LAB – Capítulo 482

A vontade de Zero

O nível superior do Principal do Templo Secreto estava iluminado com dezenas de pedras mágicas que tornavam a biblioteca circular tão clara quanto o dia. Quando alguém estava nessa sala, era difícil acreditar que estivesse no subsolo.

Esta área era equivalente à Torre de Babel da Catedral de Hermes acima do solo, e era o lugar favorito de Zero. Ela podia facilmente ver toda a Principal Área Secreta pela janela. Ao observar as silhuetas indo e vindo como formigas ao redor do pilar de Pedra da Retaliação Divina, Zero sentia uma grande satisfação, pois sabia que tinha o controle sobre todas essas vidas. Era como se ela fosse o Lorde do Reino de Deus, e as pessoas andando para lá e para cá no escuro eram os crentes que construíam o reino.

Quando tinha tempo livre, ela pegava um livro contendo a história e os segredos da Aliança de uma prateleira e lia à janela. Claro, ela também tinha que tomar uma xícara de chá preto com tussilago farfara.

Depois que se tornou Papa, Zero estava realmente mais relaxada. Não se preocupava mais com a iminente Batalha da Vontade Divina, mas ansiava por isso. Depois de mais de 200 anos, sua vida tornou-se bastante monótona, e os Demônios Seniores que estavam registrados como sendo imbatíveis pareciam oponentes empolgantes.

Eu me pergunto… se eu os levar para o Campo de Batalha das Almas, eles ainda seriam tão destemidos e aterrorizantes como parecem ser? — Zero pensava.

No entanto, esta batalha ainda demoraria anos, então ela precisava estabelecer uma nova meta para si mesma a fim passar o tempo.

Havia poucas pessoas com quem Zero se preocupava, e Roland Wimbledon era uma delas… na verdade, ele era o único mortal que a interessava até agora.

Ele foi menosprezado por todos, mas saiu-se melhor que todos os outros após o Decreto Real sobre a Seleção do Príncipe Herdeiro, lutando extremamente bem com seu pequeno território contra dois fortes candidatos ao trono. Este feito é, sem dúvida, muito raro. Além disso, ela descobriu algumas pistas interessantes nas memórias de Garcia.

A Rainha de Água Clara uma vez pôs uma empregada ao lado do Príncipe Roland para alimentá-lo com um veneno mortal, mas o veneno não funcionou, e então a rainha furiosa executou o desafortunado alquimista que fez o veneno. No entanto, Zero pediu a um membro da Principal Área Secreta que replicasse o veneno de acordo com a receita em suas memórias, e o produto acabou sendo exatamente como o alquimista havia prometido. Era inodoro, incolor, solúvel em água, mortal na ingestão e incurável.

Então, a empregada enganou Garcia ou o atual Roland Wimbledon não é o mesmo Príncipe Roland de antes? — De acordo com as informações que reunira, Zero estava mais inclinada ao segundo palpite — A questão é… se ele não é o Príncipe Roland, quem ele é? Por que ninguém duvidou de sua identidade até agora?

Quanto mais ela refletia sobre essa questão, mais intrigada ficava. Ele foi capaz de mudar seus modos, conquistar o amor de todos os seus súditos, redistribuir o poder na Região Oeste sozinho e desaparecer com a delegação de emissários e o exército enlouquecido com pílulas da loucura…

Se tal homem for simplesmente um lordezinho qualquer de um pequeno território, será realmente uma pena. De qualquer forma, Roland Wimbledon precisa ser incluído como membro da Igreja, ou em outras palavras, tornar-se parte dela. — Zero não pôde deixar de lamber seus lábios. Foi também por isso que ela mudou a sequência do ataque. Se suas suposições estivessem corretas, a conquista do Reino de Castelo Cinza traria mais benefícios do que ela poderia imaginar.

É claro que, como um lorde com grande autoridade, ele ficaria atrás das linhas de ataque durante as batalhas, por isso era importante descobrir como forçá-lo a sair.

Enquanto Zero estava pensando em como evitar a batalha e ir direto para Roland, Isabella abriu a porta da biblioteca e entrou.

— A reunião acabou?

— Sim. — Isabella esfregou o pescoço — Sorte sua, sentar-se aqui lendo e tomando chá o dia todo, enquanto eu tenho que mentir para aqueles velhos… não, na verdade é um homem velho e dois loucos.

— Não é simplesmente mentir. Diz respeito às operações do nível inferior da Igreja. — Zero disse dando de ombros — Embora as bruxas sejam o verdadeiro núcleo da Igreja, sem esses homens, não poderíamos coletar tantos recursos para alcançar nosso objetivo final.

— Tanto faz. — Isabella bocejou — De qualquer maneira, eles disseram que temos que esperar até o segundo mês deste verão para que os recursos para atacar o Reino do Alvorecer sejam realocados para a batalha contra o Reino de Castelo Cinza, e assim mesmo considerando uma estimativa otimista.

Não é muito tempo, mas também não é pouco. —Zero pensou — Então a espera será torturante e tornará a recompensa ainda mais agradável.

