LAB – Capítulo 579

Cartas

Roland recebeu uma carta de Calvin Kant, Duque da Região Norte, acompanhada de um memorando impresso que expressava a intenção de lealdade da Região Norte à Sua Majestade.

Já a carta em si falava de assuntos mais triviais.

Primeiro, Calvin perguntou quando Roland organizaria sua cerimônia para entronização, para que o Duque pudesse preparar sua jornada para participar. Essa era a convenção sempre que um novo rei fosse coroado.

A próxima pergunta era sobre as novas políticas, como elas deveriam ser aplicadas, quais eram os poderes remanescentes dos nobres, como deveriam ser feitos os arranjos de sucessão e qual deveria ser o escopo de administração da Prefeitura.

Essas perguntas eram previsíveis. Mas foi a última pergunta que surpreendeu Roland.

No final da carta, o Duque propôs uma aliança por meio do casamento. Uma página inteira foi dedicada a exaltar a beleza e o talento de sua filha Edith. A carta afirmava também que ela seria capaz de lidar com todos os tipos de questões e assuntos, fossem eles domésticos ou estrangeiros, e, portanto, ela era a candidata mais adequada para ser rainha. Roland riu com entusiasmo ao ler esta seção da carta.

— Do que você está rindo? — A voz de Rouxinol veio da direção da espreguiçadeira.

— De um pai muito interessante. — Roland mostrou a carta — Veja isso.

Rouxinol saiu de sua névoa, pegou a carta de Roland e a leu. Então ela franziu a testa e perguntou:

— Você não concorda com isso, concorda?

— Claro que não. — Roland respondeu levemente — Eu não preciso de alianças matrimoniais para preservar a estabilidade do meu trono. Além disso, a carta faz com que ela pareça tão capaz que eu nem ousaria deixá-la entrar no castelo. Ou então, ninguém saberá quem é o rei de fato.

— Você parece sincero. — Rouxinol observou e suspirou visivelmente aliviada.

— Ei, você não acredita em mim?

— Não é que eu não acredite em você, mas você sabe que as bruxas não podem… — Rouxinol parou por um momento antes de continuar — Depois do Despertar, não podemos mais ser consideradas mulheres completas.

— Eu não vejo dessa forma. — Roland balançou a cabeça em desacordo. Para ele, a percepção social de que a infertilidade era um defeito desapareceria à medida que a civilização progredisse gradualmente. Por outro lado, a bela aparência, o físico atraente e as habilidades incríveis que o poder mágico poderia trazer se tornariam cada vez mais importantes e desejáveis ao longo do tempo. Enquanto a humanidade continuasse viva, as bruxas inevitavelmente surgiriam como um grupo. Felizmente, elas poderiam nascer de humanos normais e, além disso, não havia um método específico para desencadear um Despertar. Isso permitiu que bruxas e humanos normais vivessem e trabalhassem juntos ou talvez até se casassem.

No momento em que Roland estava prestes a expor longamente sua visão pessoal das bruxas, um falcão cinza voou pela sala através de uma janela aberta e pousou na mesa de Roland com um baque alto.

Um laço de tecido amarelo estava amarrado ao redor de suas garras. Isso significava que era uma carta secreta que chegava da antiga capital.

Roland engoliu suas palavras, pegou um pedaço de peixe seco de uma gaveta e jogou-o ao falcão cinza que já estava esperando sua recompensa. Depois, desenrolou o pano e tirou o papel dobrado cuidadosamente por dentro.

Como o tamanho da carta secreta era limitado, o conteúdo escrito nela precisava ser extremamente conciso.

A primeira frase da carta foi suficiente para causar um choque enorme a Roland.

“O palácio do Reino do Alvorecer foi infiltrado por uma bruxa purificada que pode usar suas habilidades mesmo sob o efeito da Pedra da Retaliação Divina.”

Bruxas que são imunes à influência da Pedra da Retaliação Divina? — Até onde Roland sabia, apenas dois tipos de seres poderiam fazer isso. O primeiro era uma bruxa Extraordinária com seus corpos aprimorados, enquanto o segundo era um tipo específico de demônios sênior, chamado Eversivo Mágico.

Enquanto Roland continuava lendo, ele percebeu que cada linha sucessiva de informações ficava cada vez mais chocante.

“Quando o Príncipe Appen tentou resistir à bruxa purificada, ela manipulou seus guardas para cortar suas próprias gargantas.”

“O objetivo da Igreja é estabelecer um controle firme sobre o Reino do Alvorecer antes que ela se concentre totalmente no ataque ao Reino de Castelo Cinza.”

“Otto Luoxi e Oro Tokat testemunharam tudo o que aconteceu. As Três Famílias esperam receber sua ajuda.”

De repente, Roland percebeu que seus planos de recuperar o Extremo Sul teriam que ser ajustados substancialmente.

Três dias se passaram.

Roland convocou uma reunião de discussão de estratégia na sala de recepção do castelo.

Os participantes incluíram o Primeiro-Ministro da Prefeitura, Barov; Comandante do Primeiro Exército, Machado de Ferro; Cavaleiro-Chefe, Carter; Cônsul da Região Cancioneiro, Petrov; Representantes da União das Bruxas, Wendy e Agatha; um representante das bruxas de Ilha Adormecida, Sylvie; e, finalmente, a Pérola da Região Norte, Edith.

