LAB – Capítulo 532

Uma ideia tentadora

Depois do banquete, Lotus e Wendy foram chamadas ao escritório de Roland.

— Tudo está correndo bem em Ilha Adormecida? — Roland perguntou a Lotus com um sorriso — Espero não ter trazido nenhum problema durante a ausência de Tilly.

— Oh, não, claro que não. — Lotus assentiu e então sussurrou — Oh… bem, o senhor me deu um lenço de presente da última vez, e eu ainda não lhe agradeci.

— Não precisa ser tão formal. — Roland acenou levemente com a mão.

Roland sabia que era natural que as bruxas ficassem um pouco mais distante, após tanto tempo em Ilha Adormecida, mas isso não significava que seu relacionamento pessoal seria quebrado. Na verdade, essa falta de familiaridade era apenas temporária… Ele acreditava que logo seria capaz de se sentir confortável nessa união novamente, desde que as tratasse como de costume.

— Pode parecer que muita coisa mudou por aqui, mas basicamente tudo permanece exatamente como antes de vocês irem embora. Então, por favor, sintam-se em casa aqui em Primavera Eterna.

— Sim. — Wendy tocou a cabeça de Lotus — Vocês são nossas irmãs.

— Obrigada. — Lotus abaixou a cabeça em uma demonstração de constrangimento, no entanto, ela parecia estar mais relaxada.

— Bem, após vocês entrarem no castelo, eu vi algo estranho… Iffy e Pluma não são bruxas de Ilha Adormecida? — Roland mudou de assunto porque percebeu que, sempre que discutiam e falavam sobre os velhos tempos, as duas bruxas pareciam muito distante umas das outras. Embora falassem de vez em quando, pareciam ser menos comunicativas do que Sylvie, Evelyn, Lumen e outras bruxas que falavam umas com as outras com alegria. Ele não sabia se era apenas uma ilusão, mas sentiu que Evelyn e Lumen até mesmo temiam um pouco essas duas bruxas em particular.

— Sim, elas são de Ilha Adormecida, no entanto, elas são um pouco diferentes… — Lotus apresentou brevemente o histórico das bruxas — Eu não sei por que Lady Tilly enviou bruxas da Associação Presa de Sangue para cá.

— Iffy é uma bruxa combatente? — Roland perguntou um pouco chocado.

— Sim. Ela pode invocar uma gaiola feita de poder mágico e assim capturar inimigos mais poderosos do que ela. Até mesmo Cinzas, se não estiver usando uma Pedra da Retaliação Divina, acharia difícil quebrar a gaiola, uma vez presa.

— E quanto a Pluma? — Wendy perguntou com curiosidade.

— Embora ela não seja uma bruxa combatente, ela também é poderosa. — Lotus murmurou — Qualquer objeto se torna “pegajoso” enquanto ela o tocar, e os objetos não podem ser separados quando estão presos, a menos que o poder mágico acabe. Mas de acordo com o que ela disse, os objetos podem ficar grudados por um longo tempo se ela usar bastante poder mágico.

— Esse tipo de habilidade pode ser amplamente usado, certo? — Roland ficou muito surpreso e exclamou — Isso é inacreditável! A bruxa do Reino de Coração de Lobo, Heidi Morgan, concordou em enviar essas poderosas bruxas para nós?

— Bem, as bruxas da Associação Presa de Sangue são muito poderosas. Mesmo que algumas de suas bruxas não sejam combatentes, todas elas, sem exceção, possuem habilidades superiores. Elas contribuíram muito para o rápido estabelecimento de Ilha Adormecida. — Lotus suspirou e pareceu relutar em admitir isso — No entanto, elas sempre sentem que são superiores às outras, e muitas vezes intimidam as bruxas com habilidades “menos poderosas”. O número de bruxas nos Fiordes teria caído em mais da metade se não fosse pelo grande esforço de Lady Tilly em detê-las.

Então, esta pode ser a razão pela qual Evelyn e Lumen pareciam estar com medo na frente delas. — Roland pensou e respondeu:

— Tudo bem, eu entendi. Vamos encerrar por hoje, e gostaria que vocês tivessem um bom descanso. — Roland consolou Lotus e depois olhou para Wendy, dizendo — Bem, por favor, providencie a acomodação das bruxas e mantenha as bruxas da Associação Presa de Sangue longe delas. Vou testar suas habilidades em detalhes amanhã.

— Sim, Vossa Majestade. — Wendy disse com a mão no peito.

Depois que as duas bruxas saíram, Rouxinol apareceu ao lado dele com um filé de peixe na boca e perguntou:

— Precisamos pedir a alguém para ficar de olho nelas?

