LdM – Capítulo 28

Ordem Secreta

Badump! Badump! Badump!

O coração de Klein começou a bater rapidamente, se encolhendo antes de se expandir de repente. Isso fez seu corpo tremer levemente.

Houve um momento em que ele quase se esqueceu o que tinha de fazer, até que a figura à espreita parou de repente. A figura mexeu ligeiramente as orelhas, como se estivesse ouvindo alguma coisa.

Seu sangue fluiu de volta ao seu cérebro e Klein recuperou suas habilidades cognitivas básicas. Ele alcançou o cabo do revólver debaixo do travesseiro.

Sentiu o cabo de madeira firme, mas de textura suave, enquanto se acalmava rapidamente. Silenciosamente e lentamente pegou o revólver e apontou para a cabeça do invasor.

Para ser honesto, ele não tinha confiança em acertar o intruso. Embora já fosse capaz de acertar um alvo fixo durante o treino, uma pessoa em movimento e um alvo fixo eram coisas completamente diferentes, e ele não era arrogante o suficiente para confundir os dois.

No entanto, se lembrava vagamente de algo de sua vida anterior; a ideia geral era que uma arma nuclear possuía a maior força antes de seu lançamento.

Esse princípio funcionava em sua atual situação. A maior intimidação era antes de atirar!

Ao não puxar o gatilho ou atirar às cegas, o intruso era incapaz de determinar se era ou não um novato completo que tinha uma chance extremamente alta de errar o alvo. Suas preocupações e medos o faziam deliberar mais, resultando em ele se conter!

Em um instante, outro pensamento veio à sua mente. Isso imediatamente fez Klein se decidir. Ele não era o tipo de pessoa que ficava mais calmo quando se deparava com perigo; em vez disso, já havia imaginado a situação quando enfrentou o observador, usando intimidação em vez de atacar.

O Império dos Amantes de Comida tinha uma expressão: “Onde há precaução, não haverá perigo”!

Quando Klein apontou a arma para o intruso, o homem magro congelou de repente, como se tivesse sentido alguma coisa.

Depois disso, ele ouviu uma voz que escondia uma risada.

— Boa noite, Senhor.

O homem magricela juntou as duas mãos e seu corpo pareceu tenso. Klein sentou-se no beliche inferior, apontou para a cabeça dele com o revólver e tentou falar o mais vagarosa e naturalmente que pôde.

— Por favor, levante as mãos e vire-se. Tente fazer isso devagar. Para ser franco, sou muito tímido e fico nervoso facilmente, então se você se mover rápido demais, posso ficar com medo, e não posso garantir que não será uma situação em que eu puxe o gatilho. Sim, isso mesmo.

O homem magricela ergueu ambas as mãos e segurou-as perto da cabeça antes de virar o corpo pouco a pouco. A primeira coisa que pode ser vista foi um terno preto e apertado com botões limpos. Em seguida, viu um par de sobrancelhas castanhas que eram grossas e afiadas.

Os profundos olhos azuis do intruso não refletiam medo, mas encaravam Klein com a intensidade de uma besta feroz. Parecia que, se Klein fosse descuidado por um segundo, a outra pessoa saltaria para a frente e o despedaçaria.

Ele apertou o punho com força enquanto tentava ao máximo parecer calmo e indiferente.

Foi só quando o homem magro o encarou completamente que Klein acenou com o queixo para a porta. E disse suave e gentilmente:

— Senhor, vamos continuar lá fora. Não perturbe os belos sonhos dos outros. Ah, mantenha seus movimentos lentos. Suavize seus passos um pouco também. É uma cortesia básica para um cavalheiro.

As pupilas frias do homem magro rolaram quando ele olhou para Klein. Ele continuou levantando as mãos enquanto caminhava lentamente até a porta.

Sob a mira do revólver, ele girou a maçaneta e lentamente abriu a porta.

Quando a porta estava entreaberta, ele de repente se abaixou e rolou para a frente. A porta foi puxada por um forte vento e fechou com uma pancada.

— Uh… — Benson, que estava no beliche de cima, se moveu. Ele quase acordou em transe.

