LdM – Capítulo 139

Estudando o 3-0782

Depois que a luz carmesim à sua frente se dissipou, Derrick Berg viu seu quarto mais uma vez e a bola de cristal puro em suas mãos.

Crack!

A bola de cristal quebrou por dentro. Algumas partes se transformaram em pedaços de feixes de luz ilusórios que voaram em direção ao vazio ao seu redor, enquanto outros fragmentos cristalinos caíram ruidosamente no chão.

Derrick olhou atônito. Ele podia ver os traços de sangue em seu rosto refletidos no espelho de bronze. Ele notou uma luz vermelha se movendo na parte de trás de sua mão direita, formando um círculo com linhas que se estendiam para fora da borda.

O símbolo estranho marcou as costas de sua mão e depois desapareceu.

Derrick ficou atordoado pelo tempo de vários relâmpagos iluminarem o céu antes de voltar aos seus sentidos.

Ele olhou para os fragmentos da bola de cristal no chão, depois olhou para as costas da mão direita e seu olhar se tornou mais profundo.

Ele saiu do quarto, voltou para a sala e abriu a porta para olhar o céu acima da Cidade de Prata.

Um arco de raios atravessou o céu, iluminando a cidade com um brilho prateado. Logo depois disso, houve um trovão estrondoso. O mundo pertencia às trevas. Sem nenhuma traço de luz, a pesada escuridão deixava as pessoas em desespero.

Derrick cerrou os punhos. Não havia alegria em seus olhos, ainda estavam cheios da tristeza e dor remanescentes.

Mas ele não estava mais perdido.

Ufa, parece que eu consegui convencer outra pessoa a se tornar um membro. Não, eu consegui recrutar outro membro… — Klein balançou a cabeça e zombou da força atual de seu Clube do Tarô.

O líder, O Louco, era apenas alguém de Sequência 9, alguém que havia acabado de digerir completamente a poção Vidente!

E havia pelo menos três Beyonders de Alta Sequência, de Sequência 4, na desamparada Cidade de Prata de que o Sol havia falado!

Depois de mencionar o método de atuação mais uma vez, posso começar a dizer ao Capitão os detalhes e entregar minha solicitação especial. No mínimo, deixarei de ser responsável pelo papel de suporte quando me tornar um Palhaço. Klein não ficou no mundo do nevoeiro. Ele estendeu sua espiritualidade, envolveu-se nela e iniciou a sensação de queda.

Rasgando o nevoeiro cinzento e passando pelos delírios enlouquecedores, ele voltou ao seu quarto antes de dissipar a barreira de espiritualidade.

Então, Klein pegou a chave e saiu do quarto. Ele foi primeiro aos dois quartos reservados por Dunn para dar uma olhada, a fim de confirmar que o Capitão e Frye ainda não haviam retornado. Ele então foi para o térreo e devolveu a chave ao dono.

O dono olhou para o relógio de parede ao lado e deu um joinha.

— Muito bom!

Ei, você está confundindo por que eu reservei um quarto por uma hora? — Klein queria se explicar, mas finalmente decidiu deixar o mal-entendido como estava.

Sentindo-se injustiçado, ele tentou se consolar.

Sim, desta forma, pelo menos ele não mencionará que eu aluguei outro quarto na frente do Capitão!

Depois de sair e revisar suas resoluções, Klein fez uma divinação rápida e retornou à pousada com base nos resultados. Ele foi direto para o segundo andar e encontrou Dunn e Frye discutindo suas investigações em uma das salas, exatamente como esperava.

— Podemos confirmar que o espectro apareceu nos últimos três meses — resumiu Dunn a Klein com um aceno de cabeça quando ele entrou pela porta.

Klein ecoou imediatamente:

— Minhas investigações também confirmaram…

Ele destacou os principais pontos de seu questionamento e concluiu:

— Heh, há um cidadão chamado Gray Patife que afirmou ter o retrato do primeiro Barão Lamud. Ele disse que era uma pintura a óleo antiga com mais de mil anos.

— Não me diga que você a comprou? — Os olhos de Dunn brilharam quando ele foi pego de surpresa antes de perguntar.

Capitão, você acha que eu sou tão estúpido para ser enganado tão facilmente? — Klein deu uma risada seca.

