LAB – Capítulo 519

O segredo das estrelas

Roland balançou a cabeça com um sorriso ao ver Yorko animadamente se curvar e sair. Ele não se importava em ajudar as pessoas que ajudaram o príncipe Roland no passado, desde que não tivessem más intenções.

— E onde está Wendy? — Ele se virou e perguntou a Rouxinol depois de cuidar deste assunto.

— Ela provavelmente está no topo da torre praticando sua habilidade. Você quer que eu a chame?

— Sim, e chame Sylvie, Raio e Maggie também… vamos visitar os astrólogos. — Roland disse — E nós chegaremos até lá voando.

— Entendi. — Os olhos de Rouxinol se iluminaram.

— Mesmo que alguém queira me atacar, eles não representarão uma ameaça contra um balão de hidrogênio, então esta é a melhor maneira de viajar.

Roland soube por um pombo-correio que Kyle estava a caminho, então adiou sua visita à Oficina Alquímica. Ele estava muito curioso sobre a Associação de Astrologia, a outra organização acadêmica importante na Cidade Real de Castelo Cinza.

Roland também precisava esclarecer algumas coisas e confirmar outras.

A Associação de Astrologia estava localizada em uma montanha na área norte da cidade, e era apenas a segunda em altura das torres gêmeas do palácio. O Salão de Astrologia tinha um design bastante singular e parecia uma torre de pedra hexagonal com um topo plano. Tinha uma base larga e um topo estreito, e sua silhueta era precisamente simétrica.

Roland sabia o que a simetria implicava nessa época.

Sem métodos avançados de medição e posicionamento, era quase impossível construir uma estrutura de pedra tão grande e perfeita, um processo ainda mais difícil do que construir a muralha gigante da cidade, por exemplo.

Os guardas saíram mais cedo e cercaram a torre de pedra. Quando o balão de hidrogênio liberou o ar e aterrissou lentamente no topo da torre, seus passageiros foram imediatamente recebidos por Brian, Sean e Alvo Taber.

— Vossa Majestade, esta área foi completamente selada, e eu prometo que nem um único rato vai escapar!

— Também confiscamos as Pedras da Retaliação Divina de todos os astrólogos, permitindo que a senhorita Sylvie use seu poder mágico para que o senhor possa interagir com eles livremente.

— Bom trabalho. Fiquem em alerta. — Roland assentiu em aprovação e mudou a vista para a fileira de homens de túnica cinza em pé atrás dos guardas. Todos eles tinham mais de 30 anos e fitavam em pânico o balão de hidrogênio. Eles ainda estavam abalados por sua aparição repentina do céu.

Roland se virou para Alvo:

— Quem está no comando por aqui? Quero conversar com ele.

— Sim, meu senhor! — Alvo falou brevemente com dois velhos usando túnicas e um deles caminhou cautelosamente para Roland com ele — Vossa Majestade, este é o Astrólogo-Chefe da Cidade Real de Castelo Cinza, Astrólogo Estrela da Dispersão.

— Vossa Majestade Roland Wimbledon, sua honrada presença faz as estrelas brilharem ainda mais.

— Por que você não usa seu nome verdadeiro? — Roland perguntou, levantando uma sobrancelha.

— É uma tradição da Associação de Astrologia. — Alvo explicou apressadamente — Todo astrólogo sonha em ter o nome de uma constelação… e apenas pessoas que descobrem novas constelações recebem tal honra.

— Então você descobriu… a Estrela da Dispersão?

— Sim, Majestade. — O velho disse com a mão no peito — A Estrela da Dispersão é formada por um anel de três outras Estrelas Negras e representa morte e renascimento.

— E os outros? — Roland apontou para os outros homens de túnica cinza.

— Esses oito também são mestres das constelações da Estação Astrológica, então todos fizeram suas próprias descobertas. — Estrela da Dispersão respeitosamente os descreveu um por um — Eles podem explicar o significado de qualquer coisa, desde mudanças nas estrelas até o anoitecer e o amanhecer… claro, eu também posso.

— Eu não vim aqui para que vocês adivinhem o meu destino.

— Então… — O velho disse chocado — Vossa Majestade, se me permite, por que o senhor veio até aqui?

— Estou aqui para explorar as estrelas. — Roland deu de ombros — Vamos continuar essa conversa dentro da associação. A propósito, traga os diagramas de todas as constelações que vocês descobriram. Você tem todos estes registros, certo? Marque as estrelas mais brilhantes e conecte-as com uma linha fina, basicamente isso.