Naquele momento, uma melodia tranquila e serena entrou do lado de fora. A voz pesada e confortável começou a cantar.

— Oh, a ameaça de horror, a esperança de choros carmesim!

— Pelo menos uma coisa é certa, que esta vida voa;

— Uma coisa é certa, e o resto são mentiras;

— A flor que uma vez floresceu, sempre morre

O poema parecia possuir o poder de acalmar e relaxar os outros. Benson, que estava no beliche de cima, e Melissa, que estava em outro quarto, novamente adormeceram em meio à sonolência.

O corpo e a mente de Klein também estavam pacíficos e calmos. Ele quase bocejou.

A maneira com que o homem magro tinha fugido era tão ágil que ele não conseguiu reagir a tempo.

Olhando para a porta fechada, ele sorriu e murmurou para si mesmo:

— Você pode não acreditar, mas puxar o gatilho não atiraria uma bala.

A câmara vazia para evitar disparos acidentais!

Depois disso, Klein ouviu o poema da meia-noite enquanto aguardava pacientemente que a batalha do lado de fora acabasse.

Em um minuto, a melodia tranquila que lembrava o reflexo da luz da lua na superfície de um lago parou, e a noite escura retomou seu profundo silêncio.

Klein girou silenciosamente o tambor e moveu a câmara vazia enquanto aguardava o resultado.

Ele esperou ansiosamente por dez minutos. Assim que se perguntou se deveria investigar, ouviu a voz séria e aconchegante de Dunn Smith da porta.

— Está resolvido.

Ufa… exalou Klein. Ele segurou o revólver e pegou a chave. Descalço, cuidadosamente se aproximou da porta antes de silenciosamente abri-la para ver o corta vento preto e a meia cartola. Dunn Smith estava parado com seus olhos cinzas profundos e calmos.

Ele fechou a porta após sair e seguiu Dunn até o fim do corredor, parando ao meio do fraco luar carmesim.

— Demorei algum tempo para entrar no sonho dele — disse Dunn calmamente enquanto olhava para a lua vermelha do lado de fora da janela.

— Você conhece a origem dele? — Klein sentiu-se muito mais aliviado.

Dunn concordou com a cabeça e disse:

— Uma antiga organização conhecida como a Ordem Secreta. Foi estabelecida na Quarta Época e está relacionada ao Império Salomão e uma série de aristocratas caídos daquele período. Heh, o diário da família Antígonus veio deles. Devido à negligência de um membro, o diário entrou no mercado de antiguidades e foi obtido por Welch. Eles não tiveram escolha a não ser enviar pessoas para achá-lo.

Sem esperar pela pergunta de Klein, ele fez uma pausa antes de continuar.

— Vamos capturar os membros restantes de acordo com as pistas. Bem, isso pode acabar não muito bem. Esses caras são tão bons em se esconder quanto ratos nos esgotos. Mas, no mínimo, eles provavelmente acreditam que nós obtivemos o caderno da família Antígonus ou que obtivemos uma pista crítica. Nesse caso, desde que não seja algo extremamente crucial ou importante, eles abandonariam a operação. Essa é a sua filosofia em sobreviver.

— …E se o caderno for extremamente crucial e importante? — perguntou Klein preocupado.

Dunn sorriu sem resposta. Em vez disso, ele disse:

— Sabemos muito pouco da Ordem Secreta. Nosso sucesso desta vez é tudo graças à sua inteligência afiada. Esta contribuição é toda tua. À luz da possibilidade de perigos ocultos e de como percepção aumentada ajudaria a encontrar o caderno, você tem a chance de escolher.

— Uma chance de escolher? — Klein vagamente adivinhou algo e sua respiração subconscientemente ficou pesada.

Dunn limpou o sorriso de seu rosto enquanto dizia com toda a seriedade:

— Você quer se tornar um Beyonder? Você só pode escolher a Sequência inicial de uma Sequência incompleta.

