LAB – Capítulo 537

Sonho (Parte 2)

No fundo do refúgio, a multidão ajoelhava-se, adorando uma mulher vestida com luxuosos ornamentos. Incontáveis velas queimavam silenciosamente, como estrelas levemente brilhantes cobrindo o chão.

— Essa é a garota nova? Levante sua cabeça e deixe-me ver seu rosto.

Iffy levantou a cabeça timidamente, mas só conseguiu ver uma máscara refletindo a luz friamente. Iffy estava se segurando para não gritar naquele momento.

— Meu nome é Heidi Morgan. Não tenha medo, a máscara é apenas para proteger minha identidade. — A voz da mulher era mais suave do que Iffy imaginava — A partir de hoje você faz parte da Associação Presa de Sangue.

— Por que… você não aceitou Annie? — Iffy reuniu coragem para perguntar.

— Presunçosa! — A ruiva vociferou.

As outras bruxas riram como se zombassem da estupidez de Iffy.

— Está tudo bem. — Heidi disse e, acenando com a mão, ela desceu da plataforma para se aproximar de Iffy — Porque não posso acolher tantas bruxas.

— Ela… ela pode encontrar sua própria comida.

— E viver como um rato? Esconder-se na sarjeta o dia todo e comer as sobras dos outros? Viver assim gradualmente vai torná-la mais selvagem a cada dia. — Heidi balançou a cabeça e continuou — A Associação Presa de Sangue precisa de feras, não ratos esperando para serem abatidos.

— Fe… feras? — Iffy não pôde deixar de repetir.

— Sim. Você já viu um lobo do penhasco?

Iffy balançou a cabeça.

— Eles são o símbolo do Reino de Coração de Lobo, são os mestres das montanhas. Eles podem dar à luz a três ou quatro filhotes de cada vez, mas nem todos os filhotes podem sobreviver. Você sabe por quê? — Heidi explicou lentamente — Porque a mãe-lobo vai matar alguns filhotes, pois ela não consegue encontrar comida o suficiente para todos eles, assim, ela consegue deixar o resto dos filhotes bem alimentado. A geração futura que cresceu em tais circunstâncias poderá continuar sobrevivendo e crescendo nesse ambiente hostil.

Iffy abriu a boca, mas não sabia o que dizer.

— Cortar a quantidade de alimento para cada filhote também pode manter todos os filhotes vivos. No entanto, é simplesmente estar vivo. Os jovens lobos que não comeram o suficiente não serão capazes de caçar por si mesmos quando crescerem. Eles não serão capazes de pôr a pata fora do ninho, nem teriam a chance de se reproduzir. O clã de lobos do penhasco desapareceria completamente a longo prazo. O que você acha disso?

— Eu…

Heidi levantou o queixo de Iffy com o dedo.

— Minha filha, esta é a inspiração que Deus nos deu: as bruxas devem agir como as feras para sobreviver durante os tempos de opressão. E as fortes bruxas combatentes se tornarão naturalmente o símbolo de toda a raça, como você o é agora!

A luz das velas começou a piscar. Iffy não ouviu nenhum aplauso, mas ela podia sentir suas emoções. A combinação das emoções de excitação, inspiração e alegria era como o vulcão que não precisava de palavras.

Depois de um tempo, ela hesitante perguntou:

— E se houver comida suficiente para cada lobo?

— Então eles não seriam mais lobos — Heidi riu —, mas cachorros.

O chicote golpeou as costas de Iffy, fazendo um barulho forte.

— Idiota, você não pode nem completar um treinamento tão insignificante e desperdiçou toda a comida que foi dada a você. Diga-me, quantas chicotadas já foram?

— Vinte e quatro. — Iffy cerrou os dentes e disse.

E então sua recompensa foi mais chicotadas. Sangue e suor escorriam de suas costas, encharcando suas calças.

— Isso é tudo por hoje. Você vai receber o dobro de chicotadas se o mesmo acontecer no treino de amanhã. — A ruiva jogou um enorme pedaço de costela no meio das quatro bruxas que foram punidas — A hora do jantar acabou. Esta é a comida extra que eu pedi a Lady Heidi. Vocês dividirão isso entre vocês. Lembrem-se, nenhum poder mágico é permitido.

A quantidade da costela seria suficiente para encher o estômago das quatro bruxas. No entanto, o treinamento de luta consumiu uma grande quantidade de energia. A possibilidade de completá-lo aumentaria se elas tivessem suprimento de comida extra entre as refeições.

Como uma fera… Apenas as bruxas fortes podem sobreviver. — Iffy olhou para a carne na frente dela e se lançou sobre a bruxa mais próxima.

— A Associação Secreta foi destruída pela Igreja. Ouvi dizer que ninguém escapou.

— Até a líder das bruxas.

— A Igreja está acampando na costa leste!

