LAB – Capítulo 485

Despedida

— O navio chegou!

Lumen espiou ao longo do horizonte cinza-claro. Não havia outros navios mercantes por perto, então tinha que ser um navio de Ilha Adormecida.

— Uhum. — Tilly gentilmente murmurou com sua voz sendo abafada pelos sons do mar batendo nos bancos de areia. Ela virou as costas para Roland, para que ele não pudesse ver o seu rosto.

— A hora de irmos embora chegou. —  Andrea disse, lamentando-se — Gostei muito do seu domínio, e não tenho ideia se conseguirei fazer o delicioso pão de sorvete como você faz quando estiver de volta em Ilha Adormecida.

Junto com um fuzil de precisão, Roland também lhe dera a receita de pão de sorvete.

— Contanto que você tenha ovos e leite, não deve ficar muito ruim. Quando você voltar para Vila Fronteiriça… não, quando você voltar para Primavera Eterna da próxima vez, pode ter certeza que terei comidas ainda mais deliciosas para você.

— Mais deliciosa que sorvete? — Andrea ajeitou seu cabelo solto e disse com uma risada — É melhor você não mentir para mim. Tenho sua palavra.

— Se você está realmente tão relutante em ir embora, fique aqui de uma vez. — Cinzas estendeu as mãos e disse — A Princesa Tilly definitivamente não se importará em deixar uma bruxa tão gulosa como você para trás. Você não poderá comer o quanto quiser em Ilha Adormecida.

— É mesmo? Bem, eu não vou lhe dar sorvete quando voltarmos. — Andrea olhou para ela — Você só irá comer seu peixe seco e tomar sua sopa de peixe todos os dias.

Enquanto elas continuavam a brigar, o navio se aproximou da costa. A bandeira rosa esvoaçante no topo do mastro dizia a todos que era o Bela e Encantadora.

Shavi convocou sua barreira invisível, que permitia que ela viajasse e se movesse entre os bancos de areia e o navio, levando todos os livros, mercadorias e materiais sem a necessidade de o navio atracar. Então, Shavi chamou as três bruxas jogadoras de cartas e a Princesa Tilly para subir em cima de sua barreira, mas quando Tilly estava prestes a pisar, Roland chamou seu nome.

—… sim? — Tilly virou a cabeça, seus olhos revelavam uma mistura complexa de emoções.

Roland não era bom em se despedir e a chamou sem pensar. Ele respirou fundo e gritou:

— Se tiver algum problema em Ilha Adormecida, não se acanhe em me chamar. Farei o possível para ajudá-la. E lembre-se de que você é e sempre será bem-vinda à Cidade de Primavera Eterna!

—… — Tilly sorriu depois de um momento — Obrigada, você também.

— Adeus a todos. — Andrea, Lumen e Shavi gritaram enquanto acenavam com as mãos.

Cinzas não disse nada e apenas acenou com a mão também.

Depois da despedida, a barreira levou as bruxas ao Bela e Encantadora rapidamente.

— O que há de errado? Você não quer que elas voltem? — Rouxinol perguntou atrás de Roland.

— É que eu acho tudo isso uma pena. Existem trezentas bruxas… Seria maravilhoso se todas se mudassem para a Região Oeste. — Roland disse com uma casualidade falsa.

— Sim, e então você se sentiria ainda mais culpado. — Rouxinol revirou os olhos para ele.

— Culpado? — Roland se sentiu aterrorizado e perguntou.

— Por quê? Viver aqui é melhor que morar em Ilha Adormecida, não é? — Anna também estava confusa.

— Você não entenderia, mesmo se eu te contasse. — Rouxinol virou-se e caminhou em direção ao balão de ar quente — E essa é a parte mais irritante.

Observando-a ir embora, Roland sentiu uma sensação de alívio. Rouxinol tinha desaparecido nos últimos dois dias, e agora ela finalmente estava de volta ao normal, então ele não tinha nada com o que se preocupar.

— Vamos lá. Há muitas coisas para fazermos. — Wendy disse enquanto sorria.

— Está bem. — Roland e Anna sorriram e caminharam para Olho Celeste enquanto seguravam as mãos.

De volta ao escritório, Roland abriu o caderno e pensou em como ele desenvolveria seu domínio no próximo ano.

Sem dúvida, havia duas coisas da maior importância que precisavam ser abordadas.

A primeira coisa a fazer era destronar Timothy e impedir que ele matasse as pessoas dando a elas as pílulas da loucura. Isso também poderia expandir a reputação de Roland e preparar todos para a unificação do Reino de Castelo Cinza.

