LAB – Capítulo 565

Impasse

A recepção de boas-vindas não começou até o anoitecer. Os convidados foram calorosamente recebidos no palácio por Deegan Moore, o primogênito do Rei do Alvorecer.

Foi a primeira vez que Yorko participou de um banquete tão requintado. O salão como um todo estava claro como o dia, iluminado por inúmeras velas e lamparinas que brilhavam como estrelas. Havia uma claraboia aberta ao lado de cada um dos candelabros pendurados no teto, o que afastava o mormaço da sala.

Mesas cobertas com toalhas brancas estavam dispostas em forma de escada, cheias de todo tipo de material em vidro. Havia vinhos tintos que brilhavam à luz das velas como se fossem rubis. O salão era tão extravagantemente decorado com espelhos de prata e ornamentos de ouro que parecia tão magnífico quanto o palácio do Reino de Castelo Cinza.

No entanto, o que mais chamou a atenção de Yorko foram aquelas senhoras nobres que vagavam entre cavalheiros.

Algumas delas eram jovens e inocentes, enquanto outras eram corpulentas e maduras. Cada uma das mulheres, com os cabelos presos ou não, tinha uma mecha de cabelo colorida cheia de acessórios. Yorko pensou em Denise e percebeu que era um estilo atualmente em moda entre os nobres do Reino do Alvorecer.

Além dos cabelos, a maioria das mulheres usava vestidos de seda justos que mostravam perfeitamente seus corpos graciosos. Fachos de luz brilhavam quando passeavam pelo salão. Ao contrário dos vestidos que as meninas usavam normalmente no Reino de Castelo Cinza, esses vestidos deixavam os ombros de fora e eram acima dos joelhos, sedutores e cativante.

Yorko ficou muito feliz e pensou — Vir para cá foi realmente a escolha certa!

Comparadas às nobres reservadas no Reino de Castelo Cinza, as do Reino do Alvorecer eram excepcionalmente cordiais.

No entanto, eles demonstravam afeição apenas a jovens e cavaleiros bonitos, em vez de nobres simples como ele. Mas é claro que isso não seria um problema para Yorko, pois ele nunca confiou em sua aparência para atrair mulheres.

— Bem-vindo ao Reino do Alvorecer. — Um jovem ligeiramente pálido, escoltado por uma grande multidão, aproximou-se dele — Li a carta de apresentação de Roland Wimbledon e o documento emitido por ele. Então, que dizer que Sua Majestade Wimbledon já unificou todo o Reino de Castelo Cinza?

Bastava somente um olhar para saber que este homem era o anfitrião do banquete, o Príncipe Appen Moore.

Yorko colocou a mão no peito, um pouco impressionado. Como ele representava a Família Real do Reino de Castelo Cinza, ele não era obrigado a se ajoelhar. Era compreensível que o Rei pedisse ao filho mais velho para sediar o evento, pois ele poderia ser envolvido em alguns assuntos políticos. No entanto, seria uma falta de etiqueta deixar seu filho ler diretamente a carta de Sua Majestade Roland. Ao pensar melhor, Yorko poderia até ser considerado como um dano diplomático.

Yorko respondeu à pergunta do príncipe Appen e perguntou com muita relutância:

— Bem, como está seu pai…

— Ele está doente, muito doente. — Appen suspirou — É por isso que ele não pôde recebê-lo pessoalmente.

— Eu sinto muito ouvir isso.

— Sem problemas. Todo mundo na Cidade do Resplendor sabe que o Rei está doente. Ele desmaiou durante um banquete há um mês e meio e está doente desde então. Ele só fica consciente por duas ou três horas por dia e no resto do tempo está insensível.

Há um mês e meio… foi nessa mesma época que ele partiu da Cidade Real de Castelo Cinza. — Yorko pensou e o confortou:

— Tenho certeza de que Sua Majestade ficará melhor. Por favor, não se preocupe muito com isso.

— Obrigado. — O Príncipe conseguiu esboçar um sorriso — Aproveite o banquete. Vou pedir ao oficial de cerimônias para que providencie acomodação para você mais tarde.

— Obrigado. — Enquanto Appen estava prestes a sair, Yorko de repente pensou no real objetivo de sua viagem e se aventurou apressadamente — Alteza, e a aliança entre o Reino do Alvorecer e o Reino de Castelo Cinza?

— Eu ouvi falar sobre esse assunto, mas meu pai está atualmente muito frágil para lidar com assuntos políticos. Vamos esperar até que ele esteja melhor.

