LdM – Capítulo 94

 Sábio Oculto

— Criador Caído… Caído… — Alger refletiu sobre as palavras do Louco e caiu em pensamento profundo.

No entanto, o que mais impressionou Alger foi a atitude relaxada, natural e indiferente do Louco.

Ele agiu como se fossem iguais!

Se não tivesse experimentado o ritual anterior, Alger teria pensado que o Louco estava apenas blefando e se preparando para intimidar ele e Justiça. Mas agora, acreditava que, mesmo que o Louco fosse inferior ao Verdadeiro Criador, ele estava pelo menos próximo desse nível.

É perigoso, mas também é uma oportunidade… — Alger murmurou baixinho. Ele então falou com um sorriso:

— Sr. Louco, sua descrição é realmente mais apropriada. De acordo com as nossas observações, os Beyonders que acreditam no Verdadeiro Criador, não, no Criador Caído, têm maior probabilidade de perder o controle. O resto deles são, em sua maioria, psicopatas.

Isso é algo que a inteligência dos Falcões Noturnos também mencionou… E os chamados “psicopatas” não perderam a sanidade; em vez disso, suas ideologias se tornaram distorcidas… — Klein manteve sua postura, mas não continuou o assunto.

Ele ainda estava pensando em como perguntar sobre a Ordem Secreta e a poção de Palhaço, mas não conseguiu descobrir como fazer as perguntas de uma maneira que se encaixasse na personalidade do Louco.

É uma pena que o Encontro ainda seja tão diferente de um fórum da Internet. Caso contrário, eu poderia criar outra conta smurf para participar do Encontro, e essa conta ficaria encarregada de fazer perguntas inconvenientes que não condizem com a imagem do Louco… Talvez um dia eu aprenda mágica relacionada à espelho e possa tentar. Por exemplo, posso tornar minhas contas de smurf em metade dos membros…

Há vinte e duas cadeiras aqui e vinte e duas cartas no baralho de tarô, combina perfeitamente. Mas quando eu “criei” esse salão divino, nem me chamei de “O Louco” nem tive a intenção de formar um “Clube do Tarô”. Hmm, elas simbolizam os vinte e dois diferentes caminhos de Sequências?

Eu queria um salão divino, então um salão divino apareceu. Se eu quisesse uma conta smurf, será que conseguiria uma…?

Ao ver o Louco permanecer em silêncio envolvido pela espessa neblina cinza, Audrey perguntou, de forma melancólica, mas curiosa:

— Isso parece assustador. Sr. Enforcado, você poderia compartilhar, em detalhes, informações sobre cada organização secreta? E também sobre cada culto secreto? Dificilmente eu terei a oportunidade de entrar em contato com eles durante minha vida diária. Só me resta entendê-los através de vocês. Claro, estou disposta a pagar por isso. O que você gostaria em troca?

Essa é uma ótima pergunta! Senhorita Justiça, você está fazendo o papel de minha conta smurf até certo ponto… Dessa forma, o Enforcado definitivamente vai mencionar sobre a Ordem Secreta… Você é a melhor! — A mente de Klein se agitou quando ouviu isso, mas ele não deixou suas emoções transparecerem através de sua expressão ou movimentos.

Alger pensou por um momento antes de dizer:

— Preciso de dinheiro, mil libras. Seria melhor se não fossem notas marcadas com um número de série. Ou talvez pedras preciosas que acabaram de ser desenterradas. Defina o valor de acordo com o preço médio mensal da Bolsa de Jóias de Backlund

Mil libras? Isso é uma quantia enorme. Poderia ser usado para comprar uma casa em uma rua de classe alta na cidade de Tingen! Nem todo mundo teria essa quantia disponível imediatamente… Talvez o Capitão tenha um salário anual como esse, eu acho? A indenização pela morte de Hayley foi de apenas trezentas libras… Embora a senhorita Justiça seja uma nobre, ela obviamente ainda não herdou a riqueza de sua família e só recebe algum tipo de mesada… Hmm, não é de admirar que o Enforcado tenha declarado que poderia ser pago através de pedras preciosas… — Klein era muito sensível aos números monetários. Felizmente, ele estava encoberto pela névoa espessa.

Para uma senhorita ou senhora solteira, duas mil libras dariam à ela uma vida decente!

Se as duas mil libras fossem investidas, poderiam produzir com segurança um retorno anual de cerca de cem libras.

