoluto e as pessoas estavam do seu lado e torcendo por ele. Antes disso, Speer pensava que jamais as pessoas comuns apoiariam alguém da nobreza dessa forma. Ela pensou que ela e eles estavam em dois mundos diferentes, e que a nobreza não precisava nem do entendimento nem do apoio do povo. Mas ela mudou de ideia há um dia, depois de ver as pessoas ao redor da praça, agitando os punhos, gritando com uma voz forte que abalava o céu e a terra. Ela então percebeu que eles poderiam conter uma força que ela jamais havia sentido, e tal força era mais poderosa que a aristocracia.

Além disso, o julgamento decisivo exibido por Sua Alteza foi outra das razões pelas quais ela assinou ambos os contratos.

Independentemente de estar ou não tentando proteger as bruxas, é um tipo de boa-fé punir os rebeldes que são contra o seu poder real. Considerando isso, ela responderia de acordo.

No entanto, Sua Alteza não parecia satisfeito…

Será que ele está arrependido por declarar-se publicamente contra a Igreja? — Ela pensou.

Speer estava certa de que a Igreja não era um inimigo que eles poderiam facilmente lidar.

É melhor descobrir isso de acordo com a direção da futura cooperação. — Ela hesitou e depois mencionou suas dúvidas diplomaticamente.

O Príncipe ficou espantado por um momento após ouvir isso, logo em seguida ele balançou a cabeça e sorriu:

— Eu nunca me arrependi de lutar contra a Igreja, afinal, eles são inimigos que devem ser derrotados sob todos os pontos de vista.

— Então por que…

— Eu só estou com alguns sentimentos contraditórios.

— Sentimentos… contraditórios?

— Eu me sinto um pouco envergonhado, embora o que eu disse seja verdade e o que eu descobri seja de fato os crimes cometidos pela Igreja… — Ele deu de ombros — Parece que eu não sou um político qualificado.

— Político? O que é isso? Como um astrólogo se dedicando a estudar estrelas, um político é alguém que se dedica a estudar política?

Sua Alteza interrompeu antes que ela pudesse continuar perguntando:

— Eu vou guardar esses pergaminhos. Ouvi dizer que sua habilidade está relacionada ao controle do poder mágico, certo?

— Sim. — Speer parou de questionar — Para ser mais preciso, é extrair o poder mágico de uma bruxa para outras bruxas usarem. É claro que também posso recuperar meu próprio poder mágico para fins de consumo. Como este processo não tem um grande impacto no mundo exterior, posso repetir o processo a qualquer momento no castelo.

— Como você descobriu que possuía essa habilidade? — O Príncipe perguntou, curioso.

— Depois do meu despertar. — A Marquesa respondeu — Eu não tinha ideia de como as outras bruxas descobriram suas habilidades, mas eu podia sentir, e a sensação era como… de repente você ter um membro extra.

— Descrição interessante. — Roland assentiu pensativo — Você deve saber que a razão pela qual eu mandei Rouxinol para Serra do Dragão Caído é para fazer-lhe um convite.

— Você precisa da minha habilidade. — Speer parou por um momento e se curvou — É uma honra servi-lo.

De qualquer forma, como não havia como ela retornar a Serra do Dragão Caído no momento, era melhor para ela ver o que o Príncipe fazia. Apesar de só estar na vila há uma semana, ela já havia percebido que Vila Fronteiriça era diferente das outras vilas e cidades. Era uma terra isolada que ficava longe do centro do Reino, mas tão enérgica e animada quanto a capital. Como uma Lady, ela estava curiosa.

O que deixou Speer ainda mais surpresa foi como a vida das bruxas aqui era completamente diferente do que ela imaginara. O Príncipe não as controlava, mas permitia que elas vivessem livremente, e isso ficou evidente em sua espera pelo retorno de Rouxinol. Ele obviamente esperava que ela pudesse voltar cedo, mas ainda concordou com sua requisição.

Sua Alteza Real não as tratava como servas.

Alguns nobres abrigavam bruxas por causa de sua beleza. Ela achava que Roland seria ainda mais inescrupuloso, pois recrutava abertamente bruxas, mas ele era surpreendentemente autodisciplinado.

Os rumores eram verdadeiros? O Príncipe era tão lascivo e incompetente assim antes? — Ela tinha mais fé nele e se sentia ridícula por pensar nestas coisas ao mesmo tempo. Quando ponderou sobre tudo o que aprendera, Speer sentiu que tudo o que Rouxinol havia dito a ela era totalmente verdade.

Ela deixou o castelo com o Príncipe e eles chegaram a um pátio nos fundos da vila, onde Speer viu outras duas bruxas.

— Esta é Anna e esta é Lunna. — Roland apresentou-as — O poder mágico de Lunna é considerado de baixo nível, mas o consumo de seu poder mágico é surpreendente.

— Estou obviamente em um nível intermediário! — Lunna protestou.

— Entre as bruxas que evoluíram suas habilidades. — O Príncipe acrescentou.

Lunna ficou em silêncio imediatamente.

— Você quer que eu conecte seus poderes mágicos? — Speer olhou para Anna — Ela tem o poder mágico mais forte da União das Bruxas? Eu sugiro que você convide mais algumas bruxas para virem. O poder mágico está relacionado à sua idade, mesmo que haja uma diferença, não seria grande.

— Esta é apenas uma experiência. — Sua disse Alteza, esfregando o queixo — E se funcionar, vou pedir para elas virem.

A Marquesa assentiu e convocou sua habilidade, que era como uma passagem feita de poder mágico. Era uma esfera brilhante de luz azul, flutuando silenciosamente no ar. Sob o controle dela, dois fios finos em forma de tentáculos se estenderam da esfera até Anna e Lunna.

— Você vai se sentir um pouco estranha no início, então apenas relaxe e tudo ficará bem. — Speer explicou — Eu não vou conseguir transferir o poder mágico se você resistir.

Quando seu tentáculo tocou Anna, Speer ficou chocada.

Mas o que é isso? — Speer pensou.

Parecia que o tentáculo estava ligado a um cubo de metal sólido em vez de um ciclone mágico rotativo. Era tão grande que ela se sentia como uma formiga no fundo, e só conseguia ver por cima, levantando a cabeça.

JZanin
Professor de Química, mestre em Ensino de Ciências, jogador de RPG sem tempo e Deodoro Aliguieri nos tempos vagos que não existem mais. ~Strong alone, stronger together!~

5 Comentários

  1. Achei um erro na parte que ele fala

    -Essa é apenas uma experiência.
    sua disse alteza, esfregando o queixo.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!