A segunda seria absorver Forte Cancioneiro o mais rápido possível para colocar a Cidade de Primavera Eterna no caminho da alta industrialização.

Roland já havia discutido várias vezes a destituição de Timothy com Machado de Ferro, Carter e Theo, que estava na Cidade Real de Castelo Cinza, e decidiram lançar a ofensiva da primavera no final de abril, que seria no final deste mês. Era o tempo de aragem em muitas cidades e vilas, o que não afetaria o Primeiro Exército, que já se tonara um exército profissional, mas afetaria os nobres tradicionais porque as pessoas seriam limitadas por suas plantações e não iriam querer iniciar uma guerra com o risco de morrer de fome. Se o exército aparecesse de repente nos arredores da Cidade Real de Castelo Cinza, Timothy estaria totalmente despreparado.

A fábrica de motores a vapor, a fábrica de munições e a fábrica de navios de concreto estavam ocupadas produzindo recursos para a batalha. Enquanto isso, as operações logísticas estavam a toda velocidade. Além disso, a Prefeitura possuía mão-de-obra suficiente e o Primeiro Exército era experiente em batalhas. Roland tinha uma boa compreensão dos recursos necessários e de sua implantação, de modo que não estava mais preocupado com isso.

O mais importante no momento era utilizar os recursos de Forte Cancioneiro. Pensando nisso, Roland chamou Barov para ir ao seu escritório.

— Você catalogou todas as indústrias em Forte Cancioneiro e seus territórios circunvizinhos?

Barov pegou seu caderno e respondeu:

— Está tudo aqui, Vossa Alteza. A renda primária é da indústria de mineração e da indústria de sal, especialmente a de mineração. Existe uma mina de gemas de alta qualidade a oeste de Forte Cancioneiro perto da Cordilheira Intransponível, cuja produção é responsável por mais de metade da renda do forte.

— Uma mina de gemas? — Roland não estava interessado em pedras preciosas — Mas a mina da encosta norte também não tem um veio de pedras preciosas? Então por que Vila Fronteiriça era tão pobre quando cheguei aqui?

— Não são a mesma coisa, Vossa Alteza. — Barov esfregou as mãos e respondeu — As pedras da mina da encosta norte são subprodutos de outros veios minerais, por isso a quantidade é muito pequena, e podem até não ser boas o suficiente para serem transformadas em joias quando lapidadas. Mas a mina de gemas em Forte Cancioneiro é cheia de pedras coloridas, e cada uma delas pode facilmente ser transformada em uma pedra multicolorida de alta qualidade. Cada uma dessas pedras vale dezenas de peças de ouro na capital do reino, e a produção e qualidade são muito melhores do que as pedras da mina da encosta norte.

— Pedras coloridas, você disse, certo? — Roland perguntou, curioso — Como elas se parecem?

— É geralmente transparente e não tem uma cor padrão. A pedra reflete muitas cores diferentes sob a luz do sol, de verde-claro a vermelho-alaranjado, e mostra várias cores depois de lapidadas. É mais como luz solar cristalizada do que um rubi ou safira normal. — Barov fez uma pausa — A pedra multicolorida do Reino de Castelo Cinza, a pedra gélida do Reino de Inverno Eterno e a pedra luminosa do Reino do Alvorecer são as joias mais populares entre a nobreza.

Essa joia parece ser realmente um luxo. — Roland pensou — Talvez eu possa usá-la para fazer um anel para Anna. Mas a gema em si tem pouco valor quando pensamos na melhoria do sustento das pessoas.

— Algum outro recurso mineral? — Roland perguntou.

— A Família Folha de Carvalho e Rosa-Canina têm uma mina de minério de ferro. — Barov disse — Entretanto, ambas são menores que a mina da encosta norte.

Os domínios das duas Famílias são cercados pela Cordilheira Intransponível. Essas montanhas que cruzam os Quatro Reinos podem estar cheias de tesouros. — Roland pensou — Talvez eu possa explorar ao longo do sopé da montanha com Sylvie para encontrar uma reserva de minério para a Cidade de Primavera Eterna. Afinal, o aço é um poderoso recurso para a manufatura industrial.

JZanin
Professor de Química, mestre em Ensino de Ciências, jogador de RPG sem tempo e Deodoro Aliguieri nos tempos vagos que não existem mais. ~Strong alone, stronger together!~

3 Comentários

  1. Quando o Roland chegar para iniciar a guerra em Castelo Cinza, vai descobrir que será uma guerra de 3 partes, Timothy, Igreja e ele próprio

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!