— Mil libras? — disse Audrey, parecendo chocada, mas então respondeu alegremente:

— Sem problema, posso enviar para o endereço anterior?

A julgar pelo tom da senhorita Justiça, ela acha isso muito barato? — Klein ficou pasmo.

Alger ficou quieto por uns bons vinte segundos antes de dizer:

— Sim, envie para o Bar Guerreiro & Mar na rua Pelicano, no Burgo Rosa Branca do Porto Pritz. Diga ao chefe, Williams, que é o que o “Capitão” quer.

— Tudo bem. — Audrey se inclinou para trás e posou de maneira semelhante a um espectador. — Sr. Enforcado, você pode começar agora.

Alger olhou para o Louco, e pensou por um momento antes de dizer devagar:

— Vamos começar pela Ordem Ascética de Moisés. É a organização oculta mais antiga. É claro que muitos pensam que as primeiras organizações ocultas são a Igreja da Deusa da Noite Eterna, a Igreja da Mãe Terra e da Igreja do Deus do Combate.

— Essas pessoas devem ser da Igreja do Senhor das Tempestades, da Igreja do Eterno Sol Ardente ou da Igreja do Deus do Conhecimento e da Sabedoria — Audrey refutou emburrada.

A Igreja da Deusa é a primeira organização secreta? — Foi a primeira vez que Klein ouviu tal coisa.

O que exatamente aconteceu na Quarta ou Terceira Época?

Alger sorriu e disse:

— A verdade está enterrada na história antiga. Apenas uma coisa é certa: ninguém jamais disse que a Igreja do Senhor das Tempestades, a Igreja do Eterno Sol Ardente ou a Igreja do Deus do Conhecimento e da Sabedoria já foram organizações secretas.

— Tudo bem, vamos economizar tempo e voltar ao tópico principal. A Ordem Ascética de Moisés foi estabelecida pela primeira vez por alguns humanos que leram a Ardósia da Blasfêmia. Eles acreditavam em um deus não antropomórfico, chamado “Sábio Oculto”.

— A descrição é a de um deus, mas é mais uma ideologia, uma lei natural. Por exemplo, todos os objetos são numéricos. O Sábio Oculto é uma personificação da Numerologia Espiritual. Ou esse conhecimento é supremo, e o Sábio Oculto é a personificação do conhecimento. Portanto, a Ordem Ascética de Moisés original era uma organização muito respeitável e mantinha um bom relacionamento com as outras grandes igrejas.

— Os membros da organização levaram vidas ascéticas para resistir à perda de controle e lidar com os efeitos remanescente da poção. Eles mantiveram estritamente os segredos de sua ordem e sustentaram os preceitos morais e religiosos. Eles acreditam que os humanos reencarnam continuamente após a morte…

— A Sequência 9 em seu domínio é chamada de Espreitador de Mistérios… A palavra “Feiticeiro” também se espalhou a partir dessa organização.

Audrey ouviu atentamente a descrição do Enforcado e perguntou bruscamente:

— Você disse que a Ordem Ascética de Moisés costumava ser uma organização respeitável. Eles não são mais?

Alger acenou com a cabeça indiscernivelmente.

— Sim, eles caíram na corrupção e agora são uma organização maligna.

— Por quê? Acho as crenças deles muito boas e muito normais — Audrey expressou sua confusão.

Essa também era a confusão de Klein. As informações que ele conseguiu obter em sua habilitação de segurança não forneceram a razão da queda da Ordem Ascética de Moisés.

Alger olhou para o Louco, insondável, e concordou concisamente.

— Não tenho certeza do verdadeiro motivo, talvez porque tenha sido enterrado pela história. No entanto, ouvi uma explicação aterrorizante.

— Na história, a principal razão pela qual a Ordem Ascética de Moisés caiu em corrupção foi porque o deus em que eles acreditavam, o Sábio Oculto, havia voltado à vida!

— Ele se tornou a personificação de um deus maligno!

— Voltou à vida? Tal coisa… como? — Audrey achou inimaginável e respondeu com um tom incrédulo.

Sem perceber, ela havia saído de seu estado de Espectador.

É como uma história de horror, mas o fantasma é um deus… — O coração de Klein também se agitou com uma onda de emoções.

— Sinto muito, ninguém sabe da verdade. — Alger originalmente queria dizer casualmente: “Talvez o Sr. Louco soubesse”, mas conteve sua vontade.

Ele já havia oscilado nas fronteiras do perigo uma vez.