— Como vai a produção das pílulas?

— Eu acho que existem cerca de trezentas ou quatrocentas mil pílulas no armazenamento agora. — Isabella respondeu — Mas você realmente pretende enviar todos os civis para lutar contra os demônios? Milhões de pessoas esgotariam completamente todos os recursos de Hermes. E também…

— Também o quê?

— Também podemos não ganhar. — Isabella balançou a cabeça — Haverá tantas pessoas que elas irão causar problemas, não importa onde as colocarmos. Sem mencionar que seus dias estarão contados assim que engolirem a primeira pílula então… e se os demônios não nos atacarem a tempo? Se dermos pílulas a poucos, então eles são inúteis, se dermos a muitos, poderemos desperdiçá-los. Mesmo que todos os demônios ataquem de uma vez e sejam derrotados pelo exército enlouquecido pelas pílulas, essas pessoas não poderão mais lutar.

— Você não compreende. — Zero levantou-se, caminhou até uma grande mesa e levantou a tampa, revelando um mapa das Terras Selvagens — Eu nunca planejei usar o exército enlouquecido para proteger Hermes, e o local para a batalha final deve estar em algum lugar nas Planícies Férteis… Acredito que provavelmente acontecerá nas ruínas da Cidade Sagrada de Taquila, já que é a mais próxima de nós. — Ela apontou para um ponto no mapa.

— Você quer… iniciar um ataque? — Isabella ficou paralisada, em estado de choque.

— Estamos desesperadamente sem tempo. — Zero disse calmamente — Eu nunca sonhei em acabar com os demônios. O Livro Sagrado diz que somente quando a Lua Sangrenta chegar e os Portões do Inferno abrirem é que os demônios podem construir uma torre negra. Na verdade, a torre não é construída… ela cresce.

— Você está dizendo que aquelas pedras estão realmente vivas? — Isabella perguntou em descrença.

— Esta informação só pode ser encontrada nas notas pessoais das três líderes da Aliança… a expansão dos demônios depende da capacidade da torre negra em produzir Névoa Vermelha, e atualmente as torres são construídas em áreas com veias minerais de Pedra da Retaliação Divina, então sua área de influência vai continuar a crescer. No início da Segunda Batalha da Vontade Divina, uma bruxa Extraordinária, certa vez, levou uma divisão de soldados para averiguar a área subterrânea da Névoa Vermelha e encontraram uma visão surpreendente: um monstro enorme estava contorcendo-se sob a torre, e seu corpo era ainda maior que a torre de Taquila em si. — Zero disse lentamente — Aquele monstro enorme estava decompondo a Pedra da Retaliação Divina e transformando-a em cristais pretos, que exalava Névoa Vermelha. Considerando que os demônios tinham Feras do Caos que transformavam Pedras da Retaliação Divina em pedras mágicas, não foi difícil compreender que eles também tinham esse tipo de habilidade.

—… — Isabella abriu a boca e finalmente cuspiu — Isso é nojento.

— Infelizmente, uma vez que a torre é formada, pequenos ataques surpresa serão ineficazes, então nossa melhor aposta é atacá-los diretamente. Eu não sei quanto tempo leva para que o monstro decomponha a Pedra da Retaliação Divina e a transforme em torre negra, mas provavelmente, durante este tempo, os demônios só podem transportar a Névoa Vermelha a partir dos seus recursos de apoio, por isso eles terão uma força muito limitada. Nós precisamos usar um exército enlouquecido que seja grande o suficiente para derrotar os demônios e criar um caminho, então o Exército da Punição Divina pode matar o monstro subterrâneo. — Zero disse com grande convicção — Se tivermos sorte, podemos conseguir mais quatrocentos anos antes da batalha final.

JZanin
Professor de Química, mestre em Ensino de Ciências, jogador de RPG sem tempo e Deodoro Aliguieri nos tempos vagos que não existem mais. ~Strong alone, stronger together!~

6 Comentários

  1. Zero pode ser meio louca ou psicopata, mas até agora ela é a única que não está subestimando o Roland, a maioria dos adversários perderam porque subestimaram o protagonista, ela é bem inteligente, estratégica e está respeitando bastante seu adversário

  2. “alem disso, ela descobriu algumas pistas interessantes nas memorias de Garcia.” parece que no fim, foi realmente a Zero que venceu a batalha…

  3. Roland vê zero em sua mente e diz:
    – você escolheu a pessoa e o local errado para enfrentar, hahahahahaha
    E uma bomba nuclear cai na cabeça da zero

  4. Bom, essa bruxa é mais lúcida que o Mayne, papa anterior, mas mesmo assim… Tu tá querendo peitar o Roland mano, mesmo que você não saiba muito sobre ele atualmente, cadê a desconfiança e inteligência de uma pessoa que tem 200 anos de vida?

    1. Não só ela tem 200 anos de vida como tbm as memórias das pessoas que ela absorveu ou seja, se ela absorve um velho de 50 anos ela pega os 50 anos de experiência do véi, quantos anos de experiência essa quenga num deve ter… Mais um pequeno erro de lógica do autor

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!