LAB – Capítulo 629

Após a Batalha Decisiva

Houve um falatório do lado de fora da tenda. Nils, que estava deitado, de repente acordou com o barulho. Ao olhar para o lado, ele viu a cortina da tenda se levantar e Sua Excelência Machado de Ferro entrar enquanto abaixava a cabeça para passar.

— Co-Comandante. — Ele nunca imaginou que o comandante do Primeiro Exército viria visitá-lo. Ele rapidamente se sentou de forma correta e prestou continência.

— Sem formalidades, por favor. — Machado de Ferro se aproximou da cama dele e se sentou ao lado. — Como está seu ferimento?

— Nada grave. Só uns dois dentes quebrados. — Nail tocou sua bochecha inchada. — Eu não estou ferido.

— Tudo Bem. — Machado de Ferro falou. — A Senhorita Nana esteve muito ocupada nesses últimos dias, e já que você tem apenas um machucado, conseguirá se recuperar sozinho. Quando o tratamento dos feridos terminar, você pode solicitar o serviço do Barão Pine para reparar seus dentes, e o Primeiro Exército pagará por isso.

— Entendo perfeitamente; não há razão para incomodá-la com um machucado tão pequeno. Afinal, a Senhorita Nana está muito cansada… — Nils hesitou por um momento antes de continuar. — E quanto a Hound? Ele…

Hound foi o colega de equipe que havia dado uma coronhada no rosto de Nils com o rifle. Nils ainda se lembrava do momento em que esse colega havia mirado com o rifle em sua direção.

— Não se preocupe. Ele está bem. — Machado de Ferro disse para confortá-lo. — Ele foi detido pelos outros membros da equipe quando estava prestes a dar um tiro em você. Ele te atacou por causa da habilidade de uma bruxa pura. Então ele não será punido e logo retornará ao seu time para treinar.

— Sério? — Nils ficou um pouco aliviado. — Eu pensei que iria morrer naquele momento. E quanto aos outros times?

De acordo com as preparações de guerra, a cada bunker seriam destinados dois times de metralhadora e uma equipe de cinco homens para proteger o local. Então, mesmo se os inimigos se aproximassem do bunker, eles teriam a capacidade de defender a posição. Além dos dois ou três soldados a cargo de trazerem munição para os times, todos os outros soldados também estariam usando Pedras da Retaliação Divina.

— Teve alguns acidentes, mas nada muito grave, senão não estaríamos aqui. — Machado de Ferro disse enquanto dava de ombros.

— A Igreja foi forçada a recuar? — Nils percebeu que havia acabado de fazer uma pergunta idiota. — Hmmm… Quero dizer… O que aconteceu depois que eu desmaiei?

— Os inimigos tentaram um último ataque, mas não conseguiram cruzar a quarta trincheira. Ambos Exército da Punição Divina e de Julgamento foram completamente derrotados, deixando mais de dois mil cadáveres espalhados pelo campo de batalha. O resto fugiu em pânico… Nós vencemos a batalha.

O que intrigava Nils era que Machado de Ferro não estava lá muito animado; o comandante falou da vitória de forma neutra. Machado de Ferro não explicou porque estava assim, e Nils não era ousado o suficiente para perguntar.

Então houve um longo silêncio.

Após um bom tempo, Machado de Ferro suspirou, colocou a mão do ombro de Nils e disse:

— Já que você está bem, tenha um bom descanso. Eu vou visitar os outros soldados feridos.

Vendo que Machado de Ferro estava prestes a ir embora, Nils juntou coragem e o parou.

— Vossa Excelência…

— Sim?

— Eu quero sair do Primeiro Exército. — Ele falou baixo.

Machado de Ferro franziu as sobrancelhas.

— Por quê?

— Talvez… eu não possa ser mais um atirador de metralhadora. — Nils abaixou a cabeça, com vergonha. Toda vez que ele fechava os olhos, via a cena onde aquela garotinha com vestes brancas era morta pelos tiros de metralhadora. — Eu hesitei em atirar no inimigo…

— Seu alvo era aquela bruxa pura menor de idade, não é? — Machado de Ferro o interrompeu. — Seu time já me reportou isso quando fizeram o relatório pós-guerra. Eu não acho que sua atitude foi correta, porém, eu também não acho que foi errada. Então, eu só vou te perguntar uma coisa, você vai trair Sua Majestade?

