LAB – Capítulo 518

Nova jornada do Mão Mágica

Era um dia claro e ensolarado na Cidade Real de Castelo Cinza, tornando-o perfeito para um dia de condenação.

Um canhão soava na praça a cada hora, sinalizando que outra pessoa, anteriormente proeminente e importante, recebeu sua merecida sentença.

As sentenças já haviam sido decididas, de modo que esse processo foi usado principalmente como propaganda para os cidadãos. Roland condenou especialmente a Igreja e Timothy por conspirar contra o rei e usurpar o trono. Depois de uma semana de preparação, as provas coletadas contra eles provaram sua culpa sem sombra de dúvidas. É claro que Roland não lhes deu chance de se defenderem publicamente.

Apenas alguns dos nobres foram condenados ao enforcamento. Além de Timothy, seus capangas, o Primeiro-ministro e o juiz, todos os outros condenados eram crentes da Igreja. Até mesmo a igreja da própria cidade foi completamente destruída, e Roland se certificou de que todos os que estiveram envolvidos na propagação da praga demoníaca tivessem o que mereciam.

Esses canalhas certamente serão recebidos com aplausos da plateia quando forem levados à forca.  — Roland pensou.

— Não vai assistir pessoalmente? — Rouxinol perguntou, de pé junto à janela.

— Machado de Ferro e Theo cuidarão de tudo. — Roland respondeu, sem sequer levantar a cabeça. Os julgamentos públicos ajudaram a elevar o moral e unir os cidadãos em Vila Fronteiriça, mas não teriam o mesmo efeito aqui, na capital. As pessoas não se alinhariam automaticamente com Roland assim que ele matasse Timothy, da mesma forma como eles não ficaram ao lado de Timothy depois que o Rei Wimbledon III e Gerald morreram.

Ele não tinha apoio suficiente entre os cidadãos daqui, e também estava preocupado com sua própria segurança. Sylvie finalmente encontrou a lista das pessoas com as gemas marcadas que Roland lembrava, as quais Timothy havia escondido em um compartimento secreto em seu armário. No entanto, além das gemas, ainda havia mais doze nomes, quatro dos quais estavam escondidos ali mesmo na cidade. Isso significava que todos haviam recebido ordens de Timothy. Embora não fossem necessariamente ordens de assassinato, Roland ainda precisava manter sua guarda alta. Os motivos de execução eram muito desordenados e inadequados para ele averiguar um por um, e ele não tinha interesse em assistir a execuções.

Ele tinha coisas muito mais importantes para lidar.

Por exemplo, o exército.

As baixas na captura da Cidade Real de Castelo Cinza foram finalmente calculadas, revelando que o Primeiro Exército perdeu 33 homens, sua pior perda até agora. Embora tenham matado uma quantidade muito maior de inimigos, Roland ainda notou muitas falhas em suas táticas de batalha nas ruas, especialmente na demolição de casas. A maioria das baixas do Primeiro Exército foi causada quando guerreiros enlouquecidos os surpreenderam saltando de casas civis. Se seus soldados pudessem usar lança-granadas ou explosivos de demolição para demolir casas suspeitas em seu caminho, certamente haveria menos vítimas.

Sua outra preocupação era o tamanho do exército. O Primeiro Exército poderia enfrentar todo o Reino de Castelo Cinza com seus 3.000 homens, mas não era suficiente para conquistar os outros e menos ainda para lutar na Batalha da Vontade Divina. Ele teria que deixar pelo menos 500 homens para manter a ordem na Cidade Real de Castelo Cinza, e depois de conquistar a Serra do Dragão Caído e a Região Sul, o exército seria pequeno demais para manter a paz neste tempo de guerra. Ele precisava expandir seu exército.

Roland anotou os planos para os benefícios da morte e a expansão do exército e entregou-os aos seus guardas. Ele ordenou que eles levassem os planos de volta para a Cidade de Primavera Eterna, onde a Prefeitura iria executá-los.

Depois disso, o Príncipe dirigiu sua atenção para os nobres inferiores.

Eles não tinham nenhum poder político substancial, mas todos eles tiveram uma boa educação e queriam desesperadamente ser promovidos. Todos os grandes nobres da capital já haviam sido depostos. Eles foram exilados do território ou enviados para as minas de Primavera Eterna, deixando muitas vagas em aberto. Para que a Cidade Real de Castelo Cinza funcionasse normalmente, a tática mais eficaz seria contratar todos estes nobres inferiores.

