MdG – Volume 3 – Capítulo 6 (Parte 6 de 8)

— Não pode ser! Ridículo! — Anão Xamã já tinha o seu machado preparado e estava o colocando em uso contra os goblins.

A ação dos Guerreiros Dragãodente e os dois lutadores da linha de frente havia reduzido significativamente o número dos inimigos. Contanto que o grupo pudesse aguentar sua linha de batalha, eles teriam uma grande chance de vitória.

— Diabos! O que quer que tenha feito, parece ser algum tipo de magia. E não se parece com qualquer coisa que queremos nos envolver!

— Ah, acho que não temos nada a temer. — Esse era o terceiro membro do grupo. Lagarto Sacerdote, com a cauda enrolada, soou mais confiante do que o normal. — É só um pouco de transformação corporal instantânea. Meu senhor Matador de Goblins tem tudo sobre controle.

Isso os deixava livre para se concentrarem em suas funções. Com um uivo, Lagarto Sacerdote saltou novamente nos goblins.

Era justo dizer que Matador de Goblins estava enfrentando um inimigo que podia atacar sete vezes ao mesmo tempo.

Ele bloqueou um ataque da esquerda com seu escudo e então desviou com sua clava. Ele rolou para longe dos golpes que vinham de todas as direções, depois se levantou de joelhos.

Um punho veio abaixo sobre sua cabeça. Dessa vez ele avançou, diretamente para Elfo Negro.

— …!

Matador de Goblins impulsionou sua adaga para cima, mas a agilidade de Elfo Negro lhe permitiu esquivar.

Os braços da criatura lhe permitiam quase que sobrevoar a lama.

— O que foi, humano? Terá que chegar mais perto se quiser usar essa sua lâmina!

Agora que o inimigo ampliou o espaço entre eles, Matador de Goblins não tinha escolha senão avançar.

Elfo Negro esperava sem qualquer hesitação, apesar dos cinco braços massivos saindo de suas costas. A visão dele ali parado, seu equilíbrio inalterado pelos novos membros, era o mais perturbador.

— Bem, quanto maiores são, melhores alvos se tornam!

Verdade, Matador de Goblins estava em desvantagem um contra um. Então isso não significava apenas que precisava de amigos?

Alta-Elfa Arqueira tinha acabado com alguns goblins nas proximidades. Agora ela se ajoelhou e preparou seu arco.

Ela pegou uma flecha de sua aljava, a encaixou no arco, puxou e soltou em um único movimento fluído.

Sua pontaria era certeira. A flecha ponta-broto cruzou os pingos de chuva, atingindo Elfo Negro na test…

— ……!

…quase. No instante em que ia acertar, uma mão branca enorme apareceu de repente e pegou a flecha no ar.

Era como um furacão, um pilar de pedra. Uma mão inchada, abaulada e retorcida.

O membro translúcido quebrou a flecha como um galho que era e desapareceu.

Elfo Negro sorriu maliciosamente e segurou alto o artefato amaldiçoado em sua mão esquerda.

Ninguém iria liderar das linhas de frente sem algum tipo de proteção.

— Ele pode parar flechas…?! — lamentou Alta-Elfa Arqueira, tremendo de medo.

Era dito que nos tempos recônditos, um gigante tinha lutado na guerra entre os deuses da ordem e do caos.

Aquele artefato amaldiçoado era seu braço, um objeto com o poder de invocar o gigante. E Elfo Negro era o seu proprietário.

— Então… — Anão Xamã esbofeteou as bochechas, franzindo a testa. — …ele é um invocador?!

Se ele pudesse realmente invocar uma criatura da era dos deuses, significava que ele era tão forte quanto um aventureiro Bronze ou Prata, ou mesmo…

Seus métodos de invocação eram pouco ortodoxos, de fato, desumano, mas não havia como negar a confiança que ele exalava. Era possível que para Elfo Negro, ele próprio — muito menos seus goblins — não era a coisa mais importante.

Vejam as nuvens escuras que se agitavam no alto. Vejam o temporal que fez para atacar a cidade. O trovão. O vento. A chuva.

E se tudo isso fosse apenas os precursores do retorno de Hecatônquiro à terra?

— Se ele para flechas, devemos assumir que todas as armas de longo alcance são ineficazes?

— Eu mesmo não sei exatamente…

Lagarto Sacerdote tinha acabado de voltar — coberto de lama — de decapitar o último goblin.

A resposta de Alta-Elfa Arqueira foi acompanhada de um balançar ansioso de suas orelhas. Ainda se recuperando da descrença, ela preparou outra flecha.

— …Mas quando eu era pequena, meu avô me disse que não importa quantas flechas fossem lançadas naquele gigante, isso pararia todas.

Se o avô de um humano dissesse tal história, poderia muito bem ser descartada como um relato absurdo. Mas se isso partisse de um velho elfo veterano que estivera vivo durante as batalhas da era mítica…

E ele havia dito que flechas eram inúteis.

— Deuses — disse Anão Xamã enquanto estalava a língua. — De todas as horas para um elfo descobrir o significado de falhar. — Ele não parecia aberto ao otimismo.

Ele ergueu o dedo, julgando a distância até o Elfo Negro mutante. O inimigo estava bem no limite do seu alcance.

Mas Impacto Pétreo levava muito risco em atingir Matador de Goblins. E mesmo que só atingisse o elfo, quanto dano faria de fato naqueles braços monstruosos…?

— Oho?

Os olhos de Elfo Negro se arregalaram.

Matador de Goblins havia posto de lado a clava e desembainhou sua espada. A espada de tamanho estranho estava coberta com uma camada de terra, talvez por lutar na lama.