— Essa é a situação atual, falando brevemente. — Roland concluiu após recontar o conteúdo da carta secreta aos participantes — Embora não possamos verificar as informações, se tudo o que está na carta de fato ocorreu, o Reino de Castelo Cinza enfrentará inquestionavelmente o seu maior desafio antes da próxima Batalha da Vontade Divina. Após algumas considerações, decidi que os acordos de batalha do Extremo Sul devem ser temporariamente suspensos. — Roland então olhou para Machado de Ferro — Podemos seguir nessa linha?

Como Comandante-chefe da Ofensiva da Primavera, Machado de Ferro rapidamente tomou Vila do Salgueiro e Serra do Dragão Caído de acordo com o plano, e assim deu à Roland o controle sobre as cidades que ligavam a Cidade de Primavera Eterna e a Região Sul. Machado de Ferro pretendia aproveitar esse sucesso concluindo a expansão territorial antes da chegada do outono. Isso incluiria colocar a Nação Areia sob o domínio do Reino de Roland. As duas pessoas que seriam responsáveis por estabelecer boas relações entre as duas etnias seriam Eco e Machado de Ferro. Como ambos pertenciam ao Clã Mojin, eles poderiam servir como mediadores em um conflito étnico. Machado de Ferro estava especialmente ansioso para voltar à Cidade da Areia de Ferro e se vingar por todas as mazelas que passou. Portanto, permitir que ele liderasse as tropas para tomar o Extremo Sul era a melhor recompensa que Roland poderia ter lhe dado. Agora que os planos de batalha estavam suspensos, era compreensível se ele estivesse decepcionado.

— Sim, Vossa Majestade. — Machado de Ferro não revelou nenhuma expressão, e sua resposta foi tão direta e firme como sempre foi — Sugiro que deixemos os soldados recém-treinados tomarem o lugar dos soldados do Primeiro Exército estacionados na Serra do Dragão Caído. Eles não terão problemas para lidar com os nobres de lá, e ao mesmo tempo permitiria ao Primeiro Exército reunir sua maior força para lutar contra a Igreja.

— Nós faremos exatamente isso. — Roland assentiu com aprovação antes de se levantar e andar na frente do grande mapa — Atualmente, enfrentamos dois problemas principais. O primeiro é que não sabemos quando o inimigo atacará. O segundo é que não sabemos de onde eles atacarão. A Igreja costumava ter apenas uma rota para invadir o Reino de Castelo Cinza. Isso seria viajar diretamente para o sul através da Serra do Vento Congelante para chegar à capital. No entanto, agora que a Igreja controla o Reino do Alvorecer, é possível que o Exército do Julgamento nos ataque pela fronteira dos reinos. Alguém tem uma boa ideia de como podemos lidar com isso?

— Não importa de onde eles venham, eles terão que passar pela Região Norte. — Barov foi o primeiro a falar — Serra do Vento Congelante, Vila do Vale Profundo, Cidade de Noite Eterna e Cidade do Penhasco Íngreme, todos esses locais são administrados por Duque Calvin. Sugiro que deixemos a senhorita Edith voltar e informar o pai sobre isso. Vamos vigiar os inimigos na região norte. Esta é a maneira mais segura. Mas, Vossa Majestade… — O Primeiro-Ministro da Prefeitura esfregou as mãos — Nós realmente temos uma chance contra a Igreja?

Esta pergunta tola foi mal recebida por todos os presentes. Edith respondeu sem cerimônia:

— Se Sua Majestade disser que não temos chance, você irá abanar o rabo na Igreja e implorar por misericórdia?

— Que bobagem você está falando? Como Primeiro-Ministro, tenho que fazer planos de contingência para o pior que pode acontecer…

Edith o ignorou e virou-se para Roland.

— Vossa Majestade, embora seja realmente necessário enviar pessoas para monitorar todas as estradas do Norte, não será um método eficaz por si. A resposta será lenta e, quando os inimigos forem descobertos, isso significa que eles já começaram a agir. Isso lhe dará muito pouco tempo para responder.

— Você tem um plano melhor?

— Claro. — Edith respondeu confiante — Devemos enviar pessoas para Hermes.

— A Cidade Sagrada da Igreja? — Carter franziu o cenho com desdém — Mas qual utilidade disso? Você acha que o Papa informará quando irá despachar os exércitos?

— Além disso, as pessoas que vivem lá são crentes e fanáticos. Vai ser difícil para os espiões se misturarem. — Petrov acrescentou.

— Não há necessidade de entrar na Cidade Sagrada. — Edith riu — Tudo o que precisamos fazer é ter uma boa conversa com um comerciante próximo.

JZanin
Professor de Química, mestre em Ensino de Ciências, jogador de RPG sem tempo e Deodoro Aliguieri nos tempos vagos que não existem mais. ~Strong alone, stronger together!~

4 Comentários

  1. Resumindo: Bora usar as artilharias pra bombardear a cidade e deixar a cambada da igreja morrendo de medo sem saber de onde o ataque está vindo

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!