— Os malditos nobres! — Heidi não parecia bem — Eu vou rasgá-los em pedaços mais cedo ou mais tarde!

A influência das bruxas dentro do Reino de Coração de Lobo foi eliminada uma a uma, deixando apenas a Associação Presa de Sangue, que mal tinha recursos para se sustentar. Embora Iffy não entendesse bem por que o suprimento da associação estava relacionado com os nobres da ilha, ela podia sentir que a situação estava ficando crítica.

— Neste caso, envie Shaji e eu para nos livrarmos deles. — Iffy sugeriu.

— É tarde demais! A Igreja já notou a Ilha do Arquiduque. Não podemos mais ficar aqui. — Heidi cerrou os dentes e disse — Vamos para Ilha Adormecida.

— Você está falando sobre… aquela associação de bruxas que enviou a pomba para entregar a carta da última vez? — Iffy perguntou.

— Exatamente. Nós podemos tirar um pouco de mão-de-obra de lá para nos fortalecermos. É apenas temporário. Eu voltarei para cá mais cedo ou mais tarde! O Reino de Coração de Lobo é meu!

— Droga! Por que essas pessoas estão dispostas a ouvir as ordens de uma garotinha? — Heidi jogou o copo no chão, bastante irritada.

Iffy ficou sem palavras. As bruxas de Ilha Adormecida eram como ovelhas aos seus olhos, pois não tinham muito poder de resistência quando enfrentavam inimigos, inclusive a tal líder, Tilly Wimbledon. Sem a bruxa Extraordinária ao lado dela, ela não seria capaz de manter sua posição.

— É provavelmente porque ela está pregando a mesma importância das bruxas que não são combatentes? — Shaji interrompeu — Ninguém quer ser excluído.

— Isso é ridículo! Ela nem sequer pensou em quem derrotou a Igreja nos Fiordes! Quem vai acreditar em tal absurdo?

— O irmão mais velho de Tilly, o Lorde da Região Oeste parece concordar com isso.

— Isso é tudo culpa delas! Ninguém sabe o que um lorde quer melhor do que eu! — Heidi disse com raiva — Você pensa que eu construí a Associação Presa de Sangue para… — Ela de repente parou por um tempo e continuou — Não, eu não posso permitir que elas continuem falando bobagens. Você tem que ir até a Região Oeste e expor as mentiras de Tilly. Leve as minhas palavras ao Lorde. Posso oferecer o dobro do que Tilly Wimbledon tem a oferecer!

De alguma forma, Iffy sentiu que Lady Heidi, naquele momento, não era uma fera, mas um cordeiro exasperado.

— É por isso que você me abandonou? — A silhueta de Annie apareceu de repente na frente dela — Você me deixou por esse tipo de mestre e uma vida tão ridícula, traindo a minha confiança?

— Não, Annie…

Iffy ficou horrorizada ao notar o espaço em branco no rosto de Annie.

— Você se… esqueceu de mim?

Iffy rapidamente abriu os olhos e tudo o que estava na frente de seus olhos desapareceu de repente, deixando o teto cinza-branco da sala e uma luz pendurada.

— É um sonho?

Ela rapidamente fechou os olhos novamente para lembrar o rosto de Annie. Felizmente, Iffy ainda lembrava claramente do rosto e o olhar dela.

Iffy se virou e se sentou em sua cama, sentindo-se um pouco aliviada. No entanto, ela viu uma menina curiosa olhando para ela ao lado da cama. Iffy poderia dizer, observando os olhos da menina, que ela provavelmente jamais sofreu qualquer tipo de problema na vida ou precisou lutar… alguém que também seria chamada de ovelha.

— Quem é você?

— Nana. — A menininha inclinou a cabeça e perguntou — Você teve um pesadelo?

Iffy podia sentir que suas costas estavam encharcadas de suor naquele momento.

— Eu… disse alguma coisa?

— Uhum, disse sim. Você resmungava “eu sou uma fera… eu sou uma fera”… — A garotinha disse com os braços abertos — Por que você disse isso? Você não é um fera.

Iffy mordeu os lábios e respondeu:

— Você… não faz ideia.

— Faço sim. — Nana disse, enquanto cobria seu sorriso com a mão — Você é igual a mim. Não somos seres humanos? Você e eu?

JZanin
Professor de Química, mestre em Ensino de Ciências, jogador de RPG sem tempo e Deodoro Aliguieri nos tempos vagos que não existem mais. ~Strong alone, stronger together!~

10 Comentários

  1. Olhando para a organização Presa de Sangue até a Kara não parece tão ruim, ela pelo menos aceitava qualquer bruxa, sendo combatente ou não

  2. A filosofia espartana das presas de sangue até que faria sentido pra mim se não fosse pela hipocrisia da lider que prega força acima de tudo mas dependia da nobresa pra se manter.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!