Barov tinha anos de experiência na capital e definitivamente conhecia algumas dessas pessoas, então ele estaria encarregado de organizar um sistema governamental temporário.

Essas pessoas estavam dispostas a servi-lo, portanto, dar-lhes maiores responsabilidades aumentaria sua ansiedade. Yorko foi a primeira tentativa de Roland.

Nos últimos dias, ele finalmente decidiu onde deveria designar seu “velho amigo”.

Yorko gritou assim que entrou no escritório de Roland:

— Oh meu Deus! Você realmente matou todos os canalhas da Igreja! Eu nunca poderia imaginar que foram eles que espalharam a praga demoníaca, e eu não pude nem acreditar em meus ouvidos quando o Sumo Sacerdote Ferry confessou! Mas que desgraça para os deuses! Agora, as multidões na praça estão louvando o seu nome e dizendo que você as salvou seis meses atrás.

Roland sorriu. Theo ordenou aos ratos que divulgassem essa notícia para corroborar com o que ocorreu nos campos de refugiados seis meses atrás. Parecia que fora bastante eficaz. No entanto, Yorko provavelmente comentou a parte de elogiar seu nome para lisonjeá-lo.

Ele não questionou suas palavras e entregou uma delicada carta de pele de carneiro a Yorko.

— Dê uma olhada nisso.

Yorko abriu a carta, olhou para ela e arregalou os olhos:

— Você está me tornando um embaixador do Reino de Castelo Cinza?

— Sim, e permanente! — Roland disse com um aceno de cabeça — Você terá uma carta oficial de nomeação, um cetro e um selo, além de que você residirá na Cidade do Resplendor no Reino do Alvorecer. O que você acha?

Roland pensou muito a respeito dessa decisão e considerou a fama de Yorko, o famoso “Mão Mágica”, na Cidade Real de Castelo Cinza. Bem, com uma má reputação dessas, não seria interessante mantê-lo na cidade.

Ninguém gosta de ser corno, incluso os nobres. Enquanto as esposas traem seus maridos com outros homens, em vez de simplesmente pegá-los em flagrante, os maridos fazem visitinhas em bordéis e tavernas, mas tudo ficava em segredo.

Se Yorko ganhasse uma posição importante, ou se Roland abertamente desse um cargo ao Mão Mágica na Prefeitura, isso traria uma influência inimaginável… Todos os nobres e mercadores estariam preocupados que suas esposas começassem a perseguir Yorko abertamente, e as mulheres com quem Yorko dormira tentariam se aproveitar dele. Roland não queria que isso acontecesse.

Sua melhor opção era colocá-lo em um país estrangeiro. Os embaixadores do reino eram diferentes das delegações de emissários viajantes, e eles tinham autoridade semelhante à dos Condes, de modo que até os reis estrangeiros os tratariam com respeito. Este era um título importante e caiu como uma luva para Yorko, exatamente como uma promoção. Roland também não precisava dar terras e não se preocuparia com nenhum dos outros nobres.

Deixe-o ir incomodar o Reino do Alvorecer. Ouvi dizer que suas nobres são exóticas e extraordinárias, então ele pode ser capaz de criar um novo nome para si mesmo lá. — Roland pensou.

Yorko obviamente também percebeu esse ponto. Ele se ajoelhou sem qualquer hesitação e respondeu animadamente:

— Eu aceito… meu rei! — Ele estava tão ansioso como se estivesse preocupado que Roland lamentasse sua decisão.

— Então está decidido! — Roland disse com um sorriso — Antes de ir para lá, você vai ter um treinamento com uma funcionária do cerimonial.

Além de Yorko, Roland também precisava mandar alguns de seus homens para o Reino do Alvorecer, para que pudesse vigiar seu vizinho e também formar uma aliança com eles para lutar contra a Igreja.

JZanin
Professor de Química, mestre em Ensino de Ciências, jogador de RPG sem tempo e Deodoro Aliguieri nos tempos vagos que não existem mais. ~Strong alone, stronger together!~

2 Comentários

  1. Bom, o Yorko será o ancestral de todo esse planeta kkkk
    Até o Roland descobrir como engravidar uma bruxa

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!