No Livro das Tempestades 5:7, havia um ditado que Alger lembrava claramente, que era: “Não teste Deus!”

Audrey se acalmou e não pressionou por mais respostas, e então gesticulou para ele continuar.

Klein manteve sua postura sentada e seu silêncio, validando as descrições do Enforcado com seu próprio entendimento.

Finalmente, ele percebeu que havia quatro pontos que precisava tomar nota.

Primeiro, a Seita Demoníaca também era conhecida como a Família Demoníaca na Quarta Época. Naquela época, eles tinham muito poucos membros, e suas crenças eram transmitidas através de suas linhagens. Além disso, elas matavam os pais de seus filhos e abandonavam os meninos. Portanto, todos os membros eram do sexo feminino. Claro, isso era tudo da descrição de Alger, e não havia como verificar no momento.

Segundo, o Episcopado Numinoso que acredita na Morte e a Escola de Pensamento da Rosa, que gosta de cerimônias sangrentas de adoração sacrificial, ambos originaram no Continente Sul. Após a era colonial, eles quase desapareceram sob ataques das sete igrejas. Mas, como tal, começaram a se espalhar para o continente norte.

Terceiro, os atuais Alquimistas da Psicologia eram semelhantes à antiga Ordem Ascética de Moisés. Eles acreditam em uma existência não antropomórfica e que o espírito humano poderia mudar tudo.

Quarto, a Ordem Secreta tinha o menor nível de atividade entre todas as outras organizações secretas, logo, eram os mais desconhecidos. Toda vez que apareciam, pareciam estar atrás de algo ou procurando por algo.

O que eles estão procurando no momento? — De repente, Klein lembrou-se do diário que havia lido anteriormente, o líder da Ordem Secreta, Zaratul, cooperou com Roselle. Seu objetivo era conseguir algo que havia sido deixado para trás pela família Antigonus.

A aparição deles naquele momento era para procurar o caderno perdido, o caderno da família Antigonus… — Klein estreitou um pouco os olhos e sentiu que, aparentemente, havia encontrado a principal razão para as ações da Ordem Secreta.

Eles estão atrás das coisas que a família Antigonus deixou para trás!

Klein suprimiu seu desejo de bater na beirada da mesa enquanto seus pensamentos apareciam um após o outro.

Oh, eles estavam procurando vestígios remanescentes que a família Antigonus deixou para trás?

Então devo direcionar meu foco para essas áreas para obter a fórmula da poção de Palhaço da Ordem Secreta?

Após mais trocas de informações, Klein anunciou o fim do Encontro.

— Como queira. — Audrey e Alger se levantaram juntos.

Cortando as conexões, ele viu as duas figuras se estilhaçarem e desaparecerem. Klein esfregou sua glabela e tentou conjurar uma conta smurf em sua mente.

Assim como havia pensado, uma figura apareceu na extremidade mais distante da longa mesa de bronze. Essa figura usava um smoking preto, cartola de seda e tinha uma expressão maçante. Suas ações eram desajeitadas e desarticuladas. Embora estivesse envolto pela névoa cinzenta, era óbvio que havia algo errado com ele.

Isso não serve… — Klein experimentou mais algumas vezes antes de suspirar e rejeitar a ideia de criar uma conta smurf.

Ele tentou outras coisas também. Ele continuou sentado acima da névoa cinza no assento de honra na longa mesa de bronze, considerando o que Audrey havia dito e lançou um olhar curioso para as ilusórias estrelas vermelhas.

Após um momento de silêncio, Klein começou a orar como uma forma de feedback, em vez de estabelecer contato com aquelas estrelas.

Em meio à tranquilidade e ao silêncio, ele não recebeu nenhum tipo de feedback das dez estrelas vermelhas mais próximas.

Para receber feedback, preciso puxar alguém acima do nevoeiro cinzento antes de poder responder? — assentiu Klein enquanto pensava, sentindo-se um pouco decepcionado.

Ele não queria violar a vontade de outra pessoa e puxá-la à força até o espaço misterioso.

Hummm… — Klein estava se preparando para sair, mas habitualmente tocou uma estrela vermelha ilusória nas proximidades.

Naquele momento, sentiu subitamente que havia uma oração fraca e insignificante nas profundezas da estrela carmesim!

4 Comentários

  1. Se há vinte duas cadeiras e vinte dois caminhos de sequência ,talvez cada membro represente um caminho da sequência.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!