LAB – Capítulo 621

Noite de Insônia

— Isso é como… um castigo dos deuses. — Machado de Ferro suspirou. — Eles serão atacados de longe e não conseguirão fazer nada, já que não serão capazes de nos ver.

Ao testemunhar o poder das ogivas explosivas, o Comandante do Primeiro Exército naturalmente sabia o quão catastrófico seria se esse “castigo dos deuses” caísse no meio dos inimigos. Os disparos poderiam cobrir uma distância de cinco quilômetros. Frente a tais ataques, se os inimigos corressem como loucos pela montanha, eles consumiriam muita energia e chegariam cansados para a guerra, e se eles escolhessem continuar a marchar normalmente, boa parte do pelotão deles seria eliminada antes mesmo de chegarem ao sopé da montanha. Claro, o cenário mais provável seria se dispersarem em tumulto e tentarem escapar ao invés de marcharem.

— Infelizmente, os inimigos que estamos enfrentando não são normais. — Roland sorriu e continuou. — Sem falar que só há uma quantidade limitada de ogivas explosivas, senão poderíamos eliminar facilmente os inimigos só com esses dois Canhões Cancioneiros.

Os Canhões Cancioneiros poderiam disparar até oito vezes por minuto. Essa eficiência de disparo poderia ser considerada uma insanidade absoluta nesta era. Desde que o alquimista da Cidade Real de Castelo Cinza se mudou para a Cidade de Primavera Eterna com um enorme grupo de aprendizes, a produção do propelente de base-dupla aumentou significativamente, mas o número de projéteis de artilharia havia se tornado a maior limitação. No momento, o detonador só poderia ser produzido pelo trabalho manual de Anna, e sua estrutura mecânica complexa havia restringido a produção das ogivas explosivas.

— Vossa Majestade, todos os vinte canhões passaram pelos disparos. — Van’er, o Comandante do Batalhão de Artilharia, relatou após repetidos testes. — Um total de seis alvos válidos foram obtidos, e a maioria deles está distribuída na segunda metade da descida da montanha.

— Isso é bom. Já é o suficiente por hoje. — Roland assentiu com a cabeça.

Afinal, os projéteis de teste exigiam produção customizada. Embora fossem apenas projéteis sólidos, sem nada dentro, a forma e o peso eram exatamente iguais aos das ogivas explosivas. Somente Anna poderia realizar um trabalho tão complicado, então ela tirava um tempo para produzir uma certa quantidade de projéteis de teste todo dia para que o Batalhão de Artilharia pudesse realizar seus treinamentos.

— O senhor precisa checar mais alguma coisa? — Machado de Ferro perguntou.

— Não, eu vou voltar para o acampamento. Continue com o treino dos soldados. — Roland ponderou por um momento antes de balançar a cabeça e dizer.

— Sim, Vossa Majestade. — Machado de Ferro se curvou e disse.

Quando retornou ao acampamento, Roland deu um longo suspiro enquanto se recostava no sofá. Ele percebeu que não havia sobrado muita coisa para fazer, ou talvez, ele já havia feito tudo o que podia e o resto agora estava nas mãos do destino.

A Igreja finalmente reagiu cinco dias atrás. De acordo com o informe de Maggie, o portão da Cidade de Hermes foi aberto e incontáveis homens e cavalos saíram da cidade, marchando em direção à Serra do Vento Congelante em fileiras ordenadas. Olhando do céu, as armaduras prateadas dos cavaleiros pareciam um rio de prata cintilante.

Nesse mesmo dia, o espião, que estava infiltrado na antiga Cidade Sagrada de Hermes, mandou uma carta secreta dizendo que a escala de ação da Igreja era de um nível inimaginável, que até mesmo o número de pessoas na cidade havia diminuído drasticamente.

Obviamente, o inimigo estava vindo com tudo o que tinha.

Após receber as notícias, Roland imediatamente se dirigiu à linha de frente. A chegada dele impulsionou o moral do Primeiro Exército ao máximo. A guerra que decidiria o futuro de ambas as partes se aproximava.

Havia mais de quatro mil soldados de elite; um time de cavaleiros da reserva oferecidos pelo Duque da Região Norte; o grupo de investigação preliminar organizado por Maggie e Raio; a guia de disparo de Sylvie, que nunca falhava; e as bruxas combatentes que estavam espalhadas pela base. Esta era a preparação completa. Até mesmo os movimentos da Igreja estavam totalmente de acordo com o plano de batalha formulado pelo Departamento de Conselho, e os residentes da Serra do Vento Congelante foram todos evacuados. Portanto, se os inimigos pretendessem usar as Pílulas da Loucura, eles teriam que fazer isso com os próprios fiéis da Igreja ou com os residentes de outros reinos.

Tudo parecia muito perfeito, mas Roland ainda estava um pouco preocupado.