Mas Matador de Goblins tomou uma postura firme e girou o pulso uma vez.

— Acha que a mudança de armas lhe permitirá prevalecer contra mim?

— Não. — Matador de Goblins estabilizou a respiração, apontou a ponta de sua espada no inimigo e falou em voz baixa: — Imagino que vai me deixar te matar.

— Me poupe de sua estupidez!

Quando ele rugiu, os braços de Elfo Negro se esticaram anormalmente, tentando alcançar Matador de Goblins.

O guerreiro humano avançou, tirando vantagem da menor das falhas.

Em sua mão direita, Elfo Negro segurava aquela espada ligeira. Era uma arma boa, mas os reflexos de seu proprietário a fazia verdadeiramente perigosa.

— Uma investida suicida? Você nunca me alcançará.

Matador de Goblins conseguiu desviar o lampejo prateado por pouco com seu escudo.

O pedaço de couro redondo já havia sofrido vários cortes e perfurações, chegando a alcançar um ponto em que deixaria de ser muito útil.

Mas Matador de Goblins não ligou, estando diminuindo a distância entre eles com sua espada de prontidão.

Elfo Negro saltou para trás e se preparou para se impulsionar de novo. Matador de Goblins seguiu, estendendo a mão com a ponta de sua lâmina.

A armadura de torso do inimigo rachou bem ligeiramente com um eco tilintando. Mas nada mais do que isso.

— Ha-ha-ha-ha-ha-ha! Parece que seu braço fiel não é forte o suficiente!

Matador de Goblins simplesmente não tinha a força própria para ferir o elfo.

O inimigo pousou no chão, espirrando lama por todo o lado e declarando em triunfo:

— Eu fiz a tua avaliação! Você não é melhor do que Rubi, o quinto ranque. Ou mesmo Esmeralda, o sexto!

— Não — disse Matador de Goblins, balançando a cabeça. — Tente Obsidiana.

Matador de Goblins não poderia fazer isso. Mas…

— Ó Mãe Terra, abundante em misericórdia, conceda tua luz sagrada para nós que estamos perdidos na escuridão!

Eles ouviram uma voz clara, erguida em súplica aos deuses.

Nessa noite de todas as noites, para uma oração de alguém que ela tinha tão recentemente abençoada com seu amor, como poderia a Mãe Terra não conceder um milagre?

Luz Sagrada explodiu do mangual erguido de Sacerdotisa.

Proferindo um grito silencioso, Elfo Negro recuou quando uma luz tão brilhante quanto o sol trespassou a tempestade.

Seus olhos acostumados com a noite e a chuva escurecida queimou como se fosse exposta a luz do dia.

Sacerdotisa não precisava mais de palavras para se comunicar com Matador de Goblins.

O grupo lidaria com os goblins; Matador de Goblins lidaria com o líder deles. E…

Você é crucial. Estou contando com você.

Ele havia confiado esse papel a ela.

É claro que ela seguiria o caminho que ele esculpiu através do exército goblin.

E agora, com a luz em suas costas, Matador de Goblins surgiu na escuridão.


KakaSplatT
☦ Death To The World ☦

11 Comentários

  1. Acabou na melhor parte kkk
    Sacerdotisa é realmente a melhor suporte…

    PS:”Tente Obsidiana.” Imagina se fosse prata?! Qual seria o tamanho do estrago? kkk

  2. GS é tecnicamente o mais fraco do grupo sua força e comparada a de rank obsidiano, só que mesmo assim ele se recusa a perder, se acostumando a emfrenter inimigos centenas de vezes mais forte. com suas taticas “sujas” e mesmo que ele estivese sozinho acho que ele venceria essa batalha, matando o elfo negro envenenado ou queimado.

    1. Eu não acho que ele é tecnicamente o mais fraco, na verdade ele é o segundo mais forte do grupo perdendo apenas para o Lagarto Sacerdote que é o melhor guerreiro do grupo como já dito anteriormente no volume anterior.
      E a força dele também não é comparada a obsidiana, basta ver as lutas dele com o lorde goblin e o campeão goblin que são ambos do nível de um aventureiro prata experiente. Só para ter ideia o goblin campeão quase ganhou do Guerreiro de Armadura Pesada que é ranking prata e só não ganhou porque a Cavaleira que também é ranking prata atrapalhou, mas ainda assim eles tiveram um pouco de dificuldade mesmo sendo ambos ranking prata.
      O Goblin Slayer só está tendo dificuldade com essa batalha porque ele quase nunca enfrentou um inimigo diferente de um goblin e não tem experiência como tal outros aventureiro, algo que também se aplica ao Guerreiro de Armadura Pesada que não tinha experiência com goblins por isso teve dificuldade.
      Agora o ponto principal é que o atual inimigo do Goblin Slayer é um Elfo Negro fortalecido com um feitiço de invocamento de um monstro que lutou contra os deuses da ordem, por isso a diferença de poder entre eles.
      Mas eu concordo que ele sozinho ainda daria um jeito de vencer usando suas técnicas pouco ortodoxas kkkk

      1. Fora o fato de que o Guerreiro de Armadura Pesada tem uma armadura pesada da melhor qualidade e uma espada de duas mãos de alta qualidade, enquanto que o Goblin Slayer só tem uma armadura de couro barata e uma espada curta de baixíssima qualidade

  3. Obrigado pelo capítulo.

    Isso que é trabalho em equipe e confiança mútua! O Goblin Slayer e a Sacerdotisa estão em perfeita harmonia nesse quesito.

    E o que fala mais dessa luta? Está cada vez mais incrível!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: O conteúdo deste site está protegido!