LAB – Capítulo 630

A Bruxa Pura Cativa

Nunca antes em sua vida, Rouxinol se sentiu tão cheia de remorsos e arrependida.

Ela pensou que contanto que ficasse ao lado de Roland, ninguém poderia machucá-lo.

Contudo, sem nenhuma marca de machucado no corpo, Rouxinol estava agora em um quarto do castelo olhando para Roland, que estava deitado inconsciente na cama.

Não havia reação mágica no corpo de Roland e os órgãos internos dele estavam todos intactos. Portanto, Roland não estava infectado por alguma habilidade semelhante à Semente da Morte Pacífica de Noite, nem sob o dano de alguma habilidade poderosa capaz de destruir os órgãos. Embora Agatha soubesse de muitas coisas, ela não conseguiu apontar por qual tipo de habilidade Roland havia sido atingido, muito menos o método para acordá-lo.

As bruxas haviam tentado de tudo para acordá-lo, mas foi tudo em vão. Roland não respondia a nenhum estímulo externo. Se ele não estivesse respirando, as pessoas pensariam que ele estava morto.

Foi só neste momento que Rouxinol entendeu o alerta de Agatha.

Não havia uma defesa absolutamente segura. Mas ela só foi entender isso tarde demais.

Neste momento, passos apressados vieram de trás da porta. Raio entrou no quarto e vozeou:

— A bruxa pura acordou!

Todas as bruxas no quarto imediatamente ficaram animadas.

— Fiquem calmas. Não vai dar certo se todas formos lá. — Wendy disse. — Além disso, não sabemos como é a habilidade dela. Por questão de segurança, a Senhorita Agatha e Rouxinol irão lá para interrogá-la e depois nos dirão o que conseguiram.

Respeitada profundamente pelas outras bruxas, todas ouviram quietamente as palavras de Wendy.

Rouxinol respirou fundo e assentiu com a cabeça para Wendy:

— Deixa comigo.

Baseado na sua experiência de ser uma fugitiva por anos, Rouxinol sabia bem que seu estado negativo de mente não ajudaria a mudar a situação atual. Ela não poderia se abster de suas responsabilidades por causa de um erro que ela própria cometeu, ainda mais numa situação como esta.

Ela devia trazer Sua Majestade Roland de volta.

— Vamos. — Agatha suspirou e disse.

Enquanto saía do quarto, Rouxinol não pôde deixar de olhar para trás e ver Anna, que estava sentada ao lado da cama olhando fixamente para Roland, como se nada além dele pudesse atrair sua atenção.

Rouxinol se sentiu ainda mais culpada em seu coração.

Um quarto para servos no térreo do castelo havia sido transformado em uma cela especial. Dezenas de Pedras da Retaliação Divina haviam sido embutidas atrás das quatro paredes, formando um buraco negro de poder mágico, e com isso, uma prisão anti-habilidade havia sido criada.

Rouxinol estava bem ciente da pessoa que ela estava prestes a investigar.

Após a batalha, o Primeiro Exército havia encontrado três bruxas puras que ainda estavam vivas dentro de um buraco quadrado na terceira trincheira. A primeira havia desmaiado de cansaço, a segunda estava em coma e a terceira estava consciente, porém tremia bastante. De acordo com a terceira bruxa pura, havia cinco bruxas escondidas no subterrâneo, Zero, Isabella, Véu Negro, Margie e ela mesmo, Vanilla.

Vanilla ainda disse que ela e Margie estiveram somente responsáveis por identificar a localização de Sua Majestade, Roland, e sorrateiramente escoltar as outras três bruxas puras para a batalha. Então elas não sabiam muito sobre o que exatamente a Igreja planejava. Quanto a Zero, Isabella e Véu Negro, elas estavam diretamente ligadas ao Papa e tinham o mesmo status de um arcebispo. Além disso, a Cidade Sagrada mantinha segredo sobre as habilidades delas, para que assim poucas pessoas soubessem dos detalhes. Véu Negro havia morrido e Zero, desaparecido; então Rouxinol e Agatha só conseguiriam saber de alguma coisa ao interrogarem Isabella.

Após investigar minunciosamente, a União das Bruxas havia descoberto que a razão pela qual Isabella estava em coma era porque ela havia consumido todo o seu poder mágico. Portanto, Isabella se recuperaria em um ou dois dias. Além disso, Agatha havia encontrado um sigilo na mão de Isabella, mas não conseguiu identificá-lo, pois estava completamente destruído.

Inesperadamente, Isabella ficou em coma por cinco dias e, por isso, Rouxinol havia ficado bastante inquieta, chegando ao ponto de até mesmo sugerir acordá-la com uma facada. Se não fosse por Wendy, ela realmente teria feito isso.