— Creio que não teremos problemas, pois elas ainda são bruxas de Ilha Adormecida. — Roland deu de ombros — As bruxas dos Fiordes nunca experimentaram uma situação de vida e morte juntas como as bruxas da Associação Cooperativa das Bruxas. Elas estão misturadas com muitos outros grupos de bruxas. Na realidade, não é estranho para elas terem tais opiniões. Como diz o ditado, uma andorinha só não faz verão, então espera-se que vários grupos de andorinhas se formem para o verão. A mesma coisa acontecerá aqui com a União das Bruxas mais cedo ou mais tarde quando se expandir. No entanto, a competição entre os grupos dentro de uma organização também tem seus méritos. A competição interna fará com que a União se torne mais forte, desde que a competição seja benigna. Eu só estou intrigado sobre por que Tilly enviou bruxas combatentes. Se ela apenas quer que eu as treine em seu nome, ela também poderia enviar bruxas assistentes, sem mencionar o fato de que Brisa ainda está ao lado dela.

— Ela provavelmente esclareceu em sua carta. — Rouxinol adivinhou.

— Oh, é verdade, você me lembrou da carta. — Roland deu um tapinha na testa e pegou o envelope da gaveta. Ele abriu sobre a mesa. Além das cinco bruxas, Tilly também enviou uma pilha de livros antigos e uma carta em sua própria caligrafia. Devido ao banquete, ele ainda não havia visto.

Em sua carta, Tilly apresentou os antecedentes dos livros antigos e as partes mais importantes desses livros em detalhes. Então, ela apresentou suas ideias sobre a Linhamar e esperava que Roland pudesse ajudar Trovão a construir um navio que poderia ir contra a correnteza. Na verdade, Trovão contara a Roland sobre a última parte. O que Roland ficou mais chocado foi sobre o início da carta.

Os livros são de diferentes datas e lugares e foram coletados e colocados nesta ruína. Muitos dos conteúdos desses livros desapareceram por centenas de anos, o que significa que alguém os encontrou nas ruínas do fundo do mar. Quem eram essas pessoas? — Roland pensou.

Na parte de trás da carta havia uma breve introdução à habilidade das duas novas bruxas, e o que Roland mais se se impressionou foi o último parágrafo no final da passagem.

“O que sabemos sobre este mundo ainda é vago e obscuro, e nosso conhecimento não é tão vasto quanto o conhecimento da Aliança há quatrocentos anos. Se quisermos derrotar nossos inimigos, devemos primeiro conhecê-los. A esse respeito, suas habilidades provavelmente poderiam nos ajudar.”

Depois de ler a carta, Roland ponderou —… devemos conhecê-los… suas habilidades… o que Tilly está pensando? — Ele leu a introdução de suas habilidades novamente, e de repente ele teve uma ideia chocante — Tilly quer… oh, não, isso seria insano! — Roland balançou a cabeça rapidamente, no entanto, uma vez que a ideia passou pela sua cabeça, ela não o deixou — Embora os riscos sejam altos, a recompensa também seria. Na verdade, aquelas caixas de pedras mágicas deixadas por Agatha são realmente tentadoras. Se elas fossem utilizadas para fabricar sigilos, então seriam tão importantes quanto uma locomotiva a vapor… — Roland havia pensado nisso antes, mas era muito difícil colocar a ideia em prática, então, ele teve que desistir. Agora, com a ajuda de Iffy e Brisa, ele parecia de repente se aproximar de seu objetivo.

— O que a carta diz? — Notando o olhar estranho de Roland, Rouxinol se abaixou e tocou na testa dele — Ei, você está bem?

— Que horror, quase tive um ataque cardíaco! — Roland riu impotente — Infelizmente, Tilly acabou de me deixar tomar a decisão sem qualquer explicação.

— Que tipo de decisão? — Rouxinol perguntou curiosa.

— Capturar os demônios. — Roland disse lentamente, uma palavra de cada vez.

JZanin
Professor de Química, mestre em Ensino de Ciências, jogador de RPG sem tempo e Deodoro Aliguieri nos tempos vagos que não existem mais. ~Strong alone, stronger together!~

6 Comentários

  1. Vou ser sincero, qdo falou que a habilidade da Iffy era jaula, eu pensei em usar p capturar demônios.

  2. Espera só até elas souberem do “fóssil vivo” de 400 anos que anda sobre as ruas de Vila Fronteiriça.
    Sem falar dos demônios e toda a história passada das bruxas.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!