LAB – Capítulo 447

Ceifadora

Ayt ficou paralisado de medo. Ele olhou impotente para a besta, que agora também havia se virado para olhá-lo. Ele podia ver claramente o muco escorrendo de suas presas de cor marrom.

— Relaxa. Não vou te machucar. — A besta de repente falou em linguagem humana com uma voz rouca, que quase o deixou horrorizado a ponto de gritar.

Ayt ficou surpreso quando viu uma mulher pular das costas da besta. Ela caminhou em direção a Cerro, virou-o e deu uma olhada nele. Ela disse para a besta:

— Ele está vivo. Maggie, leve-o para Nana.

— Aooo! — A besta pareceu entender o que ela disse. Ela agarrou Cerro com suas garras e voou novamente. O bater de suas asas agitou o ar, produzindo ventos fortes, o que fez Ayt incapaz de abrir os olhos. Quando o vento e a neve finalmente pararam, ele olhou para a muralha da cidade, mas não conseguiu ver nada, como se tudo o que aconteceu fosse apenas um sonho.

Não, não é um sonho… aquela mulher ainda está aqui! — Ayt pensou.

Ele vagamente viu a imagem da mulher na escuridão. Aparentemente não havia luz ao redor, mas suas pupilas emitiam estranhas luzes douradas, como estrelas à noite.

— Você… você é…

— Eu vim para ajudá-lo. — A resposta da mulher o deixou perplexo.

— O… o quê? — Ayt sentiu que até mesmo em um sonho algo assim seria impossível — Você está aqui para me ajudar?

— Sim. Sua Alteza Roland me enviou aqui. — Ela se agachou, tirou uma espada-larga de um dos cadáveres esmagados e a balançou, desconsiderando completamente o fato de que a espada estava coberta de carne e sangue.

Ayt foi superado por um sentimento de fraqueza. Ele vomitou duas vezes, mas não havia comida no estômago, somente bile. Só então, do lado de fora da muralha da cidade, um grito de guerra ressoou novamente. A besta tinha acabado de aterrorizar os inimigos, mas agora que eles viram que ela havia partido, e eles não tinham ideia do que havia acontecido lá em cima na muralha da cidade, eles começaram a se mexer novamente.

— Por Sua Alteza… você se refere ao Príncipe de Vila Fronteiriça? — Ayt disse com dificuldade enquanto ofegava e limpava a boca.

— Existe outro Roland além dele? — A mulher de cabelos negros perguntou, limpando sua arma em um cadáver. Ayt imediatamente virou a cabeça para longe dela.

— Mas são necessários pelo menos três dias para chegar aqui vindo de Vila Fronteiriça… Como Sua Alteza soube da rebelião dos nobres tão rapidamente? — Ayt engoliu em seco e continuou — E a besta de agora…

— Não é uma besta, mas uma bruxa que veio aqui para te salvar. — A voz da mulher ficou séria e fria — Não tenho tempo para responder a todas as suas perguntas. Apenas fique quieto.

Como não havia nenhuma pistola os bloqueando dessa vez, os inimigos subiram facilmente até o topo da muralha da cidade. Quando as tochas iluminaram o local novamente, eles ficaram surpresos ao encontrar apenas uma mulher em pé na frente deles.

A risada maliciosa daqueles homens logo quebrou o silêncio.

Ayt soube imediatamente o que eles queriam dizer com o riso.

— Fique atento. Não dê a eles nenhuma chance de nos enganar. — Um rebelde disse apontando para os cadáveres no chão.

— Não se preocupe, meu senhor. Nós vamos cuidar disso, mas depois…

— Quando eu terminar, vou deixar essa delícia para você.

— Ei… por mim tudo bem!

— Não vá até eles, fuja! — Ayt disse para a garota, enquanto lutava para se levantar, mas o que aconteceu em seguida o deixou extremamente chocado.

Uma luz prateada de repente brilhou e os risos acabaram abruptamente.

O líder dos inimigos foi cortado em duas partes pela espada-larga daquela mulher. Seu escudo e armadura não conseguiram conter o golpe. Na verdade, Ayt nem viu a mulher atacar.

Quando os dois pedaços de seu corpo caíram com sangue jorrando das feridas, o sorriso de todos congelou em seus rostos.

No entanto, isso era apenas o começo!

A mulher de cabelos negros deu um passo à frente e desferiu mais golpes com sua espada. Antes que Ayt pudesse ver claramente seus movimentos, ele ouviu o som de carne sendo cortada e ossos quebrando.

Os três homens não tiveram tempo de reagir quando tiveram suas barrigas abertas. Seus intestinos caíam misturados com sangue e espalhavam-se por todo o chão.