Pilhas de pergaminho empilhavam-se sobre a mesa no corredor, algumas tingidas de amarelo devido à idade. Roland respirou fundo e usou uma caneta para desenhar uma “colher” e uma “ampulheta” em um pedaço de papel e conectar as estrelas brilhantes com linhas de acordo com o diagrama de estrelas.

— Vossa Majestade, o que é isso? — Um estudioso perguntou, bastante confuso.

— São duas constelações. — Roland pegou o papel e mostrou para o grupo de astrólogos — Vocês já viram estas constelações antes?

Todos balançaram a cabeça.

— Então procurem por imagens semelhantes a estas em todos esses pergaminhos. — Roland ordenou — Cada um de vocês deve pegar uma pilha e procurar em cada um dos pergaminhos.

Será que estou em outra galáxia? — Roland estava confuso — Não é de surpreender que este lugar também tenha um sol e uma lua. O sol é apenas uma estrela fixa regular. Existem bilhões de estrelas assim na Via Láctea, e existem bilhões de galáxias como a Via Láctea no universo, então não é improvável que haja outro sistema estelar fixo em um universo infinitamente grande. No entanto, não tenho certeza sobre semelhanças entre espécies. A evolução biológica ocorreu inicialmente por um mero acaso, de modo que poderia haver organismos completamente diferentes produzidos no mesmo ambiente. Sejam bestas demoníacas ou demônios, eu não acho que eles evoluíram do mesmo mundo natural que a vida na Terra.

Ele decidiu usar as constelações para resolver essa confusão.

Estrelas fixas tinham uma vida útil de bilhões de anos, e sua localização praticamente nunca mudava, então elas sempre foram usadas para determinar a direção ou dar um significado simbólico. Roland só se lembrava de duas constelações: a mais comumente conhecida Ursa Maior e Orion. Se ele pudesse encontrá-las entre as constelações, ele seria capaz de determinar sua localização.

Depois de uma hora, ninguém encontrou as constelações.

Roland também usou esse tempo para perguntar ao Astrólogo Estrela da Dispersão sobre algumas das constelações mais famosas do mundo, mas ele nunca tinha ouvido falar de nenhuma delas. Os astrólogos do Reino de Castelo Cinza também não conheciam as constelações do Zodíaco.

Em geral, as estrelas brilhantes nessas constelações eram muito mais densas do que as constelações que ele conhecia, o que significava que ele estava mais próximo do centro da galáxia. Isso porque as estrelas fixas estavam mais próximas do centro da galáxia.

Então é muito provável que eu realmente não esteja na Terra. — Esta resposta deixou Roland um pouco desapontado. Ele suspirou e olhou ao redor do corredor:

— Quantos membros existem na Associação de Astrologia?

— Vossa Majestade, existem nove astrólogos, cento e cinquenta e seis aprendizes e sessenta e sete trabalhadores manuais e pedreiros. — O Astrólogo Estrela da Dispersão respondeu.

— Eu pretendo fechar essa Estação Astrológica. Façam as malas e vamos embora para a Cidade de Primavera Eterna comigo.

As palavras instantaneamente mudaram a expressão no rosto de todos. Alvo disse em tom aterrorizado:

— Vossa Majestade, como, como o senhor pôde…

— Eu não acredito em astrologia. Eu só acredito em escolhas pessoais. — Roland disse indiferente — E eu sou o Rei do Reino de Castelo Cinza, então eu posso fechar isto se eu desejar. Vocês aprenderão a verdade sobre as constelações comigo lá na Região Oeste, e vocês não as verão mais como caminhos sem sentido para o destino.

— Com todo o respeito, Vossa Majestade Wimbledon, o senhor não pode fazer isso. — O Astrólogo-Chefe levantou-se devagar e disse — Temos de vigiar as estrelas em todos os momentos sem interrupção. Isto nos foi ordenado pelo seu antepassado.

JZanin
Professor de Química, mestre em Ensino de Ciências, jogador de RPG sem tempo e Deodoro Aliguieri nos tempos vagos que não existem mais. ~Strong alone, stronger together!~

2 Comentários

  1. Uma critica construtiva a tradução, ali quando o Astrologo chefe respondeu com números do jeito que está, tá meio confuso, em vez de “cento e cinquenta e seis aprendizes…” poderiam colocar “156 aprendizes…” com o resto também, essa sucessão de “e’ pode atrapalhar um pouco a leitura

  2. Aparecimentos de mistérios é sempre bom e essa obra vai desvendando aos poucos, ou seja, não é um Lost da vida. Muito bom!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!