LAB – Capítulo 584

O Estuário

Após quase quatro meses fora, Lotus sentiu algo diferente ao voltar a Vila Fronteiriça.

A vila havia se desenvolvido rapidamente, e mesmo a forte neve não impedia sua expansão. Ela tinha essa sensação especial toda vez que visitava a Ponte do Rio Vermelho.

As fábricas localizadas na margem sul do rio estavam dispostas ordenadamente, e a área da doca havia crescido bastante de tamanho. Navios de concreto não paravam de passar e quase cobriam toda a superfície cintilante do rio.

— Aqui é muito mais agitado que Ilha Adormecida. Tem um monte de pessoas, e daqui de cima elas parecem formigas trabalhando. — Mel olhava para baixo, apoiando-se no parapeito da ponte.

— Concordo. — Lotus disse. Antes, ela não entendia por que Sua Majestade queria uma ponte tão grande e ampla, sentindo que era um baita desperdício de materiais. Hoje, contudo, ela pensava que esta havia sido uma decisão acertada.

Ocasionalmente, pessoas que atravessavam a ponte olhariam para elas, curiosas de suas roupas e aparência.

Em outras cidades, Lotus já estaria pensando em como escapar em momentos como esse, mas ela não precisava se preocupar com sua segurança aqui.

Além das mudanças que os olhos podiam ver, também havia mudanças invisíveis aos olhos, como a melhoria na qualidade de vida.

Por exemplo, o sistema de aquecimento que fazia as pessoas se sentirem mais quentinhas; as lâmpadas elétricas que iluminavam a noite; e as novas e deliciosas comidas como sorvete e várias outras. Evelyn e Lumen poderiam falar com ela sobre essas mudanças em suas vidas pelo dia todo, mas isso não foi o que mais surpreendeu Lotus.

Ela achou que a maior mudança foi a relação entre as bruxas e as pessoas comuns.

E isso poderia ser visto na taberna de Evelyn.

A taberna foi fundada pela União das Bruxas. Evelyn era a gerente e também a garçonete, servindo licores deliciosos e exóticos aos clientes que visitavam a Região Oeste. Essa foi uma ideia sugerida por Sua Majestade, que disse que elas deveriam investir parte de seus ganhos em negócios lucrativos ao invés de mantê-los guardados em suas despensas.

Lotus havia sido convidada por Wendy para provar o Licor da Maçã Congelante. O sabor era extraordinário; o aroma tinha um toque delicado de frutas, dando de dez a zero no licor de aveia. O visual do licor também era bastante atrativo, e você conseguia ver o líquido verde claro através do copo de cristal transparente. O ambiente não era nada igual ao daqueles bares comuns, onde tudo era muito barulhento e caótico. Ela nunca chamaria esse lugar de bar, se não tivesse visto a fileira de barris atrás do balcão.

Claro, tal experiência vinha acompanhada dos altos preços das bebidas.

Evelyn estava de pé na frente do balcão, conversando com os clientes, e ninguém a tratava mal por ser uma bruxa. Pelo contrário, muitos desses comerciantes, que vieram de fora da Região Oeste, estavam visitando essa taberna devido à curiosidade que tinham acerca da bruxa e de seus licores deliciosos. Era a primeira vez que Lotus via Evelyn sorrir tão alegremente. Ela logo soube que Evelyn realmente gostava desse trabalho.

Lotus lembrou que, antes de ela ir para Ilha Adormecida, a maioria das atividades das bruxas acontecia basicamente dentro da área do castelo, e quando precisavam sair, sempre eram protegidas e escoltadas pela guarda de Sua Majestade. Mas agora, elas estavam sendo gradualmente integradas em cada parte da vila.

Era incrível o fato de que tamanhas mudanças haviam acontecido em apenas quatro meses.

Conversar com Wendy naquela noite fez Lotus ter uma melhor compreensão acerca das coisas. Agora ela entendia por que a União das Bruxas se empenhava tanto por esta vila. Elas não estavam apenas ajudando a desenvolver a Cidade de Primavera Eterna por causa de Sua Majestade Roland, mas também estavam construindo um lar.

— Vamos lá. Se tudo correr bem, conseguiremos terminar hoje mesmo a transformação do estuário. — Lotus disse a Mel.

— Yey!

Quando o último pedaço de rocha afundou no chão, Lotus limpou o suor em sua testa e respirou fundo.