Ele estava preocupado com as bruxas puras.

Ainda era desconhecido o poder delas e a influência que teriam no campo de batalha.

Para proteger-se de um ataque surpresa dos inimigos, as bruxas na linha de frente tiveram que ficar em alerta total durante esses últimos dias. Sylvie e Rouxinol ficaram cada uma responsável por um time que assumiria um turno na vigia da noite. Todo o acampamento seria acordado por Eco se alguma reação mágica fosse detectada.

Entretanto, a Igreja não fez nada além de enviar seus guerreiros para capturar a Serra do Vento Congelante. Também não houve sinal de bruxas puras.

Roland não sabia se os inimigos estavam maquinando algo terrível, ou simplesmente queriam uma batalha direta contra ele no campo de batalha oficial.

De qualquer modo, tudo o que ele poderia fazer agora era esperar.

Roland foi tentar dormir logo após o jantar. Contudo, ele revirava e revirava na cama, mas não conseguia pegar no sono. Querendo tomar uma fresca, ele colocou suas roupas e saiu do quarto. Rouxinol, que estava do lado de fora da casa, imediatamente se aproximou dele usando sua habilidade.

— Algo de errado? Não consegue dormir?

— Sim, provavelmente por causa da cama de palha. — Roland colocou a mão atrás do pescoço e tirou uma folha de trigo do colarinho. — Esses pedaços de palha ficam cutucando minhas costas quando me deito.

— Isso também me incomoda muito. — Andrea, que estava no time de Rouxinol, concordou. — Eles poderiam ter pelo menos colocado umas duas camadas de colcha de seda por cima. O Duque da Região Norte é muito mesquinho.

— Senhoras e senhores, estamos em guerra, não num passeio. — Cinzas disse com raiva. — Já é bom o bastante termos um abrigo. Não reclamem de barriga cheia.

— Claro, não faz diferença pra alguém que tem uma pele dura e grossa como você.

— É melhor do que ser fraca e frágil.

— Acho que precisamos ter outro duelo para ver quem é fraca e frágil aqui.

— Farei você entender isso depois que acabarmos com a Igreja.

— Esperem… Posso fazer uma aposta? — Shavi levantou a mão e disse.

Rouxinol puxou Roland pra um canto e disse:

— Não se incomode com elas, isso acontece todas as noites.

Roland balançou a cabeça enquanto sorria.

— Eu não as colocaria juntas se eu soubesse disso antes. — Devido ao fato de que o poder de investigação de Rouxinol era inferior ao de Sylvie, o Time Pré-Meia-Noite era composto especificamente por bruxas com habilidades mais ofensivas, que eram: Andrea, Cinzas e Shavi, ao comando de Rouxinol. Elas formavam o grupo mais poderoso de bruxas. Já as que foram alocadas para o Time Pós-Meia-Noite possuíam habilidades com um teor mais defensivo, que eram: Agatha, Brisa e Iffy, ao comando de Sylvie. Ninguém poderia bloquear o inimigo melhor que elas. — E quanto às outras? Elas vão conseguir se adaptar? — Roland perguntou.

— As irmãs da União das Bruxas não são tão exigentes como você. — Rouxinol piscou o olho e disse. — Elas já passaram dias sem ter o que comer ou onde morar, fugindo da perseguição da Igreja, então uma cama de palha não vai impedi-las de fechar os olhos e dormir como pedra.

— Bem… Parece que sou eu o mais impaciente aqui… — Roland se sentou numa bancada de pedra, ficou em silêncio por um bom tempo, olhando para as estrelas, e finalmente disse: — O que faremos quando tudo isso acabar?

Rouxinol se sentou ao lado dele e perguntou:

— Você está nervoso, não é?

Vendo que foi descoberto, Roland esfregou o nariz e disse:

— Eu só estou um pouco preocupado. Se não conseguirmos derrotar a Igreja… — Ele então pensou. — Será que a Cidade de Primavera Eterna continuará a mesma? Será que o reino vai ser completamente devorado pela Igreja? Ou será que vai retornar à antiga ordem comandada pelos nobres? E quanto a Anna e o resto das bruxas… Será que elas conseguirão fugir em segurança para Ilha Adormecida?

Ao se esforçar para criar um mundo melhor, Roland acabou desenvolvendo subconscientemente um forte sentimento em relação às pessoas.

— Não se preocupe. — Rouxinol segurou a mão dele e disse suavemente. — Como eu já disse antes… Enquanto eu estiver viva, não vou deixar que nada aconteça com você. — Ela parou por um momento e então continuou: — Sem falar que esse é só o começo de nossa história.

Kabum
Engenheiro Mecânico. Soteropolitano.

6 Comentários

  1. Eu não sei se é apenas impressão mas a Verônica parece conhecer bem mais o rolando do que ele próprio….

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!