LAB – Capítulo 603

Prelúdio da Batalha

Zero estava no último andar da Torre de Babel e observava a movimentada Cidade Sagrada de Hermes abaixo.

O número de fiéis que vieram ao planalto este ano havia dobrado em comparação com o do ano anterior, assim como o número do Exército de Julgamento. O Reino de Inverno Eterno forneceu quase vinte mil pessoas para a Igreja. Isso permitiu que ela recuperasse as vidas que foram perdidas nas batalhas contra as bestas demoníacas e o Reino de Coração de Lobo. Na verdade, os números de agora excediam os de antes.

O objetivo de Sua Santidade O’Brien sempre foi unificar os Quatro Reinos. Se o Reino de Castelo Cinza e o Reino do Alvorecer caíssem nas mãos da Cidade Sagrada, a Igreja atingiria um patamar nunca visto antes.

Contudo, isso não era o suficiente para Zero. Ela sentia que mesmo se a Igreja conseguisse governar os Quatro Reinos, ainda assim não poderia comparar-se com a Aliança, que havia governado as Planícies Férteis.

A Igreja teria que fazer muito mais se desejasse uma vitória na Batalha da Vontade Divina.

— Não deveria ser o turno de Isabella? — Zero de repente ouviu a voz de Tayfun atrás dela. Ela se virou e viu os três arcebispos entrarem no salão.

— Sua Santidade a designou para uma missão de monitoramento no Reino do Alvorecer. — Ela se curvou levemente para prestar respeito. — Eu realizarei a reunião no lugar dela hoje.

— O Sumo Pontífice está tão ocupado assim? — El deu de ombros. — Sem tempo até de nos ver?

— Tome cuidado com sua atitude, El. — Soli Daal franziu as sobrancelhas. — Sua Santidade sabe o que faz. Você não tem o direito de questioná-lo.

— Eu não estava falando sério.

— Ele de fato é um homem bastante ocupado, a julgar pela posição que ocupa. — Tayfun riu. — Quando Sua Santidade O’Brien ainda estava vivo, eu muitas vezes ouvia Mayne e Heather reclamarem da mesma coisa.

— É verdade. — Zero pediu que os três arcebispos a seguissem. Ela caminhou na direção de uma pequena mesa em frente a uma janela e disse: — Realizaremos a reunião aqui.

— Não faremos na câmara secreta?

— A situação atual da Igreja é fantástica. Quem se atreveria a nos bisbilhotar e divulgar o que nós dissermos? — Zero respondeu calmamente. — Até mesmo os nobres mais obstinados não ousariam.

— Mas sempre haverá pessoas que gostam de ir contra o fluxo. — Embora ainda não estivesse convencido pela explicação de Zero, Tayfun preferiu não insistir na ida à câmara secreta. Além disso, os outros dois arcebispos não pareciam se importar.

— Você está se referindo ao quarto príncipe do Reino de Castelo Cinza?

— E quem mais seria? — O velho homem se sentou na cadeira, bebeu um pouco de chá e resmungou: — Todas as nossas tentativas de cercar a Região Oeste falharam. Não só as bruxas puras, como também os padres, tiveram todos que correr de volta para Hermes. Isso é um completo ultraje!

— Foi Sua Santidade que lhes permitiu retornarem. — Zero explicou com firmeza.

— Você quer dizer… Mayne? — Tayfun ficou surpreso.

— Quando o primeiro passo é lento, os demais também serão. — Ela assentiu com a cabeça. — Só tomamos conhecimento da morte de Tira Prateada[1] na Serra do Dragão Caído três meses após o ocorrido, portanto, é lógico afirmar que teria sido tarde demais para enviarmos reforços. Por isso não culpem as bruxas puras. Se elas permanecessem no Reino de Castelo Cinza, seriam alvos fáceis para Roland.

— Será que realmente não precisam de punição? Eu teria adorado usar esta oportunidade para ensinar uma lição a Emma. — Soli ergueu as sobrancelhas. — Ela vive questionando as minhas ordens.

— Com certeza suas ordens devem ter uma imensidão de erros e contradições. — El gracejou. — Todos nós sabemos que um Guerreiro de Julgamento não sabe usar o cérebro muito bem.

Antes que Soli tivesse a chance de responder, Zero interrompeu:

— Seria benéfico para você se a escutasse de vez em quando. Quanto a como você disciplina sua bruxa pura, não devo me intrometer contanto que você não ultrapasse os limites. Cada uma das bruxas puras é um bem precioso da Igreja.

— Sim, Lady Zero.

— Mas… Por que Roland se apossou das Pedras da Retaliação Divina? — Tayfun murmurou. — Será que após confrontar Tira Prateada e Tempestade ele finalmente notou a presença de Bruxas Puras na Igreja?

— Ou, talvez, ele já soubesse há muito tempo. — Zero não deu uma resposta definitiva. — O que sabemos até agora é que ele começou a recrutar bruxas muito cedo, e também construiu relações com o povo de Ilha Adormecida. As bruxas possuem todos os tipos de habilidades estranhas e poderosas, e portanto, não seria surpreendente que, por meio dessas, Roland descobrisse informações sigilosas sobre a Igreja.

— A quantidade de Pedras da Retaliação Divina que ele apreendeu foi enorme, e mesmo assim não há sinais de ele colocando-as para venda. Isso não me cheira bem.

— Nada é certo. — Ela bateu na mesa para chamar a atenção dos três arcebispos. — Foi por este motivo que Sua Santidade pediu para que vocês viessem aqui hoje. A agência de inteligência da Área Secreta Principal descobriu recentemente que houve mudanças incomuns na dinâmica da compra de grãos na Serra do Vento Congelante. Ademais, o número de navios passando pelo norte da Cidade Carmesim é o maior já visto. No informe, consta que pelo menos um ou dois navio são vistos todo dia. Contudo, nosso informante na Cidade da Prata não viu nenhum desses navios partindo em direção à Cidade Real de Castelo Cinza ou ao Rio Sanwan.