— Não! Vossa Excelência, claro que não. — Nils rapidamente negou. — Minha vida pertence a Sua Majestade.

— Então, eu não vou aprovar seu pedido. — Machado de Ferro disse sem hesitação. — Atualmente, estamos no momento mais crítico para o Primeiro Exército e para a Cidade de Primavera Eterna. Eu quero que todos no exército honrem seus deveres e protejam Sua Majestade Roland Wimbledon a todo custo. E não podemos poupar esforços para tal! Se você não pode mais ser um atirador de metralhadora… Bem, você pode ser um observador ou protetor, mas você está absolutamente proibido de deixar o exército, entendeu?

A última frase do comandante veio acompanhada de um tom autoritário.

— Si-Sim! Vossa Excelência! — Nils disse, prestando continência.

— Isso é tudo. — Depois que Machado de Ferro saiu, sem olhar para trás, Nils se sentiu profundamente inquieto.

Se nós vencemos a batalha, por que ele disse que estamos numa situação crítica neste momento? E… por que Sua Excelência Machado de Ferro disse tão solenemente que quer que o Primeiro Exército proteja Sua Majestade a todo custo? — Um terrível pensamento lhe veio à mente. — Será que… Será que aconteceu alguma coisa com Sua Majestade durante a batalha?

Assim que pensou nisso, ele estremeceu.

— Como estão as coisas? — Calvin Kant entrou no quarto de sua filha e a viu guardando as roupas.

— O Primeiro Exército e as bruxas cercaram fortemente o castelo, e nem mesmo eu posso entrar. — Edith torceu os lábios. — Mas assim que ele melhorar, receberemos uma notícia… E como não houve nenhuma notícia até agora, suponho que ele ainda esteja inconsciente.

— E quanto a você? Está se preparando para viajar? — O Duque Calvin Kant pegou um vestido preto da montanha de vestidos na cama e o avaliou cuidadosamente. — Este aqui é muito curto.

Edith revirou os olhos.

— Eu por acaso disse que ia levar esse? E esse vestido aí não foi um presente seu? Eu lembro que você queria que eu o vestisse para participar de um banquete que Timothy iria realizar.

— Eh, eh… Sério? — Calvin jogou de volta o vestido na cama, constrangido. — Você acha que as tropas de Sua Majestade irão voltar para a Cidade de Primavera Eterna?

— Provavelmente. — Edith enfiou vários vestidos na mala aberta. — Embora a Igreja tenha sido derrotada, muitos dos suprimentos do Primeiro Exército foram consumidos. O Departamento de Conselho precisará de um mês para recuperar a capacidade operacional. Se até lá Sua Majestade estiver bem, não haverá razão para ele permanecer na Região Norte pelo dado momento. Mas se ele ainda estiver inconsciente, ninguém poderá prever como estará o moral das tropas. Sob tal condição, Machado de Ferro não se atreverá a continuar atacando a Cidade Sagrada, então muito provavelmente ele retornará à Região Oeste. Em ambos os casos, eu terei que voltar, portanto já estou adiantando as malas.

— Você quer mesmo voltar com eles? — Calvin perguntou, preocupado. — Se algo terrível acontecer a Sua Majestade… Poderá haver uma guerra civil no reino, então seria melhor que você permanecesse aqui na Região Norte.

— É exatamente por isso que estou voltando à Cidade de Primavera Eterna. — Edith se levantou da cama e ajeitou seu cabelo para trás. — Aquela cidade se tornou o novo ponto de partida do reino. Independentemente se Roland estiver presente ou não, não fará diferença. E o coma dele pode ser enxergado tanto como um desafio quanto uma oportunidade para a família Kant.

O Duque Calvin Kant ficou espantado.

— Você vai…

— O seu modo de pensar é muito limitado, pai. — Edith deu de ombros. — A única que pode substituir Roland é a irmã dele, Tilly Wimbledon, e receio que ninguém além dela possa unir as pessoas normais às bruxas. Mas o problema é que ela também é uma bruxa, então quando ela tiver que lidar com assuntos que envolvam a nobreza, precisará de uma pessoa para prestar-lhe ajuda. — Ela parou por um momento e então continuou. — Essa pessoa definitivamente será eu. Pai, este é o melhor atalho para escalar o pináculo do poder, e eu não quero perder essa oportunidade.

Kabum
Engenheiro Mecânico. Soteropolitano.

4 Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!