LAB – Capítulo 544

Uma nova fonte de poder

— A perspectiva de um novo mundo, hein? — Roland não pôde deixar de rir.

Ele então pediu a Rouxinol para trazer Anna.

Nestes momentos a sós, Rouxinol sairia voluntariamente para dar aos dois um pouco mais de privacidade.

Anna estava usando um vestido azul claro de uma peça, sob o qual suas meias pretas até o joelho eram visíveis, e seus pés estavam cobertos por um par de mocassins. Tudo isso a fez parecer particularmente animada. Esses itens de estilo moderno foram adaptados sob a orientação de Roland durante seu tempo livre usando tecidos revestidos pela magia de Soraya. Eles eram extremamente leves, fáceis de usar e altamente duráveis. Eles eram perfeitamente adequados para Anna usar quando ela estava trabalhando na mina da encosta norte.

Sempre que Roland olhava em seus olhos brilhantes, ele sentia uma onda de felicidade e sorria incontrolavelmente.

Claro, ele não precisava mais agir da maneira que costumava. Ele passou os braços em volta dela e sentou-a em seu colo. Então ele deu um cheiro no cabelo dela e beijou sua bochecha antes de chegar ao ponto.

— Eu quero desenvolver uma nova fonte de energia.

— Será algo como a locomotiva a vapor? — Anna virou a cabeça para encará-lo. Sua clavícula podia ser vista ao longo de seu pescoço bonito.

Roland não pôde resistir a estender a mão para acariciar seus ombros. Anna sentiu cócegas e começou a rir timidamente.

— Vossa Majestade, agora não.

— Hehe, tudo bem. — Roland colocou Anna no banco, levantou-se e pegou uma pilha de projetos dos arquivos em um lado da mesa — Dê uma olhada nisso primeiro… O quanto disso você consegue compreender?

— Hum…

Sempre que Anna estava estudando alguma coisa, sua expressão se tornava completamente solene. Roland costumava sentir uma inexplicável sensação de vergonha e inferioridade quando a observava com ar distante… ele sentia como se estivesse sentado em uma sala de aula naturalmente bem iluminada e espiando a aluna mais inteligente da turma.

A fim de neutralizar esse sentimento, ele pensou nas coisas safadas que faria com ela à noite.

— Eu mais ou menos entendi tudo. — Depois que Anna olhou os últimos projetos, pensou por um momento e assentiu — Ela também é alimentada por vapor, exceto que o pistão é substituído por pás do moinho de vento e, portanto, economiza energia no movimento recíproco das bielas. Estou certa?

— Você está absolutamente correta. — Roland descartou seus pensamentos selvagens e fez uma expressão séria — Ela é chamado de turbina a vapor. Embora também seja alimentada por vapor de alta pressão, sua eficiência é muito maior que a do motor a vapor.

Este era o produto revolucionário que Roland concebera havia muito tempo.

Pode-se dizer que Anna foi a principal razão pela qual ele queria livrar as indústrias básicas da dependência das bruxas, pois só assim ela poderia se concentrar na produção mecânica de ponta.

A turbina a vapor seria sua experiência nesse campo.

Turbinas tinham muitos usos. Elas poderiam ser usadas para abastecer navios e fornecer eletricidade, especialmente a eletricidade.  Roland previra que, depois que Serra do Dragão Caído fosse capturada, a Condessa Speer teria que gastar muito tempo resolvendo os assuntos do governo. Não seria prudente confiar apenas no poder mágico de Lunna para fornecer iluminação noturna para o distrito industrial, para não mencionar o fornecimento de eletricidade do distrito residencial. Roland certamente não queria admitir que isso era uma falha de planejamento causada por sua falta de experiência. Para compensar esse erro, ele teve que pensar em um meio alternativo de produzir eletricidade.

Devido às falhas naturais do princípio da circulação, a eletricidade gerada pelos motores a vapor era inconsistente. Além disso, Roland tinha um conhecimento parco de regulação de tensão. Era, portanto, uma opção mais adequada usar turbinas a vapor, que tinham potência de saída mais estável e maior eficiência térmica.[1]

— O que eu tenho que fazer primeiro? — Anna perguntou.

— Lembra o que você fez para a canhoneira de águas rasas? — Roland mostrou-lhe o projeto de uma lâmina — Você precisará construir um modelo operável disso. Precisa apenas de um metro de comprimento. O principal problema a ser resolvido é o ângulo da lâmina. Ele deve permitir que o vapor de alta pressão flua suavemente a cada grade do estator. Se você puder fazer isso, mais da metade do trabalho estará feito.