— Incrível, você realmente conseguiu fazer uma estrada pela montanha. — Mel aplaudiu, e os pássaros, que estavam na copa de uma árvore próxima, chilrearam em complemento.

— É claro, não há nada que eu não possa fazer. — Lotus disse orgulhosamente.

Diferente dos recifes que circundavam Ilha Adormecida, a camada rochosa na região de Vila Fronteiriça era muito mais profunda e dura, então moldá-la era muito mais difícil. Felizmente, ela não precisava transformar toda a montanha em solo plano. De acordo ao projeto de Sua Majestade, ela apenas precisava construir uma passagem que permitisse cinco ou seis carruagens a transitarem lado a lado. Ao pensar na ponte de ferro, desta vez ela não considerou tamanha passagem larga como sendo um exagero.

Já que as colinas estavam a mais de quarenta metros acima do nível do mar, a forma mais fácil de construir uma estrada era afundar o chão gradualmente até que se tornasse numa longa e gentil ladeira.

Para facilitar a passagem das carruagens, ela intencionalmente usou a camada rochosa das colinas para produzir uma espécie de asfalto de rocha. Assim, mesmo se chovesse, poças de água não se formariam na superfície da estrada.

Se alguém ficasse de pé no topo da ladeira, poderia ver a areia dourada na costa da praia e o oceano azul no horizonte, e também poderia sentir a brisa refrescante que soprava pela ladeira com um toque de maresia.

— Você trouxe material para fogo? — Mel saltou em direção a Lotus.

— Não, o que você quer fazer?

— Assar peixe, claro! — Mel sorriu e continuou: — Que tal eu atrair os peixes até aqui e você encurralá-los aumentando o nível da areia em torno deles? Depois disso a gente pode colocá-los sob o sol por dois dias, já que não temos fogo.

Os pássaros na árvore próxima chilrearam ainda mais alegremente.

Lotus revirou os olhos e disse:

— Eu não gosto do cheiro de peixe seco. Além do mais, você não cansa disso? Você comeu tantos deles em Ilha Adormecida.

— Hmm? Mas é bom demais. — Mel disse enquanto curvava a cabeça para o lado.

— De qualquer forma, é proibido ressecar peixe neste local. Sua Majestade não gosta do cheiro que fica, também. — Lotus se lembrou de Cinzas e se perguntou se a mesma estava sendo atormentada pela sopa de peixe em Ilha Adormecida. — Sua Majestade disse que ele planeja construir um porto aqui. Desta forma, Lady Tilly pode vir a qualquer hora que ela quiser, e não precisará mais da ajuda dos balões.

O nome “Lady Tilly” atraiu a atenção de Mel.

— Então… ela virá?

A expressão no rosto de Mel era ainda mais simples do que a de um animal. Lotus afagou o cabelo macio de Mel e disse:

— Não faço ideia, mas logo Sua Majestade terá que lutar contra a Igreja. Então ela terá que vir ajudar o irmão dela.

Na verdade, Lotus não estava certa disso, especialmente depois de ouvir os detalhes acerca da Associação Presas de Sangue e de Heidi Morgan. No passado, ela não gostava nada da atitude convencida e arrogante das bruxas combatentes, mas agora, vendo por outro ângulo, parecia que, assim como qualquer outra bruxa, elas também não passavam de vítimas.

Diferente de Iffy, que Lotus agora conseguia conversar de vez em quando, as outras bruxas combatentes de Ilha Adormecida não seriam tão facilmente persuadidas por Tilly.

— Yey, isso é ótimo!

Lotus suspirou internamente. Essa garotinha não sabia de nada sobre o que era uma guerra. Se Lady Tilly falhasse em lidar com a Associação Presas de Sangue, e a Igreja atacasse Sua Majestade Roland ao mesmo tempo, os problemas seriam imensos.

Não obstante, Lotus desejava que Lady Tilly pudesse vir a Vila Fronteiriça mais uma vez.

Ou melhor, ela desejava que Lady Tilly pudesse ficar aqui para sempre.

Então o desejo que ela havia feito no inverno se tornaria realidade.

Desta forma, todas as bruxas, incluindo eu mesma, poderiam viver felizes em Vila Fronteiriça. — Lotus pensou.

Kabum
Engenheiro Mecânico. Soteropolitano.

8 Comentários

  1. Agora com o caminho livre e praticamente “asfaltado” o porto marítimo da cidade vai finalmente acontecer. Jájá o Roland manda fazer um encouraçado estilo Minas Gerais.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!