— Não, não comprei. Mesmo sendo um estudante de história, participei de algumas lições sobre arqueologia e tenho certa experiência nessa área. Posso determinar mais ou menos se algo é falso ou não. Heh, a pessoa no retrato parecia um pouco com meu professor de história, Sr. Azik.

Ele casualmente mencionou a informação mais importante.

E, de fato, Dunn não prestou muita atenção nisso. Ele massageou suas têmporas e disse:

— Esta é uma pequena cidade perto de um local histórico. Sempre haverá uma infinidade de “antiguidades” aqui. Acabei de ver um vendedor vendendo as taças de vinho de prata do Barão Lamud.

— Alguém tentou me vender as insígnias da Família Lamud, alegando que havia sido escavada no castelo — acrescentou Frye.

Klein perguntou subconscientemente:

— E vocês compraram?

Frye e Klein se entreolharam e não continuaram com o assunto.

— A próxima missão é para você ou Frye levar o Artefato Selado 3-0782 para fora da cidade, para algum lugar desabitado. Caso contrário, uma boa parte das pessoas nesta pousada se tornará idiota, elogiando o Sol. Você vai primeiro, ou Frye? — Dunn olhou para Klein com seus profundos olhos cinza.

— Eu. — Klein levantou um pouco a mão e sorriu. — Ainda é muito cedo, então eu posso voltar e dormir bem mais tarde. Estamos fazendo turnos de duas horas, certo?

— Sim. Frye, vá com Klein e confirme onde trocarão o Artefato Selado. — Dunn virou-se para olhar o Coletor de Cadáveres, Frye. Ele já havia encontrado uma oportunidade de entregar o Artefato Selado 3-0782 a Frye quando eles se separaram para conduzir suas investigações. Caso contrário, ele teria sido purificado e começado a louvar o Sol. Frye não teve tempo suficiente para se recuperar e só poderia segurar o item por mais três horas.

— Tudo bem. Frye pegou o Emblema Sagrado do Sol Mutante do bolso interno de seu casaco preto e o entregou a Klein.

Klein pegou o item com um pouco de curiosidade e interesse. O metal era quente ao toque, como se água quente estivesse fluindo dentro dele.

O brilho quente e suave era como uma ondulação, espalhando-se para fora em ondas e trazendo consigo um cheiro puro. Ao mesmo tempo, Klein sentiu que o Emblema Sagrado dourado escuro esculpido com o símbolo do Sol estava limpando sua espiritualidade, removendo as impurezas e deixando-a pura.

Obviamente, todos os Artefatos Selados têm seus perigos. Pode ocorrer a morte se o indivíduo não for cuidadoso o suficiente. É até possível ter um destino pior que a morte… — Ele murmurou para si mesmo enquanto colocava o Artefato Selado 3-0782 em seu bolso interno.

Depois de inspecionar o revólver, os charms e a bengala, ele deixou o quarto e saiu da pousada junto com Frye. Eles foram direto para os arredores da cidade de Lamud.

Os dois circundaram uma área ao lado de uma floresta escassa e deserta e confirmaram que não havia ninguém a dezenas de metros.

— Afaste qualquer um que se aproximar de você — lembrou Frye friamente — eu volto para tomar o seu lugar em duas horas.

— Tudo bem — respondeu Klein com um sorriso.

Depois de ver Frye entrar na cidade, ele viu uma pedra alta que havia encontrado anteriormente. Pegando algumas folhas da árvore ao seu lado, ele limpou a superfície da pedra.

Ele então tocou o topo da pedra com os dedos e a inspecionou sob a luz da lua carmesim.

Depois de confirmar que estava limpa, Klein tirou seu casaco preto e se sentou.

Por que ficar em pé quando se pode sentar! — pensou Klein consigo mesmo.

Depois de alguns minutos de silêncio, ele olhou para a floresta escura, silenciosa e um tanto quanto assustadora. Ele não pôde deixar de se levantar, tirando várias garrafas de metal dos bolsos secretos e espalhando seu conteúdo – pó de ervas e óleos essenciais – ao redor da pedra.

Klein recitou um encantamento em Hermes e, com a ajuda dos materiais, ele criou uma barreira de espiritualidade, selando a área em que estava.

Ele fez esse ritual simples por duas razões. Primeiro, ele não queria confiar muito em sua premonição de perigo como Vidente para se defender de cadáveres e espíritos, lançando um ataque furtivo contra ele. A segunda razão era… era para manter os insetos longe!