No entanto, como um produto final utilizável pode ser construído sem dados detalhados?

A única maneira seria por tentativa e erro.

Quanto ao núcleo da turbina, Roland não estava preocupado com a dificuldade de alterar o impulsor porque a precisão de corte da Chama-negra era muito maior do que qualquer ferramenta de usinagem moderna. Ele também não estava preocupado com a resistência dos materiais, afinal, os propulsores normalmente operavam a uma temperatura de 500 a 600° C, e a liga de aço descoberta por Lucia era mais do que competente para essa tarefa. O principal problema era a coordenação angular entre a cascata do estator e o impulsor. O primeiro era como uma barreira fixa que poderia alterar a direção angular da passagem do vapor, de modo a evitar que o vapor batesse com o impulsor ao mesmo tempo. Isso também impedia a desordem direcional e a produção de forças opostas. Em essência, era como um pente para desordem de fluxo de ar.

Se o modelo que Anna construísse fosse operável, Roland o produziria em massa, e então não haveria mais dificuldades.

Depois que os métodos de processamento e a qualidade dos materiais forem melhorados, os resultados industriais seriam inevitavelmente substanciais.

— Creio que compreendi. — Os olhos de Anna brilharam, como se estivessem sinalizando que ela estava pronta para começar a trabalhar.

— Mas não precisa ter pressa. — Roland segurou a mão dela com força — Você deve ter escutado de Wendy que decidi lançar um ataque para capturar os demônios.

— Sim. — Anna respondeu — Você vai seguir em frente?

Roland balançou a cabeça com calma.

— Isso é bom. — Anna descansou a cabeça no ombro dele — Da última vez, quase morri de medo quando o vi ferido.

— Sério? Mas eu ouvi de Rouxinol que você era a pessoa mais calma ali. Se não fosse pelo seu plano decisivo, eu poderia realmente ter…

Antes que ele pudesse terminar a frase, Anna cobriu a boca com a sua mão macia.

— Não diga isso.

Ela só soltou a mão depois que Roland assentiu em reconhecimento. Ele então continuou:

— De qualquer maneira, o que eu quero dizer é que você tem que cuidar bem de sua segurança, entendeu? Se alguma coisa acontecer, use o Sigilo da Vontade Divina imediatamente sem hesitação. Tudo bem se vocês não conseguirem capturar os demônios… estarei esperando no castelo pelo seu retorno triunfal.

— Não se preocupe. — Anna riu — Eu não vou deixá-los machucarem as outras bruxas também.

Depois que Anna saiu, Roland ficou em silêncio por um longo tempo antes de murmurar:

— Você está por perto?

— Claro. — A silhueta de Rouxinol apareceu em cima da mesa do estudo — Mas eu não escutei o que vocês dois conversaram. Eu só retornei depois que ela foi embora.

Roland se levantou e foi até a janela. Enquanto olhava na direção das montanhas nevadas, ele explicou a Rouxinol o plano de caça que ele havia concebido.

— Antes de partir, todas vocês terão que treinar algumas vezes para se familiarizarem com todo o procedimento de caça, bem como entenderem as tarefas umas das outras. Além disso, este plano só será efetivo se enfrentar um pequeno número de demônios. E o plano precisará ser ajustado com base na situação. — Ele parou brevemente antes de continuar — Se você se deparar com o pior tipo de situação… e eu quero dizer a situação mais desesperadora e irremediável, você deve trazer Anna de volta, não importa o que aconteça.

Rouxinol não disse nada. Em vez disso, esperou até que Roland virasse a cabeça para olhá-la antes de responder com uma expressão desconcertante no rosto.

— Esse é o verdadeiro motivo pelo qual você não está indo?

Roland não podia negar a verdade.

— Se não, você definitivamente escolheria me salvar, não é mesmo?

—… entendi. — Rouxinol suspirou levemente — Eu farei o meu melhor.

— Conto com você! — Roland disse dando um tapinha no ombro de Rouxinol.


[1] Pode-se dizer que Roland quer construir algo como essa turbina.

JZanin
Professor de Química, mestre em Ensino de Ciências, jogador de RPG sem tempo e Deodoro Aliguieri nos tempos vagos que não existem mais. ~Strong alone, stronger together!~

3 Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!