— Claro, você pode desistir dessa chance e escolher acumular o mérito que obteve. Então, tudo o que tem a fazer é esperar até que haja espaço suficiente para você se tornar um Sem Sono, que é a primeira Sequência completa que a Deusa concedeu aos Falcões Noturnos.

Realmente… — Klein ficou encantado e não teve nenhuma emoção hesitante. Ele tomou a iniciativa de perguntar:

— Então, qual Sequência 9 posso escolher?

Eu tenho que ter informações detalhadas para decidir se devo desistir ou aceitar, assim como qual escolher!

Dunn se virou e pareceu estar encoberto pelo véu carmesim que brilhava sobre ele. Olhando nos olhos de Klein, ele disse lentamente:

— Além da Sem Sono, a Igreja tem três fórmulas de poção Sequência 9. Um deles é Espreitador de Mistérios, que também é o poder que o Velho Neil controla. Heh, Rozanne provavelmente mencionou. Ela nunca consegue segurar a língua.

Klein sorriu sem jeito, não sabendo como responder. Felizmente, Dunn não se importou e continuou.

— Nossa fórmula de poção de Espreitador de Mistérios e as sequências posteriores que não estão diretamente ligadas foram obtidas da Ordem Ascética de Moisés. Naquela época, dizia-se que eles ainda não tinham caído em corrupção. Eles persistiram em sua moral e preceitos, determinados em sua busca por conhecimento. Mantiveram seus segredos estritamente confidenciais. Qualquer um que entrasse na ordem seria impedido de falar por cinco anos depois de se tornar um Espreitador de Mistérios. Eles aprenderiam a manter o silêncio, a fim de cultivar e melhorar seu foco. O lema da Ordem Ascética de Moisés – faça o que quiser, mas não faça mal – veio deles.

— Espreitadores de Mistérios têm compreensão e domínio abrangentes e rudimentares de magia, feitiçaria, astrologia e outros conhecimentos místicos. Eles também conhecem um grande número de rituais mágicos, mas podem facilmente sentir certos seres que se escondem. Portanto, eles têm que ser cuidadosos e mostrar respeito aos seus poderes como Beyonder.

— Nos falta uma grande parte desta Sequência, fazendo com que seja uma cadeia incompleta. Por exemplo, a sua sequência 8. Claro, talvez a Santa Catedral a tenha.

Isso praticamente satisfaz todos os meus requisitos… — Klein assentiu levemente, a ponto de ter o desejo de escolher.

Felizmente, ele ainda se lembrava de certas coisas.

— E as outras duas?

— A segunda é chamada Coletor de Cadáveres. Um grande número de cultistas que cultuam a Morte no Continente Sul a escolhem. Depois de consumir a poção, espíritos mortos não inteligentes os confundem com um de seus semelhantes e não os atacam, e ganham resistência ao frio, decadência e corrosividade das auras cadavéricas. Eles são capazes de ver diretamente uma porção de espíritos malignos e ver as características e fraquezas das criaturas mortas-vivas, bem como ganhar certas melhorias de atributos. Temos a Sequência 8 e a Sequência 7 que a segue. Heh heh, você provavelmente pode adivinhar a Sequência 7: Médium Espiritual! Foi escolhida por Daly naquela época — descreveu Dunn detalhadamente.

A Médium Espiritual parece misteriosa e legal, mas o que eu mais quero é compreender o conhecimento do misticismo… — Klein não interveio; tudo o que fez foi ouvir calmamente.

Dunn Smith olhou de lado para a lua carmesim e disse:

—Nós só temos a Sequência 9 da terceira. Não tenho certeza se a Catedral Sagrada a possui. Chama-se Vidente.

Vidente? — As pupilas de Klein se contraíram ao relembrar o arrependimento que o imperador Roselle deixara em seu diário: Ele se arrependeu por não ter escolhido Aprendiz, Saqueador ou Vidente!

2 Comentários

  1. obg pelo cap
    muito provavelmente essa sequencia do vidente deve ser uma das melhores,espreitador dos mistérios é a que representa oq ele quer no momento que é aprender mais sobre o miticismo e tal,mas eu acho que vidente seria uma boa escolha

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!