— … — Os três arcebispos se entreolharam, confusos. — E para onde os navios estão indo?

— Sei que vocês estiveram bastante ocupados com a retirada dos suprimentos de guerra do Reino do Alvorecer. Então é perfeitamente normal que não tenham prestado atenção nos movimentos do Reino de Castelo Cinza. — Zero disse de forma clara. — Após eliminarem os lados leste e oeste, há somente um lugar para o qual eles podem ir: Vila do Vale Profundo na Região Norte. Essa vila dispõe do único afluente da Região Norte que é conectado ao Rio Vermelho. Lá também é o lugar mais próximo da Serra do Vento Congelante no norte do Reino de Castelo Cinza. — Ao utilizar-se da memória da Rainha de Água Clara, Zero entendia perfeitamente a distribuição das cidades e vilas do Reino de Castelo Cinza. — Em outras palavras, Roland Wimbledon está concentrando os recursos dele na Região Norte. Acho que não preciso dizer o que ele planeja fazer.

Nenhum dos três arcebispos era tolo. Eles rapidamente entenderam o que Zero queria dizer. Contudo, entender e acreditar eram duas coisas diferentes.

— Espere um minuto, você realmente acha que Roland pretende invadir Hermes?

— Não é o que eu acho. É o que a agência de inteligência concluiu das análises, e Sua Santidade também acredita nessa hipótese. É compreensível que ele esteja se sentindo confiante após a vitória dele na Cidade Real de Castelo Cinza e ache que possa fazer o mesmo em Hermes. Embora seja verdade que as armas de pó de neve dele superem às de Timothy por uma larga margem, hemos de notar que não estamos mal preparados. Foi por isso que Sua Santidade permitiu que os membros da Igreja no Reino de Castelo Cinza retornassem temporariamente. — Zero deu de ombros. — Roland está pronto para nos declarar publicamente como os inimigos dele, e é por isso que ele decidiu eliminar todas as igrejas do Reino de Castelo Cinza.

— Ele está louco. — Soli murmurou.

— Toda a família Wimbledon é composta por um bando de lunáticos. — El engoliu a saliva. — Garcia era assim, e pelo jeito, Roland também é.

— Essa informação é de grande importância. Por isso devemos confirmar a autenticidade disso. — Tayfun disse e pensou por um momento antes de continuar: — Bem… Eu poderia enviar minhas bruxas puras para a Serra do Vento Congelante a fim de obter mais informações.

— Não é necessário. — Zero dispensou a sugestão de Tayfun. — Nós invadiremos o Reino de Castelo Cinza cedo ou tarde, por isso é ótimo que ele esteja reunindo as tropas dele no norte do reino. Desta forma, não teremos que atacar cidade por cidade, como foi o caso do Reino de Coração de Lobo. Nós só precisaremos derrotar Roland e a guerra estará terminada. — Ela olhou para Tayfun. — Quanto tempo resta para que a preparação de suprimentos esteja completa?

O velho bispo respondeu com uma voz profunda:

— Por volta de duas semanas.

— Que tal expedirmos uma força avançada[2] composta por aproximadamente mil homens? Eles também estarão acompanhados de trezentos guerreiros do Exército da Punição Divina.

— Podemos enviá-los amanhã mesmo.

— Ótimo. — Zero se levantou da cadeira. — Ao invés de esperar que Roland nos traga problemas, é melhor que capturemos preventivamente a Serra do Vento Congelante. Ele não está armazenando grãos lá? Talvez possamos até compensar a nossa perda de Pedras da Retaliação Divina. Soli Daal, você assumirá o comando dessa força avançada. Quero que você capture a Serra do Vento Congelante em três dias.

Contudo, ela não recebeu uma resposta imediata.

Os três arcebispos pareceram ponderar por um momento até que Tayfun perguntou:

— Essa foi uma decisão sua ou de Sua Santidade Mayne?

— … — Zero de repente sentiu uma fúria imensa invadir seu coração. — Esses idiotas. — Como a verdadeira herdeira reconhecida por O’Brian, e a sucessora legítima da Aliança, ela se sentia insultada ao ser questionada por alguns mortais. Ela suprimiu sua fúria, fingindo não se importar. Rindo, ela respondeu: — Claro que essa foi uma decisão de Sua Santidade. Vocês podem perguntar a ele pessoalmente se tiverem dúvidas. Entretanto, há muito trabalho a ser feito na Área Secreta Principal. A não ser que seja algo realmente importante, é melhor que vocês não interrompam o trabalho dele.

— Sim, nós humildemente acataremos aos desejos de Sua Santidade. — Os três arcebispos colocaram suas mãos no peito e declararam.

[1] – Aquela que enfrentou Rouxinol na Serra do Dragão Caído, quando ela foi recrutar Speer Passi. Você pode ler de novo no capítulo 415.

[2] – Força avançada é um termo militar usado para definir uma força temporária que partirá na frente para realizar determinadas tarefas, precedendo o corpo principal do exército. Trazendo para LAB, é um grupo temporário de 1.300 guerreiros, que partirão adiantados em direção ao campo inimigo a fim de cumprir determinadas tarefas, dentre as quais: capturar a Serra do Vento Congelante; e preparar o terreno para a chegada da força principal da Igreja.

Kabum
Engenheiro Mecânico. Soteropolitano.

6 Comentários

  1. Acredito que 1 desses mil soldados vai conseguir ficar vivo pra voltar traumatizado e com o rabo entre as pernas pra dar a notícia da derrota

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!