Isso é cem vezes melhor do que repelente de insetos! — Klein se sentou, satisfeito.

Após alguns minutos sentado, Klein pegou o Artefato Selado 3-0782 por curiosidade. Ele iniciou então uma inspeção detalhada do Emblema Sagrado do Sol Mutante.

Me pergunto se eu poderia usar divinação para descobrir suas origens e como se tornou especial… — Ele pegou a caneta e o papel que sempre carregava consigo e escreveu uma declaração:

“A origem do Emblema Sagrado do Sol Mutante em minhas mãos”.

Como um Vidente verdadeiro e qualificado, Klein havia feito os preparativos necessários para divinar em qualquer lugar.

Depois de recitar a declaração sete vezes, ele fechou os olhos e entrou em estado de Cogitação, usando isso como uma plataforma de lançamento para impulsioná-lo a seus sonhos.

Mas tudo o que viu foram apenas pedaços de luz fragmentados em seus sonhos. Fora isso, ele não aprendeu mais nada.

Sim, a Igreja deve ter convencido outros Videntes a tentar a mesma coisa no passado. O fato de não haver menção de suas origens deve significar que não houve resultado da divinação, exatamente como aconteceu agora… — Klein suspirou. Ele então pensou:

Me pergunto o que aconteceria se eu eliminasse as interferências…

Essa ideia imediatamente dominou os pensamentos de Klein, elevando sua curiosidade a um pico.

Depois de mais de dez minutos de hesitação, ele se levantou. Ele decidiu que não tinha problema, já que não havia ninguém por perto, considerando que estava em uma área isolada da floresta. Dando quatro passos no sentido anti-horário dentro de sua barreira de espiritualidade, ele entrou no mundo acima do nevoeiro cinzento novamente.

Klein estava sentado no assento de honra da antiga mesa no magnífico palácio. Ele conjurou algumas folhas de pele de cabra marrom-amareladas e uma caneta-tinteiro preta, bem como o Emblema Sagrado do Sol Mutante.

Parece bastante real… — Ele esfregou o Artefato Selado 3-0782 em suas mãos, encontrando o feedback tátil idêntico ao que havia sentido no mundo real.

Se baseia no que eu senti? — murmurou Klein para si mesmo antes de escrever a declaração que havia pensado anteriormente:

“A origem do Emblema Sagrado do Sol Mutante em minhas mãos”.

Depois de recitar a declaração sete vezes, ele segurou o pedaço de pele de cabra e o Artefato Selado 3-0782 nas mãos, se recostou e entrou em seu sonho.

No mundo obscuro dos sonhos, Klein viu uma gota de um líquido dourado brilhante. Era quente e claro, e estava suspenso acima de um altar, diante de um homem vestido com um manto branco clássico.

Klein só conseguia ver as costas do homem. Ele havia perdido todos os sinais de vida ao cair lentamente em direção ao altar de sacrifício.

Naquele momento, o Emblema Sagrado do Sol que ele estava segurando entrou em contato com o líquido dourado, que penetrou rapidamente no emblema.

O sonho rapidamente se dissipou depois que Klein viu isso, acordando-o.

Então foi por causa do líquido dourado que esse Emblema Sagrado tem sido tão eficaz e incontrolável até hoje. Hmm, décadas se passaram desde a descoberta deste emblema, mas seus poderes de purificação não diminuíram. Me pergunto o que esse líquido dourado era? Algum ingrediente Beyonder de alto nível? — Klein brincou com o Artefato Selado 3-0782 em sua mão e entrou em uma profunda reflexão.

Depois de refletir sobre isso por alguns minutos, ele tentou imitar a sensação que tinha no sonho. Ele queria separar o líquido dourado do Emblema Sagrado do Sol Mutante que ele havia conjurado.

Tendo conseguido quase imediatamente, um pensamento lhe ocorreu. Klein olhou chocado para o emblema que não era mais quente nem puro e viu as gotas do líquido dourado silenciosamente se suspenderem no ar. Visto isso, ele tinha ainda mais elogios para com esse espaço misterioso acima do nevoeiro.

Isso é praticamente um milagre, mesmo que a separação e os objetos aqui não sejam reais!

“As origens dessa gota de líquido dourado”.

Ele escreveu uma nova declaração com grande entusiasmo.

5 Comentários

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!