— Você… — Ayt abriu a boca, mas não sabia o que dizer.

A mulher olhou para ele e disse:

— Vá encontrar seus companheiros de batalha que sobreviveram e reúnam-se em cima da muralha. Alguém virá buscá-los mais tarde. — Com essas palavras, ela pulou diretamente da muralha da cidade.

A muralha tem nove metros de altura! — Ayt suportou todas as dores em seu corpo, tentou subir até a borda da muralha, todo atrapalhado, e olhou para baixo. Ele logo viu a multidão de inimigos tornando-se carne picada. A mulher matava a todos, aonde quer que ela fosse. Ela corria livremente entre a multidão, com sua espada sendo brandida suavemente. Ela facilmente cortava ao meio todos os inimigos que se atreviam a ficar na frente dela, como se estivesse colhendo trigo.

Alguns minutos depois, a defesa dos inimigos se desfez.

Eles nunca tinham visto um adversário tão feroz, que era mais rápido que um lobo da neve e mais forte que um urso pardo. Encarando sua espada, ninguém pôde reagir, desviar ou lutar. Os nobres recuaram apressadamente e o cerco se extinguiu. Tudo isso foi feito por apenas uma pessoa.

A mulher seguia a multidão que escapava por todo o caminho, deixando um rastro de sangue atrás dela. Com essa visão, Ayt caiu no chão e suor frio encharcou suas costas.

É uma bruxa? — Ayt pensou — Bem, não importa, eu sobrevivi!

O castelo do Forte estava fortemente sitiado pelos exércitos das quatro Famílias. Uma dúzia de fogueiras ao redor do castelo iluminavam o lugar.

Depois de um dia e noite de luta, o segundo andar do castelo já havia sido conquistado. Os Madressilvas agora estavam confinados no topo do castelo e deveriam estar com fome e frio lá em cima.

Jacques Medde olhou para o imponente castelo do Lorde e começou a sentir-se excitado.

Depois que seu pai morreu, ele viajou todo o caminho de volta até a Cidade Real de Castelo Cinza apenas para herdar o título de Conde, mas agora ele havia se deparado com uma oportunidade ainda melhor.

Timothy mencionou na carta secreta que se ele pudesse tomar Forte Cancioneiro para ele, o exército do Rei viria aqui quando a neve derretesse para conquistar o rei rebelde Roland Wimbledon. Assim que o rei rebelde fosse eliminado, Timothy provavelmente deixaria Jacques governar a Região Oeste.

Juntamente com o território do Conde Madressilva, Jacques teria a terra e o título de Duque.

Duque Medde. Que nome maravilhoso! Esse castelo também se tornará a minha residência. — Jacques pensou.

— Meu senhor, o sexto pelotão voltou. — Um cavaleiro veio e relatou — Eles disseram que ouviram menos sons de tiro das armas. Seria essa a hora de enviar pelotões com armaduras de ferro lá em cima?

Jacques Medde assentiu e disse:

— Sim, vá e organize-o.

Pelotões com armaduras de ferro foram especialmente desenvolvidos para lutar contra as pistolas. Durante os combates, três ou quatro soldados formariam uma equipe, em que dois deles seguravam escudos feitos de madeira com várias camadas de revestimento de ferro, que poderiam cobrir a todos, e tinham buracos para apontar e disparar. Para fazer mais escudos como este, Jacques tomou a difícil decisão de derreter uma dúzia de armaduras de cavaleiros. É claro que aqueles grossos escudos revestidos de ferro também tinham uma fraqueza. Como era difícil de carregar e toda a equipe tinha que se mover devagar, eles facilmente se tornariam alvos para seus inimigos.

Felizmente, os Madressilvas não aguentarão mais. — Jacques zombou silenciosamente.

Os Madressilvas reagiram inesperadamente rápido e fizeram parte de seus soldados e cavaleiros se retirarem para o castelo antes que os exércitos das quatro Famílias chegassem.

Eles não devem ter nem cem homens. É impossível para eles lutarem uma batalha longa e de atrito. — Jacques pensou — Provavelmente levará vários dias até que aquele maldito Roland receba a notícia. Se eu enviar a cabeça de Petrov como presente para Roland Wimbledon, como será que ele reagiria?

JZanin
Professor de Química, mestre em Ensino de Ciências, jogador de RPG sem tempo e Deodoro Aliguieri nos tempos vagos que não existem mais. ~Strong alone, stronger together!~

3 Comentários

  1. Cabeça do Petrov? hahaha
    Como será que o Timothy reagiria se fosse mandado sua cabeça para ele? Tolo ignorante

  2. Querido, eh a tua cabeca q será enviada para o Petrov…. Ou ele mesmo vai te decapitar.
    Veeeem, guilhotina

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!