Yorko ficou um pouco aliviado depois que o Príncipe e seus companheiros foram embora.

Parecia que ele era um embaixador bastante competente por natureza. Ele não cometeu erros perceptíveis durante seu primeiro encontro com um membro da Família Real de alto escalão, embora as coisas não tenham corrido tão bem quanto ele esperava. No entanto, isso realmente não o incomodou, porque ele viveria na cidade por um longo tempo, independentemente, e o Rei Moore IV não poderia ficar doente pelos próximos anos.

Em vez disso, ele deveria aproveitar esta oportunidade para prestar mais atenção às beldades no salão.

— Nos encontramos novamente, Senhor Embaixador. — Enquanto ponderava, Yorko ouviu uma voz familiar vindo de trás.

Assustado, ele se virou abruptamente e encontrou Denise Payton, a comerciante com quem passara muito tempo no caminho para cá.

— Mas como…?

— Eu disse que nos encontraríamos novamente. — Denise sorriu enquanto pegava uma taça de vinho tinto — Um brinde à nossa reunião.

Yorko olhou rapidamente para se certificar de que nenhum nobre estava olhando na direção deles.

— Você está procurando pelo meu marido? — Denise ergueu as sobrancelhas — Relaxe. Ele não tem o direito de comparecer a esta recepção.

— Você está dizendo que…

— Sou eu quem administra a Família Payton, não ele. — Denise disse sem rodeios — E há empregadas domésticas mais do que suficientes para ele se saciar. Ele não está autorizado a buscar prazer fora sem a minha permissão.

Então é esta a razão… — A mente de Yorko se iluminou. Parecia que Denise era a verdadeira herdeira da Família Payton. Para herdar a Família, a filha normalmente procurava um parceiro, geralmente um nobre menor, para morar com ela. Devido à enorme diferença em seu status, geralmente era o parceiro masculino que mudava de nome.

— Você deveria ter me contado. — Yorko lançou um olhar aliviado — Eu não quero separar um casal tão afetuoso e interferir no seu relacionamento especial.

— Sério? — Denise sorriu — Não foi especial quando você rejeitou minha proposta. — Ela parou por um momento e depois perguntou — Você tem planos depois do banquete?

— Bem, acho que não. — Yorko respondeu enquanto passava um braço em volta de sua cintura delicada — Se você me convidar.

— Então eu conheço um bom lugar.

— Tudo depende de você, querida.

Depois do banquete, Otto puxou o Príncipe Appen de lado, parecendo bastante confuso.

— Não compreendi, Alteza. Mesmo que Sua Majestade esteja doente, o senhor ainda pode fazer uma aliança com o Reino de Castelo Cinza, pois seu pai também pretendia fazer isso. Por que você quer deixar o assunto de lado? Com a Igreja colocando pressão sobre nós, não é uma boa ideia lutar sozinho.

— Ouvi dizer que o pai pediu para você se encontrar com Timothy Wimbledon, em vez de Roland Wimbledon, estou certo?

— Estamos nos aliando ao Rei de Castelo Cinza. O embaixador também confirmou que Roland é o novo rei do nosso reino vizinho.

Appen Moore assentiu.

— Você fez um ótimo trabalho na viagem confidencial ao Reino de Castelo Cinza. Mas tenho meus próprios pensamentos sobre a aliança. Deixe comigo.

— Vossa Alteza!

— Você não entendeu? — Appen interrompeu — Eu, pelo bem do Reino do Alvorecer…

— É pela segurança do Reino que precisamos de alguém para nos ajudar a parar os ataques da Igreja!

— E eu já disse, deixe isto comigo!

Appen não pôde deixar de levantar a voz.

— Sinto muito. Eu perdi minha compostura.

Como o Príncipe continuou insistindo, Otto não teve escolha a não ser concordar. Assim que se virou, Appen de repente o questionou:

— Somos amigos, não somos?

Otto ficou em silêncio por um momento e depois respondeu:

— Sim. Andrea, Belinda, Oro e eu… todos nós somos seus amigos.

— Se o pai não aguentar… — Appen falou devagar —… você me ajudará a ascender ao trono, certo?

JZanin
Professor de Química, mestre em Ensino de Ciências, jogador de RPG sem tempo e Deodoro Aliguieri nos tempos vagos que não existem mais. ~Strong alone, stronger together!~

6 Comentários

  1. Desconfio que a Igreja já matou o velho! Esse príncipe quer trair a aliança com Roland! Tem muita cara de dar merd

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!