— Foi alguém que conseguiu acordá-la ou ela acordou sozinha? — Agatha perguntou a Raio.

Raio disse:

— Ela acordou sozinha. Foi durante o turno de Cinzas. Assim que acordou, Isabella se sentou na ponta da cama e disse que a prisão era inútil contra ela.

O rosto de Rouxinol ficou sombrio, e ela perguntou:

— Ela está nos desafiando?

— Já, já iremos descobrir. — Agatha disse calmamente.

Após passar por inúmeros guardas do Primeiro Exército, Rouxinol e Agatha entraram num quarto pequeno onde não havia janelas. Uma tocha presa à parede iluminava o local com uma luz fraca. Não havia nada neste quarto além de uma cama de madeira e uma mesa pequena.

Isabella estava sentada, imóvel, na ponta da cama. Seus cabelos encaracolados caíam naturalmente sobre seus ombros e se tornavam dourado-avermelhados sob a luz da tocha. Ela ainda estava usando o manto vermelho característico de um padre, com sujeira em seu rosto que havia solidificado em manchas amareladas.

— Parece que Zero falhou completamente. — Antes de Rouxinol perguntar algo, Isabella tomou à frente e falou. — No final, ela não é abençoada por Deus.

— Abençoada por Deus? — Rouxinol sorriu friamente.

— Não se preocupe, eu vos direi tudo o que sei. — Como se não tivesse ouvido o sarcasmo de Rouxinol, Isabella suspirou e disse. — Bem… Estou à disposição de vocês.

Rouxinol ficou surpresa com a atitude de Isabella, pois sabia que ela estava falando a verdade.

Mas Rouxinol não iria pegar leve com ela por causa disso.

— Você disse que essa prisão não podia te segurar, não foi? Mas agora você está querendo colaborar?

— Eu consigo fazer com que as Pedras da Retaliação Divina percam o efeito. Perto de mim, todas elas se tornarão inúteis, incluindo essas que vocês esconderam atrás das paredes. — Isabella disse lentamente. — Mas tirando isso, eu não posso atravessar paredes ou escapar pelo subterrâneo, por isso é um desperdício prepararem um quarto como este para mim. Só uma cela normal bastaria.

— Você é capaz de anular o efeito das Pedras da Retaliação Divina? — Agatha ficou muito surpresa e perguntou.

Isabella respondeu francamente:

— As Pedras de fato parecem buracos negros sem fundo… Mas eu posso fazer com que percam o efeito.

— Você quer dizer que foi você quem fez a Pedra da Retaliação Divina de Sua Majestade Roland perder o efeito? — Rouxinol firmou suas mãos em punhos.

— Eu não tive escolha naquele momento. Zero estava cega. Ela acreditava que somente um dos dois poderia ser abençoado por Deus.

Agatha cobriu a mão de Rouxinol e disse calmamente.

— Foi Zero que fez com que Sua Majestade ficasse inconsciente? Qual é a habilidade dela?

Isabella franziu as sobrancelhas e disse:

— Inconsciente? Pelo que sei, o vencedor logo é definido assim que Zero entra no corpo da pessoa. Se Roland não se tornou Zero instantaneamente, isso significa que Zero perdeu na Batalha das Almas. Será que ele está inconsciente porque não consegue digerir a imensa quantidade de memórias de Zero?

Rouxinol e Agatha se entreolharam.

— Batalha das Almas?

— Sim. — Isabella disse com um tom baixo. — É uma batalha que testa o espírito e a vontade. O vencedor ganha tudo; o perdedor perde tudo. Desde que Zero despertou como uma bruxa, ela nunca perdeu uma Batalha das Almas. Ela devorou várias pessoas e bruxas e absorveu suas memórias, conhecimentos e longevidade. E por causa disso, ela conseguiu viver por mais de duzentos anos. — Ao falar disso, Isabella fechou os olhos tristemente e disse: — Eu nunca imaginei que ela seria derrotada por um príncipe comum.

Kabum
Engenheiro Mecânico. Soteropolitano.

5 Comentários

  1. Foi derrotada pq Roland é o personagem principal, então é foto consumado que ele iria ganhar 😂😂😂

  2. Se fosse eu, faria o mesmo: “Rouxinol havia ficado bastante inquieta, chegando ao ponto de até mesmo sugerir acordá-la com uma facada.”

  3. Achei que Roland iria sofrer de desconfiança por todos os presentes, após arrancar em informações de Isabela. Mas pelo jeito vai ser mais fácil, já que ela crê que ele ganhou

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!